1

Os 5 Desafios das Equipes

Você está convidado a dar uma pausa na correria do cotidiano para refletir sobre liderança e as cinco disfunções que desestabilizam um time. O autor do livro Os 5 Desafios das Equipes, Patrick Lencioni é um especialista no assunto e vem apoiando empresas nos quatro cantos do planeta no caminho do crescimento.

os 5 desafios das equipes pdf

Nesse livro, que integra a sua coleção de best-sellers, Lencioni destaca que a chave para o sucesso não está na tecnologia, nas finanças ou na estratégia. Pelo contrário, segundo ele, o maior tesouro de uma organização são as pessoas e a capacidade delas de trabalharem em equipe. 

Patrick Lencioni garante que um time composto por profissionais fortes e que se movem na mesma direção é capaz de promover mudanças significativas. Mas o que parece simples na teoria, nem sempre funciona redondinho na prática. Afinal, uma equipe é formada por pessoas imperfeitas. 

Então, você está interessado em saber como impulsionar a produtividade das suas equipes, evitando assim uma série de comportamentos que viciam as pessoas e prejudicam os resultados? Você pode continuar lendo Os Cinco Desafios das Equipes aqui ou baixar o pdf ao lado. Vamos lá!

Resumo do Livro

Todas as equipes possuem alguns desafios que são inerentes à própria natureza do trabalho em grupo. E para conseguir lidar bem com esses desafios, é importante saber como ser um bom líder.

A chave para o sucesso está neste ponto – em melhor lidar com o acaso e com as imperfeições de cada grupo com que se trabalha e se entra em contato.

Se você está buscando ser uma pessoa mais completa, uma liderança mais capaz, ou apenas entender como melhor extrair o potencial de um time, adivinha só: A leitura a seguir é toda sua.

Siga conosco até o final e aproveite!

Os 5 Desafios das Equipes

De acordo com Patrick Lencioni,  existem 5 armadilhas naturais (que ele chama de disfunções) que impedem as pessoas a trabalharem como uma equipe. São elas:

  1. Falta de confiança
  2. Medo de conflitos
  3. Falta de comprometimento
  4. Evitar responsabilizar os outros
  5. Falta de atenção aos resultados

O livro Os 5 Desafios das Equipes afirma que essas disfunções não podem ser avaliadas isoladamente. Afinal, uma está relacionada à outra e quando uma se manifesta há o comprometimento do trabalho em geral. 

Vamos, então, conhecer um pouco mais sobre cada uma dessas disfunções!

Disfunção 1: Falta de confiança

os 5 desafios das equipes resumo

“Confiar é saber que quando um membro da equipe o pressiona, ele faz isso porque se importa com a equipe”, afirma Patrick Lencioni. Por outro lado, garante, “equipes que não confiam desperdiçam quantidades excessivas de tempo e energia, gerenciando comportamentos e interações dentro do grupo”.

Assim, confiança é a base de um verdadeiro trabalho de equipe. Sem ela, não há entendimento e nem cumplicidade, logo, inviabilizando o trabalho. Nesse cenário, prevalece a falta de debates e troca de ideias e experiências. 

De acordo com Os 5 Desafios das Equipes, o alicerce da confiança é construído quando as pessoas expõem suas fraquezas, faltas de habilidades, problemas interpessoais e erros. Ou seja, a única maneira de superar a falta de confiança é passando por cima da necessidade de sermos invulneráveis. Deste modo, as pessoas põem a energia e a atenção no trabalho. 

O autor assegura que quanto maior a exposição frente aos outros, mais desenvolvida será a inteligência emocional, uma característica importante ao lidar com pessoas.

Características de equipes com falta de confiança

  • Escondem suas fraquezas e seus erros uns dos outros.
  • Hesitam em pedir ajuda ou dar feedbacks.
  • Hesitam em oferecer ajuda a pessoas que atuam fora de suas áreas de responsabilidade.
  • Tiram conclusões precipitadas sobre as intenções e aptidões dos outros.
  • Não reconhecem nem exploram as experiências e habilidades uns dos outros
  • Perdem tempo e energia controlando o próprio comportamento, para causar boa impressão.
  • Guardam mágoas.
  • Temem as reuniões e encontram motivos para não compartilhar algum tempo com os colegas.

Características de equipes onde existe confiança

  • Admitem suas fraquezas e seus erros.
  • Pedem ajuda.
  • Aceitam perguntas e informações sobre suas áreas de responsa­bilidade.
  • Dão uns aos outros o benefício da dúvida, antes de chegar a con­clu­sões negativas.
  • Assumem riscos, dando feedback e oferecendo ajuda.
  • Valorizam e exploram as experiências e as habilidades uns dos outros.
  • Investem tempo e energia em questões importantes, não em politicagens.
  • Oferecem e aceitam desculpas sem hesitar.
  • Anseiam pelas reuniões e por outras oportunidades de trabalho em equipe.

Ferramentas do líder para facilitar a confiança na equipe

  1. Exercícios de histórias pessoais: o objetivo é estimular a empatia, a compreensão e desestimular comportamentos imprecisos.
  2. Exercícios de eficiência da equipe: os integrantes identificam a contribuição mais importante em cada um de seus colegas, assim como as possibilidades de melhorias, com foco no bem do grupo.
  3. Perfis de preferência de personalidade e de comportamento: o objetivo é oferecer descrições comportamentais práticas e cientificamente válidas dos membros de uma equipe, segundo suas diversas maneiras de pensar, falar e agir, sem qualquer julgamento.
  4. Programas de feedback 360º: os membros da equipe fazem julgamentos específicos e críticas construtivas uns aos outros, identificando seus pontos fortes e fracos.
  5. Exercícios experimentais em equipe: benefícios derivados de rigorosas e criativas atividades ao ar livre, envolvendo apoio e cooperação coletiva.

Disfunção 2: Medo do conflito

os 5 desafios das equipes uma história sobre liderança

O autor de Os 5 Desafios das Equipes explica que relacionamentos duradouros dependem de conflitos produtivos para evoluir. Isso vale para amizades em geral, casamentos, paternidade e negócios. Mas um bom conflito não significa ganhar um debate, e sim ouvir atentamente as idéias da outra pessoa e considerar o ponto de vista dela.

Já o medo do conflito construtivo está intimamente ligado à falta de confiança, porque impede os debates acalorados e saudáveis para o crescimento de uma empresa. O que ocorre, de fato, é que a maioria das pessoas evita o conflito em nome da harmonia do grupo. Mas o que colhem com isso é tensão. E por não poderem falar abertamente, elas partem para as conversas paralelas e as famosas panelinhas.

Características de equipes que fogem dos conflitos

  • Têm reuniões chatas e cansativas.
  • Criam ambientes onde prevalece a política de ataques pessoais.
  • Ignoram assuntos controversos mas que são relevantes para o sucesso do time.
  • Não exploram todas as opiniões e perspectivas dos integrantes da equipe.

Características de equipes que se envolvem em conflitos construtivos

  • Tenha reuniões animadas e interessantes.
  • Extraia e explore as idéias de todos os membros da equipe.
  • Resolva problemas reais rapidamente.
  • Minimizar a política.
  • Coloque tópicos críticos na mesa para discussão.

2 dicas para sanar o medo do conflito construtivo

  • Traga à tona discórdias enterradas, tocando em questões delicadas, porém, necessárias.
  • Estimule uns aos outros a não se retirarem de um debate saudável, lembrando-os da importância desse comportamento.

Disfunção 3: falta de comprometimento e incapacidade de assimilar o que ficou decidido

os 5 desafios das equipes resumo pdf

O compromisso ampara-se nas duas disfunções anteriores. Ou seja, você precisa de confiança para produzir conflitos produtivos. E os conflitos produtivos abrem possibilidades para que as pessoas se comprometam com clareza e aceitação.

De acordo com o autor do livro Os 5 Desafios das Equipes, “quando as pessoas não expressam suas opiniões e não sentem que foram ouvidas, elas realmente não embarcam. Alguns ficam estagnados, dependendo da unanimidade e, sem expressar opiniões, raramente as decisões são satisfatórias”.

Características de equipes que não se comprometem

  • Criam ambiguidade entre seus integrantes.
  • Perdem oportunidades por causa de análises excessivas e demora desnecessária.
  • Estimulam a falta de confiança e o medo de errar.
  • Revisitam discussões e decisões inúmeras vezes.
  • Estimulam questionamentos entre seus integrantes.

Características de equipes que se comprometem

  • Mantém clareza em relação a direção e prioridades do time.
  • Alinham todo o grupo em torno de objetivos comuns.
  • Aprendem por meio dos erros.
  • Ficam de olho nas oportunidades.
  • Não hesitam em seguir adiante.
  • Mudam de direção sem culpa.

Ferramentas que podem ajudar a solucionar a falta de comprometimento

  • Mensagem ao final das reuniões, revendo as decisões tomadas e garantindo que todos entenderam e estão na mesma direção.
  • Estabelecimento de prazos para que as decisões sejam tomadas.
  • Realização de contingência e análise do pior cenário possível, a fim de reduzir os medos, criando a mentalidade de que decisões erradas podem ser contornadas.
  • Desenvolvimento da capacidade de tomar decisões em situações de baixo risco é uma boa dica para equipes que temem o comprometimento.

Disfunção 4: evitar responsabilizar os outros

os cinco desafios das equipes patrick lencioni download

Em seu livro Os 5 Desafios das Equipes, Lencioni afirma que “quando alcançamos clareza e aceitação, é então que devemos nos responsabilizar pelo que fazemos, por altos padrões de desempenho e comportamento. E, por mais simples que pareça, a maioria dos executivos odeia fazê-lo, principalmente, quando se trata do comportamento de um colega”.

O autor ressalta que, uma vez decidido o objetivo coletivo, as pessoas devem responsabilizar uns aos outros para que não haja desvios. Ter medo de assumir essa postura mostra o quanto uma equipe está desestruturada. 

Características de equipes que evitam responsabilizar os outros

  • Criam ressentimento entre os integrantes que possuem diferentes padrões de desempenho.
  • Estimulam a mediocridade.
  • Não cumprem prazos.
  • Jogam para o líder o fardo de ser a única fonte de disciplina.

Características de equipes em que todos cobram responsabilidade uns dos outros

  • Fazem com que cada integrante que tenha um mau desempenho sinta-se pressionado a melhorar.
  • Identificam problemas em potencial com rapidez, por meio do questionamento das abordagens uns dos outros, sem hesitação.
  • Estabelecem o respeito entre todos os integrantes.
  • Evitam a burocracia excessiva em relação ao controle do desempenho e às ações corretivas.

Disfunção 5: falta de atenção aos resultados

patrick lencioni

Quando os integrantes de uma equipe evitam responsabilizar os outros, a tendência é priorizar o reconhecimento individual, reduzindo o foco no sucesso coletivo. Nesse caso, os prejuízos aparecem, é claro, nos resultados da equipe.

Questões como ego, sucesso na carreira ou reconhecimento podem motivar uma atitude individualista, quando somada às outras disfunções apontadas. Logo, todos devem adotar um conjunto de objetivos comuns e usá-los para tomar decisões coletivas todos os dias.

Assim, autor de Os 5 Desafios das Equipes garante: “torne os resultados que precisamos alcançar tão claros que ninguém consideraria fazer algo puramente para melhorar seu status ou ego individual. Porque isso diminuiria nossa capacidade de alcançar nossos objetivos coletivos. Todos nós perderíamos”.

O que ocorre nas equipes que não estão focada em resultados

  • Ficam estagnadas e não crescem.
  • Não conseguem acompanhar e/ou vencer os concorrentes.
  • Perdem os funcionários focados em realizações.
  • Incentivam os membros da equipe a se concentrarem em suas próprias carreiras e objetivos individuais.

Características de equipes focadas em resultados coletivos

  • Mantêm os funcionários orientados para resultado.
  • Tiram o foco do comportamento individualista.
  • Curtem o sucesso e sofrem com os fracassos.
  • Evitam distrações.

O autor enumera dois comportamentos que podem elevar a atenção aos resultados: analisar e proclamar publicamente os resultados esperados e associar recompensas com resultados coletivos.

Conclusão

Apesar de parecer algo simples, o sucesso da equipe depende de um alto grau de disciplina e persistência, o que poucos times são capazes de reunir. Assim, antes de partir para a ação em sua empresa, avalie bem as pessoas e identifique onde estão de fato os pontos fracos nos grupos.

Os 5 Desafios das Equipes relembra: um time funcional assume suas imperfeições, comemora seus sucessos e admite suas condições de um grupo formado por pessoas.

Continue aprendendo

Então, você gostou do resumo de Os 5 desafios das equipes, pdf? Você quer ir mais fundo no seu projeto de conduzir as suas equipes para o sucesso? Lembre-se que os livros serão sempre fortes aliados seus. 

No 12min, a sua plataforma de desenvolvimento pessoal, você encontra uma variedade enorme de obras, dos mais renomados autores. Tudo nos formatos microbook e audiobook. Existe, inclusive, uma categoria específica sobre Liderança.

Nós selecionamos para você uma sugestão de leitura que certamente irá contar ponto a seu favor. Anote aí!

Radical Candor –  Kim Scott

livro radical condor

Radical Candor (Sinceridade Radical) é uma abordagem de gestão empresarial que, entre outras coisas, trata de obter o equilíbrio ideal entre os excessos de líderes que, de um lado, são obstinadamente agressivos e, de outro, são prejudicialmente empáticos. Nenhum desses extremos parece funcionar bem, sendo necessária a proposição de uma nova metodologia para a gestão de equipes profissionais. Imperdível!

E, aqui no Blog 12min, temos vários posts interessantes. Por exemplo:

Os desafios de gerenciar equipes a distância

Pessoas envolvidas em um mesmo projeto, trabalhando em locais diferentes – algumas vezes, a milhares de quilômetros de distância. Essa tem sido uma realidade cada dia mais comum nas empresas

Resumo do Livro Mais Rápido e Melhor, de Charles Duhigg

Quem não quer ser mais produtivo, aproveitar bem cada segundo e aprender a superar os próprios limites? É justamente isso que o autor do livro Mais Rápido e Melhor nos ensina a fazer. 

Resumo do Livro Be Obsessed or Be Average, de Grant Cardone

Limite é palavra fora do vocabulário, quando o assunto é sucesso. Por outro lado, a obsessão é que vai tirar você da mediocridade e levá-lo ao topo

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você gostou do resumo do livro Os 5 Desafios das Equipes e das nossas dicas de leitura, deixe aqui a sua opinião. E se as informações foram valiosas para você, certamente serão importantes para os seus amigos também. Então, compartilhe esse post em sua rede social!




Radical Candor

Na sua opinião, o que é melhor para uma equipe: um líder obstinadamente agressivo ou um extremamente empático? O livro Radical Candor garante que nenhum dos dois extremos funciona bem sozinho e o ideal mesmo é o equilíbrio entre ambos, criando um mix de elogios e críticas.

radical candor livro pdf

Radical Candor (Sinceridade Radical) é uma abordagem de gestão empresarial, criada pela ex-executiva do Google, Kim Scott. Ela teve atuação marcante, também, em outra poderosa empresa, a Apple, antes de lançar o seu método, que você vai conhecer melhor, aqui, nesse post.

Resumo do Livro

A liderança é a chave para o sucesso de um gestor e da empresa que está sob seu comando. Um passo errado e consequências catastróficas podem advir para a empresa.

Com a concorrência alta que é enfrentada nos dias de hoje, vemos que ser um bom gestor tem se tornado cada vez mais difícil, mas ainda assim, longe de ser impossível.

Se você está a procura de uma melhor forma de gerir sua equipe, ou se deseja estudar gestão, precisamos te informar que esta leitura é indispensável para você.

Caso você só esteja buscando inspiração, recomendamos também. Você vai encontrar muita por aqui.

Criticar ou calar-se

“Se você não tem nada de bom para dizer a alguém, não diga nada”. Provavelmente, você já ouviu esse conselho. Segundo o livro Radical Candor, embora essa máxima possa funcionar entre familiares, amigos e comunidade, ela pode ser desastrosa no ambiente empresarial.

É isso mesmo, ou seja, você não entendeu errado. O método desenvolvido por Kim Scott defende que o líder deve oferecer feedbacks, construir um ambiente profissional e incentivar todo o time a ser radicalmente sincero, sem medo e sem culpa.

Está interessado em conhecer mais sobre o Radical Candor? Então, você pode continuar lendo o resumo aqui ou baixar o PDF ao lado! Vamos adiante!

Ilustrando o Radical Candor?

radical candor resumo

Scott usa um fato pessoal mesmo para ilustrar o seu método, o Radical Candor. Ela havia acabado de se juntar ao time do Google e fez uma apresentação para fundadores e CEO sobre os números do Google AdSense.

Ela estava nervosa, sim, mas tinha resultados positivos para mostrar. Na verdade, ela tinha em mãos um grande sucesso. No entanto, após a apresentação, sua superior imediata, Sheryl Sandberg a convidou para um feedback.

Sandberg começou elogiando o excelente desempenho da equipe e a apresentação. Mas… Isso mesmo, tinha um “mas” e, então, Scott sentiu que nem tudo estava 100% perfeito. E foi exatamente o que ocorreu, ou seja, ela foi criticada pela mania de dizer “hmmm” com muita frequência.

A chefe perguntou se isso era sinal de nervosismo e sugeriu que o Google contratasse um treinador para ajudá-la a se expressar melhor. Scott não achou o comentário relevante e desconsiderou a proposta. Assim, a chefe foi obrigada a ser extremamente sincera e explicar que aquele som a fazia parecer idiota.

Se a chefe de Scott não tivesse tido tão franca e direta, talvez ela nunca identificaria e corrigiria o problema.

A matriz Radical Candor

Ser sincero com a equipe nem sempre é tarefa fácil. E ser radicalmente sincero é ainda mais difícil para as lideranças. No entanto, Scott desenvolveu o seu próprio jeito, ou seja, ela criou um gráfico simples, dividido em quatro quadrantes.

Em sua matriz, o eixo vertical aponta para “cuidar das pessoas” e o eixo horizontal para “desafiar diretamente”. Assim, o ideal é que os feedbacks estejam no quadrante superior direito. Ou seja, exatamente onde se encontra o Radical Candor, ou a Sinceridade Radical.

