1

Os 5 Desafios das Equipes

Você está convidado a dar uma pausa na correria do cotidiano para refletir sobre liderança e as cinco disfunções que desestabilizam um time. O autor do livro Os 5 Desafios das Equipes, Patrick Lencioni é um especialista no assunto e vem apoiando empresas nos quatro cantos do planeta no caminho do crescimento.

os 5 desafios das equipes pdf

Nesse livro, que integra a sua coleção de best-sellers, Lencioni destaca que a chave para o sucesso não está na tecnologia, nas finanças ou na estratégia. Pelo contrário, segundo ele, o maior tesouro de uma organização são as pessoas e a capacidade delas de trabalharem em equipe. 

Patrick Lencioni garante que um time composto por profissionais fortes e que se movem na mesma direção é capaz de promover mudanças significativas. Mas o que parece simples na teoria, nem sempre funciona redondinho na prática. Afinal, uma equipe é formada por pessoas imperfeitas. 

Então, você está interessado em saber como impulsionar a produtividade das suas equipes, evitando assim uma série de comportamentos que viciam as pessoas e prejudicam os resultados? Você pode continuar lendo Os Cinco Desafios das Equipes aqui ou baixar o pdf ao lado. Vamos lá!

Resumo do Livro

Todas as equipes possuem alguns desafios que são inerentes à própria natureza do trabalho em grupo. E para conseguir lidar bem com esses desafios, é importante saber como ser um bom líder.

A chave para o sucesso está neste ponto – em melhor lidar com o acaso e com as imperfeições de cada grupo com que se trabalha e se entra em contato.

Se você está buscando ser uma pessoa mais completa, uma liderança mais capaz, ou apenas entender como melhor extrair o potencial de um time, adivinha só: A leitura a seguir é toda sua.

Siga conosco até o final e aproveite!

Os 5 Desafios das Equipes

De acordo com Patrick Lencioni,  existem 5 armadilhas naturais (que ele chama de disfunções) que impedem as pessoas a trabalharem como uma equipe. São elas:

  1. Falta de confiança
  2. Medo de conflitos
  3. Falta de comprometimento
  4. Evitar responsabilizar os outros
  5. Falta de atenção aos resultados

O livro Os 5 Desafios das Equipes afirma que essas disfunções não podem ser avaliadas isoladamente. Afinal, uma está relacionada à outra e quando uma se manifesta há o comprometimento do trabalho em geral. 

Vamos, então, conhecer um pouco mais sobre cada uma dessas disfunções!

Disfunção 1: Falta de confiança

os 5 desafios das equipes resumo

“Confiar é saber que quando um membro da equipe o pressiona, ele faz isso porque se importa com a equipe”, afirma Patrick Lencioni. Por outro lado, garante, “equipes que não confiam desperdiçam quantidades excessivas de tempo e energia, gerenciando comportamentos e interações dentro do grupo”.

Assim, confiança é a base de um verdadeiro trabalho de equipe. Sem ela, não há entendimento e nem cumplicidade, logo, inviabilizando o trabalho. Nesse cenário, prevalece a falta de debates e troca de ideias e experiências. 

De acordo com Os 5 Desafios das Equipes, o alicerce da confiança é construído quando as pessoas expõem suas fraquezas, faltas de habilidades, problemas interpessoais e erros. Ou seja, a única maneira de superar a falta de confiança é passando por cima da necessidade de sermos invulneráveis. Deste modo, as pessoas põem a energia e a atenção no trabalho. 

O autor assegura que quanto maior a exposição frente aos outros, mais desenvolvida será a inteligência emocional, uma característica importante ao lidar com pessoas.

Características de equipes com falta de confiança

  • Escondem suas fraquezas e seus erros uns dos outros.
  • Hesitam em pedir ajuda ou dar feedbacks.
  • Hesitam em oferecer ajuda a pessoas que atuam fora de suas áreas de responsabilidade.
  • Tiram conclusões precipitadas sobre as intenções e aptidões dos outros.
  • Não reconhecem nem exploram as experiências e habilidades uns dos outros
  • Perdem tempo e energia controlando o próprio comportamento, para causar boa impressão.
  • Guardam mágoas.
  • Temem as reuniões e encontram motivos para não compartilhar algum tempo com os colegas.

Características de equipes onde existe confiança

  • Admitem suas fraquezas e seus erros.
  • Pedem ajuda.
  • Aceitam perguntas e informações sobre suas áreas de responsa­bilidade.
  • Dão uns aos outros o benefício da dúvida, antes de chegar a con­clu­sões negativas.
  • Assumem riscos, dando feedback e oferecendo ajuda.
  • Valorizam e exploram as experiências e as habilidades uns dos outros.
  • Investem tempo e energia em questões importantes, não em politicagens.
  • Oferecem e aceitam desculpas sem hesitar.
  • Anseiam pelas reuniões e por outras oportunidades de trabalho em equipe.

Ferramentas do líder para facilitar a confiança na equipe

  1. Exercícios de histórias pessoais: o objetivo é estimular a empatia, a compreensão e desestimular comportamentos imprecisos.
  2. Exercícios de eficiência da equipe: os integrantes identificam a contribuição mais importante em cada um de seus colegas, assim como as possibilidades de melhorias, com foco no bem do grupo.
  3. Perfis de preferência de personalidade e de comportamento: o objetivo é oferecer descrições comportamentais práticas e cientificamente válidas dos membros de uma equipe, segundo suas diversas maneiras de pensar, falar e agir, sem qualquer julgamento.
  4. Programas de feedback 360º: os membros da equipe fazem julgamentos específicos e críticas construtivas uns aos outros, identificando seus pontos fortes e fracos.
  5. Exercícios experimentais em equipe: benefícios derivados de rigorosas e criativas atividades ao ar livre, envolvendo apoio e cooperação coletiva.

Disfunção 2: Medo do conflito

os 5 desafios das equipes uma história sobre liderança

O autor de Os 5 Desafios das Equipes explica que relacionamentos duradouros dependem de conflitos produtivos para evoluir. Isso vale para amizades em geral, casamentos, paternidade e negócios. Mas um bom conflito não significa ganhar um debate, e sim ouvir atentamente as idéias da outra pessoa e considerar o ponto de vista dela.

Já o medo do conflito construtivo está intimamente ligado à falta de confiança, porque impede os debates acalorados e saudáveis para o crescimento de uma empresa. O que ocorre, de fato, é que a maioria das pessoas evita o conflito em nome da harmonia do grupo. Mas o que colhem com isso é tensão. E por não poderem falar abertamente, elas partem para as conversas paralelas e as famosas panelinhas.

Características de equipes que fogem dos conflitos

  • Têm reuniões chatas e cansativas.
  • Criam ambientes onde prevalece a política de ataques pessoais.
  • Ignoram assuntos controversos mas que são relevantes para o sucesso do time.
  • Não exploram todas as opiniões e perspectivas dos integrantes da equipe.

Características de equipes que se envolvem em conflitos construtivos

  • Tenha reuniões animadas e interessantes.
  • Extraia e explore as idéias de todos os membros da equipe.
  • Resolva problemas reais rapidamente.
  • Minimizar a política.
  • Coloque tópicos críticos na mesa para discussão.

2 dicas para sanar o medo do conflito construtivo

  • Traga à tona discórdias enterradas, tocando em questões delicadas, porém, necessárias.
  • Estimule uns aos outros a não se retirarem de um debate saudável, lembrando-os da importância desse comportamento.

Disfunção 3: falta de comprometimento e incapacidade de assimilar o que ficou decidido

os 5 desafios das equipes resumo pdf

O compromisso ampara-se nas duas disfunções anteriores. Ou seja, você precisa de confiança para produzir conflitos produtivos. E os conflitos produtivos abrem possibilidades para que as pessoas se comprometam com clareza e aceitação.

De acordo com o autor do livro Os 5 Desafios das Equipes, “quando as pessoas não expressam suas opiniões e não sentem que foram ouvidas, elas realmente não embarcam. Alguns ficam estagnados, dependendo da unanimidade e, sem expressar opiniões, raramente as decisões são satisfatórias”.

Características de equipes que não se comprometem

  • Criam ambiguidade entre seus integrantes.
  • Perdem oportunidades por causa de análises excessivas e demora desnecessária.
  • Estimulam a falta de confiança e o medo de errar.
  • Revisitam discussões e decisões inúmeras vezes.
  • Estimulam questionamentos entre seus integrantes.

Características de equipes que se comprometem

  • Mantém clareza em relação a direção e prioridades do time.
  • Alinham todo o grupo em torno de objetivos comuns.
  • Aprendem por meio dos erros.
  • Ficam de olho nas oportunidades.
  • Não hesitam em seguir adiante.
  • Mudam de direção sem culpa.