Cuidar das pessoas

Sandberg somente pode ser franca com Scott porque ela se importava com o fato da funcionária parecer idiota perante os demais. 

E a autora garante que sua chefe deu outras demonstrações, visando promover o seu bem-estar e não focando apenas nos resultados. Por exemplo, quando a encorajou a tirar alguns dias de folga para cuidar de um parente doente.

Segundo o livro Radical Candor,  o ato de “cuidar das pessoas”, torna muito mais fácil dar o próximo passo como um bom líder.

Desafiar diretamente

Dizer ao outro qualquer coisa que não soe como imediatamente positiva é algo reprovado em nossa cultura ocidental, garante Scott. Mas segundo ela, cabe ao líder empresarial ser sincero e bem claro sobre o que não está funcionando. Ou seja, apontar as falhas da equipe é uma obrigação moral.

Entendendo cada quadrante

radical candor quadrante

Empatia Danosa

Para não causar tensões ou desconforto entre os membros da equipe, muitos líderes apelam por evitar a verdade em troca do bem-estar geral. Isso é o que Scott chama de “Empatia Danosa”.

Líder que não é sincero com sua equipe, tem uma equipe que não é sincera com ele. Assim, ninguém sabe o que se passa na cabeça do colega ao lado. Sem sinergia, sem conexão, a máquina não funciona direito.

A “Empatia Danosa” aparece como uma das maiores causas do baixo desempenho dos funcionários.

Falsidade Manipuladora

radical candor livro Download free

Aqui, a palavra-chave é a falsidade. Nesse quadrante, o líder manipula pessoas e situações, sempre em busca de algum ganho pessoal. Ele engana a equipe, fazendo-se de “bonzinho”. 

Preocupado com a opinião dos outros, esse líder nunca é sincero. Afinal, a sinceridade pode irritar e desagradar as pessoas. E, então, em vez de perguntá-las sobre o que pensam e expressar sua opinião quando discorda delas, ele passa a agir sorrateiramente.

Agressão Obstinada

Ao desafiar um colaborador diretamente, sem se preocupar sinceramente com o seu desenvolvimento, você cairá no quadrante da “Agressão Obstinada”. Isso é ruim, mas ainda é melhor do que não fazer nada. Pelo menos, o líder deixa bem claro para a equipe o que pensa sobre a performance de cada um.

Muitos líderes descem para os quadrantes “Empatia Danosa” e “Agressão Ofensiva” simplesmente porque não querem ser vistos como agressivos.

Radical Candor – Sinceridade Radical

silicon valley radical candor

A Sinceridade Radical resulta da combinação entre cuidar das pessoas e as desafiar diretamente. Ela exige que os líderes entendam que criticar honestamente os colaboradores não é sinônimo de maldade.

Entretanto, como colocar isso em prática? Scott criou um acrônimo para ajudar seus leitores a se lembrarem desses princípios: HUIDP.

  • H = Humilde
  • U = Útil
  • I = Imediata
  • D = Direta (em particular, quando for criticar; publicamente, para elogiar).
  • P = não levar para o lado Pessoal (Sandberg não lhe disse “você é uma idiota”, mas “você parece idiota quando faz esse som”: há uma grande diferença nisso).

Vamos focar então no eixo Radical Candor. 

Estimulando a cultura da Sinceridade Radical

kim scott kim scott radical candor ted talk

Em seu livro Radical Candor, Scott sugere colocar o quadrante em um post e explicar detalhadamente para a equipe o seu significado.

Depois, uma dica é usar adesivos coloridos, por exemplo, uma cor para elogios e outra para as críticas. Peça a cada funcionário para colar, no gráfico, as anotações no espaço correspondente às suas últimas interações. 

A autora alerta para evitar agir como ingênuos bem-intencionados, o que é altamente prejudicial. Segundo ela, o seu próprio aprendizado veio da forma mais difícil, quando tentou atuar, durante muito tempo, como mediadora entre profissionais que, claramente, jamais deveriam trabalhar juntos.

Assim, ao tentar agir diplomaticamente, ela criou um ambiente tóxico, exatamente o que se tentava evitar. A postura ideal do líder, nesses casos, consiste em insistir no diálogo franco entre os colegas – antes de envolver-se diretamente.

Se depois de todo esse esforço, o problema continuar, o líder deve se envolver – mas, sempre na presença de ambas as partes.

Encoraje as pessoas a reclamarem 

silicon valley radical candor

As pessoas devem saber que elas podem sim criticar seus superiores. E que não serão penalizadas por isso. Uma dica do livro Radical Candor é a reunião periódica. Nesse encontro, os funcionários podem criticar, elogiar, recomendar, sugerir e orientar os chefes.

Mas informe os gestores primeiro de que haverá a reunião e dê tempo a eles para se acostumarem com a ideia. Mostre que essa é uma iniciativa boa para todos.

Em seguida, esclareça novamente para as equipes que o objetivo da reunião é ajudar os seus chefes a serem melhores profissionais. Esse não pode ser um momento de promover vinganças pessoais ou “caça às bruxas”.

No livro Radical Candor, Scott sugere repassar todas as críticas ao chefe sem, necessariamente, identificar os respectivos autores.

Controle o clima

A coisa pode ficar tensa no início e exigir uma interferência. Veja algumas sugestões do livro Radical Candor que podem funcionar para evitar/apagar incêndios:

  • Tome notas você mesmo (não delegue essa tarefa a ninguém) e envie as informações registradas ao chefe em questão. Informe a todos os envolvidos que você compartilhará os registros.
  • Lembre a equipe que mudar um comportamento não é tarefa de um dia para outro. Assim, ninguém deve esperar uma transformação de 180º imediatamente.
  • Elabore uma lista de desejos, com duas ou três coisas principais que o chefe pode fazer diferente e apresente-a a ele.
  • Monitore de perto se o chefe vem trabalhando nessas questões.
  • E para evitar que a reunião se transforme em uma terapia de grupo, force a equipe a hierarquizar os desafios a serem enfrentados.

Cuide de si mesmo primeiro

radical candor silicon valley

Você não será capaz de se importar e cuidar dos outros, se antes não cuidar de si mesmo. Isso é como num avião, quando as máscaras de oxigênio caem. Nesses casos, se você que ajudar alguém ao seu lado, precisa se certificar de colocar a sua máscara primeiro.

Scott ressalta que cada líder tem a sua “máscara de salvação”. No caso dela especificamente, em um momento muito estressante de sua carreira, percebeu que a coisa mais importante que poderia fazer pela sua equipe não era contratar profissionais altamente gabaritados. Na verdade, era correr todas as manhãs!

E quando você assume esse compromisso consigo mesmo, é preciso respeitá-lo e cumpri-lo, mesmo que caia uma “chuva de granizo”.

Atenção aos detalhes

“Pequenas” ações podem impactar fortemente na definição dos valores e na criação da cultura organizacional. Assim, a autora sugere atenção especial ao ambiente de trabalho. Scott cita o exemplo do Vale do Silício, famoso por seus escritórios extravagantes e refeições preparadas por chefs de cozinha premiados.

Você deve estar pensando que isso é muito pra você. Não tem problema. Faça algo que esteja de acordo com a sua realidade. Que tal servir um cafezinho da marca que seus funcionários gostam? Você pode também acrescentar uns saquinhos de chá.

Ou seja, de acordo com o livro Radical Candor, a rotina de trabalho é o que, verdadeiramente, define o sucesso ou o fracasso de uma cultura organizacional.

Se você quer ir mais longe no tema cultura organizacional, temos aqui no blog 12min um artigo especial que relaciona livros sobre cultura organizacional sensacionais. Vale a pena conhecê-los!

Continue aprendendo

kim scott radical candor ted talk

Você gostou de conhecer a metodologia Radical Candor? Se quer saber mais sobre o assunto, acesse o microbook dessa obra no 12min – a sua plataforma de desenvolvimento pessoal. Lá você encontrará exemplos bastante enriquecedores.

O 12min disponibiliza uma série de outras obras fantásticas, dos mais renomados autores. Vale a pena conhecer a nossa biblioteca! Tudo nos formatos microbook e audio book. 

Você ainda pode acessar pelo celular, utilizando os aplicativos para Android ou iOS.

E já que a autora de Radical Candor iniciou seu sucesso profissional no Google, que tal conhecer um pouco mais sobre o lado de dentro dessa poderosa empresa. Então, pegue aí a nossa sugestão de leitura para hoje.

Como o Google Funciona – Alan Eagle & Eric Schmidt & Jonathan Rosenberg

Livro Como Funciona o Google

Nesse livro, os autores explicam como essa gigante focou o seu negócio no capital humano, fazendo dele o seu grande diferencial. Com essa estratégia, a Google tornou-se uma das empresas mais inovadoras do mundo e também desenvolveu uma cultura única, que fez com que seus funcionários se orgulhassem de trabalhar lá. Imperdível!

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu os ensinamentos de Kim Scott, em Radical Candor, e também as nossas dicas de leitura, deixe aqui os seus comentários! E lembre-se de compartilhar esse post em sua rede social!




A Arte de Ler Mentes

Entender o que passa na cabeça das pessoas é muito importante e pode ser um diferencial valioso pra você. Qualquer um pode fazer isso, basta aprender as técnicas e praticar. O mentalista e autor do livro A Arte de Ler Mentes, Henrik Fexeus mostra o caminho. Ele ensina, inclusive, como alterar a sua programação mental e como identificar quando alguém está mentindo.

a arte de ler mentes pdf

O autor recorre a uma linguagem simples, de fácil entendimento e, em alguns momentos, até mesmo engraçada. O objetivo de Fexeus é ir além dos livros de autoajuda e, assim, A Arte de Ler Mentes se enquadra melhor na categoria Psicologia. O livro traz conceitos comuns de Programação Neurolinguística (PNL) de uma forma inteligente.

Resumo do Livro

A Arte de Ler Mentes pode até mesmo parecer um livro de comédia brincando com a ideia de livros maçantes de autoajuda, mas na verdade, traz consigo diversos pontos relevantes sobre a programação neolinguística e como podemos nos tornar pessoas muito mais bem sucedidas através do investimento nesse tipo de abordagem.

Trazendo técnicas que nos ajudam a melhor entender a vida, as pessoas que nos cercam e a nossa comunidade em geral, esta é uma leitura leve, porém ideal e impactante para quem visa ter uma melhor compreensão e uma melhor experiência do seu dia a dia. Vamos com a gente?

A Arte de Ler Mentes

Fexeus se propõe a fugir de uma visão fantasiosa sobre a possibilidade de leitura da mente. Pelo contrário, o autor mostra de que forma é possível entendermos a mente das pessoas que nos cercam.

Fexeus é psicólogo, mas tem uma carreira de destaque em comunicação e marketing. Ele é especialista em linguagem corporal e comunicação não-verbal. Assim, ele sabe do que está falando e parte do seu conhecimento ele compartilha com os leitores em A Arte de Ler Mentes.

Leitura de mentes é um fator natural

a arte de ler mentes resumo

É isso mesmo que Fexeus defende. Segundo ele, todos nós fazemos leitura de mentes sem sequer nos darmos conta disso. No entanto, com A Arte de Ler Mentes, você pode agir de modo consciente, potencializando essa habilidade.

O autor explica que corpo e mente são dois lados da mesma moeda e, assim, tudo pelo qual um lado passa afeta o outro. Ou seja, não é possível ter um único pensamento, sem que ele desencadeie uma reação física em quem pensa.

Às vezes, esse pensamento gera um efeito físico óbvio. Por exemplo, quando você está com raiva e franze a testa. Da mesma forma, o contrário também é correto. O que acontece na nossa postura física, afeta-nos psicologicamente. Por exemplo, quando você fica muito tempo em pé e isso o deixa com raiva. Ou tempo demais trabalhando provoca estresse. E assim por diante.

Leitura do corpo

O livro A Arte de Ler Mentes lembra que a maior parte da comunicação entre as pessoas é feita de forma não-verbal e de maneira inconsciente. Ou seja, a todo instante, você emite algum sinal com o seu corpo sem mesmo perceber.

O caminho oposto também é verdadeiro. Ou seja, você está sempre sob influência da linguagem corporal de outras pessoas, o que o impacta, mesmo que você não entenda o porquê ou como.

Portanto, ler mentes não é uma magia ou algo irreal de ser pensado. Ao contrário, é uma realidade que já faz parte do seu cotidiano e que cabe a você aprender a usar essa habilidade a seu favor.

O que a empatia tem a ver com ler mentes?

a artes de ler mentes pdf gratis

A regra básica para conseguir estabelecer a empatia em seus relacionamentos é analisar detalhadamente e profundamente como as pessoas funcionam. A partir dessa percepção, você deve adaptar sua forma de comunicação de acordo com o indivíduo com o qual quer se comunicar.

O livro A Arte de Ler Mentes explica que, ao ajustar o seu discurso, seu receptor o entende de maneira mais clara e eficiente. E o autor reafirma que não se trata apenas do que você fala – das palavras que emite. Pelo contrário, inclui principalmente o seu discurso silencioso, feito com os seus gestos e voz.

Fexeus garante que uma das maiores vantagens de se conseguir a empatia de alguém é que aquela pessoa começa a gostar de você e, assim, é criado um vínculo de confiança mais forte. Isso ocorre porque tendemos a gostar mais das pessoas que achamos parecidas conosco e, em última instância, também tendemos a concordar com aqueles que gostamos e com quem somos semelhantes.

Pode parecer que não precisamos da empatia, mas a verdade é que ela costuma ser muito útil. Acredite, invista na empatia que as recompensas serão diversas!

Domine a linguagem corporal

Que o nosso corpo fala a todo instante, você já sabe. Agora, é hora de aprender a fazer isso de forma correta e consciente, para obter os resultados que você espera. Segundo o livro A Arte de Ler Mentes, uma técnica comum é a chamada “alinhamento e espelhamento”.

Essa técnica, em outras palavras, significa copiar o seu interlocutor. Mas como fazer isso? Veja as dicas de Fexeus:

  • Observe a pessoa à sua frente, com a qual deseja desenvolver a empatia.
  • Copie a postura dessa pessoa. Ou seja, se ela mover alguma parte do corpo, você deve mover a mesma parte. Mas faça isso de forma sutil e gradual.
  • Copie a expressão corporal da pessoa, já que ela não é capaz de ver o próprio rosto. Ver que você está se sentindo da mesma forma que ela ajudará a criar o vínculo da empatia mais rapidamente.
  • Atente-se à voz do interlocutor. Veja como ele fala e considere elementos como tonalidade, plenitude, melodia, ritmo, força e volume.
  • O timbre de voz tem que ser convincente e condizente com aquilo que você está falando. Ou seja, se você está pedindo calma, não adianta gritar e chacoalhar os ombros de seus interlocutores.
  • Considere a rapidez ou a intensidade da respiração e tente se conectar dessa forma também. Isso pode não ser uma tarefa simples, dependendo de dificuldades pessoais ou do nível de energia das pessoas envolvidas.

Um pouco de bom senso nunca fez mal a ninguém

Em A Arte de Ler Mentes, o autor ressalta que você não deve simplesmente inferir um comportamento, tomando como base o alinhamento corporal do nosso interlocutor. Por exemplo, uma pessoa de braços cruzados não está, necessariamente, com bloqueio. Ela pode estar simplesmente com frio.

Em alguns casos não é ideal se adaptar ao comportamento de alguém, especialmente, se for algum comportamento que pode ser considerado ofensivo, como imitar um sotaque ou uma deficiência.

Adapte também a sua linguagem escrita

a arte de ler mentes pdf download free

Você deve adaptar também a sua escrita, especialmente, aquela feita por e-mail. A pessoa do outro lado não pode ver os seus gestos, postura ou ouvir a sua voz. Assim, ao receber uma mensagem formal, não responda com abreviações, ou seja, imite o estilo da pessoa que lhe enviou o e-mail. A recíproca também é verdadeira.

Você deve sempre tentar encontrar algo em comum com o seu interlocutor, por mais difícil que isso possa parecer. Afinal, você não quer obstruir e nem se tornar obstáculos com o seu jeito de falar, mas sim tentar ao máximo ser aberto para um diálogo produtivo.

As sensações afetam os pensamentos

Nossas impressões sensoriais são uma parte de nossos pensamentos e a preferência por um tipo ou outro de impressão depende e varia de pessoa para pessoa. Por exemplo, algumas preferem impressões visuais e outras auditivas. Tem quem se baseia em princípios lógicos e não é afetado pelo mundo sensorial como as demais.

O que acontece é que essas preferências acabam interferindo no nosso modo de pensar e, portanto, no nosso jeito de nos comunicarmos e de interpretarmos o mundo. Essa situação pode se tornar particularmente difícil, quando estamos falando com mais de uma pessoa ao mesmo tempo. Em uma reunião, por exemplo.

Para descobrir o sentido dominante de alguém é necessário fazer perguntas sinceras e abertas. Também é possível inferir os sentidos dominantes de acordo com características físicas. Mas o próprio Fexeus diz que isso é uma generalização que pode dar errado. Uma boa dica é observar o ritmo. Muitas vezes as pessoas visuais têm um ritmo mais rápido, as cinestésicas são mais lentas e as auditivas são um meio-termo.

A melhor forma de tentar categorizar as pessoas é, simplesmente, por meio de testes e prática, garante o autor de A Arte de Ler Mentes. Segundo ele, durante a vida, as pessoas raramente mudam de foco sensorial, de tal forma que o exercício só precisará ser feito uma vez com assertividade para, provavelmente, valer pela vida inteira.

Não dá pra esconder as emoções

a arte de ler mentes resumo pdf

As emoções funcionam de forma automática, a fim de acionar nosso sistema nervoso, sem que nem sequer racionalizemos sobre os problemas em questão.

As expressões faciais são um dos maiores espelhos das emoções. Os rostos têm mais de 40 músculos e todos eles podem ser utilizados, quando expressamos algum sentimento. É fácil perceber pela expressão facial ou linguagem corporal se alguém está feliz, triste ou irritado.

É possível, inclusive, exibirmos mais de uma emoção ao mesmo tempo. Um exemplo clássico é estar triste, mas tentar forçar um sorriso. Por isso, é normal que tenhamos dificuldade na interpretação de sentimentos.

Emoções fortes são, inclusive, capazes de distorcer nossa visão do mundo, ainda que temporariamente. Quando estamos tomados por uma emoção negativa, por exemplo, acabamos nos afastando e bloqueando todas aquelas que poderiam ser potencialmente positivas.

As sete emoções que todo mundo sente

Paul Ekman, um famoso psicólogo norte-americano, categorizou sete emoções básicas, independentemente de cultura ou localização. São elas:

  • Surpresa
  • Tristeza
  • Raiva
  • Medo
  • Alegria
  • Nojo
  • Desprezo

Normalmente você não sabe o que a causou uma emoção em outra pessoa. Por isso, não deixe a expressão dela afetar o seu comportamento. Por exemplo, alguém pode estar chateado e com uma expressão irritada, mas não necessariamente ele está irritado com você. Todavia, se você começar a ficar irritado, porque acha que ele está irritado com você, mesmo não estando, o único efeito que você terá é que ele irá, de fato, ficar irritado com você.

Alguém está mentindo pra você?

download gratis do livro a arte de ler mentes

A maioria da população mente o tempo todo. Sejam mentiras sutis e triviais, não importa, elas fazem parte do seu cotidiano.

O livro A Arte de Ler Mentes garante que você pode identificar um “mentiroso” por meio dos “sinais contraditórios”. Ou seja, aqueles que não condizem com a emoção que a pessoa está tentando apresentar ou com seu discurso.

A maior parte dos sinais está no rosto (coçar o nariz, por exemplo), nos olhos (pessoas que não conseguem olhar nos olhos têm grande potencial para integrar o time dos mentirosos) e nas mãos (mãos muito suadas).

Todavia, o resto do corpo também pode nos dar sinais, por meio de atos falhos gestuais. Por exemplo, bater os dedos na mesa ou roer o cantinho das unhas. Eles podem não significar nada, mas podem ser também esclarecedores, se acompanhados de outros atos.

Da mesma maneira, é possível perceber que existe algo de errado, quando a voz sofre alterações bruscas em tom, discurso ou linguagem utilizada.

Acusar alguém de mentiroso é algo muito grave

A Arte de Ler Mentes ensina a identificar um mentiroso, mas, ao mesmo tempo, chama a atenção para a necessidade de se usar os métodos de forma consciente. Afinal, ninguém quer, erroneamente, acusar alguém de estar mentindo, não é mesmo?

Então, você precisa entender como alguém age naturalmente para saber o que está diferente em seu comportamento. Por exemplo, alguém pode ter um tique que o faz coçar o nariz constantemente, mas isso não quer dizer que ele é um mentiroso patológico.

Como alterar sua programação mental

Cabe ao seu lado racional julgar e filtrar. Não é dever do inconsciente passar por isso, o que pode ser um problema. Se o seu racional não fizer um filtro prévio, o inconsciente aceitará as propostas sem muito questionamento.

Para fazer esse filtro corretamente, é necessário mudar um pouco a sua forma de pensar e de se expressar. Por exemplo, evitar a palavra “não” pode ser um ótimo começo. Em vez de criar frases negativas, faça um esforço para transmitir a mesma ideia com frases positivas.

Outra dica, como a memória e emoções têm muito a ver com suas sensações, às vezes, você coloca uma carga emocional muito forte em um objeto ou local, de acordo com o que passa perto dele, com ele ou nele. Esses objetos funcionam, então, como âncoras e podem se tornar pesos, se forem criadas de forma inconsciente. Por isso, fique atento!

Prática é a chave para o sucesso

Você fica cada vez mais experiente e capaz de entender o funcionamento da mente daqueles que o cercam, à medida que se esforça, estuda e exercita. O livro A Arte de Ler Mentes disponibiliza vários exercícios que podem ser valiosos no seu aprendizado e na fixação do conteúdo. Afinal, se ler a mente das pessoas é algo que você realiza todos os dias, mesmo sem perceber, é uma boa ideia aprender a fazer a coisa certa e tirar proveito dessa habilidade. Inclusive, garante o autor, isso o ajudará a viver uma vida mais completa.

Você curtiu esse post? O microbook do livro A Arte de Ler Mentes, em PDF, está disponível no 12min, a sua plataforma de desenvolvimento pessoal.

No 12min, você encontra uma variedade de outras obras fascinantes, dos mais renomados autores. Faça a sua assinatura e escolha, você mesmo, o tema que mais lhe agrada, nas diversas categorias – Psicologia, Empreendedorismo, Marketing e Vendas, Dinheiro e Investimentos, Produtividade, entre outras.

Mas, para começar, nós selecionamos uma dica de leitura especial pra você. Anote aí!

O Poder do Hábito – Charles Duhigg

livro a arte de ler mentes a arte de ler mentes henrik fexeus pdf

Você pode até pensar que tem o controle sobre a sua vida. Mas, na verdade, na maior parte do tempo, está apenas repetindo hábitos preestabelecidos.

Os seus hábitos ditam suas ações. Entendê-los é o primeiro e grande passo para tomar as rédeas do seu cotidiano, promovendo transformações significativas. No trabalho, os principais ganhos são na produtividade e, consequentemente, nos resultados.

Boa leitura e ótimos aprendizados!




Essencialismo

Essencialismo é sobre fazer “menos, mas melhor”. Ou seja, “fazer as coisas certas” e, segundo o autor, “somente quando você se der permissão para parar de tentar fazer tudo, parar de dizer sim a todos, poderá dar a sua mais alta contribuição para as coisas que realmente importam”.

Para Greg McKeown, a principal lição do livro Essencialismo é: “qualquer decisão, desafio ou encruzilhada que enfrentar em sua vida, pergunte-se ‘O que é essencial?’ Elimine todo o resto”. Em síntese, maximize o seu tempo disponível todos os dias.

Essencialismo pdf

Greg McKeown é um orador público, autor e consultor de liderança e negócios. Ele é o fundador e CEO da THIS, Inc., uma agência de design de liderança e estratégia, com base no Vale do Silício. Essencialismo, um dos seus grandes projetos, é um livro de autoajuda e de negócios, que discute como levar uma vida mais significativa e bem-sucedida. 

Então, você quer aprender como tomar suas próprias decisões e somente entrar em ação se puder fazer a diferença? Você pode baixar o resumo de Essencialismo, pdf, ao lado, ou continuar lendo aqui mesmo. Vamos lá!

Resumo do Livro

Aprender a melhor administrar a moeda mais cara do momento – o tempo. Essa é a temática trazida em Essencialismo, de Greg McKeown, que leva o mesmo nome da estratégia apresentada ao longo do livro.

Ensinando detalhes sobre como equilibrar o trabalho e a vida pessoal, esta é a obra perfeita para quem se interessa por organização de rotinas, ser mais produtivo e aproveitar as melhores oportunidades que a vida oferece – não as boas oportunidades, as melhores!.

Se você é essa pessoa, curta sua leitura até o final e aprenda o poder da Multitarefa vs Multifoco, da reformulação de seus gatilhos e do planejamento de cenários.

O caminho do essencialismo

Existem muito mais atividades e oportunidades por esse mundo afora do que tempo e recursos para investir em todas elas. E é aí que entre o essencialismo, pois, ele rejeita a ideia de que se pode fazer tudo. Pelo contrário, exige-se pesar bem nas opções e tomar decisões difíceis.

Assim, o essencialismo é uma abordagem disciplinada e sistemática para determinar onde está o ponto máximo de contribuição de modo a tornar sua execução algo que quase não demanda esforço.

Veja a seguir as dicas de vida e trabalho do livro essencialismo. 

Escolher

essencialismo resumo

“Focar o essencial é uma escolha. A escolha é sua. Isso por si só é incrivelmente libertador.”

Segundo o autor, “as nossas opções podem ser coisas, mas uma escolha é uma ação”, que na maioria das vezes, é algo difícil de se fazer. Afinal, ao optar, estamos dizendo “não” a várias outras coisas, gerando um sentimento de perda. 

Mas, a escolha está no próprio âmago do essencialismo. Por isso, a importância da conscientização da capacidade de escolher, reconhecendo-a como um poder invencível dentro de nós, que existe separado e distinto de todas as outras coisas, pessoas ou forças.

Explorar

essencialismo pdf

“Os essencialistas passam o maior tempo possível explorando, ouvindo, debatendo, questionando e pensando. Mas a exploração deles não é um fim em si. O objetivo da exploração é discernir os poucos vitais dos muitos triviais.”

Greg McKeown defende que é fundamental explorar todas as opções, antes de avaliar o que é essencial ou não. É assim que agem os essencialistas, criando espaço para examinar e ponderar. Por outro lado, aqueles que não praticam o essencialismo reagem automaticamente à última ideia, agarram-se a última oportunidade. 

E quando o livro essencialismo fala em foco, não quer dizer apenas escolher uma questão ou possibilidade e pensar nela obsessivamente. É mais do que isso, ou seja, significa abrir espaço para explorar uma centena de questões e possibilidades.

Brincar

essencialismo livro pdf

“Brincar leva à plasticidade do cérebro, adaptabilidade e criatividade. Nada acende o cérebro como uma brincadeira” (Stuart Brown

Tem muita gente que acha que brincar é coisa de criança ou até mesmo uma grande perda de tempo para jovens e adultos. E segundo o livro Essencialismo, infelizmente, essas mensagens negativas têm origem nas escolas. Ou seja, nos locais onde as brincadeiras e a criatividade deveriam ser incentivadas e não sufocadas.

Por outro lado, o essencialista valoriza o estímulo lúdico à criatividade, incorporando-o às nossas rotinas.

Dormir

essencialismo resumo pdf

“Algumas boas notícias para os madrugadores e as corujas noturnas entre nós: a ciência mostra que mesmo uma soneca pode aumentar a criatividade.”

Nós somos o maior patrimônio que podemos dar ao mundo. Então, nada mais justo do que investir em nossas mentes, nosso corpo e nosso espírito. A dica do livro Essencialismo é dormir pelo menos sete horas inteiras.

Ou seja, o sono não é um fardo em uma vida de muita correria, excesso de compromissos e falta de tempo. Pelo contrário, ele é fundamental para que possamos funcionar em um nível elevado de contribuição, quase o tempo todo.

Selecionar

greg mckeown

“Simplifique o problema da vida, distinga o necessário e o real.” (Henry David Thoreau)

O autor de Essencialismo reconhece a dificuldade de ser seletivo, quando uma oportunidade bate à nossa porta, sem aviso prévio. Por exemplo, uma oferta de emprego inesperada.

Mas McKeown explica que existe um processo simples e sistemático para aplicar critérios seletivos a essas oportunidades. Funciona assim:

  1. Descreva a oportunidade. 
  2. Faça uma lista de três “critérios mínimos” que as opções devem atender para serem consideradas.
  3. Faça uma lista de três “critérios rígidos” ou ideais. 

Se a oportunidade não passar no primeiro conjunto de critérios e/ou por dois dos três critérios rígidos, a resposta será não.

Dizer “não” 

livro essencialismo

“Precisamos aprender o lento ‘sim’ e o rápido ‘não’.” (Tom Friel)

É comum sentir um grande desconforto apenas com a mera ideia de dizer um “não”, em qualquer situação – seja para um amigo, um vizinho, o chefe, o filho… Geralmente sentimos culpa e temos medo de comprometer os relacionamentos.

Mas, a verdade é que essas emoções atrapalham nossa clareza e a única maneira de sair dessa armadilha é aprender a dizer não com firmeza e decisão, sem perder a delicadeza. Veja as diretrizes do livro Essencialismo para fazer isso com maestria:

  • separe a decisão do relacionamento;
  • há várias maneiras de negar um pedido, com boa educação e sem usar a palavra não;
  • concentre-se no que terá que perder: quanto mais pensamos em algo de que abrimos mão ao dizer sim a alguém, mais fácil é dizer não;
  • dizer não com respeito, sensatez e delicadeza pode ter um custo social a curto prazo, mas, em longo prazo, o respeito vale muito mais;
  • lembre-se de que um não claro pode ser mais gentil do que um sim vago ou sem compromisso.

Editar

essencialismo

“Tornar-se um essencialista significa cortar, condensar e corrigir uma parte natural de nossa rotina diária – tornando a edição uma cadência natural em nossas vidas.”

A edição auxilia a execução sem esforço do essencialista, porque remove tudo o que distrai e o que é desnecessário. Afinal, na vida, não podemos nos dar ao luxo de revisar a conversa que acabamos de ter, a reunião que acabamos de realizar, nem a apresentação que acabamos de fazer e corrigi-las com uma caneta vermelha.

Limitar

essencialismo livro free

Estabelecer limites dá poder. Quando não estabelecemos limites claros na vida, podemos acabar presos pelas restrições que os outros nos impõem. Mas, quando temos fronteiras bem definidas, ficamos livres para, deliberadamente, selecionar em toda a variedade de opções o que queremos explorar.

Prevenir

essencialismo livro pdf gratis

O autor de Essencialismo sugere pensar no projeto mais importante que está tentando realizar – no trabalho ou em casa. Depois, responda as cinco perguntas abaixo:

  • Que riscos eu corro nesse projeto?
  • Qual é o pior cenário?
  • Quais seriam seus efeitos sociais?
  • Qual seria o impacto financeiro?
  • Como posso investir para reduzir riscos ou aumentar a resiliência social ou financeira?

As respostas indicarão as margens de segurança que você pode criar para se prevenir do inesperado.

Subtrair

livro essencialismo pdf

“Somente com clareza de propósito real as pessoas, equipes e organizações podem se mobilizar totalmente e alcançar algo verdadeiramente excelente.”

Os essencialistas não recorrem a paliativos. Em vez de procurar os obstáculos mais óbvios ou imediatos, eles se perguntam: “o que está nos impedindo de obter o que é essencial?” Esse é um método de redução do esforço para maximizar o resultado e, segundo o livro Essencialismo, funciona assim:

  • tenha clareza do objetivo essencial;
  • identifique o “caminhante mais lento”: em vez de mergulhar logo no projeto, pare por alguns minutos para refletir sobre quais são os obstáculos no seu caminho até o resultado? Faça uma lista desses entraves;
  • remova o obstáculo: você pode começar em pequena escala.

Avançar

essencialismo

“O resultado é que, ao investir em menos coisas, temos a experiência satisfatória de fazer um progresso significativo nas coisas que mais importam.”

Não entre nessa de pensar que quanto mais trabalhar, mais conseguirá. Segundo o autor de Essencialismo, a verdade é que, quanto mais tentamos alcançar as estrelas, mais difícil fica sair do chão.

Assim, o essencialista começa pequeno e comemora o progresso, ao invés de ir de uma vez atrás das grandes vitórias chamativas. 

Fluir

essencialismo gratis

“As rotinas certas podem realmente melhorar a inovação e a criatividade, dando-nos o equivalente a um desconto de energia.”

Quase todo mundo quer mudar algum hábito comportamental. Mas, não é segredo pra ninguém que mudar o menor e mais simples dos hábitos é extremamente difícil. No entanto, é preciso incorporar hábitos saudáveis em nossa rotina.

De acordo com o livro Essencialismo, sempre que você executar o novo comportamento, estará fortalecendo o vínculo cerebral entre a deixa e ele. Assim, de forma subconsciente e automática, você se verá seguindo a nova rotina.

Focar

essencialismo

“O principal é manter o principal como principal” (Stephen R. Covey)

O livro Essencialismo ensina duas técnicas para ajudá-lo a se manter focado no que está á sua frente:

  • focalize o presente e se pergunte o que é mais importante agora, não o que será mais importante amanhã ou daqui a uma hora;
  • tire o futuro da cabeça.

Você deve gostar de ler também o resumo do Livro Foco, de Daniel Goleman.

Frases sobre o Essencialismo para reflexão

“Para abraçar a essência do essencialismo, substituímos as suposições falsas por três verdades fundamentais: Eu escolho, Apenas algumas coisas realmente importam e Eu posso fazer qualquer coisa, menos tudo. Essas verdades simples nos despertam de nosso estupor não essencial. Eles nos libertam para buscar o que realmente importa. Eles nos permitem viver em nosso nível mais alto de contribuição.”

“Para discernir o que é realmente essencial, precisamos de espaço para pensar, tempo para olhar e ouvir, permissão para brincar, sabedoria para dormir e disciplina para aplicar critérios altamente seletivos às escolhas que fazemos.”

“Perdemos nossa capacidade de filtrar o que é importante e o que não é. Os psicólogos chamam isso de ‘fadiga da decisão’: quanto mais escolhas forçados a fazer, mais a qualidade de nossas decisões se deteriora.”

“Os não essencialistas também ouvem. Mas eles escutam, enquanto se preparam para dizer algo. Eles se distraem com ruídos estranhos. Eles se concentram em detalhes irrelevantes. Eles ouvem a voz mais alta, mas recebem a mensagem errada. Na ânsia de reagir, eles não entendem.”

“Operar com o seu nível mais alto de contribuição requer que você sintonize deliberadamente o que é importante aqui e agora.”

Continue aprendendo

Então, você gostou dos ensinamentos de Essencialismo? Já pratica alguns dos seus princípios? Compartilhe conosco as suas histórias.

Além de Essencialismo, você encontra no 12min uma variedade enorme de microbooks e audiobooks, nas mais variadas categorias. Nós selecionamos pra você duas sugestões imperdíveis. Anote aí!

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Stephen Covey

Os 7 Hábitos das PessoasAltamente Eficazes - Stephen R. Covey

Com mais de 15 milhões de exemplares vendidos no mundo inteiro, esse livro é sem dúvida um fenômeno editorial. Traduzido para 38 idiomas, esse best-seller de desenvolvimento pessoal e organizacional vem ajudando as pessoas a encontrarem o equilíbrio para solucionar questões do cotidiano.

Stephen Covey afirma que para se obter mudanças realmente significativas, você precisa investir em novos hábitos e mudar crenças fundamentais que formam a sua visão do mundo. Ou seja, a transformação verdadeira vem “de dentro para fora.” E, para isso, não existem atalhos.

Propósito, a Coragem de Ser Quem Somos – Sri Prem Baba

Propósito - Sri Prem Baba

Você já se questionou sobre o que veio fazer no mundo? Com esse livro, você vai aprender a pensar sobre esse assunto e sobre os fatos da sua vida que podem estar impedindo-o de seguir o seu caminho. 