Ferramentas que podem ajudar a solucionar a falta de comprometimento

  • Mensagem ao final das reuniões, revendo as decisões tomadas e garantindo que todos entenderam e estão na mesma direção.
  • Estabelecimento de prazos para que as decisões sejam tomadas.
  • Realização de contingência e análise do pior cenário possível, a fim de reduzir os medos, criando a mentalidade de que decisões erradas podem ser contornadas.
  • Desenvolvimento da capacidade de tomar decisões em situações de baixo risco é uma boa dica para equipes que temem o comprometimento.

Disfunção 4: evitar responsabilizar os outros

os cinco desafios das equipes patrick lencioni download

Em seu livro Os 5 Desafios das Equipes, Lencioni afirma que “quando alcançamos clareza e aceitação, é então que devemos nos responsabilizar pelo que fazemos, por altos padrões de desempenho e comportamento. E, por mais simples que pareça, a maioria dos executivos odeia fazê-lo, principalmente, quando se trata do comportamento de um colega”.

O autor ressalta que, uma vez decidido o objetivo coletivo, as pessoas devem responsabilizar uns aos outros para que não haja desvios. Ter medo de assumir essa postura mostra o quanto uma equipe está desestruturada. 

Características de equipes que evitam responsabilizar os outros

  • Criam ressentimento entre os integrantes que possuem diferentes padrões de desempenho.
  • Estimulam a mediocridade.
  • Não cumprem prazos.
  • Jogam para o líder o fardo de ser a única fonte de disciplina.

Características de equipes em que todos cobram responsabilidade uns dos outros

  • Fazem com que cada integrante que tenha um mau desempenho sinta-se pressionado a melhorar.
  • Identificam problemas em potencial com rapidez, por meio do questionamento das abordagens uns dos outros, sem hesitação.
  • Estabelecem o respeito entre todos os integrantes.
  • Evitam a burocracia excessiva em relação ao controle do desempenho e às ações corretivas.

Disfunção 5: falta de atenção aos resultados

patrick lencioni

Quando os integrantes de uma equipe evitam responsabilizar os outros, a tendência é priorizar o reconhecimento individual, reduzindo o foco no sucesso coletivo. Nesse caso, os prejuízos aparecem, é claro, nos resultados da equipe.

Questões como ego, sucesso na carreira ou reconhecimento podem motivar uma atitude individualista, quando somada às outras disfunções apontadas. Logo, todos devem adotar um conjunto de objetivos comuns e usá-los para tomar decisões coletivas todos os dias.

Assim, autor de Os 5 Desafios das Equipes garante: “torne os resultados que precisamos alcançar tão claros que ninguém consideraria fazer algo puramente para melhorar seu status ou ego individual. Porque isso diminuiria nossa capacidade de alcançar nossos objetivos coletivos. Todos nós perderíamos”.

O que ocorre nas equipes que não estão focada em resultados

  • Ficam estagnadas e não crescem.
  • Não conseguem acompanhar e/ou vencer os concorrentes.
  • Perdem os funcionários focados em realizações.
  • Incentivam os membros da equipe a se concentrarem em suas próprias carreiras e objetivos individuais.

Características de equipes focadas em resultados coletivos

  • Mantêm os funcionários orientados para resultado.
  • Tiram o foco do comportamento individualista.
  • Curtem o sucesso e sofrem com os fracassos.
  • Evitam distrações.

O autor enumera dois comportamentos que podem elevar a atenção aos resultados: analisar e proclamar publicamente os resultados esperados e associar recompensas com resultados coletivos.

Conclusão

Apesar de parecer algo simples, o sucesso da equipe depende de um alto grau de disciplina e persistência, o que poucos times são capazes de reunir. Assim, antes de partir para a ação em sua empresa, avalie bem as pessoas e identifique onde estão de fato os pontos fracos nos grupos.

Os 5 Desafios das Equipes relembra: um time funcional assume suas imperfeições, comemora seus sucessos e admite suas condições de um grupo formado por pessoas.

Continue aprendendo

Então, você gostou do resumo de Os 5 desafios das equipes, pdf? Você quer ir mais fundo no seu projeto de conduzir as suas equipes para o sucesso? Lembre-se que os livros serão sempre fortes aliados seus. 

No 12min, a sua plataforma de desenvolvimento pessoal, você encontra uma variedade enorme de obras, dos mais renomados autores. Tudo nos formatos microbook e audiobook. Existe, inclusive, uma categoria específica sobre Liderança.

Nós selecionamos para você uma sugestão de leitura que certamente irá contar ponto a seu favor. Anote aí!

Radical Candor –  Kim Scott

livro radical condor

Radical Candor (Sinceridade Radical) é uma abordagem de gestão empresarial que, entre outras coisas, trata de obter o equilíbrio ideal entre os excessos de líderes que, de um lado, são obstinadamente agressivos e, de outro, são prejudicialmente empáticos. Nenhum desses extremos parece funcionar bem, sendo necessária a proposição de uma nova metodologia para a gestão de equipes profissionais. Imperdível!

E, aqui no Blog 12min, temos vários posts interessantes. Por exemplo:

Os desafios de gerenciar equipes a distância

Pessoas envolvidas em um mesmo projeto, trabalhando em locais diferentes – algumas vezes, a milhares de quilômetros de distância. Essa tem sido uma realidade cada dia mais comum nas empresas

Resumo do Livro Mais Rápido e Melhor, de Charles Duhigg

Quem não quer ser mais produtivo, aproveitar bem cada segundo e aprender a superar os próprios limites? É justamente isso que o autor do livro Mais Rápido e Melhor nos ensina a fazer. 

Resumo do Livro Be Obsessed or Be Average, de Grant Cardone

Limite é palavra fora do vocabulário, quando o assunto é sucesso. Por outro lado, a obsessão é que vai tirar você da mediocridade e levá-lo ao topo

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você gostou do resumo do livro Os 5 Desafios das Equipes e das nossas dicas de leitura, deixe aqui a sua opinião. E se as informações foram valiosas para você, certamente serão importantes para os seus amigos também. Então, compartilhe esse post em sua rede social!




33 Estratégias de Guerra

Agilidade, equilíbrio e calma são palavras de ordem nos momentos difíceis. Seja na vida pessoal ou profissional. Muitas vezes, é duro contornar um problema. Nesses casos, o livro “33 Estratégias de Guerra” recomenda adotar uma estratégia revolucionária, como solução para quem almeja a vitória.

33 estratégias de guerra pdf

O autor Robert Greene define estratégia como a arte de olhar para além da batalha e prevê o que vem pela frente. Segundo ele, é preciso concentrar-se no objetivo final e armar as tramas para se chegar lá com sucesso.

O livro estratégias de guerra de Greene apresenta inúmeras situações históricas, políticas, filosóficas e religiosas para exemplificar cada item. São subterfúgios ofensivos e defensivos que funcionaram e continuam valendo como armas eficazes em qualquer situação.

Resumo do Livro

Estratégias de Guerra são muito mais do que estratégias para a luta, mas também para o enfrentamento de resistência ou problemas que podemos encontrar pela nossa frente.

Nesta leitura, falaremos sobre 33 estratégias, sejam elas ofensivas ou defensivas, que ajudaram diversos políticos e países como um todo a sobreviver em situações de guerra.

Com a correta adaptação, você pode trazer todo esse conhecimento para sua vida e aplicar essas estratégias de forma a beneficiar o seu dia a dia.

O assunto Estratégia lhe interessa? Então este é um prato cheio!

Alcance o sucesso diante das adversidades, melhore sua qualidade de vida e vá além com as 33 Estratégias de Guerra.

Conheça as 33 estratégias de guerra

1: A estratégia da polaridade

33 estratégias de guerra resumo

Declare guerra contra seus inimigos. E a primeira coisa a fazer é avaliar e conhecer o cenário e os seus oponentes: os internos e os externos.

Primeiro, é preciso vencer as próprias dificuldades, como fez Xenophon, na luta contra os persas, em 401 a.C.

O exemplo de inimigo externo vem com Margaret Thatcher, que sempre agiu de maneira implacável frente às oposições.

2: A estratégia da guerra na mente

Não lute a última guerra. Até mesmo as estratégias mais bem estruturadas têm data de validade. Então, mantenha suas táticas modernas.

O  livro “33 Estratégias de Guerra” cita um exemplo bem-sucedido de 1605, com o samurai Miyamoto Musashi. Ele desenvolveu um padrão de luta para cada duelo, mas sempre mudava suas táticas para confundir seus oponentes.

3: A estratégia do contrapeso

Em meio à confusão, não perca sua presença de mente. Mantenha o foco, objetivos e confiança. Você precisará disso para vencer suas batalhas de maneira implacável.

Um exemplo histórico de tática agressiva ocorreu em 1801. Lord Nelson lançou mão da confiança e liderança e, desobedecendo seu superior Sir Hyde Parker, derrotou a marinha dinamarquesa.

4: A estratégia “death-ground”

Crie um senso de urgência e desespero. Quando a escolha está entre a vida e a morte, as pessoas lutam com mais garra. Afinal, elas não têm nada a perder.

A quase execução de Fiódor Dostoiévski o ajudou a fazer cada trabalho como se fosse o último. O livro “33 Estratégias de Guerra” lembra que a experiência intimista com sua mortalidade o permitiu vencer as dificuldades da vida.

5: A estratégia do comando e controle

33 estratégias de guerra livro

Evite a ideia do pensamento em grupo. Você deve estar no comando, mas busque o equilíbrio: não seja muito autoritário, nem muito fraco.

Durante sua carreira, o general George Marshall definiu um conjunto de protegidos, ensinando-lhes sua filosofia de comando, o que lhe permitiu confiar nas ações dos seus subordinados. Marshall sabia que eles agiriam de acordo com seu estilo e crenças.

6: A estratégia do caos controlado

Segmente suas forças. Unidades menores são mais ágeis, móveis e têm mais habilidade – garante o autor de “33 Estratégias de Guerra”.

Napoleão usou essa estratégia em 1805, quando estava sendo atacado pelas tropas austríacas comandadas por Karl Mack.

Napoleão dividiu suas tropas e forneceu a elas instruções específicas. Assim, cercou as tropas austríacas, que se renderam na Batalha de Ulm, com pouca luta.

7: As estratégias morais

Transforme sua guerra em uma cruzada. As 33 estratégias de guerra sugerem respeitar suas tropa e ser um líder que:

  1. lute por uma causa;
  2. lidere pelo exemplo;
  3. foque na estratégia do time e evite a ociosidade;
  4. alimente as emoções para alimentar a causa;
  5. recompense e puna com moderação, mas deixe que o time saiba das possibilidades;
  6. construa uma história para o time e crie conexões; remova o desafeto.

8: A estratégia da economia perfeita

33 estratégias de guerra Robert Greene

Lute de maneira econômica, conservando todos os seus ativos. Conheça suas forças e as utilize para enfraquecer o outro lado – militarmente, financeiramente e moralmente.

A Rainha Elizabeth I deu um ótimo exemplo de como explorar os pontos fortes e fracos. Ela subiu ao trono da Inglaterra em 1558, na época em que o país era uma potência militar secundária.

Contrariando seus conselheiros, ela esperou e não se casou com Philip II, da Espanha. Ao invés disso, procurou por maneiras mais sutis de prejudicá-lo. Ela se alistou na marinha real, executando ataques piratas nos navios dele.

Além disso, usou outras técnicas menos convencionais para destruir a Armada Espanhola. A rainha Elizabeth I escolheu cuidadosamente suas batalhas para conservar seus recursos e mostrar sua força superior.

9: A estratégia do contra-ataque

Tenha paciência e espere. Faça com que seu inimigo se mexa primeiro. Assim, você poderá analisar a estratégia dele e contra-atacar, com base nas fraquezas reveladas.

Um exemplo brilhante ocorreu na campanha presidencial americana de 1944. Na tentativa de eleger Thomas Dewey, o Partido Republicano fez inúmeras declarações falsas sobre Franklin Roosevelt.

Ele esperou e não respondeu, até que o dia que que os oponentes comentaram sobre seu cachorro. Roosevelt, então, fez um discurso satírico, defendendo o cachorro e, claro, humilhando Dewey.

10: As estratégias de dissuasão

33 estratégias de guerra resumo pdf

Crie uma presença ameaçadora. Faça as pessoas pensarem que irão perder e blefe se necessário. As pessoas gostam de uma vitória fácil e não vão atacar se acharem que perderão.

Segundo o livro 33 Estratégias de Guerra, você deve usar a estratégia da intimidação:

  1. faça manobras ousadas e blefe;
  2. seja uma ameaça, faça movimentos repentinos, indique agressão;
  3. mova de maneira irracional, seja imprevisível, aja com loucura;
  4. alimente a paranoia do seu oponente, indicando capacidades assustadoras;
  5. mantenha uma reputação ruim, não negocie e seja mau.

11: A estratégia da falta de engajamento

Bater em retirada, quando o seu oponente sabe que você pode lutar, vai provocá-lo e aumentar as chances de alguma atitude irracional por parte dele.

O partido nacionalista de Chiang Kai-shek forçou a retirada do partido comunista de Mao Tsetung, nas fases iniciais da Guerra Civil Chinesa. Essa atitude fortaleceu o apoio aos comunistas, unindo os camponeses. Em 1949, os comunistas derrotaram os nacionalistas.

12: A grande estratégia

Perca as batalhas, mas vença a guerra. Para isso, tenha um plano maior. Olhe além do horizonte do oponente.

Em 1968, durante a Guerra do Vietnam, Von Nguyen Giap executou uma ofensiva em todo o país, durante um feriado. Embora tenha batido em retirada, a ofensiva confundiu os exércitos americano e vietnamita do Sul e enganou a mídia americana.

13: A estratégia da inteligência

33 estratégias de guerra gratis

Conheça seu inimigo. Entenda como ele pensa, conheça as jogadas dele, mas não permita que as suas estratégias sejam conhecidas.

A invasão britânica no Afeganistão, liderada por Lord Auckland, em 1838, tinha como objetivo destituir o líder Dost Mohammad Khan. O maior erro de Auckland, segundo o livro “33 Estratégias de Guerra”, foi não conhecer os afegãos e nem a cultura deles. Pagou com a própria morte e o retorno de Dost Mohammad ao poder.

14: A estratégia Blitzkrieg

Resistência com velocidade. Faça um começo lento e metódico. Depois siga com um ataque bem planejado e movimentos rápidos e certeiros.

Nessa estratégia, Genghis Khan é um exemplo histórico, quando ele atacou e derrotou o poderoso Muhammad II de Khwarezm, em 1218. Khan começou com uma série pequenas ofensivas, que mais pareciam derrotas. Na sequência, começou ataques mais sérios e rápidos para derrotar Muhammad II.

15: Estratégias de força

Controle a dinâmica e a mente do seu oponente. Seja assertivo. Faça com que se movam em seu território.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Rommel usou unidades menores nos desertos do Norte da África para vencer os britânicos.

Rommel mantinha suas unidades em movimento, como navios no mar, reduzindo a capacidade de atacá-los. Muitas vezes, ele cavalgava com a linha de frente para diminuir a cadeia de informação.

16: A estratégia do centro de gravidade

33 estratégias de guerra baixar pdf

Ataque o ponto central, onde realmente “dói”. Seja ele o centro de comando, linhas de suprimento, sistema de crença… Capture e destrua seu oponente.

Em 209 a.C., Publius Scipio atacou e capturou New Carthage, o principal ponto de abastecimento de Hannibal na capital da Espanha. Isso prejudicou as rotas de abastecimento de Hannibal. Scipio chegou, então, a Carthage em 204 a.C., retirando Hannibal da Itália.

17: A estratégia de divisão e conquista

Derrote o oponente com os detalhes. Observe as partes e determine como controlá-las, criando conflitos e se aproveitando deles.

Em 490 a.C., os persas planejaram um ataque à Atenas e chegaram a 24 milhas ao norte da região. Os gregos viajaram para o norte, bloqueando a passagem entre as áreas. Os persas dividiram suas tropas de noite e atacaram Atenas pelo mar. Os gregos atacaram as tropas na Batalha de Maratona e correram para Atenas para evitar que os persas desembarcassem.

18: A estratégia de conversão

33 estratégias de guerra livro pdf

Atraia seu oponente para um ataque frontal, faça com que ele fique vulnerável e, numa distração, ataque os pontos fracos dele.

O exemplo histórico narra a tentativa de Baron Joseph Alvinczyde retirar os franceses de Verona, em 1795. A ação foi impedida por Napoleão, na Batalha de Arcola, que expôs as fraquezas do inimigo, derrotando-o.

19: A estratégia de aniquilação

Use charme e lisonjas para envolver e atrair o inimigo. Mantenha uma pressão constante para forçá-lo a baixar a guarda.

Em 1778, os britânicos queriam absorver os territórios Zulus. Na batalha de Isandlwana, os Zulus usaram seus conhecimentos sobre o território, surpreenderam e derrotaram os britânicos.

20: A estratégia da foice

Direcione o seu oponente para suas fraquezas. Faça jogadas calculadas. Isso vai permitir o controle da situação, confundindo e cansando o adversário.

Em 1800, quase todos os planos de Napoleão para vencer o exército austríaco na Itália falharam. O livro “33 Estratégias de Guerra” relembra que Napoleão investiu em planos alternativos e, então, derrotou os adversários, em Morengo.

21: A estratégia da guerra diplomática

Negocie enquanto avança e não ceda a pressões. Siga em frente, orienta o livro As 33 Estratégias de Guerra.

O exemplo histórico cita Philip II, da Macedônia. Quando assumiu o poder em 359 a.C, a cidade de Atenas não o apoiava, mas ele continuou a fazer promessas de paz, aumentando cada vez mais o seu império.