Segundo o mestre espiritual brasileiro, Sri Prem Baba, toda criança nasce sabendo qual é o seu propósito e continua com ele até a juventude. Aos poucos, porém, passamos a acreditar nas vozes externas que insistem em colocar dúvidas em nossos sonhos.

Em um certo momento, nos damos por vencidos, até nos esquecermos de vez do que alimenta o nosso coração e passamos a viver os sonhos dos outros.

Você pode acessar o 12min também pelo celular, utilizando os aplicativos para Android ou iOS.

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu esse post, compartilhe-o em sua rede social.




Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes

Com mais de 15 milhões de exemplares vendidos no mundo inteiro, o livro Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes é sem dúvida um fenômeno editorial. Traduzido para 38 idiomas, esse best-seller de desenvolvimento pessoal e organizacional vem ajudando as pessoas a encontrarem o equilíbrio para solucionar questões do cotidiano.

os sete hábitos das pessoas altamente eficazes pdf

Resumo do Livro

Para alcançar mudanças reais em sua vida e no seu desenvolvimento pessoal é necessário trabalhar em seu próprio caráter: formar novos hábitos e alterar as crenças fundamentais que formam a sua visão do mundo, afinal o crescimento pessoal real não pode ser alcançado através de atalhos (sem atalhos, estamos entendidos?! rs).

Essa é a proposta desta rica leitura ao trazer para você os sete hábitos das pessoas altamente eficazes.

Se você se interessa pela criação de novos bons hábitos e em alterar a sua própria visão do mundo, te convidamos para ficar até o final e aproveitar esse conteúdo incrível. Boa leitura!

Forças poderosas

os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes resumo

É isso mesmo. Os seus hábitos indicam quem você é o seu nível de eficácia – e ineficácia também. No entanto, um hábito não é algo que está “impregnado” em você pra sempre. Ou seja, você pode mudar, eliminar ou aprimorar um hábito e, até mesmo, adquirir novos.

Assim, se você estiver pensando no seu crescimento pessoal e profissional, aprenda a olhar para dentro e faça uma autoavaliação. Supere alguns hábitos negativos estabelecidos, como a procrastinação, egocentrismo ou ansiedade, por exemplo.

Além disso, conheça e pratique os sete hábitos das pessoas altamente eficazes, relacionados por Stephen Covey. Eles certamente terão impacto imediato e duradouro em quem você é e na sua produtividade, proporcionando uma integração harmoniosa com o mundo ao seu redor.

Você está pronto pra seguir adiante? Vamos, então, conhecer um pouco mais sobre esses hábitos poderosos.

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes

Hábito 1 – Seja proativo

livro os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes

“Eu não sou um produto das minhas circunstâncias. Eu sou um produto das minhas decisões”.

Ser proativo significa assumir o leme da sua vida, antecipando-se para identificar e eliminar possíveis barreiras. Para isso você precisa expandir duas habilidades fundamentais: desenvoltura e iniciativa.

Ou seja, pessoas proativas não perdem tempo culpando Deus e o mundo pelas suas atitudes e desempenhos. Pelo contrário, elas pegam para si a responsabilidade rumo aos seus objetivos e escolhem seus comportamentos, não se deixando afetar por fontes externas.

Como se tornar mais efetivo

Segundo o livro Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, as fontes externas criam estímulos, mas cabe a você usar o seu maior poder, que é a liberdade de escolher as suas respostas. Essa autonomia se baseia em:

  • Autoconhecimento: para que você consiga entender seus sentimentos e pensamentos;
  • Imaginação: para você ser capaz de ir além da sua realidade presente;
  • Consciência: sua capacidade de distinguir o bem do mal;
  • Livre arbítrio: para que você consiga alterar suas emoções e pensamentos percebidos pelo seu autoconhecimento.

Mudando o seu futuro

Uma vez que você se aceita como o senhor do seu destino, você se torna capaz de mudar o seu futuro, garante o autor de Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes. Uma das melhores maneiras de mudar isso é por meio da forma de se comunicar.

O autor orienta usar uma linguagem coerente com a sua nova realidade mental. Ou seja, se você usa frases passivas, como por exemplo “Fulano me tira do sério”, é hora acabar com isso. Não seja reativo, e mude o discurso para algo do tipo: “Estou permitindo que fulano me enlouqueça. O que eu poderia fazer para resolver essa situação?”

Outra sugestão do livro Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficaze é esquecer de vez expressões como “Eu tenho que fazer algo”. No lugar delas, diga, “Eu quero fazer algo”. Ou seja, direcione suas energias para as coisas que você pode controlar.

Hábito 2 – Comece com um fim em mente

os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes pdf

“As pessoas estão trabalhando mais do que nunca, mas porque elas não têm clareza e visão, elas não estão indo muito longe”.

Muitas pessoas trabalham para objetivos sem sentido. Elas se preocupam em ser eficientes, ao invés de eficazes. Assim, de acordo com Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, para mudar essa realidade, a orientação aqui é atuar sempre focado em resultados, não importa se é um grande projeto ou uma reunião.

Stephen Covey defende que primeiro você deve colocar a sua imaginação pra funcionar e ser capaz de enxergar além do que os olhos podem ver. Ou seja, você visualiza o objetivo de cada ação e somente num segundo momento parte para a ação. Isso significa planejar primeiro e executar depois.

Uma dica de Stephen Covey é definir uma declaração de missão pessoal direcionada para o que você quer ser e fazer, memorizá-la e anotá-la. Na prática, isso funciona assim: 1) defina suas crenças e objetivos; 2) liste os valores e princípios em que você acredita e os objetivos maiores que você deseja alcançar em sua vida.

A declaração de missão é como uma bússola, dando-lhe um senso de direção e segurança, para tomar as melhores decisões baseadas nos seus princípios. E o livro Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes mostra porque isso fará de você uma pessoa mais eficaz. Veja:

  1. Você toma a decisão de maneira proativa, com base no seu livre arbítrio e não porque alguém o está empurrando para alguma direção;
  2. Você sabe que sua decisão é adequada, porque está amparada em princípios com resultados previsíveis em longo prazo;
  3. Sua própria decisão contribui para reforçar seus valores fundamentais;
  4. Você pode comunicar-se honestamente com todos os envolvidos, explicando seus princípios;
  5. Você se sente confortável com sua decisão, seja ela qual for.

Enfim, a sua declaração de missão faz de você o comandante da sua vida. Você escreve o seu próprio destino e garante o futuro que planejou.

Hábito 3 – Colocar as primeiras coisas em primeiro lugar (First Things First)

Stephen Covey

“Colocar as primeiras coisas em primeiro lugar significa organizar e executar em torno de suas prioridades mais importantes. É viver e ser guiado pelos princípios que você mais valoriza, não pelas agendas e forças que o cercam”.

Já deu para entender que a orientação é focar nas atividades mais importantes, isso é, aprender a priorizar. Você não será muito eficaz se  tentar executar tudo o que aparece. O máximo que conseguirá com isso é ficar sobrecarregado, cansado e totalmente perdido.

Nesse caso, de acordo com o livro Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, não existe problema algum em dizer “não” a todas as distrações que podem aparecer entre você e o seu objetivo. Isso lhe permitirá direcionar o seu tempo e esforços para as suas prioridades.

Em contrapartida, para priorizar de verdade, é necessário aprender a dizer “sim” a tudo que faz parte do seu objetivo final. Em outras palavras, o hábito 3 fala em ser capaz de controlar o seu tempo com maestria, em torno do que realmente é importante para você, sempre.

Hábito 4 – Pense no ganha-ganha (Win Win)

os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes resumo

“Em longo prazo, se não é uma vitória para nós dois, ambos perdemos”.

Focar no ganha-ganha não significa ser bonzinho. A proposta aqui é trabalhar de maneira eficaz com os parceiros. Nesses casos, a competição e comparações desnecessários dão lugar à interação e colaboração, visando melhores resultados para as partes envolvidas.

Por outro lado, se você entra numa parceria pensando num jogo de ganha-perde, já começa errado. Esse modelo parte do princípio de que toda vez que alguém ganha algo, alguém tem que perder, como nos jogos de soma zero.

Assim, Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes aposta na cooperação e não na competição para se obter resultados e benefícios mútuos. Segundo Stephen Covey, se não for para obter um resultado ganha-ganha, é preferível não fechar o negócio.

Os acordos ganha-ganha possuem as seguintes dimensões:

  • Caráter: só quando você conhece bem os seus valores, saberá o que significa ganhar.
  • Relações: desenvolva sua credibilidade ao longo do tempo, investindo em relações focadas no sucesso de ambas as partes.
  • Acordos: um acordo deve ser claro e amarrar os resultados desejados, regras ou parâmetros dentro das quais se obterão esses resultados, recursos disponíveis para conseguir os resultados, medidas para avaliação dos objetivos alcançados e as consequências que perseguem os objetivos.
  • Sistema regulador: para avaliar e regular os acordos.
  • Processo: o primeiro passo é ver a situação sob a perspectiva do outro, identificando os aspectos e preocupações-chave dele. Em seguida, devemos listar os resultados que consideraríamos uma solução aceitável para ambos e, por fim, devemos buscar o acordo ou novas opções para obter estes resultados.

A pessoa ou empresa que soluciona conflitos com uma abordagem ganha-ganha possui três características marcantes: integridade, maturidade e mentalidade da abundância.

Hábito 5 – Procure entender primeiro, para depois ser entendido

os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes pdf

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes aborda aqui uma habilidade essencial: a comunicação. E isso não significa apenas saber falar. Pelo contrário, tão importante quanto pronunciar as palavras certas, na hora certa, é saber ouvir.

Saber ouvir lhe permitirá entender o outro, no entanto, nós não somos preparados para isso. E, de acordo com Stephen Covey, temos a tendência de primeiro colocarmos os nossos pontos de vista, numa tentativa de sermos entendidos.

O autor explica que é raro encontrar pessoas que escutam com a intenção de entender. Geralmente as pessoas escutam com a intenção de responder. Ou seja, durante uma conversa você ouve a si mesmo, enquanto se prepara para o que vai responder, questionar etc.

Escutar com empatia

Stephen Covey compara um relacionamento a uma conta bancária emocional, que registra exatamente quanto cada pessoa tem investido nele. Quanto maior o equilíbrio, maior a confiança entre as partes. Para se chegar a esse equilíbrio, é preciso entender o outro. Para entendê-lo, é preciso saber escutar.

E como já foi dito, você tem que escutar com atenção e empatia, e não ficar viajando nos pensamentos e preparando as suas intervenções, enquanto o outro está falando. Ou seja, ao invés de filtrar o que a pessoa fala pelo filtro com o qual você vê o mundo (ou o escuta), tente entender como a outra pessoa o vê.

Ao escutar com empatia, você pode influenciar a outra parte e trabalhar junto com ela numa solução ganha/ganha. É preciso tempo e esforço para dominar esta habilidade. Porém, garante o autor, as recompensas são grandes.

Hábito 6 – Aproveite-se da sinergia

livro os sete hábitos das pessoas altamente eficazes

Sinergia significa que o todo é mais do que a soma das suas partes. O hábito de criar sinergias implica, então, na cooperação criativa e no trabalho em equipe: as pessoas com mentalidade ganha-ganha e que escutam com empatia aproveitam suas diferenças para gerar opções que não existiam antes. Juntas, elas podem produzir resultados significativamente melhores do que individualmente.

Você certamente já ouviu falar que “duas cabeças pensam melhor do que uma”. Pois, sinergia é exatamente isso. Afinal, quando as pessoas se interagem de maneira autêntica, as novas ideias fluem com mais rapidez e em maior número.

Assim, reunir várias perspectivas diferentes, no espírito do respeito mútuo, traz como resultado a sinergia. Porém, sinergia não é fazer com que todos concordem. É extrair o melhor de cada um, mas nunca confundindo uniformidade com unidade.

Enfim, o livro Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes ressalta que o objetivo não é que todos concordem e cheguem a uma solução uniforme. O que se busca é uma solução única que aproveita o melhor de cada parte envolvida. Afinal, são as diferenças que realmente impulsionam a sinergia.

Hábito 7 – Afie a sua serra sempre

os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes resumo

O foco aqui é a melhoria contínua e progresso profissional e pessoal sem data para acabar. Isso significa investir o máximo que puder no seu maior patrimônio: você. Vale para todas as dimensões, como física, social/emocional, mental ou espiritual.

Veja alguns exemplos de como fazer isso na prática, em cada uma dessas dimensões, promovendo mudanças positivas em sua vida:

  • Física: atividades físicas regulares, alimentação saudável, relaxamento e boas noites de sono etc.
  • Social/Emocional: desenvolver relacionamentos interpessoais saudáveis e prazerosos, prevalecendo a empatia e o pensamento win-win; reservar momentos para atividades que combatem o estresse etc.
  • Mental: leituras, escrita (nem que seja um diário), escultura, passar adiante o que você aprendeu etc.
  • Espiritual: música, orações, meditação, arte, literatura, contato com a natureza, voluntariado etc.

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes explica que a ideia é simples. Você deve ser capaz de trazer novos hábitos, mas se reorganizar também para manter os hábitos atuais funcionando adequadamente.

Porém, é frequente que as pessoas estejam muito ocupadas produzindo (serrando a madeira) para prestarem atenção na manutenção do seu meio de produção (afiar a serra). Isso faz com que elas se vejam produzindo pouco, por estarem com uma serra sem amolação.

O mesmo acontece com seus hábitos. Se eles não estão afiados, sua produção cai. Isso ocorre, pois, muitas vezes, a manutenção não traz grandes ganhos imediatos.

Conclusão

Você pode assumir o comando da sua vida, praticando os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes, relacionados por Stephen Covey. Paralelamente, jogue fora os hábitos negativos, como a procrastinação, por exemplo, que levam os seus resultados e sua imagem profissional ladeira abaixo.

A ideia é que você comece a praticar esses ensinamentos já. Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, em pdf, você pode acessar no 12min. Como plataforma de desenvolvimento pessoal, o 12MIN tem outras excelentes opções de microboocks, nas mais variadas categorias. Vale a pena conhecer!

Nós selecionamos uma fantástica sugestão pra você.

Essencialismo – Greg McKeown

os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes resumo

Esse microbook mostra como equilibrar trabalho e vida pessoal. Você vai aprender a eliminar o que não é essencial e maximizar o tempo disponível com o aquilo que realmente vale a pena. Imperdível!

Então, você curtiu o resumo do livro Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes? Deixe aqui os seus comentários e compartilhe esse post com os seus amigos!

Você também pode ouvir o microbook dessa obra por aqui:


Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes

Boa leitura e sucesso!




Como Chegar ao Sim

“As pessoas negociam para obter um resultado melhor do que se não negociassem”. Simples assim. Mas como conseguir isso na prática? É o que você vai aprender com o livro Como Chegar ao Sim. Roger Fischer, William Ury e Bruce Patton apresentam um novo jeito de negociar, transformando o seu oponente em aliado.

como chegar ao sim pdf

Os autores detalham um método, criado pela Universidade de Harvard, batizado de negociação baseada em princípios. Nesse caso, o foco é fazer negociações vencedoras para todas as partes envolvidas e evitar conflitos.

Você pode baixar o PDF aqui ao lado ou continuar lendo esse artigo.

Resumo do Livro

Você sempre deseja chegar ao “sim”? Em uma negociação, isso pode custar muito ou pouco, não é mesmo? Tudo vai depender de como você vai argumentar o seu caminho, o que vai ceder, o que a outra parte pode ceder, um pouquinho aqui, um pouquinho acolá  e assim por diante. 

Na leitura a seguir, você vai aprender como você pode chegar ao tão desejado “sim” em suas negociações.

Estas lições se destinam a investidores, empreendedores e pessoas que trabalham com vendas. Se você se encaixa neste seleto grupo e deseja aprimorar suas habilidades de convencimento, você vai se surpreender muito com esta leitura.

Conheça um pouco sobre os autores e aproveite!

  • Roger Fischer: professor de Direito emérito da Harvard, especialista em negociação e gestão de conflitos. É autor de inúmeras outras publicações.
  • Bill Ury: escritor e palestrante, ajuda as pessoas a chegarem ao sim em todas as áreas da vida, desde brigas de família a batalhas a conflitos globais.
  • Bruce Patton: escritor, professor e co-fundador do Harvard Negotiation Project. Ele também é sócio da Vantage Partners, uma empresa global de consultoria em gestão.

Em 1984, Patton, Fisher e três colegas fundaram a CMI. Nesse caso, o trabalho inclui a mediação de disputas internacionais e empresariais, relações trabalhistas e treinamentos e conselhos de negociação.

O método tradicional de negociar

como chegar ao sim resumo

Uma negociação conta com dois componentes fundamentais. O primeiro é simples: “o que você busca alcançar” daquela negociação. O segundo é muitas vezes ignorado. Trata-se do “como você negocia”, ou seja, o conteúdo da negociação em si.

Numa negociação tradicional, os dois lados, que têm posicionamentos contrários, conversam, encontram um resultado comum e terminam a conversa. O livro Como Chegar ao Sim garante que esse processo pode levar a dois caminhos distintos:

  1. Uma negociação suave, evitando-se  conflito. Nesse caso, uma das partes acaba por aceitar a oferta do outro, mas, posteriormente, este pacifismo faz com que ela se sinta ressentida e explorada.
  2. Uma negociação dura e desgastante, na qual ambos se conflitam. Nesse caso, desiste primeiro aquele que tem menor capacidade de enfrentar o embate. Esse método compromete o relacionamento entre as pessoas e todos terminam exaustos.

Como chegar ao sim e o jeito novo de negociar

Numa negociação baseada em princípios, cada lado toma decisões lógicas e busca um resultado que beneficie a todos. Aqui, em vez de assumir posições opostas e, então, pechinchar, os participantes tentam seguir um conjunto de instruções que os guiam em um processo eficiente. Eles buscam um acordo lógico, em que o relacionamento entre as partes é melhorado ou, pelo menos, não piorado no final.

Vamos juntos descobrir a negociação baseada em princípios?