22: A estratégia de saída

Saiba quando for derrotado e, então, acabe com a guerra. Isso diminuirá as suas perdas. Saiba como ganhar com honra e traga um final positivo para a batalha, reduzindo seus oponentes no futuro.

Lyndon Johnson enfrentou uma batalha acirrada para o 10º assento do congresso do Texas, em 1937. Passada a eleição, ele agradeceu seus oponentes, conseguindo aliança bem-sucedida com eles.

23: A estratégia de engano

33 estratégias de guerra resumo pdf gratis

Misture fato e ficção. O engano é uma arte antiga e inestimável, quando você precisa evitar que seja vigiado. A desinformação pode consumir o seu oponente.

A invasão da Normandia, na Segunda Guerra Mundial, foi precedida por um engenhoso plano dos aliados para enganar os adversários e comprometer a capacidade de decisão de Hitler, quando a invasão real começou.

24: A estratégia do comum-extraordinário

Utilize o caminho da expectativa baixa e surpreenda. Se você é sempre calmo, seja radical.

Em 1962, Cassius Clay desafiou o campeão de peso-pesado do box, Sonny Liston. O comportamento pouco ortodoxo de Clay foi uma grande vantagem dele na luta, porque seu oponente não tinha ideia do que esperar.

25: A estratégia de justiça

33 estratégias de guerra Robert Greene livro

Ocupe o ponto alto da moral. Justifique sua causa de maneira correta e mostre o lado egoísta do seu oponente. Apresente-se como o oprimido.

Para concluir a obra da Basílica de São Pedro, o papa Leo X começou a vender indulgências. O teólogo alemão Martin Luther condenou as práticas, alegando que somente Deus podia perdoar os pecados humanos. Esse esforço de Martin Luther foi o início das tradições protestantes e luteranas.

26: A estratégia do vazio

Remova qualquer alvo que você tenha para seu oponente. Sem alvo, ele se frustrará, aumentando a chance de cometer erros.

Quando invadiu a Rússia, em 1812, Napoleão se deparou com um exército adversário recuado e que não impôs resistência. A retirada das tropas deixou para trás cidades destruídas e nenhuma comida.

27: A estratégia da aliança

33 estratégias de guerra free

Pareça trabalhar pelo interesse dos outros, enquanto busca os seus interesses próprios. Faça o que for necessário para esconder a natureza temporária do seu negócio.

Em 33 Estratégias de Guerra, o autor cita o exemplo de um aliado perfeito. Em 1467, Charles I expandiu seu império formando uma aliança com Edward IV, da Inglaterra, para atacar a França de Louis XI. Mas o rei francês descobriu a trama e se uniu a Edward IV.

28: A estratégia da superioridade

Dê a seus rivais “corda suficiente para se enforcarem”. Prejudique a reputação deles, mas não deixe que ninguém saiba do seu envolvimento. Mantenha as “mão limpas”.

Na luta pela nomeação republicana, em 1988, a equipe de H.W. Bush espalhou rumores sobre a esposa do seu oponente Bob Dole. A raiva de Dole chegou à mídia, prejudicando-o fortemente.

29: A estratégia do fato consumado

Avance de pouco em pouco, sem ser percebido por seus rivais. Quando notarem seu crescimento, será tarde demais.

30: A estratégia de comunicação

Invada a mente do seu oponente com palavras. Faça com que ele pense e que tente interpretar o que você quer dizer.

Ao filmar “The 39 steps” em 1935, Alfred Hitchcock trabalhou a mente dos atores Madeleine Carroll e Robert Donat, quando os algemou por horas e fingiu ter perdido a chave. A ideia era fazer com que eles entendessem bem o roteiro.

31: A estratégia da fronteira interna

33 estratégias de guerra resumo

Comece destruindo por dentro. Infiltre no campo do seu oponente e, uma vez lá, ataque ou mostre suas intenções. Assuma o controle devagar.

Um dos exemplos históricos é de dominação amigável. Em 1929, o criador do Manifesto Surrealista, André Breton, queria realçar o movimento. Ele acreditava que Salvador Dalí podia ajudá-lo, no entanto, a afinidade de Dali com Hitler e Lenin prejudicou os seus planos. Dalí viajou para Nova York, onde teve uma carreira bem-sucedida e se tornou um sinônimo do surrealismo

32: A estratégia passivo-agressiva

Domine enquanto parece se submeter. Evite a agressividade. Os atos agressivos do inimigo irão beneficiar você.

Para protestar contra o imposto de sal definido pelo Raj britânico, Mahatma Gandhi propôs a marcha de 200 milhas. O governador-geral da Índia, Lord Edward Irwin, ficou aliviado com a aparente ação insignificante e não agiu para impedir a marcha. Mas o protesto atraiu milhares de pessoas. Gandhi escolheu o seus passos sabiamente – benigno para os britânicos e pungente para os índios.

33: A estratégia da reação em cadeia

33 estratégias de guerra pdf

Promova o caos e a quebra de confiança, espalhando incerteza e pânico. O que já foi seguro, agora é incerto.

A anatomia do pânico. Em 1092, a morte de Nizam al-Mulk foi vista primeiro como uma represália pela tentativa de suprimir o crescimento da seita Nizari Ismaili. Os Nizari, um grupo secreto, havia desenvolvido um novo método de revolta, em que os assassinos surgiam de uma multidão calma e matavam seus alvos com uma adaga.

Se você curtiu as 33 estratégias de guerra, que tal conhecer outra obra de sucesso do autor:  As 48 Leis do Poder. Você precisa entender essas técnicas de Greene para se proteger daquele colega que busca o poder a qualquer custo.

livro pdf resumo

O resumo desse livro está disponível na plataforma 12MIN.

Boa leitura!




Essencialismo

Essencialismo é sobre fazer “menos, mas melhor”. Ou seja, “fazer as coisas certas” e, segundo o autor, “somente quando você se der permissão para parar de tentar fazer tudo, parar de dizer sim a todos, poderá dar a sua mais alta contribuição para as coisas que realmente importam”.

Para Greg McKeown, a principal lição do livro Essencialismo é: “qualquer decisão, desafio ou encruzilhada que enfrentar em sua vida, pergunte-se ‘O que é essencial?’ Elimine todo o resto”. Em síntese, maximize o seu tempo disponível todos os dias.

Essencialismo pdf

Greg McKeown é um orador público, autor e consultor de liderança e negócios. Ele é o fundador e CEO da THIS, Inc., uma agência de design de liderança e estratégia, com base no Vale do Silício. Essencialismo, um dos seus grandes projetos, é um livro de autoajuda e de negócios, que discute como levar uma vida mais significativa e bem-sucedida. 

Então, você quer aprender como tomar suas próprias decisões e somente entrar em ação se puder fazer a diferença? Você pode baixar o resumo de Essencialismo, pdf, ao lado, ou continuar lendo aqui mesmo. Vamos lá!

Resumo do Livro

Aprender a melhor administrar a moeda mais cara do momento – o tempo. Essa é a temática trazida em Essencialismo, de Greg McKeown, que leva o mesmo nome da estratégia apresentada ao longo do livro.

Ensinando detalhes sobre como equilibrar o trabalho e a vida pessoal, esta é a obra perfeita para quem se interessa por organização de rotinas, ser mais produtivo e aproveitar as melhores oportunidades que a vida oferece – não as boas oportunidades, as melhores!.

Se você é essa pessoa, curta sua leitura até o final e aprenda o poder da Multitarefa vs Multifoco, da reformulação de seus gatilhos e do planejamento de cenários.

O caminho do essencialismo

Existem muito mais atividades e oportunidades por esse mundo afora do que tempo e recursos para investir em todas elas. E é aí que entre o essencialismo, pois, ele rejeita a ideia de que se pode fazer tudo. Pelo contrário, exige-se pesar bem nas opções e tomar decisões difíceis.

Assim, o essencialismo é uma abordagem disciplinada e sistemática para determinar onde está o ponto máximo de contribuição de modo a tornar sua execução algo que quase não demanda esforço.

Veja a seguir as dicas de vida e trabalho do livro essencialismo. 

Escolher

essencialismo resumo

“Focar o essencial é uma escolha. A escolha é sua. Isso por si só é incrivelmente libertador.”

Segundo o autor, “as nossas opções podem ser coisas, mas uma escolha é uma ação”, que na maioria das vezes, é algo difícil de se fazer. Afinal, ao optar, estamos dizendo “não” a várias outras coisas, gerando um sentimento de perda. 

Mas, a escolha está no próprio âmago do essencialismo. Por isso, a importância da conscientização da capacidade de escolher, reconhecendo-a como um poder invencível dentro de nós, que existe separado e distinto de todas as outras coisas, pessoas ou forças.

Explorar

essencialismo pdf

“Os essencialistas passam o maior tempo possível explorando, ouvindo, debatendo, questionando e pensando. Mas a exploração deles não é um fim em si. O objetivo da exploração é discernir os poucos vitais dos muitos triviais.”