As emoções estão na mesa: entenda isso

resenha do livro como chegar ao sim

É importante lembrar que os negociantes dos dois lados são pessoas. Por isso, elas são afetados por emoções, experiências passadas, preconceitos ética e qualidades. Isso pode levar a algum mal-entendido ou hostilidade da parte dela, antes mesmo de começar a negociar.

Os autores de Como Chegar ao Sim chamam a atenção para o fato de, algumas vezes, o ponto de vista emocional é mais importante do que o conteúdo da negociação.

Assim, a chave para resolver esse problema é tentar reconhecer essas emoções e suas causas. Assim, em vez de tentar adivinhar o que passa pela cabeça da outra parte, deixe seus sentimentos claros e peça para que eles façam o mesmo.

Depois, durante a negociação, continuamente se pergunte como a outra parte se sente. Isso vai ajudá-lo a neutralizar os efeitos das emoções da outra pessoa na sua percepção do negócio.

Entenda seu oponente

Ao negociar, é natural tentar adivinhar o racional por trás da argumentação do outro lado. Afinal, isso nos ajuda a entender o mundo e a prever o que vai acontecer, para que possamos reagir. Pensar nos piores cenários possíveis também é uma habilidade muito útil, mas suposições baseadas em nosso próprio medo ou preconceito devem ser feitas com muito cuidado nas negociações.

O livro Como Chegar ao Sim mostra que uma maneira de impedir isso é sendo sempre sincero e direto. Deixe que a outra pessoa saiba que você está escutando e que você entende o problema dela.

Culpar alguém e buscar acusações não construtivas não são boas atitudes, quando você está negociando. Se você sente algo, fale diretamente, mas não diga coisas sobre como os demais se sentem. Evite frases como “Sua demanda é gananciosa”. Diga “me sinto prejudicado com estes termos por causa disso, disso e disso.” A primeira parece um ataque, a segunda, ao contrário, é uma exposição honesta sobre como você se sente.

Outro ponto importante: se você se sentir pressionado ou acusado, evite replicar diretamente. Responda com fatos, sem qualquer julgamento e pergunte por que a pessoa se sente daquela maneira.

Enfim, você não precisa concordar com o ponto de vista do outro, mas precisa entender sempre o que o levou a pedir aquilo.

Discutir é uma grande perda de tempo

 como chegar ao sim

Os autores de Como Chegar ao Sim garantem que uma ótima estratégia é transformar o outro lado em aliado. Afinal, uma negociação nunca deve ser transformada em um campo de batalha, do bem contra o mal, do certo contra o errado…

A solução é colocar ambos os lados prontos e dispostos a alinhar-se para resolver um problema. Então, pense no outro negociador como alguém que está fazendo o mesmo trabalho que você e buscando resolver a mesma situação.

Veja algumas dicas ao negociar:

  • Sente-se ao lado da pessoa e não de frente; isso demonstra respeito e educação.
  • Defina o objetivo positivo em comum e não foque em ter um vencedor na disputa.
  • Crie uma estrutura de acordo, na qual os termos vão sendo preenchidos aos poucos, à medida que a negociação avança.
  • Traga a outra parte para seu lado e a ajude a participar desse processo de estruturação do acordo.
  • Esqueça o “nós contra eles” e pense apenas no “nós”.

Busque por precedentes

Baseie seus acordos em exemplos anteriores e padrões bem estabelecidos. Assim, antes de começar, as partes devem encontrar um conjunto de objetivos relevantes e padrões mensuráveis que podem ser usados para determinar se os resultados são justos ou não.

Existem padrões que governam sua área de discussão, como regulamentos de segurança, por exemplo? Existem benchmarks que podem ser avaliados? Números públicos do mercado?

Se você busca precedentes, provavelmente se beneficiará das experiências de muitas outras pessoas que passaram pelo mesmo processo que você. Mas, o importante aqui é que ambos os lados escolham um método e concordem com ele.

Apele para a reformulação

A reformulação consiste em traduzir as palavras da outra pessoa para um lugar comum. Essa técnica pode ajudar você a neutralizar conflitos e substituir frases vulgares que possam ter sido usadas. Em vez de “você disse que eu fiz um trabalho ruim”, use “você disse que o trabalho está aquém das suas expectativas”.

A reformulação também ajuda a mostrar para a outra pessoa que você está realmente escutando e escutar bem é uma habilidade essencial para negociar. O livro Como Chegar ao Sim sugere, ocasionalmente, resumir os pontos que a outra pessoa levantou com frases como:

  • “Baseado no que você me falou, então, …”
  • “Eu entendi corretamente, quando você falou que…”
  • “Entendo que você se sinta assim, por outro lado…”

Isso o ajudará a mudar a atitude da outra pessoa, porque ela sabe que você não está ignorando ou desconsiderando os pontos de vista dela.

Tenha um plano B

roger fisher

Antes de negociar, você precisa ter um plano. É preciso desenhar todos os cenários finais possíveis, inclusive, num plano B, se algo sair fora do planejado.

Por exemplo, se você estiver tentando vender uma casa, porque está sem dinheiro, e se a venda não acontecesse por alguma razão? Você talvez pudesse continuar a morar lá, mas com um inquilino, ou talvez alugar o imóvel por um ano e se mudar para um lugar menor e mais barato.

Ter um plano B oferecerá mais poder – e, ainda mais importante, dará um sentimento de retomada de controle. Então, antes de uma negociação, pense em uma lista de ações possíveis e as converta em planos. Finalmente, escolha os melhores – eles indicarão uma rota de escape. E você vai precisar de uma.

Continue aprendendo

Você curtiu o post sobre o livro Como Chegar ao Sim? Esse é realmente um guia fascinante. Afinal, se você está negociado algo simples, não há nada de errado em pechinchar.

Mas quando o relacionamento é de longo prazo, ou o problema é mais complexo, é melhor utilizar técnicas mais sofisticadas de negociação. E a negociação baseada em princípios é, sem dúvida, uma excelente opção.

E se você quer aprender mais sobre negociação, o 12min tem outros microbooks fantásticos para você. Anote aí!

A Arte da Negociação – Michael Wheeler

livro como chegar ao sim

Imagine que você está buscando um aumento salarial. Você sabe exatamente o quanto vale o seu trabalho e, então, faz a proposta. Tudo correrá muito bem se a empresa aceitar a sua oferta. No entanto, o que você fará diante de uma resposta negativa? É aí que entra a arte da negociação.

Se não existir um planejamento prévio, com caminhos alternativos a seguir, provavelmente, você ficará sem ação. E o que é pior, perderá a autoconfiança e o controle da negociação. Consequentemente, sairá da reunião com menos do que merece e do que esperava.

As Armas da Persuasão – Robert Cialdini

como chegar ao sim

O professor Cialdini dá uma verdadeira aula de como usar a persuasão em seu favor. Ou seja, como influenciar e não se deixar influenciar pelas pessoas.

As Armas da Persuasão é um best-seller que já vendeu mais três milhões de cópias. Coincidência? Claro que não. O sucesso desse livro está baseado em dois itens principais: tema relevante para um grande número de pessoas e talento do autor. Imperdível!

A Arte da Negociação – Donald Trump

como chegar ao sim

Donald Trump prefere pensar grande. Ele recomenda não se contentar em apenas “ganhar a vida”. Você deve tentar construir algo monumental, que seja digno de grande esforço. Para ser capaz de pensar e realizar coisas grandiosas, é necessário se concentrar totalmente em seu objetivo.

O estilo que Trump imprime aos negócios é conservador, chegando ao ponto, em alguns casos, de tomar sérias medidas para se antecipar às situações potencialmente adversas. Ele considera que, quando somos capazes de prever “o pior”, “o melhor” sempre cuidará de si mesmo.

Então, se você quer se manter sempre atualizado com o que há de melhor no mercado editorial, o 12min pode ser seu grande aliado. Aqui, você encontra o PDF de Como Chegar ao Sim, de todos demais livros citados nesse post, além de uma variedade de outras obras valiosas, dos mais fascinantes autores.

william ury

Todo o material do 12min – a sua plataforma de desenvolvimento pessoal – é disponibilizado no formato microbook. Se você preferir, pode também acessar o audio book.

Aqui, em nosso blog, você também encontra artigos superinteressantes. Por exemplo, que tal ler o resumo do Livro Rápido e Devagar, Duas Formas de Pensar, de Daniel Kahneman.

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu esse post, compartilhe-o com os seus amigos.




Resumo do Livro Mentes Geniais, em PDF

Alberto Dell’Isola é campeão brasileiro e recordista latino-americano de memorização. No livro Mentes Geniais, ele revela os segredos e uma série de técnicas e exercícios para treinar o seu cérebro a gravar o maior número de informações.

livro Mentes Geniais

E acredite, não é nada complicado, que depende de pensamento lógico. Pelo contrário, são métodos bastante simples, mas que exigirão de você algumas mudanças de hábitos. O autor é bastante didático e isso torna a leitura mais agradável e de fácil entendimento.

Está preparado? Então, vamos lá!

Os sete pecados da memória

mentes geniais pdf

O tempo passa e a nossa memória vai piorando cada vez mais. Isso é fato, para a maioria das pessoas. Mas, de acordo com o livro Mentes Geniais, grande parte dos problemas de memória entre adultos e idosos não tem nada a ver com a idade. Ou seja, a causa está nos maus hábitos.

O professor de Psicologia na Universidade de Harvard, Daniel Schacter, enumera os tipos de lapsos de memória mais comuns, que ele chama de “pecados” da memória. Esses pecados afetam todos nós, indiscriminadamente. Vamos conhecer cada um deles.

# 1. Pecado da transitoriedade

É a tendência que nossa memória tem de enfraquecer ao longo do tempo. Em Mentes Geniais, Alberto Dell’isola explica que o momento em que estamos mais propensos ao esquecimento é logo após a aquisição da informação. Assim, se não criarmos códigos de memória importantes, toda essa informação será descartada.

# 2. Pecado da distração

mentes geniais pdf completo

Alguma vez você esqueceu onde deixou a chave do carro, de pagar uma conta ou até mesmo do motivo pelo qual abriu a geladeira? Temos certeza que sim… Mas saiba que essa distração não é uma falha da memória, pois, refere-se a eventos que não podem ser evocados, pelo simples motivo de nunca terem sido registrados.

Segundo o autor de Mentes Geniais, a distração está diretamente ligada à atenção e, em geral, acontece em dois momentos:

# 3. Pecado do bloqueio de memória

Sabe quando alguém lhe faz uma pergunta e você tem a impressão de que a resposta está na ponta da língua, mas não consegue lembrar-se dela com precisão? Isso é o bloqueio de memória.

# 4. Pecado da atribuição equivocada

mentes geniais pdf

Trata-se de um erro na fonte de uma lembrança específica, explica o livro Mentes Geniais. Por exemplo, o seu amigo lhe pede um livro emprestado e você diz: “ele está na estante do meu quarto”. No entanto, quando você vai pegá-lo, ele não está lá. Você lamenta: “tenho certeza que o vi aqui”. Mas, no dia seguinte, ao entrar no escritório, lá está o livro. Ou seja, você confundiu o local onde o viu antes.

# 5. Pecado do viés pessoal

mentes geniais alberto dellisola

Todas as nossas lembranças sempre serão afetadas pelo nosso viés pessoal, mas isso não é algo negativo, garante o autor de Mentes Geniais. Ou seja, essa distorção é uma ferramenta adaptativa para a nossa vida, visto que torna nossas lembranças mais parecidas com aquilo que realmente desejaríamos que tivesse acontecido.

Veja um exemplo dessa distorção: uma pessoa que considera a sua mãe, hoje falecida, uma excelente pessoa, quando na verdade essa mãe era muito violenta e cruel. Talvez essa distorção seja resultado da dificuldade de conviver com a ideia de não ter uma mãe tão boa quanto ela gostaria que fosse.

# 6. Pecado da sugestionabilidade

Esse pecado refere-se à possibilidade de nossa memória ser influenciada por informações aprendidas após a codificação da lembrança. Em outras palavras, explica o livro Mentes Geniais, a influência de outras pessoas ou eventos pode alterar nossas memórias, criando até mesmo lembranças de eventos que jamais ocorreram.

# 7. Pecado da persistência

É a tendência de revisitar, involuntariamente, lembranças que nos incomodam. Nesses casos, quanto mais nos esforçamos para parar de pensar na lembrança intrusiva, mais forte ela aparece em nossa mente.

Como se lembrar de nomes e fisionomias

mentes geniais alberto dellisola

O autor de Mentes Geniais ensina algumas abordagens para memorizar nomes e rostos. São dois tipos de técnicas: “Conheço alguém com esse nome” e “Não conheço ninguém com esse nome”. Veja como elas funcionam.

Conheço alguém com esse nome

A dica aqui é associar o nome da pessoa que você acabou de ser apresentado, com o nome de alguém que você já conhece. Ou seja, ative o gatilho da memória criando uma forte associação visual entre as duas pessoas, que vá muito além de apenas pensar “Ah, ele é parceiro com o João”. 

Outra dica para a elaboração dessa associação visual é utilizar um ambiente como gatilho para o próprio nome. 

Não conheço ninguém com esse nome

Nesses casos, o livro Mentes Geniais ensina que podemos dividir os nomes em dois tipos:

  • Nomes com significado embutido: muitas vezes, somos apresentados a pessoas com nomes desconhecidos, mas que têm um significado muito bem definido. Nesse caso, basta visualizar uma imagem que envolva o nome e a pessoa que você acaba de conhecer;
  • Nomes sem significado embutido: nesse caso, devemos atribuir um significado ao nome, substituindo-o por uma palavra que seja foneticamente semelhante e fácil de ser visualizada. Por exemplo, Leonardo por ser substituído por “leopardo”.

Técnica do vínculo

Suponha que você precise realizar três atividades importantes durante o dia:

  • ir ao banco;
  • buscar os filhos na escola;
  • ir a uma reunião.

A dica de memorização, nesse caso, é criar uma imagem substitutiva para cada um deles, como:

  • ir ao banco – banco de jardim;
  • buscar os filhos na escola – seus filhos;
  • ir a uma reunião – algum colega de trabalho que estará na reunião.

Agora, basta criar uma pequena história, envolvendo tudo isso. Por exemplo, imagine que um banco de jardim está espancando seus filhos e, quando o desespero toma conta de sua mente, surge um colega de trabalho e destrói o banco com um golpe de caratê.

Você achou estranha essa historinha? Pois é assim mesmo, ela precisa ser inusitada para ser lembrada.

Técnica das jornadas

Essa técnica sugere usar informações de jornadas que você conhece bem, como por exemplo, o caminho do trabalho, o percurso de suas caminhadas diárias etc. Você pode, inclusive, criar jornadas imaginárias.

Assim, para se lembrar de uma lista de itens, seja números de telefone, datas históricas, pessoas, objetos ou cartas de baralho, tudo o que você precisa fazer é associar os itens da lista aos pontos de referência de sua jornada. E, mais uma vez, relembra o livro Mentes Geniais, é importante que suas imagens sejam inusitadas para serem memoráveis.

Memorizando números pela rima

mentes geniais pdf completo

Quem consegue memorizar esse mundo de números com os quais lidamos a todo instante? São as contas do banco, telefones de amigos, CPF etc… E as senhas, então… Na verdade, quando se trata de números, se juntarmos tudo, eles ainda serão apenas números e, em alguns casos, dores de cabeça!

Mas o livro Mentes Geniais sugere apelar para a técnica da rima, utilizando imagens que foneticamente se assemelham aos números. De novo, será necessário criar associações coloridas, exageradas e ridículas, como por exemplo:

  • 0 – Prego;
  • 1 – Rum;
  • 2 – Bois;
  • 3 – Chinês;
  • 4 – Prato;
  • 5 – Brinco;
  • 6 – Cesta;
  • 7 – Gilete;
  • 8 – Biscoito;
  • 9 – Revólver;
  • 10 – Jazz.

Memorização do calendário

De acordo com o autor de Mentes Geniais, para achar o dia da semana de determinadas datas em séculos passados, você só precisa fazer o ajuste adequado, ou seja, somar a chave do século correspondente ao resultado obtido.

Chaves dos séculos para o calendário gregoriano:

  • XVI – 0
  • XVII – 6
  • XVIII – 4
  • XIX – 2
  • XX – 0
  • XXI – 6
  • XXII – 4
  • XXIII – 2

Como fazer isso na prática

Por exemplo, você quer saber em que dia da semana caiu 12 de setembro de 1877. A fórmula do livro Mentes Geniais a ser aplicada é a seguinte:

12 (dia) + 6 (chave do mês) + 5 (chave de 1877) + 2 (chave do século XIX) = 25. O maior múltiplo de 7 que podemos subtrair de 25 é 21; portanto, 25 – 21 = 4. Resultado: 12 de setembro de 1877 foi uma quarta-feira.

A sequência de séculos em que não é necessário nenhum ajuste é a dos anos múltiplos de 4, assim sendo, a mesma dos anos bissextos em um mesmo século fornece também os séculos que não necessitam de ajuste, ou seja, os séculos XX, XXIV, XXVIII etc.

Desse modo, o cálculo para o século LXVIII, por exemplo, é idêntico ao feito para o século XX, e para os séculos subsequentes deveremos fazer o ajuste na ordem exposta anteriormente, até o LXXII, quando, novamente, cairemos no caso do século XX.

Aumentando a concentração

Nem sempre podemos controlar o ambiente externo. Mas você pode treinar sua concentração e chegar a níveis nunca antes alcançados. Veja as técnicas apresentadas no livro Mentes Geniais.

Concentrando-se visualmente

mentes geniais livro

Escolha algum objeto para se concentrar: pode ser a chama de uma vela, uma rosa, uma caneta, um relógio etc. As únicas condições são:

  • o objeto deve estar no mesmo nível dos olhos;
  • o objeto deve ter um tamanho adequado, não sendo pequeno como uma formiga, nem grande como uma parede ou porta.

Após cada distração, você deve reiniciar o exercício.

Concentrando-se na audição

mentes geniais livro free

Escolha uma música rica em instrumentos musicais para realizar esse exercício. Em seguida, opte por um dos diversos instrumentos e procure concentrar-se apenas nele, durante a execução da música, por apenas 5 minutos. Nunca deixe qualquer relógio nas proximidades, pois, as horas poderão tirar sua concentração.