Greg McKeown defende que é fundamental explorar todas as opções, antes de avaliar o que é essencial ou não. É assim que agem os essencialistas, criando espaço para examinar e ponderar. Por outro lado, aqueles que não praticam o essencialismo reagem automaticamente à última ideia, agarram-se a última oportunidade. 

E quando o livro essencialismo fala em foco, não quer dizer apenas escolher uma questão ou possibilidade e pensar nela obsessivamente. É mais do que isso, ou seja, significa abrir espaço para explorar uma centena de questões e possibilidades.

Brincar

essencialismo livro pdf

“Brincar leva à plasticidade do cérebro, adaptabilidade e criatividade. Nada acende o cérebro como uma brincadeira” (Stuart Brown

Tem muita gente que acha que brincar é coisa de criança ou até mesmo uma grande perda de tempo para jovens e adultos. E segundo o livro Essencialismo, infelizmente, essas mensagens negativas têm origem nas escolas. Ou seja, nos locais onde as brincadeiras e a criatividade deveriam ser incentivadas e não sufocadas.

Por outro lado, o essencialista valoriza o estímulo lúdico à criatividade, incorporando-o às nossas rotinas.

Dormir

essencialismo resumo pdf

“Algumas boas notícias para os madrugadores e as corujas noturnas entre nós: a ciência mostra que mesmo uma soneca pode aumentar a criatividade.”

Nós somos o maior patrimônio que podemos dar ao mundo. Então, nada mais justo do que investir em nossas mentes, nosso corpo e nosso espírito. A dica do livro Essencialismo é dormir pelo menos sete horas inteiras.

Ou seja, o sono não é um fardo em uma vida de muita correria, excesso de compromissos e falta de tempo. Pelo contrário, ele é fundamental para que possamos funcionar em um nível elevado de contribuição, quase o tempo todo.

Selecionar

greg mckeown

“Simplifique o problema da vida, distinga o necessário e o real.” (Henry David Thoreau)

O autor de Essencialismo reconhece a dificuldade de ser seletivo, quando uma oportunidade bate à nossa porta, sem aviso prévio. Por exemplo, uma oferta de emprego inesperada.

Mas McKeown explica que existe um processo simples e sistemático para aplicar critérios seletivos a essas oportunidades. Funciona assim:

  1. Descreva a oportunidade. 
  2. Faça uma lista de três “critérios mínimos” que as opções devem atender para serem consideradas.
  3. Faça uma lista de três “critérios rígidos” ou ideais. 

Se a oportunidade não passar no primeiro conjunto de critérios e/ou por dois dos três critérios rígidos, a resposta será não.

Dizer “não” 

livro essencialismo

“Precisamos aprender o lento ‘sim’ e o rápido ‘não’.” (Tom Friel)

É comum sentir um grande desconforto apenas com a mera ideia de dizer um “não”, em qualquer situação – seja para um amigo, um vizinho, o chefe, o filho… Geralmente sentimos culpa e temos medo de comprometer os relacionamentos.

Mas, a verdade é que essas emoções atrapalham nossa clareza e a única maneira de sair dessa armadilha é aprender a dizer não com firmeza e decisão, sem perder a delicadeza. Veja as diretrizes do livro Essencialismo para fazer isso com maestria:

  • separe a decisão do relacionamento;
  • há várias maneiras de negar um pedido, com boa educação e sem usar a palavra não;
  • concentre-se no que terá que perder: quanto mais pensamos em algo de que abrimos mão ao dizer sim a alguém, mais fácil é dizer não;
  • dizer não com respeito, sensatez e delicadeza pode ter um custo social a curto prazo, mas, em longo prazo, o respeito vale muito mais;
  • lembre-se de que um não claro pode ser mais gentil do que um sim vago ou sem compromisso.

Editar

essencialismo

“Tornar-se um essencialista significa cortar, condensar e corrigir uma parte natural de nossa rotina diária – tornando a edição uma cadência natural em nossas vidas.”

A edição auxilia a execução sem esforço do essencialista, porque remove tudo o que distrai e o que é desnecessário. Afinal, na vida, não podemos nos dar ao luxo de revisar a conversa que acabamos de ter, a reunião que acabamos de realizar, nem a apresentação que acabamos de fazer e corrigi-las com uma caneta vermelha.

Limitar

essencialismo livro free

Estabelecer limites dá poder. Quando não estabelecemos limites claros na vida, podemos acabar presos pelas restrições que os outros nos impõem. Mas, quando temos fronteiras bem definidas, ficamos livres para, deliberadamente, selecionar em toda a variedade de opções o que queremos explorar.

Prevenir

essencialismo livro pdf gratis

O autor de Essencialismo sugere pensar no projeto mais importante que está tentando realizar – no trabalho ou em casa. Depois, responda as cinco perguntas abaixo:

  • Que riscos eu corro nesse projeto?
  • Qual é o pior cenário?
  • Quais seriam seus efeitos sociais?
  • Qual seria o impacto financeiro?
  • Como posso investir para reduzir riscos ou aumentar a resiliência social ou financeira?

As respostas indicarão as margens de segurança que você pode criar para se prevenir do inesperado.

Subtrair

livro essencialismo pdf

“Somente com clareza de propósito real as pessoas, equipes e organizações podem se mobilizar totalmente e alcançar algo verdadeiramente excelente.”

Os essencialistas não recorrem a paliativos. Em vez de procurar os obstáculos mais óbvios ou imediatos, eles se perguntam: “o que está nos impedindo de obter o que é essencial?” Esse é um método de redução do esforço para maximizar o resultado e, segundo o livro Essencialismo, funciona assim:

  • tenha clareza do objetivo essencial;
  • identifique o “caminhante mais lento”: em vez de mergulhar logo no projeto, pare por alguns minutos para refletir sobre quais são os obstáculos no seu caminho até o resultado? Faça uma lista desses entraves;
  • remova o obstáculo: você pode começar em pequena escala.

Avançar

essencialismo

“O resultado é que, ao investir em menos coisas, temos a experiência satisfatória de fazer um progresso significativo nas coisas que mais importam.”

Não entre nessa de pensar que quanto mais trabalhar, mais conseguirá. Segundo o autor de Essencialismo, a verdade é que, quanto mais tentamos alcançar as estrelas, mais difícil fica sair do chão.

Assim, o essencialista começa pequeno e comemora o progresso, ao invés de ir de uma vez atrás das grandes vitórias chamativas. 

Fluir

essencialismo gratis

“As rotinas certas podem realmente melhorar a inovação e a criatividade, dando-nos o equivalente a um desconto de energia.”

Quase todo mundo quer mudar algum hábito comportamental. Mas, não é segredo pra ninguém que mudar o menor e mais simples dos hábitos é extremamente difícil. No entanto, é preciso incorporar hábitos saudáveis em nossa rotina.

De acordo com o livro Essencialismo, sempre que você executar o novo comportamento, estará fortalecendo o vínculo cerebral entre a deixa e ele. Assim, de forma subconsciente e automática, você se verá seguindo a nova rotina.

Focar

essencialismo

“O principal é manter o principal como principal” (Stephen R. Covey)

O livro Essencialismo ensina duas técnicas para ajudá-lo a se manter focado no que está á sua frente:

  • focalize o presente e se pergunte o que é mais importante agora, não o que será mais importante amanhã ou daqui a uma hora;
  • tire o futuro da cabeça.

Você deve gostar de ler também o resumo do Livro Foco, de Daniel Goleman.

Frases sobre o Essencialismo para reflexão

“Para abraçar a essência do essencialismo, substituímos as suposições falsas por três verdades fundamentais: Eu escolho, Apenas algumas coisas realmente importam e Eu posso fazer qualquer coisa, menos tudo. Essas verdades simples nos despertam de nosso estupor não essencial. Eles nos libertam para buscar o que realmente importa. Eles nos permitem viver em nosso nível mais alto de contribuição.”

“Para discernir o que é realmente essencial, precisamos de espaço para pensar, tempo para olhar e ouvir, permissão para brincar, sabedoria para dormir e disciplina para aplicar critérios altamente seletivos às escolhas que fazemos.”

“Perdemos nossa capacidade de filtrar o que é importante e o que não é. Os psicólogos chamam isso de ‘fadiga da decisão’: quanto mais escolhas forçados a fazer, mais a qualidade de nossas decisões se deteriora.”

“Os não essencialistas também ouvem. Mas eles escutam, enquanto se preparam para dizer algo. Eles se distraem com ruídos estranhos. Eles se concentram em detalhes irrelevantes. Eles ouvem a voz mais alta, mas recebem a mensagem errada. Na ânsia de reagir, eles não entendem.”

“Operar com o seu nível mais alto de contribuição requer que você sintonize deliberadamente o que é importante aqui e agora.”