Concentrando-se no tato

mentes geniais livro

Escolha um objeto que possua muitos detalhes em relevo e, em seguida, com os olhos fechados, concentre-se apenas em seu tato e nos detalhes em relevo desse objeto. A cada pensamento que tire sua concentração, abra os olhos e reinicie o exercício.

Concentrando-se no olfato

mentes geniais livro

A dica do livro Mentes Geniais é usar produtos que exalam um odor forte e não tóxico, como por exemplo, cebola, café, alho ou casca de mexerica. Coloque-os lado a lado. Quando os cheiros começarem a se misturar, procure identificar cada um deles.

Eficiência versus eficácia

Parecem a mesma coisa, mas não são. Inclusive, muita gente confunde isso. Veja a diferença:

Eficácia 

É aquilo que produz o efeito desejado, ou seja, atingir seus objetivos. Por exemplo, se você estuda e passa num concurso público, podemos dizer que o seu estudo foi eficaz, não importando que você tenha passado dez anos estudando ou que tenha estudado durante apenas três meses.

Eficiência 

É a maneira como o efeito é obtido. Ser eficiente equivale a fazer determinada tarefa da maneira mais rápida e econômica possível, explica o autor de Mentes Geniais. No caso do concurso, significa estudar o mínimo de horas possível e ser aprovado.

Mapa mental

mentes geniais pdf download

O mapa mental é útil para gestão de informações, de conhecimento e de capital intelectual; compreensão e solução de problemas; memorização e aprendizado; e criação de manuais, livros e palestras.

Além disso, é uma excelente ferramenta de brainstorming e auxilia na gestão estratégica de empresas ou negócios, sendo a expressão do pensamento radiante, ou seja, é um modelo pelo qual a mente humana trabalha.

O mapa mental estimula o hemisfério cerebral direito ao enfatizar a linguagem espacial e visual. Ele é organizado em estrutura de teia, desenvolvendo-se em torno a uma questão principal, representada por um símbolo no centro do diagrama. Desse modo, explica o livro Mentes Geniais, os desenhos feitos em um mapa mental partem de um único centro, a partir do qual são irradiadas as informações relacionadas.

Criando seu primeiro mapa

Uma coisa é certa: os seus primeiros mapas mentais não serão dos melhores. Mas só a prática leva à perfeição, assim, a dica do autor de Mentes Geniais para iniciar é simplesmente relaxar e permitir que sua mente faça associações de maneira livre.

Não censure nenhum tópico que surgir, ou seja, anote tudo. Isso porque, muitas palavras podem parecer irrelevantes num primeiro momento. No entanto, funcionam como gatilhos de memória para evocar as informações mais importantes a serem anotadas. 

Imagine que você deseja fazer um mapa mental sobre a legalização do jogo no Brasil. Você certamente vai pensar em geração de empregos, turismo, governo, impostos, sorte, assaltos, criminalidade etc. Depois, escreva todos esses pensamentos. 

Quadro sinótico

Segundo o livro Mentes Geniais, em alguns casos, o quadro sinótico pode ser o melhor método de memorização. Por exemplo, em conteúdos em que é possível fazer comparação entre categorias.

Mudança de hábitos

As estratégias apresentadas pelo autor de Mentes Geniais requerem uma verdadeira mudança de hábitos. Afinal, existe um grande abismo entre “saber o que deve ser feito” e “fazer o que deve ser feito”. Então, não deixe que o abismo existente entre “planejamento” e “ação” atrapalhe seus sonhos. 

Continue aprendendo

Mentes Geniais

Você gostou dos ensinamentos do livro Mentes Geniais? Todos nós temos muito o que aprender com os livros e seus autores fantásticos, não é mesmo!

E se você é um amante dos livros, o 12min pode ser um grande aliado seu. Isso porque, além da variedade de opções, todas as obras que estão no app podem ser lidas em até 12 minutos cada. Assim, você consegue absorver toneladas de conhecimentos, das mais diferentes categorias, na velocidade que o mundo atual exige.

Se você preferir, pode optar pela versão audiobook, para ouvir os resumos dos livros no carro, na academia, enquanto faz a sua caminhada, isso é, onde e quando quiser.

Os microbooks do 12min estão disponíveis para leitura nos seus aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

Dica de hoje pra você

Com você já sabe, ao final dos nossos posts, a equipe 12min sempre destaca algumas sugestões de leitura que podem lhe ser muito valiosas. Anote aí o que separamos para você hoje:

Rápido e Devagar – Daniel Kahneman

livro Rápido e Devagar - Daniel Kahneman

Por que não devemos confiar em nossa intuição, na maioria das vezes, e como nos beneficiar dos pensamentos, aprendendo a tomar decisões mais conscientes? Esses são os principais ensinamentos do livro Rápido e Devagar, as Duas Formas de Pensar.

O autor fala sobre os dois sistemas que comandam os nossos pensamentos. Ou seja, o Sistema 1 – que é rápido, intuitivo e emocional. E o Sistema 2 – que é lento e mais lógico. Como eles funcionam e a importância de cada um no nosso dia a dia é o que você vai aprender agora.

As Armas da Persuasão –  Robert Cialdini

livro as armas da persuasão

Esse é um best-seller que já vendeu mais três milhões de cópias. Coincidência? Claro que não. O sucesso desse livro está baseado em dois itens principais: tema relevante para um grande número de pessoas e talento do autor.

E por que persuasão é um assunto que interessa muita gente? Simples. Porque todos nós estamos sempre defendendo um projeto ou uma ideia, seja no trabalho ou até mesmo em nossas vidas pessoais. E para termos sucesso precisamos prender a atenção das pessoas e influenciá-las em suas decisões.

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Stephen Covey

livro Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes

Com mais de 15 milhões de exemplares vendidos no mundo inteiro, esse é, sem dúvida, um fenômeno editorial. O autor afirma que para se obter mudanças realmente significativas, você precisa investir em novos hábitos e mudar crenças fundamentais que formam a sua visão do mundo. Ou seja, a transformação verdadeira vem “de dentro para fora.” E, para isso, não existem atalhos.

É isso mesmo. Os seus hábitos indicam quem você é o seu nível de eficácia – e ineficácia também. No entanto, um hábito não é algo que está “impregnado” em você pra sempre. Ou seja, você pode mudar, eliminar ou aprimorar um hábito e, até mesmo, adquirir novos.

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu o resumo do livro Mentes Geniais, pdf, e as nossas dicas de leitura, deixe aqui os seus comentários! 

E, é claro, lembre-se de compartilhar esse post em sua rede social!




Resumo do Livro O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios, em PDF

Como o CEO mais improvável do mundo construiu o Facebook? Isso é o que você vai saber com o livro O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios. A autora Ekaterina Walter fala sobre os segredos desse sucesso estrondoso que, segundo ela, estão nos cinco valores que o  fundador do Facebook soube personificar e explorar. E o primeiro e mais importante deles é a Paixão. Os demais são: Propósito, Pessoa, Produto e Parcerias.

livro o jeito zuckerberg de fazer negócios

Ekaterina Walter tem cacife para escrever sobre a poderosa Facebook. Ela esteve na vanguarda da revolução da transformação digital. Na Intel, liderou a adoção de mídia social em toda a empresa, foi um motor de mudança e liderou a inovação como co-fundadora e CMO da BRANDERATI, uma startup que foi adquirida pela Sprinklr. Ao longo de sua carreira, trabalhou com marcas globais, além de aconselhar uma série de startups.

A explosão do Facebook

É claro que você conhece o Facebook. E é bem provável que você seja um dos milhões de usuários dessa rede social. Mas muita gente não sabe como a empresa foi criada e o que foi decisivo para o seu sucesso inesperado e meteórico.

O Facebook nasceu em 04 de Fevereiro de 2004 e cresceu conectando pessoas, divulgando histórias, promovendo reencontros… Além disso, favoreceu a criação de movimentos defensores das mais diversas causas, como direitos humanos, liberdade de expressão etc. 

Hoje, afirma o livro livro O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios, todas as identidades têm poder para ver suas vozes serem fortalecidas.

Os primeiros passos

o jeito zuckerberg de fazer negócios pdf

Mark Zuckerberg tinha apenas 19 anos quando fundou o Facebook. Na época, ele cursava Ciência de Computação e Sociologia, na prestigiada Harvard University, e a proposta do seu projeto era conectar estudantes da própria escola.

Mas o Facebook extrapolou rapidinho os muros de Harvard, ganhando o mundo. Com o sucesso, Zuckerberg abandonou a universidade para se dedicar integralmente à empresa. Ele ficou milionário com 23 anos de idade.

Os números estrondosos do Facebook

De acordo com a autora de O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios, é possível dizer que o Facebook tornou-se uma parte fundamental do DNA da internet, influenciando e dominando o fluxo de informações como nunca antes.

Em dezembro de 2019, eram 2,5 bilhões de usuários ativos mensais em todo mundo e o Facebook era acessado, em média, 8 vezes por dia. Segundo a Forbes, a empresa estava avaliada em  US$ 88,9 bilhões, com receita de US$ 48,8 bilhões.

E o fundador do Facebook continua acumulando fortuna. Em 2019, Zuckerberg soltou para o quinto lugar no ranking dos homens mais ricos do mundo, atingindo US$ 6,2 bilhões de patrimônio líquido.

De fato, são números pra ninguém botar defeito, não é mesmo? Então, você ficou interessado em saber mais sobre essa história de sucesso? Siga com a gente!

O Jeito Zuckerberg de fazer negócios

Esgrimista no colégio e capitão de time na faculdade, Zuckerberg parece pensar o mundo como uma competição constante. E ele analisa as melhores estratégias para ganhar, sempre com muita confiança em si.

Tem gente que enxerga essa confiança como arrogância, até mesmo porque ele não costuma prestar atenção nas conversas que não o interessam. Mas a autora de O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios garante que, na verdade, isso é pura confiança em suas habilidades.

Desde criança, sua paixão por tecnologia foi incentivada pelo seu pai, Edward Zuckerberg. E, ainda adolescente, o fundador do Facebook chamou a atenção da Microsoft com programas que desenvolveu, antes mesmo de ingressar em Harvard. 

Na universidade, ele continuou criando programas simples, mas populares entre seus colegas, como o Facemash – um programa para descobrir quem era a pessoa mais bonita do campus. O sucesso foi instantâneo.

Mas Zuckerberg foi advertido pela direção da universidade por invadir o sistema e “roubar” informações e fotos dos estudantes.

No entanto, o Facemash, de acordo com o próprio Zuckerberg, possibilitou aprendizados que, um ano mais tarde, facilitariam o nascimento do Facebook e uma trajetória de sucesso estrondoso. Por exemplo, dois desses aprendizados foram: como garantir inscrições voluntárias e como possibilitar que qualquer um só compartilhasse o que deseja.

Assim, essa experiência de Zuckerberg nos mostra que todo evento pode ser considerado um sucesso ou um fracasso, mas sempre terá lições valiosas,. Tudo dependerá de como se olha para os fatos.

Originalidade absoluta: uma concepção errônea

o jeito zuckerberg de fazer negócios resumo

O próprio Zuckerberg admite que teve sua cota de inspirações, com experiências e conversas no colégio e na faculdade. Não tem nada de errado nisso, desde que o produto final seja original em seus aspectos fundamentais. 

O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios afirma que, inclusive, os competidores do Facebook – MySpace e Friendster – compartilham algumas semelhanças notáveis com a rede social de Zuckerberg, que foi lançada depois deles.

Se um empreendedor é apaixonado o suficiente por uma vontade ou necessidade e enxerga uma brecha em uma solução imperfeita já existente, deve-se ir adiante e aproveitar. Ao utilizar-se a sabedoria e a experiência, é possível criar então um produto original, podendo inclusive celebrar sua autenticidade publicamente sem disputas.

Zuckerberg poderia apenas ter sonhado sobre um projeto de rede social ou apenas falado dele. No entanto, a sua filosofia permitiu que ele fosse o único a ter coragem para assumir os riscos e agir efetivamente. Além disso, ele nunca perdeu de vista o que considera o coração e o segundo valor das empresas bem-sucedidas: propósito.

A paixão por seu propósito

Um empresário pode ser um grande líder, quando é capaz de inspirar e de transmutar seu negócio em uma verdadeira fonte de inspiração. Ideias podem ser facilmente copiadas, mas lealdade a uma missão cria um propósito único, ressalta a autora de O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios.

Por que o ambiente de trabalho no Facebook fervilha animação, mesmo Zuckerberg não sendo nem um pouco carismático? Segundo Ekaterina Walter, a resposta está em sua paixão por seu propósito, que reúne toda a empresa em torno da mesma missão.

Zuckerberg sempre defendeu que seu objetivo é criar algo significativo em longo prazo, e suas ações não o contradizem. Nem quando empresas o assediaram com ofertas bilionárias, ele se desviou de seu objetivo. 

É vital para Zuckerberg lutar a fim de manter sua visão viva. De fato, ele é dedicado a isso ao ponto de ser considerado ingênuo. Em algumas ocasiões, Zuckerberg chegou a auxiliar possíveis competidores em projetos que julgava serem interessantes.

Na verdade, aqui a autora de O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios chega ao terceiro valor das empresas bem-sucedidas que tornam o propósito de qualquer homem possível: outras pessoas.

A qualidade do capital humano

Pesquisas diferentes pelo mundo afora sempre mostram, claramente, o desânimo emocional da maioria da população com o local de trabalho. Um problema que afeta diretamente a produtividade dos funcionários e, claro, os lucros das empresas. 

Apesar de ser menos visível nos pequenos empreendimentos, esse problema pode se tornar grave em empresas que crescem rapidamente, se o líder não se preocupar em moldar claramente a comunicação dos valores e da cultura corporativa.

Zuckerberg compreendeu isso desde o início do Facebook, ou seja, ele somente contrata pessoas alinhadas com a sua percepção da cultura de colaboração, agilidade e desejo de melhoria constante.

De acordo com o livro O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios, as pessoas certas para uma empresa nem sempre são aquelas com a melhor habilidade. Afinal, isso de nada adiantará se elas não tiverem uma atitude alinhada com os valores da empresa. 

No Facebook, é incentivado que funcionários trabalhem em grupo em torno de projetos que inspiram paixão, de forma a assegurar que o resultado seja tão bom quanto possível. Com isso, a empresa espera maior engajamento e, também, que os funcionários cresçam por causa da inteligência e competência, e não por currículo ou idade.

A motivação do fortalecimento

o jeito zuckerberg de fazer negócios download

A maior vantagem de contratar as pessoas mais alinhadas à cultura da empresa é que o gestor não precisa perder tempo servindo de babá para os funcionários desmotivados, ignorando os empregados talentosos que procuram orientação superior. 

Ou seja, se o líder escolhe esse caminho, ele certamente falhará em sua missão de criar um bom ambiente, onde boas ideias nascem e se desenvolvem mesmo em tempos difíceis.

Se confiança não for um dos valores fundamentais de uma empresa, dificilmente a comunicação será aberta. Dessa forma, muitas opiniões valiosas nunca serão ditas e futuros líderes nunca terão a chance de mostrar seus dons.

Zuckerberg, ao contrário, adota postura diferente para estimular todos a darem tudo de si no trabalho. Por exemplo:

  • incentiva a transparência total entre os gestores e demais funcionários do Facebook; 
  • não abre mão de servir de exemplo e, até hoje, jamais faltou a uma reunião que tenha marcado;
  • aceita os fracassos ocasionais como parte do processo de crescimento;
  • estimula a criatividade e iniciativa dos funcionários, que podem, dessa forma, explorar novas perspectivas que trazem benefícios diretos.

A hora de abandonar o barco

o jeito zuckerberg de fazer negócios free

Mesmo com todos os esforços para contratar as pessoas certas, o livro O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios lembra que nem sempre as coisas saem como o planejado. Nesses casos, é preciso saber quando é melhor que um funcionário abandone o barco. Por exemplo, Zuckerberg teve que pedir para que o primeiro presidente do Facebook, Sean Parker, saísse de seu cargo, mesmo que ele fosse seu amigo.

Ou seja, se um gestor deseja criar uma empresa extraordinária, precisa preenchê-la com pessoas extraordinárias, que possam somar, não dificultar a convivência. Liderança inteligente em todos os níveis é uma das características mais vitais de empresas bem-sucedidas.

Efeito beija-flor da liderança

Ekaterina Walter elaborou uma lista das dez qualidades mais importantes em líderes eficientes, que em seu conjunto formam o chamado “Efeito beija-flor da liderança”. Ou seja, como esse pequeno pássaro discreto, o líder não deve chamar muito atenção para si, mas ser extremamente inteligente e notavelmente corajoso quando necessário. 

As dez qualidades listadas pela autora de O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios são:

  • Flexibilidade
  • Gerência
  • Agilidade
  • Pensamento estratégico
  • Persistência
  • Coragem
  • Orientação para resultados
  • Intuição
  • Caráter
  • Desenvolvimento pessoal

Segundo ela, Zuckerberg pode ser caracterizado com louvor como um líder eficiente. Ele é minimalista e silencioso, mas também determinado e trabalhador. Ele aprende com seus fracassos e se desafia constantemente, utilizando-se de estratégia para vender e expandir o quarto valor das empresas bem-sucedidas: o produto.

O longo alinhamento da visão

livro o jeito zuckerberg de fazer negócios pdf grátis

O Facebook pode muito bem ser a empresa de crescimento mais rápido de todos os tempos, e isso não foi destino. Foi visão. Afinal, Zuckerberg percebeu a importância de colocar as pessoas como protagonistas do modelo de negócio e não a tecnologia ou o conteúdo.

Ele identificou o caminho mais vantajoso a percorrer com o auxílio de sua paixão e filosofia pessoal, que estimulavam seu propósito. 

A autora de O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios afirma que o fundador do Facebook não queria fama ou dinheiro, quando lançou o seu projeto. Pelo contrário, afirma, ele só estava cansado de esperar Harvard auxiliá-lo na criação de um tipo de compartilhamento de informações que os estudantes queriam.

Entretanto, Zuckerberg já sabia que um crescimento rápido poderia ser fatal, caso a estrutura da rede social não estivesse preparada para o impacto de tantos novos inscritos. Assim, apesar do entusiasmo com o sucesso repentino, ele teve que frear, deliberadamente, a velocidade do processo. 

Agindo desta forma, o criador do Facebook mostrou-se alinhado às ações dos grandes líderes, que devem desenvolver em seu instinto os momentos mais apropriados para seguir em frente ou diminuir o passo.

Sempre renovando seu pensamento, Zuckerberg lidera as constantes inovações do Facebook. Em meio à primeira oferta bilionária de compra de sua rede social, em setembro de 2006, estreou o polêmico feed de notícias, seguido em breve pelo cadastro aberto para todos.

As primeiras reações ao feed foram péssimas. Mas  Zuckerberg não considerou nem por um minuto remover a nova ferramenta, mesmo tendo que criar controles de privacidade mais rigorosos para aplacar os protestos dos usuários. Pouco tempo depois, a explosão de crescimento do Facebook provou que ele estava totalmente certo.

A curta solidificação

Provando ser um visionário, Zuckerberg planejava tornar sua rede social uma plataforma, de maneira a permitir que outros pudessem criar serviços próprios. 

Tratava-se um plano ambicioso, que solidificaria a liderança do Facebook, caso fosse bem-sucedido. E foi… Seis meses depois do anúncio público do plano, metade dos usuários tinha pelo menos um aplicativo instalado em seu perfil.

A indústria de tecnologia estava espantada com todo esse sucesso. Com o Facebook subindo patamares a passos largos, não era mais possível menosprezar Zuckerberg. 

Mas nem tudo eram flores. Até hoje, Zuckerberg reconhece que a relação entre o Facebook com os parceiros da publicidade, por exemplo, é atrapalhada pelo modelo de inovação rápida proposto pela rede social. Até mesmo alguns usuários questionam as suas verdadeiras intenções, afirma o livro O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios.

Um líder estratégico tem que saber a hora de desistir

Zuckerberg compreendeu isso com certa dificuldade, hesitando em abrir mão de trabalhos como o Wirehog, que era um software de compartilhamento ligado ao Facebook, mas que não fez tanto sucesso quanto o esperado. 

Apesar das eventuais dificuldades, Zuckerberg teve o impulso inicial que caracteriza grandes líderes: solidificar um produto, antes de se preocupar em receber os seus lucros. No caminho, mudou a maneira como as pessoas se comunicam online, exatamente porque entende que o sucesso é uma maratona e a inovação é algo pessoal.

Ele se solidificaria como um pioneiro. E esse não foi, de forma alguma, um trabalho fácil.

Enfim, para ser um líder efetivo, todos devem ter em mente a paixão que será alimentada pelo propósito. Entretanto, nenhum homem é uma ilha, e o sucesso advém em grande parte do quinto e último valor das empresas bem-sucedidas: parcerias.

O sucesso é um esporte coletivo

Livro O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios

Super-heróis não existem no mundo real. Pessoas são falhas e não sabem tudo. Assim, formar parcerias para alcançar as metas é uma tendência humana natural e está especialmente presente nos homens de negócios bem-sucedidos.

Assim como existem vários motivos para se estabelecer uma parceria, cada participante pode ter um papel bem distinto um do outro. Existem investidores, funcionários, conselheiros, familiares… Todos, sem exceção, podem dar sua contribuição para ajudar a alavancar um projeto.

Existem também aqueles que inspiram a ação. Com frequência, o visionário inspirador que captura a mente e corações ao seu redor não é tão bom assim nas tarefas mundanas que ocorrem no dia-a-dia de uma empresa. Paralelamente, o habilidoso no processo operacional mais prático da construção de um negócio não costuma desenvolver muito bem um produto.

Na prática, os negócios mais bem-sucedidos tendem a ter uma equipe principal que se complementa em suas aptidões, mas compartilha os mesmos propósitos. Não foi diferente no Facebook. Enquanto Mark Zuckerberg liderava as inovações tecnológicas que permitiam à empresa manter-se no topo há tanto tempo, sua oficial de operações Sheryl Sandberg garantia, em grande parte, a prosperidade financeira do Facebook.

Antes de Sandberg, a renda do Facebook era de $ 150 milhões. Rapidamente saltou para mais de $ 4 bilhões. Mas isso não pode ser atribuído apenas à incrível competência de Sandberg, garante a autora de O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios. Segundo ela, um fator decisivo do sucesso foi a boa relação entre Sandberg e Zuckerberg, que estimula uma constante e saudável troca de informações.

Enfim, com Sandberg cuidando das operações práticas da empresa, Zuckerberg pode se dedicar melhor à sua paixão. Essa parceria se tornaria um modelo para empresas de tecnologia e, de fato, trata-se de um exemplo fenomenal de construção de parcerias estratégicas.

Citações de Mark Zuckerberg

Continue aprendendo

E já que estamos falando de Facebook e citamos a participação relevante de Sheryl Sandberg para o crescimento da empresa, convidamos você a conhecer microbook dessa fantástica profissional. Anote aí:

Faça Acontecer – Sheryl Sandberg

livro faça acontecer

Não é novidade para ninguém que os homens ainda ocupam a maioria das posições de liderança. Isso ocorre tanto no setor público, como no privado. Ou seja, as vozes femininas não estão sendo ouvidas de forma igualitária.

Nesse livro, Sheryl Sandberg explora os principais motivos dessa desigualdade e dá dicas práticas para mulheres que querem usar todo o seu potencial e conquistar o mundo.

Além de ser a mulher mais poderosa do Facebook e o braço direito de Mark Zuckerberg, Sandberg é uma das 50 mulheres mais poderosas do mundo, segundo a revista Forbes.

Toneladas de conhecimento

Esse microbook de Sheryl Sandberg e todos os demais da plataforma 12min podem ser lidos em até 12 minutos. Assim, você consegue absorver toneladas de conhecimentos, das mais diferentes categorias, na velocidade que o mundo atual exige.

Se você preferir, pode optar pela versão audiobook, para ouvir os resumos dos livros no carro, na academia, enquanto faz a sua caminhada, isso é, onde e quando quiser.

Os microbooks do 12min estão disponíveis para leitura nos seus aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle. Ou seja, tudo isso para facilitar a sua vida.

Além dos microbooks citados aqui, você deve gostar também de outro post aqui no Blog 12 min, sobre os 5 livros recomendados pelo Mark Zuckerberg.

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu o resumo do livro O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios, em pdf, e as nossas dicas de leitura, deixe aqui os seus comentários! 

E, é claro, lembre-se de compartilhar esse post entre os seus amigos do Facebook e demais redes sociais!




Resumo do Livro Como Ter Um Dia Ideal, de Caroline Webb, em PDF

Você certamente já teve dias ruins. Todo mundo tem. A diferença é que algumas pessoas conseguem diminuir ou até mesmo superar o estresse e as dificuldades que nos levam a essa situação. Quer saber como? Isso é o que nos ensina a escritora Caroline Webb, em seu livro Como Ter Um Dia Ideal.

livro Como Ter Um Dia Ideal

Ela se apoia na Ciência Comportamental, Psicologia e Neurociência para entender melhor o funcionamento do nosso cérebro e o nosso processo de decisões. Afinal, garante, esse é um passo fundamental para aprendermos a lidar com os desafios do nosso cotidiano – os pequenos e os grandes também.

Em outras palavras, trata-se do caminho certo para você transformar um dia ruim em um dia bom. Então, você ficou interessado em saber mais sobre o assunto, ter dias melhores e maior produtividade? Fique com a gente!

Sobre a autora

Caroline Webb é a CEO da Sevenshift, uma empresa que ensina as pessoas como usar insights de ciência comportamental para melhorar a sua vida no trabalho. Ela é também consultora, economista e coach de liderança, com passagem por várias empresas, ajudando os funcionários a serem mais produtivos, enérgicos e bem-sucedidos. 

O livro Como Ter Um Dia Ideal

Essa é uma obra fascinante, com linguagem de fácil entendimento. Assim, ninguém precisa ser um especialista para entender os ensinamentos de Caroline Webb. Como Ter Um Dia Ideal foi classificado pela Forbes como um “livro de negócios de leitura obrigatória”. Segundo a Fortune, Trata-se de um dos principais livros de “auto-aperfeiçoamento por meio de dados”. Já a Inc incluiu a obra de Caroline Webb entre os melhores livros de desenvolvimento.

O livro recebeu outros reconhecimentos de peso. Por exemplo, foi elogiado pelos escritores Susan Cain como “extraordinário” e Cass Sunstein como “sábio e humano”. Já Tom Peters se referiu a ele como “magisterial” e Dan Pink como “inteligente, completo e eminentemente prático”.

Como Ter Um Dia Ideal foi publicado em 14 idiomas e em mais de 60 países. Então, deu pra perceber que trata-se de uma obra, realmente, imperdível, não é mesmo!

Os avanços científicos 

livro como ter um dia ideal

A autora de Como Ter Um Dia Ideal explica que alguns avanços na Ciência nos deram percepções importantes sobre como criar dias melhores. Alguns desses avanços são:

O nosso cérebro é baseado em dois sistemas opositores

O sistema deliberado é nosso pensamento consciente, lento e racional. Já o sistema automático é o subconsciente, rápido e instintivo. Por exemplo, o sistema deliberado calcula uma gorjeta de 15%, enquanto o sistema automático nos faz correr, antes que um carro nos atropele na rua.

Nossa mente e corpo estão interconectados 

Por exemplo, sabíamos que a felicidade nos leva a sorrir, mas não sabíamos que sorrir nos deixa mais felizes.

O eixo de descoberta-defesa

Estamos sempre nos movendo em um eixo, ancorados em uma ponta por uma perspectiva defensiva, esperando um ataque a qualquer momento. Ao mesmo tempo, na outra ponta, estamos ancorados por um estado de descoberta, procurando experiências recompensadoras.

7 conceitos importantes para que você tenha um dia bom

Além das descobertas científicas mencionada anteriormente, o livro Como Ter Um Dia Ideal garante que para ter um dia bom, você precisa estar atento aos seguintes conceitos:

  • Prioridades: definindo a direção intencional do seu dia.
  • Produtividade: utilizando suas horas do dia da melhor maneira.
  • Relacionamentos: mantendo interações produtivas e positivas.
  • Pensamento: fazendo boas escolhas, sendo criativo e esperto.
  • Influência: maximizando o impacto do que você fala ou faz.
  • Resiliência: superando obstáculos e aborrecimentos.
  • Energia: gerando entusiasmo e satisfação.

Objetivos, organização e planejamento

como ter um dia ideal pdf

É muito ruim chegar no final do dia com a sensação de ter desperdiçado longas horas com trabalhos improdutivos. Mas o livro Como Ter Um Dia Ideal ajuda você a minimizar esse sentimento. Veja as dicas da autora:

  1. Saiba claramente o que você quer alcançar ao final do dia. Depois, elimine todas as atividades que estiverem entre você e seus objetivos. Trata-se de hábitos de distração, como por exemplo, checar emails e mensagens a todo instante, visitar sites etc. Ou seja, foque em suas metas diárias.
  2. Organize os seus objetivos, utilizando linguagens positivas, também chamadas de metas de abordagens. Elas afirmam o resultado positivo que você quer conquistar, como por exemplo “tornar meu produto irresistível”. De acordo com o livro Como Ter Um Dia Ideal, o contrário disso seriam as metas evitáveis, como “parar de perder clientes”.
  3. Faça um plano “então, quando..” para se preparar para obstáculos que podem aparecer no caminho para seus objetivos.

Organizando o caos

como ter um dia ideal caroline webb

Agenda superlotada e desorganização consomem a energia de qualquer um e, é claro, afeta a produtividade. Então, o livro Como Ter Um Dia Ideal dá dicas de como fazer um plano e decidir por onde começar o combate ao caos. Veja:

  1. Pare e sente em algum lugar para se concentrar no seu objetivo. Coloque o foco em sua respiração para se acalmar e, assim, pensar com clareza.
  2. Comece o seu planejamento. Ou seja, escreva tudo que você precisa fazer nos próximos dias ou semanas, em vez de apostar na memória. Afinal, o cérebro tem uma capacidade de armazenamento limitada e ele precisa de energia sempre que precisamos buscar por uma informação, mesmo que seja uma coisa simples.
  3. Marque as tarefas mais importantes e tome uma atitude para completá-las no prazo estabelecido – não importa o tamanho delas.
  4. Você pode separar as tarefas maiores em passos menores e gerenciáveis, evitando assim ansiedades e, consequentemente, a procrastinação.
  5. Programe pausas para cada uma hora e meia, para recolocar o foco na direção certa. Afinal, a autora de Como Ter Um Dia Ideal explica que, no curso de 90 minutos, nosso cérebro passa de altamente focado para desatento. É por isso que, nos momentos que exigem concentração por mais tempo, acabamos nos distraindo com o celular ou uma rede social, por exemplo.

Invista nos relacionamentos

como ter um dia perfeito

Você não terá um dia bom se estiver cercado de pessoas chatas, com as quais você não consegue conviver. Então, a outra dica do livro Como Ter Um Dia Ideal é: ponha foco também nos relacionamentos. Veja o que você pode fazer, na prática:

  1. Construa relacionamento ao interagir com alguém do trabalho. Em outras palavras, não apenas esbarre em alguém na cozinha do escritório e se limite a um “bom dia”. Envolva-se em conversas e faça perguntas sinceras, como por exemplo, “o que você vai fazer no feriado”?
  2. Busque por interesses comuns, demonstre curiosidade genuína pelas pessoas. Afinal, desenvolver esse senso de conexão cria uma cultura de confiança e colaboração. Nesse caso, a autora destaca outras vantagens, ou seja, segundo ela, os empregadores são mais propensos a contratar alguém que seja semelhante a eles.
  3. Resolva qualquer tensão com seus colegas de trabalho, caso contrário, o seu entusiasmo e até mesmo a produtividade podem ir ladeira abaixo. A melhor maneira de lidar com isso é ser aberto. Explique a seu colega o que você está sentindo e o porquê. Seja firme, mas educado.

Utilize uma árvore de problemas, para ajudar na resolução

como ter um dia ideal download

Sempre que você se sentir muito sobrecarregado, a ponto de interferir na tomada de decisões importantes, siga os conselhos do livro Como Ter Um Dia Ideal e quebre um problema complexo em uma “árvore de problemas”. 

Essa árvore funciona assim: 

  • Anote o problema central – que será o tronco da árvore. 
  • Escreva as duas opções possíveis, que formarão os ramos da árvore.
  • Pense em ações concretas que ajudarão a realizar essas opções. 

Essas sugestões podem gerar mais ramos na árvore de problemas, até que eventualmente você terá mapeado muitas ações possíveis para resolver seu problema.

Outra dica de Caroline Webb é criar uma rotina versátil, válida em todas as situações. Não se trata de nada complexo, pelo contrário, essa rotina pode ser algo simples, como por exemplo, perguntar-se “quais são as alternativas e as desvantagens potenciais dessa escolha?”

Outra opção pode ser a rotina de buscar por feedbacks de pessoas próximas a você. Lembre-se que bons conselhos podem vir de qualquer um, não só de especialistas. 

Leve as pessoas a escutarem você

como ter um dia ideal pdf gratis

Alguma vez você fez uma apresentação e percebeu que tinha gente “viajando”, enquanto você falava? Isso certamente pode acabar com o seu dia. Mas, nesse caso, você também pode adotar técnicas simples para envolver o seu público nas próximas vezes. Conheça as dicas do livro Como Ter Um Dia Ideal!

  1. Faça seu público saber que ele tem algo valioso a aprender com a sua apresentação. 
  2. Enriqueça a sua apresentação com vídeos ou pôsteres que prendam a atenção do público. Procure ter sempre um quadro branco à disposição. Afinal, garante a autora, as pessoas vão internalizar melhor a sua mensagem, se você desenhar e escrever em tempo real, ao invés de só usar slides preparados.
  3. Use frases simples e curtas, de maneira fluida para prender a atenção do público. Além disso, enfatize porque o público deve se importar com o que você tem a dizer.

Fique motivado

livro como ter um dia ideal

Imagine que no dia seguinte você terá uma reunião com um cliente insatisfeito. O que fazer?

  1. Mantenha a calma e a distância da situação. Imagine que não é você, mas um amigo que precisa enfrentar o cliente. Qual conselho você daria a ele? Você pode também falar com você mesmo em segunda pessoa para ganhar alguma perspectiva distante.
  2. Pense em uma situação passada, em que você resolveu bem e se pergunte quais recursos o ajudaram a obter o resultado esperado. Talvez tenha sido sua destreza, temor ou amigos que o apoiaram. Tudo isso, provavelmente, pode ajudá-lo de novo.
  3. Transforme a situação em pensamentos positivos

Tente alguns desses truques quando estiver em uma situação complicada: 

  1. Identifique os padrões mentais, físicos e temporais e como eles afetam a sua energia. Por exemplo, é possível que você sempre se sinta letárgico depois do almoço.
  2. Descubra como aumentar sua energia nessas fases. Pode ser, por exemplo, dar uma volta rápida na rua.
  3. Tentar um exercício de gratidão. Pense em três coisas que aconteceram no seu dia para agradecer. Faça isso mesmo que sejam coisas pequenas.

Desenvolver rotinas positivas e aprender com o passado pode ajudar você a ter um dia melhor. O autoconhecimento também é uma opção para você recarregar suas energias e transformar um dia ruim em um dia bom.

Enfim…

Dias bons e dias ruins sempre vão existir. Você não tem como fugir totalmente dessa realidade. Mas é possível controlar a mente e o corpo e, assim, assegurar um dia melhor, mesmo em circunstâncias ruins. 

Ou seja, “mesmo com o pior que a vida pode nos causar, temos uma capacidade notável de nos adaptar às novas circunstâncias e voltar aos nossos níveis anteriores de felicidade.”

Em Como Ter Um Dia Ideal, Caroline Webb dá dicas simples para você promover transformações em sua vida. O livro, inclusive, é recheado de exemplos que podem ajudá-lo a entender melhor cada situação. Confirma no microbook, no 12min.

Frases do livro Como Ter Um Dia Ideal

Aprendizado contínuo

Então, você gostou dos ensinamentos de Caroline Webb, em Como Ter Um Dia Ideal? Deixe aqui os seus comentários.