Continue aprendendo

Então, você gostou dos ensinamentos de Essencialismo? Já pratica alguns dos seus princípios? Compartilhe conosco as suas histórias.

Além de Essencialismo, você encontra no 12min uma variedade enorme de microbooks e audiobooks, nas mais variadas categorias. Nós selecionamos pra você duas sugestões imperdíveis. Anote aí!

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Stephen Covey

Os 7 Hábitos das PessoasAltamente Eficazes - Stephen R. Covey

Com mais de 15 milhões de exemplares vendidos no mundo inteiro, esse livro é sem dúvida um fenômeno editorial. Traduzido para 38 idiomas, esse best-seller de desenvolvimento pessoal e organizacional vem ajudando as pessoas a encontrarem o equilíbrio para solucionar questões do cotidiano.

Stephen Covey afirma que para se obter mudanças realmente significativas, você precisa investir em novos hábitos e mudar crenças fundamentais que formam a sua visão do mundo. Ou seja, a transformação verdadeira vem “de dentro para fora.” E, para isso, não existem atalhos.

Propósito, a Coragem de Ser Quem Somos – Sri Prem Baba

Propósito - Sri Prem Baba

Você já se questionou sobre o que veio fazer no mundo? Com esse livro, você vai aprender a pensar sobre esse assunto e sobre os fatos da sua vida que podem estar impedindo-o de seguir o seu caminho. 

Segundo o mestre espiritual brasileiro, Sri Prem Baba, toda criança nasce sabendo qual é o seu propósito e continua com ele até a juventude. Aos poucos, porém, passamos a acreditar nas vozes externas que insistem em colocar dúvidas em nossos sonhos.

Em um certo momento, nos damos por vencidos, até nos esquecermos de vez do que alimenta o nosso coração e passamos a viver os sonhos dos outros.

Você pode acessar o 12min também pelo celular, utilizando os aplicativos para Android ou iOS.

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu esse post, compartilhe-o em sua rede social.




O Poder do Hábito

Você pode até pensar que tem o controle sobre a sua vida. Mas, na verdade, na maior parte do tempo, está apenas repetindo hábitos preestabelecidos.

Os seus hábitos ditam suas ações. Entendê-los é o primeiro e grande passo para tomar as rédeas do seu cotidiano, promovendo transformações significativas. No trabalho, os principais ganhos são na produtividade e, consequentemente, nos resultados.

O escritor Charles Duhigg, em seu best-seller O Poder do Hábito, aborda exatamente o impacto dos seus hábitos em quem você é nas suas conquistas, pessoais ou profissionais.

o poder do hábito pdf

Você também pode baixar este resumo em PDF (aqui ao lado) ou conferir o microbook em áudio por aqui mesmo:
O Poder do Hábito

Resumo do Livro

O hábito tem um poder incrível em nossas metas e em nossos ganhos, você sabia? Se você ainda não sabia, este livro poderá te ensinar mais detalhes sobre como você pode se beneficiar dos hábitos e de executar seus dias de uma forma harmônica.

Sim, isso pode ser aprendido e consolidado na sua rotina, de forma com que os novos hábitos passem a ser algo constante e do seu dia a dia. Incrível, não é?

Este livro é recomendado a todos aqueles que querem aprender mais sobre formação de novos bons hábitos, produtividade, e como aprimorar sua eficiência no dia a dia.

O hábito falando mais alto

O livro O Poder do Hábito inicia com a história de um idoso, Eugene Pauly. Após uma cefalite viral, ele perdeu a capacidade de usar a parte do seu cérebro, onde são armazenadas as memórias.

Eugene tornou-se incapaz de aprender coisas novas. Tudo que chegava em seu cérebro desaparecia no minuto seguinte. Não se lembrava, nem mesmo, de onde ficavam o seu quarto e a cozinha da própria casa.

Para que Eugene pudesse se exercitar, sua esposa o levava para uma curta caminhada de 15 minutos ao redor do quarteirão. Isso se repetia todos os dias.

Numa ocasião, Eugene saiu sozinho e simplesmente desapareceu. A aflição tomou conta da sua esposa, uma vez que o marido não tinha memórias recentes e certamente estaria perdido.

No entanto, para surpresa de todos, em apenas 15 minutos, conforme sua rotina diária, Eugene voltou para casa. Mais alguns dias e ele foi capaz de começar a fazer o percurso sozinho.

O que ocorreu com Eugene chamou a atenção de cientistas e se transformou em um case de estudos. E, então, veio a descoberta: os hábitos, suas práticas rotineiras, são armazenadas em uma área do cérebro totalmente diferente do lobo temporal, responsável pela memória.

E o que isso significa? Significa que aprendemos e tomamos decisões inconscientes sem necessidade de nos lembrarmos sobre fatos que estimularam a decisão ou o aprendizado. Aí está o poder do hábito.

Como funciona o hábito

o poder do habito resumo

Nosso cérebro funciona como uma máquina e a todo instante busca maneiras de reduzir os esforços e automatizar as rotinas. Tudo isso para economizar energia.

O funcionamento de um hábito segue um fluxo de três etapas, que são:

  • Gatilho: alguma coisa que acontece e o cérebro entende como um chamado para entrar no modo automático e escolher qual a rotina usar;
  • Rotina: é uma ação física, emocional ou mental, que é automaticamente acionada pelo gatilho;
  • Recompensa: um estímulo positivo que ocorre e diz ao seu cérebro que aquela rotina funciona e por isso deve ser armazenada.

Se você quer ter o controle sobre você mesmo, é imprescindível entender como os gatilhos dos hábitos são acionados e como funcionam as recompensas. Ao desenvolver essa habilidade, você estará apto a alterar, adaptar e criar novas rotinas.

A força dos gatilhos

Não basta manter o bons hábitos. É preciso cultivar novos. E não se trata de coisas grandiosas, difíceis de executar.

Em O Poder do Hábito, Duhigg cita uma campanha publicitária, conduzida por Hopkins, um bem-sucedido executivo americano. Ele associou o hábito de escovar os dentes a um gatilho comum do cotidiano das pessoas.

Os anúncios diziam assim: “Passe sua língua nos dentes.Você sente uma camada sobre eles? Essa camada faz com que seus dentes percam a cor e se deteriorem”. Esse foi o gatilho.

Na sequência, vinha a seguinte frase: “A pasta de dentes Pepsodent remove essa camada e deixa seus dentes mais limpos e bonitos”.

O autor ressalta que essa camada nos dentes é algo natural e que o Pepsodent não age sobre elas. Quem se importou com isso? Ninguém.

O gatilho dessa campanha foi tão forte que bastava as pessoas passarem a língua nos dentes para elas se lembrarem da rotina de escová-los e da recompensa do sorriso branco e bonito.

Aproximadamente 10 anos após a campanha, de acordo com Duhigg, o percentual de americanos com o hábito de escovar os dentes aumentou 10 vezes.

A matemática da publicidade foi simples: gatilho certo + recompensa = mudança de hábito.

Mudança de hábito

O Poder do Hábito apresenta métodos e estratégias diferentes que obtiveram sucesso na proposta de promover mudanças de hábitos. Um dos exemplos vem dos 12 passos dos Alcoólicos Anônimos (AA).

O método simples do AA propõe novas rotinas para o gatilho da necessidade física de consumir álcool. E também utiliza as mesmas recompensas que a bebida desperta nas pessoas, como relaxamento, necessidade de companhia, redução do estresse etc.

O método é eficiente, mas não suficiente para transformar hábitos. É por isso que é aplicado junto com a crença de que os dependentes do álcool precisam do apoio de outras pessoas.

Essa crença leva os dependentes a acreditarem que tem mais gente envolvida nesse processo de transformação, e que essas pessoas não devem ser ser decepcionadas.

Pequenas ações, grandes mudanças

charles duhigg

Toda conquista na tentativa de se criar ou mudar hábitos deve ser comemorada. O impacto em sua vida será sempre significativo. Muitos deles influenciarão fortemente a maneira como você vive e trabalha.

Um hábito sempre leva a outro. Pessoas que começam a praticar atividade física passam a se preocupar com uma alimentação saudável, têm mais energia e disposição, menos estresse e, consequentemente, incrementam a produtividade.

Em O Poder do Hábito, Duhigg chama a atenção para a importância de se identificar hábitos fundamentais no âmbito pessoal e profissional que, se mudados, trarão ganhos e melhorias na qualidade de vida e no desempenho na empresa.

No entanto, o autor admite que encontrar esses hábitos fundamentais não é tarefa fácil. Na maioria das vezes, ocorrem tentativas, seguidas de erros. Uma estratégia é identificar algo simples o suficiente para ser “atacado”, mas que impacta positivamente no todo.

Um exemplo é o hábito de anotar os alimentos consumidos durante o dia. Uma ação aparentemente simples que ajuda as pessoas a identificarem irregularidades na alimentação, levando-as a planejarem algo mais saudável.

Esse método fez parte de um estudo, em 2009. O resultado foi fascinante: o grupo que tinha os diários de alimentação perdeu o dobro do peso em comparação com os demais.

A força da vontade de mudar

Querer mudar um hábito e saber como o processo funciona não garantem sucesso. Nessa receita, existe um ingrediente indispensável, que é a força de vontade.

Para os cientistas, a força de vontade impacta mais no resultado do que a inteligência da pessoa. E isso, segundo o autor, foi provado no Teste do Marshmallow.

O teste funcionou assim: um doce era colocado na frente de um grupo de crianças. Aquelas que resistissem por 15 minutos à tentação de comê-lo,  ganhavam outro doce.

Ao final, comprovou-se que as crianças que conseguiram esperar obtiveram melhores notas na escola, maior percentual de acesso a universidades e desempenho acadêmico mais elevado.

A notícia nada boa é que o ser humano, de acordo com O Poder do Hábito, tem um limite para a força de vontade. Isso significa que é preciso exercitar.

Mas quando você desenvolve a sua capacidade de adiar a recompensa, por meio do treinamento da força de vontade, você amplia o seu estoque, sendo capaz de realizar cada vez mais.

Como cultivar hábitos nas empresas

livro o poder do hábito pdf

Existe uma engrenagem de rotinas que movimenta uma empresa. As lideranças, em especial, devem estar atentas ao que acontece no cotidiano para cultivar entre as equipes hábitos que equilibram poder e harmonia.

O Poder do Hábito cita o exemplo do Hospital Rhode Island, conceituado como um dos melhores nos EUA. Porém, o sucesso “subiu à cabeça” dos médicos, que começaram a tratar mal os enfermeiros, que por sua vez “descontavam” nos pacientes. Os resultados foram terríveis: erros e queda na qualidade do atendimento.

A solução veio das mãos do executivo de Qualidade do hospital. Ações simples, como instalação de câmaras nos consultórios, checklists de conferência para várias situações e um sistema de avaliações, levaram o hospital, novamente, para a posição de destaque.

Manipulando os hábitos

Com a popularização da internet e da computação, e usuários cada vez mais conectados, as empresas têm acesso a um volume enorme de informações dos consumidores.

Com essas informações em mãos (sexo, idade, formas de pagamento, frequência de compras etc), as empresas identificam grupos com comportamentos similares.

Identificam, também, quais os hábitos do consumidor que impactam mais fortemente no processo de decisões

A partir daí, as empresas programam ações, produtos e demandas que vão ao encontro das necessidades desses públicos.

O Poder do Hábito cita ainda outro caminho usado pelas empresas, que é aproveitar os grandes eventos pessoais, como primeiro emprego ou casamento de um filho, como oportunidade de se criar novos hábitos.

Em síntese, muitas empresas, em especial as mais poderosas, monitoram rigorosamente os seus hábitos e os usam como gatilhos para manipular os seus padrões de consumo. Fique atento para não cair nessa armadilha.

O poder de gerar movimentos

Para exemplificar a força do hábito na transformação de uma sociedade, O Poder do Hábito relembra a história de Rosa Parks. Uma mulher negra que desafiou o sistema da segregação racial nos EUA.

Parks se recusou a permanecer na parte reservada para os negros, dentro de um ônibus, e sentou-se no “lado branco”.

Um gesto, aparentemente simples gerou uma onda de protestos e boicote, culminando com a Lei dos Direitos Civis no país.

Parks foi a primeira pessoa a desafiar a lei? Não. Mas o que aconteceu então?

Segundo O Poder do Hábito de Charles Duhigg, os comportamentos sem planejamento racional, como o de Parks, são muitas vezes os pilares das grande mudanças na sociedade. Esses movimentos acontecem porque existem hábitos relacionados ao grupo de amigos, de vizinhos, da igreja, enfim, grupos de pessoas ligada por uma mesma causa.

Ou seja, a atitude de Parks gerou impacto, movimento e mudanças porque foi assumida pela comunidade. As pessoas queriam participar de um grupo que se unia pelos direitos civis.

Duhigg afirma:  convencer milhares de pessoas a buscar um mesmo objetivo é difícil, mas usar a ligação entre elas para criar uma pressão de companheiros tende a funcionar para mudar os hábitos de uma sociedade.

Guia prático para mudanças de hábito

1. Identifique a rotina

Analise os seus comportamentos e identifique o que você quer e o que é possível ser mudado.

2. Experimente recompensas diferentes

Essa é uma boa estratégia para quem não consegue trocar rotinas ruins por novas. Por exemplo, se você se alimenta mal antes de dormir, substitua a comida por um lanche saudável.

Mas você pode descobrir que o seu gatilho não é a fome. Talvez seja cansaço ou estresse. Nesse caso, tente algo novo. Por exemplo, descanse e relaxe por uns 15 minutos,

Depois desse tempo, pergunte-se se você ainda está com vontade de comer as “besteiras” usuais. Se a resposta for positiva, é porque você ainda não identificou o gatilho certo.

Continue experimentando novas recompensas até descobrir o que de fato o leva ao hábito que você pretende mudar.

3. Isole o gatilho

Encontrou a recompensa que satisfaz o seu gatilho? Ótimo. Invista agora em entender o gatilhos mais a fundo.

Os gatilhos mais comuns tendem a ser sempre relacionados a cinco categorias principais:

  • Lugar: onde você se encontra, quando surge a rotina?
  • Horário: quando surge esta rotina?
  • Estado emocional: como você se sente, quando surge esta rotina?
  • Outras pessoas: com quem você está, quando ela aparece?
  • Uma próxima ação clara: quando você tem algo a fazer e a rotina é acionada.

Crie um plano

Planeje a nova rotina e as recompensas. Fique alerta até que o gatilho seja acionado e atue conforme o planejado. Com repetição e força de vontade, você será capaz de mudar seus hábitos.

Frases inspiradoras do livro O Poder do Hábito PDF

Você gostou do conteúdo do microbook O Poder do Hábito? Se aplicar os conceitos, certamente, você impactará a sua vida, de maneira positiva, para sempre.

Você pode pode experimentar, ainda, O Poder do Hábito audiobook.

Quer ir mais fundo no assunto? Confira as nossas sugestões para você:

o poder do hábito livro

Os 7 hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Stephen R. Covey

Lições poderosas para a transformação pessoal.

o poder do hábito resenha

Os 10 Hábitos da Memorização – Renato Alves

Desenvolva uma memória de elefante.

Sucesso nessa sua meta de usar o Poder do Hábito a seu favor!




Casais Inteligentes Enriquecem Juntos

O dinheiro é um dos principais motivos de brigas entre casais. É o que garante o autor do livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, Gustavo Cerbasi. Segundo ele, se falta grana, um costuma culpar o outro pelo saldo negativo no final do mês. E, se sobra, ambos podem não entrar em acordo sobre a melhor maneira de gastar ou investir a quantia.

casais inteligentes enriquecem juntos pdf

A raiz dessas desavenças familiares está, principalmente, na falta de planejamento financeiro, o que pode até transformar o parceiro em um empecilho para as conquistas do cônjuge. Outra causa significativa, segundo Cerbasi, é o fato do casal apenas conversar sobre dinheiro quando o conflito já tomou conta da situação. 

Mas a boa notícia é que você não está fadado a viver mergulhado em problemas e crises financeiras. Pelo contrário, todo mundo pode promover uma reviravolta e “nadar” em dinheiro. Como? Isso é o que o Cerbasi nos ensina.

Resumo do Livro

Depois de um tempo, o relacionamento deixa de ser apenas uma questão amorosa e se torna uma verdadeira instituição financeira e familiar, e é importante saber lidar bem com isso. De acordo com o autor e consultor financeiro Gustavo Cerbasi, o planejamento financeiro deve ser pauta de conversa e discussão para que o casal possa crescer e enriquecer junto.

Você sabia? Este foi o livro que inspirou o filme “Até Que a Sorte nos Separe”.

Se você se interessa por temas como finanças, relacionamentos e planejamento financeiro, você está no lugar certo. Siga até o fim, pois esta leitura é para você!

Sobre o autor

Temos certeza que você vai gostar dessas informações sobre o autor do best seller Casais Inteligentes Enriquecem Juntos. Afinal, se você quer mudar a sua vida, é bom saber de onde vêm as dicas, não é mesmo?

Gustavo Cerbasi, além de escritor renomado, é também consultor financeiro, professor, palestrante e administrador. Autor de 15 livros, é uma das referências em inteligência financeira no país. Ele foi eleito pela Revista Época como um dos 100 brasileiros mais influentes em 2009. 

Cerbasi já vendeu mais de 2 milhões de exemplares e o best seller Casais Inteligentes Enriquecem Juntos deu origem ao filme “Até que a Sorte nos Separe”. Os três lançamentos da trilogia desse filme, somados, atraíram 11 milhões de espectadores, alcançando na época a segunda maior bilheteria do cinema nacional. 