E se você quer seguir o caminho do crescimento e do desenvolvimento pessoal e profissional, aposte nos livros. Eles serão sempre seus fortes aliados. 

Mas você pode está pensando que não tem tempo de ler tudo o que gostaria, não é mesmo? Se esse é o seu caso, a plataforma 12min disponibiliza para você os microbooks das mais fascinantes obras e renomados autores.

Toneladas de conhecimento

Como Ter Um Dia Ideal

Todos os microbooks podem ser lidos em até 12 minutos. Isso lhe permitirá absorver toneladas de conhecimento sobre carreira, negócios e desenvolvimento pessoal, entre outras categorias, na velocidade que o mundo atual exige.

Se você preferir, pode optar pela versão audiobook, para ouvir os resumos dos livros no carro, na academia, enquanto faz a sua caminhada, isso é, onde e quando quiser.

Os microbooks do 12min estão disponíveis para leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

Agora, vai aí a sugestão de leitura que selecionamos hoje pra você! 

Mais Esperto que o Diabo – Napoleon Hill

livro Mais Esperto que o Diabo - Napoleon Hill

Se você quer vencer os seus medos e limitações, então, esse livro é uma indicação perfeita. Escrito em 1938, continua atual e inspirador. Nele, o autor Napoleon Hill destaca a importância de amarmos a nós mesmos e vivermos em harmonia com a nossa consciência.

A premissa inicial desta obra consiste em um interessante diálogo com o diabo, o mais terrível e maligno espírito que o mundo conhece. No entanto, segundo Hill, ele não tem chifres e nem uma cauda longa. Mas trata-se, na realidade, de uma presença malévola… em sua mente.

Outras sugestões:

Você deve gostar de ler também um post recente em nosso blog: “Resoluções de Ano Novo? 8 Livros Para Garantir o Hábito de Leitura em 2020“. E, ainda, o resumo do Livro Você Pode Curar sua Vida, de Louise Hay.

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu o resumo do livro Como Ter um Dia Ideal pdf, e as nossas dicas de leitura, compartilhe esse post em sua rede social!




Resumo do Livro Seja Líder de Si Mesmo, de Augusto Cury, em PDF

No teatro da sua vida, você é o ator principal ou um mero espectador? Você escreve sua história ou fica sentado na plateia observando suas emoções e os acontecimentos? O livro Seja Líder de Si Mesmo ajuda você refletir sobre esse assunto, conduzindo-o para o autoconhecimento e a educação da mente.

seja lider de si mesmo completo pdf

Segundo o autor, Augusto Cury, a educação mundial falhou na tarefa de ensinar as crianças. No entanto, você pode reverter essa situação e tomar as rédeas de sua própria vida. Para isso, basta adotar algumas estratégias mentais simples.

Sobre o autor

Augusto Cury é autor de uma lista enorme de livros, entre eles, o best-seller Teoria da Inteligência Multifocal. Suas obras foram publicadas em mais de 70 países, com 25 milhões de unidades vendidas, somente no Brasil. 

Cury foi considerado o autor brasileiros mais lido da última década, pela revista ISTOÉ e pelo jornal Folha de S. Paulo. Além disso, Cury recebeu o prêmio de melhor ficção de 2009, pela Academia Chinesa de Literatura, com o livro O Vendedor de Sonhos, que foi adaptado para o cinema em 2016.

Seja Líder de Si Mesmo

Tem muita gente pelo mundo afora, entre jovens e adultos, que passa grande parte de suas vidas atuando como coadjuvantes. Ou seja, são pessoas que não têm sonhos e nem metas, e que vivem apenas porque estão vivas.

Essas pessoas, explica o autor de Seja Líder de Si Mesmo, Augusto Cury, não aprenderam a lidar com as falhas, fracassos, lágrimas e fragilidades. Preparadas para vencer, elas simplesmente não sabem o que fazer, quando perdem a direção.

seja lider de si mesmo pdf

Por esse motivo, muitos jovens, por exemplo, supervalorizam algumas personalidades famosas e não enxergam que, ao fazerem isso, diminuem a si mesmos. Essas pessoas, de quem não se sabe mais do que a supérflua imagem do sucesso, tomam o lugar dos próprios pensamentos na psique dos jovens e até de adultos que, ao invés de olharem e valorizarem a si mesmos, tomam o caminho da supervalorização de alguns poucos. 

Para Cury, trata-se de uma atitude irracional valorizar alguns artistas, enquanto a maioria é relegada ao rol dos anônimos. Especialmente porque, no oposto, não valorizamos a nossa própria capacidade de pensar. 

Assim, respeitar algumas pessoas – os mais velhos, professores, ou até modelos de vida – é uma atitude saudável. Supervalorizá-las é um ato doentio, garante o autor de Seja Líder de Si Mesmo.

Assuma o papel principal 

seja lider de si mesmo completo minhateca

Para assumir o papel de ator principal no teatro da sua própria vida, você precisa entender e aceitar que não dá para escrever uma história real sem sofrimentos, dificuldades e fracassos. Mas é possível aprender a conviver bem com tudo isso.

Para começar, o livro Seja Líder de Si Mesmo lembra que ninguém se constrói sozinho e existem pelo menos três fatores interligados na construção do Eu: a carga genética, o sistema social e o ambiente educacional. Para o autor, o Eu pode ser visto como a consciência, cuja qualidade maior é decidir.

Assim, para escrever sua história com sucesso, você pode reagir e superar fatores negativos por meio de técnicas mentais, traçadas a partir de um saber psicológico. 

A dica do autor é jamais ser submisso ao lixo psíquico que se entulha em nossa mente, graças à nossa incapacidade de vivenciar a vida. Ao reagirmos aos pensamentos e emoções negativos, podemos ser autores de nossa própria vida. 

Seja Líder de Si Mesmo e o teatro da mente

Preste atenção no resumo da fábula escrita pelo autor do livro Seja Líder de Si Mesmo, Augusto Cury: 

O teatro da mente – Primeiro Ato

seja lider de si mesmo augusto cury

Imagine que você está caminhando na rua e, de repente, sente o impulso de entrar em um teatro, sem saber qual peça seria apresentada ou qual é o conteúdo da obra. 

A peça se inicia e o autor principal, rapidamente, conquista a sua atenção e a de toda plateia. Ele é inteligente, sutil, fino, corajoso. Ou seja, o personagem é gentil com as crianças, amável com os idosos e sensível com os amigos. Contempla as pequenas coisas, brinca e sorri das próprias tolices.

Você vê ali alguém com quem se identifica e quer aplaudi-lo. Ele é tudo que você sempre quis ser.

Num golpe de coragem, você se levanta e começa a aplaudi-lo. O teatro vibra e todos se levantam para acompanhar seu aplauso.

Mas uma surpresa o aguarda. Duas pessoas sobem no palco e desenrolam uma faixa com o nome da pessoa que inspirou aquele personagem. Para seu espanto, ali estava o seu próprio nome! O público todo fica entusiasmado e o aplaude longamente.

Nesse momento, você descobre que, ao se apaixonar pelo personagem, tinha se apaixonado por si mesmo. 

Depois do primeiro êxtase, você percebe que todos na plateia são seus conhecidos – as gerações da sua família, amigos, recentes e antigos, de infância… Professores, colegas de trabalho. Enfim, pessoas que pareciam distantes, mas que tinham marcado sua vida.

Então, emocionado, você pega o microfone e agradece ao ator principal: “muito obrigado, você é demais”. Para o público, você  diz que construiu amigos, enfrentou derrotas, venceu obstáculos e seguiu adiante…

O teatro da mente – Segundo Ato

livro seja lider de si mesmo

O autor de Seja Líder de Si Mesmo surpreende com uma mudança no segundo ato. Ou seja, inesperadamente, o ator principal senta-se ao seu lado na plateia. No escuro, você tenta reconhecê-lo, pois, seu semblante parece lembrá-lo alguém.

A peça continua e você começa a suar. Afinal, o personagem, antes tão sereno e tranquilo, agora levanta a voz, perde o bom humor e machuca as pessoas ao seu redor. 

Você se remexe, se envergonha e quer protestar, mas a sua consciência não permite.

A plateia começa a vaiar, inconformada. Você afunda na cadeira, oprimido pela constatação de que aquela era a sua vida representada. Sua história perdera o brilho, porque vivia ansioso e distraído.

O medo começa a ganhar o palco. Medo de falhar, de ser derrotado, de ser exposto. A sua insegurança faz com que você culpe os outros por aquilo que era apresentado. Em sua raiva e desespero, você insulta o ator: “fraco, inseguro, vá para o palco! Tome uma atitude”!

No entanto, você percebe que a poltrona ao seu lado está vazia e que você veste as roupas do ator. Perplexo, você descobre que nunca existiu ator, mas era você mesmo que estava ali o tempo todo. 

Na primeira parte da peça, você tinha sido brilhante. Porém, na segunda parte, você tinha se abandonado e os atores coadjuvantes representavam seus conflitos, seus medos, traumas e pensamentos negativos.

Entrar no palco ou ficar na platéia?

livro seja lider de si mesmo free

Após enxergar a situação com clareza e perceber que, quando você abandona a si mesmo, seus pensamentos, medo e conflitos tomam o lugar reservado para a sua atuação na vida, vem uma nova surpresa. Você se percebe sozinho nesse teatro vago. Desesperado e sem chão. O que fazer? Não havia teatro físico, apenas a sua própria mente.

A mais dramática solidão tinha sido revelada nessa peça: que você se abandonou no percurso da vida. Esqueceu-se de garimpar os solos da psique.

Essa história do livro Seja Líder de Si Mesmo representa uma parte da psique de cada um de nós. Não ficamos atentos para a necessidade de corrigir pequenas mudanças em nós e só percebemos o que perdemos na dura queda da vida.

Ser espectador gera um falso conforto. Então, você ficaria na platéia ou entraria no palco? 

A mente humana é mais complexa do que imaginamos

Não se trata apenas do Eu consciente, mas de atores coadjuvantes, que representam ideias, que trazem à tona aspectos inconscientes que invadem nosso pensamento e guiam nossas ações.

Essa teoria, batizada por Cury de “Inteligência Multifocal”, revela vários pontos obscuros na nossa mente, pois, existem três fenômenos inconscientes que atuam como atores coadjuvantes de nosso pensamento. Eles são o Gatilho da Memória, o Autofluxo e a Janela da Memória.

Esses fenômenos, afirma o livro Seja Líder de Si Mesmo, constroem pensamentos maravilhosos mas também os perturbadores. São eles que produzem os pensamentos que detestamos, hábitos obsessivos, paranoias irracionais. 

Ou seja, trata-se de um processo natural do funcionamento da mente. Mas uma pergunta é: por que produzimos esses atores coadjuvantes que tomam conta de nosso teatro mental? Nesse caso, Cury tem duas respostas:

  1. porque, sem os atores coadjuvantes, a mente seria um monólogo e somente o ator principal atuaria. Os atores coadjuvantes impedem que morremos de tédio, angústia e rotina.
  2. são os atores coadjuvantes que formam o Eu. São as sensações e milhões de pensamentos abstratos que povoam a nossa mente e produzem a experiência do mundo necessária para que, enfim, haja uma identidade.

O Eu surge, portanto, a partir da experiência que os atores coadjuvantes marcam na memória. Porém, se a mente não for treinada, esse Eu pode se tornar um péssimo ator principal.

Assim, para cuidarmos da própria mente, o livro Seja Líder de Si Mesmo alerta que devemos focar nas três instâncias do inconsciente: Gatilho da Memória, Autofluxo e Janela da Memória. Vamos conhecer um pouco mais sobre cada um a delas.

Gatilho da Memória

seja lider de si mesmo pdf download gratis

O Gatilho da Memória é a qualidade mental que nos faz reconhecer o mundo ao redor. Ele acessa o que já vivemos, a partir de sensações e estímulos externos. Permite, dessa forma, a interpretação, a consciência de quem somos, onde estamos e o que estamos fazendo. Por exemplo, é o Gatilho da Memória que faz que reconheçamos uma flor como flor, ao ver uma em um jardim.

Segundo o livro Seja Líder de Si Mesmo, situação semelhante ocorre quando o procedimento da mente nos prejudica. Por exemplo, quando vemos uma pessoa que nos feriu ou rejeitou, instantaneamente, o Gatilho da Memória implode e associamos a pessoa aos piores sentimentos: rejeição, dor e sofrimento. 

Em outras palavras, esse gatilho é essencial, porque nos permite viver, aprender e nos relacionar. Mas também pode aprisionar o Eu, gerando experiências muito negativas, a partir de memórias similares. Ele também é responsável por síndromes, vícios e outras patologias psicológicas.

Autofluxo

O Autofluxo é um mecanismo mental que lê, diariamente, milhares de vezes, a nossa memória. Mesmo quando estamos dormindo, ele traz à tona pensamentos, imagens mentais, personagens, ambientes e circunstâncias.

Sabe aquelas ideias e lembranças que parecem vir do nada? É o Autofluxo mental trabalhando. Ele vasculha aleatoriamente os arquivos de nossa história, levando-nos a uma viagem pelo passado e futuro. Como resultado, temos um filme mental que nunca se interrompe. 

seja lider de si mesmo pdf download gratis

No entanto, afirma o livro Seja Líder de Si Mesmo, quando o Autofluxo lê partes doentias da memória ele produz ansiedade, teimosia, timidez, culpas. Diariamente, essa característica nos anima e nos distrai, mas também nos envia para a plateia da vida. 

Sem o autofluxo não seria possível existir, mas é preciso gerenciar esse fenômeno, para que não apenas deslizemos por seu conteúdo, naquilo que ele produz, afirma o autor de Seja Líder de Si Mesmo.

Janela da Memória

As Janelas de Memória são áreas de leitura da memória em um certo momento da nossa existência. São arquivos acessadas pelos gatilhos, acionados por estímulos externos. 

O fenômeno ocorre a partir da leitura e da construção de informações. Cada Janela de Memória é uma parte do total e tem características específicas. 

Algumas janelas nos levam para imagens belíssimas, geram prazer e coragem. Outras são doentias, abrem imagens que geram ansiedade, ódio, desmotivação.

Essas janelas, abertas durante os dias sem o nosso controle, são responsáveis por emoções negativas que aparecem subitamente em nossos pensamentos. Elas funcionam por meio de conexões ocultas em nosso inconsciente e explica o porquê de às vezes sentirmos que conhecemos proximamente um lugar que nunca vimos. 

seja lider de si mesmo pdf download gratis

Aquela tristeza que alguns sentem aos domingos à tarde, também é resultado do mesmo processo.

Em Seja Líder de Si Mesmo, Cury explica que o caso mais extremo de uma janela doentia, ligada à fobias e medos internos, é a Janela Killer. Ela contém um volume tão intenso de emoções negativas, como raiva, medo, desespero e ansiedade, que são capazes de travar o raciocínio. Essas janelas provocam reações instintivas que nos assaltam, como animais.

Todos temos janelas desse tipo que fazem com que tomemos ações impensadas, por impulso, que por vezes podem ferir as pessoas que amamos.

RAM: Registro Automático de Memória

Todas as ideias pesadas e negativas que assolam a mente acumulam uma grande quantidade de lixo mental. Tudo isso fica armazenado no inconsciente e é conhecido como RAM: Registro Automático de Memória.

Então, o livro Seja Líder de Si Mesmo orienta que existem técnicas para ajudá-lo a liderar sua mente. Isso vale para quem reclama com frequência de tudo e de todos, reage sem pensar, sofre com a ansiedade, tem baixa auto-estima, intolerância, dificuldade de enfrentar desafios e pensamento acelerado… 

Seja líder de si mesmo: técnicas psicológicas 

Reeditar a memória 

Não podemos excluir os arquivos doentios e as emoções, mas podemos reeditá-los. Para isso, é preciso inserir novas experiências nas janelas da memória. Ou seja, construir segurança onde existe medo, lucidez onde existe estupidez etc.

Uma técnica excelente para reeditar a memória é a DCD: duvidar, criticar, determinar. Duvide daquilo que os atores coadjuvantes inserem em seu pensamento. Entre no palco e determine ser alegre, leve, tranquilo, conquistar aquilo que ama. Enfim, decida ser líder de si mesmo!

Criar Janelas Paralelas de Memória

As janelas paralelas e as janelas doentias são abertas simultaneamente, gerando confiança no Eu. Uma técnica eficiente é chamada de Mesa Redonda do Eu. Ela consiste em uma reunião íntima consigo mesmo, ensina o livro Seja Líder de Si Mesmo. 

Ou seja, pare por um momento e entre dentro de si mesmo, debatendo os seus problemas, dificuldades, crises e perdas. Trace caminhos em uma mesa silenciosa dentro da mente. 

Enfim, é preciso conhecer a si mesmo, debater, criar e produzir e não ser mero passivo no teatro da mente.

Frases do livro Seja Líder de Si Mesmo para você refletir

Outros microbooks do autor

Então, você curtiu o resumo do livro Seja Líder de Si Mesmo, pdf? E se você também é fã de Augusto Cury, vai aqui uma boa notícia. O 12min tem outros microbooks (ou audiobooks, se você preferir) do autor. Anote aí!

Todos os microbooks podem ser lidos em até 12 minutos. Assim, essa é uma excelente opção para quem quer se manter em dia com as informações, mas não tem muito tempo.

Outra dica de leitura

Além das obras de Augusto Cury, sugerimos pra você outro livro que certamente será relevante para o seu crescimento pessoal e profissional. Pegue aí.

Mindset – Carol Dweck

livro Mindset

Sua atitude mental determina o seu sucesso em todas as áreas, inclusive, nos relacionamentos. Mas como isso funciona? A psicóloga e autora do livro Mindset explica tudo de uma forma simples e didática.

Nesse microbook, você vai entender a diferença entre as duas atitudes mentais – a fixa e a progressiva. Segundo Carol Dweck, elas são mais decisivas para o sucesso do que as suas habilidades ou talento.

Ou seja, escolher entre as duas atitudes mentais pode fazer toda a diferença em sua vida.

Boa leitura e ótimos aprendizados!

As informações acima foram relevantes para você? Deixe aqui os seus comentários e lembre-se de compartilhar esse post em sua rede social!