Casais Inteligentes Enriquecem Juntos e os perfis financeiros

casais inteligentes enriquecem juntos resumo

Conflitos gerados por causa do dinheiro podem até mesmo resultar no fim de uma relação amorosa. De acordo com o livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, uma maneira eficiente de lidar com esse problema é conhecendo o perfil financeiro do outro. Desta forma, é possível saber como cada um lida com o seu orçamento e, com isso, conhecer as limitações individuais.

Cerbasi afirma que existem cinco perfis financeiros:

  1. Poupador
  2. Gastador
  3. Descontrolado
  4. Desligado
  5. Financista

Embora alguns perfis se relacionem melhor entre si e tornem mais provável um futuro financeiro feliz para o casal, em essência, os problemas com dinheiro decorrem de escolhas pessoais. 

Planejamento

O livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos alerta que qualquer um pode cair em armadilhas financeiras. E a causa disso está na ingenuidade. Mas você tem uma arma poderosa para se proteger, ou seja, o planejamento.

Quando se trata de planejamento financeiro familiar, ninguém precisa ficar apreensivo. Afinal, isso não é nenhum bicho de sete cabeças, já que não exige cálculos matemáticos complexos e nem sequer habilidade especial com números.

Então, por que a maioria das pessoas não consegue fazer isso? Cerbasi enumera três principais causas:

  1. as pessoas tendem a colocar a vida pessoal em segundo plano, privilegiando o trabalho;
  2. controlar gastos e estabelecer estratégias financeiras não é uma atividade prazerosa; 
  3. o dinheiro é sedutor e fica difícil abrir mão da possibilidade de adquirir novos bens de consumo.

Assim, para fugir das armadilhas que dificultam o enriquecimento, uma dica é fixar claramente os objetivos do dinheiro poupado. Lembre que o planejamento deve ter como primeiro objetivo a manutenção do padrão de vida com segurança. Isso significa muito mais que manter-se fora do vermelho ou simplesmente guardar dinheiro sem reflexão.

Quanto mais cedo, melhor 

livro casais inteligentes enriquecem juntos

A juventude é, segundo Cerbasi, um período de grandes oportunidades para iniciar uma relação sólida e saudável com o dinheiro. Afinal, enquanto solteira, a pessoa não tem compromissos regulares com seus relacionamentos ou seu dinheiro, principalmente, se mora com os pais. 

Além disso, um maior senso de aventura dos jovens permite que seja possível ter investimentos que geram crescimento rápido de poupança, ou economizar cerca de 10% de sua renda por mês.

Iniciando a vida adulta

Se você aprende a se organizar financeiramente ainda na juventude, fica mais fácil lidar com o dinheiro na fase adulta, conciliando as respectivas estratégias de cada um relação ao assunto.

Por exemplo, de acordo com o livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, uma sugestão para manter a segurança financeira nessa nova fase de vida inclui a diversificação dos investimentos.

Outra dica é economizar dinheiro com o novo romance. Isso pode ser feito usando a criatividade na hora de presentear, por exemplo. Você não precisa gastar rios de dinheiro para impressionar o outro. E, principalmente, antecipe as compras nas datas como Dia dos Namorados, Natal etc., para conseguir melhores preços.

Enfim, garante Cerbasi, um planejamento financeiro precoce do novo casal pode impedir o baque psicológico, quando é tomada a decisão do casamento. Isso porque o custo do matrimônio, da montagem da casa e da rotina do novo lar, muitas vezes, não corresponde às expectativas fantasiosas dos pombinhos.

Comprar, construir ou alugar uma casa?

Casais Inteligentes Enriquecem Juntos

As finanças dos recém-casados inclui uma questão fundamental: moradia. A opção por um padrão acima das posses de ambos pode inviabilizar uma poupança e, ainda, aumenta as chances do casal gastar mais do que pode ou precisa. O resultado costuma ser desastroso, levando as contas para o vermelho, antes do que se imagina.

O autor de Casais Inteligentes Enriquecem Juntos lembra que, tradicionalmente, os brasileiros preferem comprar e garantir o imóvel ao longo da vida. Entretanto, isto era bom apenas quando a inflação era elevada e o mercado não oferecia boas alternativas de investimentos. 

Atualmente, assegura Cerbasi, comprar uma casa é desvantajoso se a moradia não puder ser rapidamente valorizada no mercado imobiliário ou estiver sendo vendida abaixo do valor do mercado.

Assim, se não for possível construir a casa própria, invista no aluguel para uma melhor economia e guarde cerca de 15% da sua renda mensal. Parece fácil, mas não é para muita gente, uma vez que isso exige muita disciplina.

Contas bancárias e cartões de crédito

Cerbasi explica que o sucesso de um casamento depende do respeito às particularidades e individualidade do parceiro. Segundo ele, apenas é possível administrar a renda familiar de forma saudável se forem estabelecidos planos e desejos comuns, desde cedo. Para isso, sugere-se que as contas bancárias separadas sejam fundidas, assim como os cartões de crédito.

O autor reconhece que nem sempre isso é possível. No entanto, ele afirma que “a concentração de recursos possibilita ao casal conseguir melhores investimentos, crédito, flexibilidade para pagar impostos. Mas mesmo que as contas fiquem separadas, o que deve ser unido é o planejamento financeiro”.

E ninguém precisa pagar por um especialista para fazer um planejamento financeiro familiar. Basta que o casal dedique algumas horas na sua elaboração e alguns minutos semanais para ajustes, se necessário. 

Primeiros passos para o enriquecimento

baixar livro casais inteligentes enriquecem juntos

Antes de tudo, o livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos lembra que, para enriquecer, você precisa primeiro aprender a gastar. Isso significa que pode-se ter um padrão de vida legal sem muito dinheiro. Ao mesmo tempo, existem pessoas ricas com experiências financeiras e emocionais instáveis. 

 Os pontos fundamentais em um planejamento financeiro adequado são:

1. Controle de gastos

Você tem que achar um jeito de fazer o seu dinheiro sobrar no final do mês. Geralmente, isso ocorre controlando os pequenos gastos e com uma grande disciplina do casal para identificar quais as despesas estão levando o dinheiro pelo ralo

2. Estabelecimento de metas

O casal precisa saber onde quer chegar e deve estabelecer metas para redução dos gastos em geral, sempre que as despesas fugirem do controle. 

3. Disciplina de investimentos

A dica aqui é focar nos investimentos para garantir o crescimento da poupança. Se o aluguel aumentar, por exemplo, deve-se economizar até poder reequilibrar o orçamento, não deixando de priorizar aquilo que garantirá uma velhice tranquila.

4. Ajustes periódicos relacionados à renda

É possível cuidar não apenas da grande meta da segurança financeira, mas também de metas intermediárias, como a compra de um carro. Um método útil para disciplinar-se é escrever, datar e assinar as metas decididas, colocando-as em local onde é possível vê-las diariamente. Quando surgirem as tentações inevitáveis, será possível ter motivação e continuar com o objetivo

5. Administração frequente

Realize investimentos constantes, de maneira a garantir um futuro mais próspero e não ficar refém dos eventuais reveses da vida. A fórmula aqui é simples e direta: após gastar menos do que ganha, você deve investir a diferença, sucessivas vezes, até atingir a massa crítica de capital desejada. Depois, é possível se limitar aos ajustes e à administração do patrimônio.

Cortando despesas

O autor de Casais Inteligentes Enriquecem Juntos adverte: não há investimento bom para quem está endividado. Assim, somente quando as dívidas forem quitadas, é possível pensar na poupança. Enquanto isso, todos os meios de economia devem ser utilizados. 

Por exemplo, poupe água, substitua o carro pelo ônibus e os chuveiros elétricos por aquecedores, opte por um plano telefônico vantajoso, realize compras semanalmente, ao invés de compras mensais, troque a academia por uma caminhada no parque etc. 

Enfim, todas as medidas são válidas, até que seja atingido o reequilíbrio do orçamento.

O nascimento dos filhos

Casais Inteligentes Enriquecem Juntos

Se o casal ainda não iniciou o seu planejamento financeiro, com a chegada dos filhos, isso passa a ser prioridade. Os filhos chegam e trazem com eles alegrias mas, também, despesas que pesam em muito no orçamento.

Em alguns casos, o livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos lembra que despesas relacionadas ao bem-estar do relacionamento são substituídas pelos gastos com saúde e educação das crianças. E este é um dos aspectos mais proeminentes que geram a chamada crise da meia idade.

O autor orienta que, de início, alguns ajustes devem ser feitos para acomodar a vinda do bebê do ponto de vista financeiro e ainda permitir investimentos com cerca de 20% da renda por mês.

Após algum tempo, a preocupação do casal se estende para o futuro da criança, o que pode ser alcançado ao abrir uma poupança para a faculdade dela. Quanto mais cedo essa decisão for tomada, menos impacto haverá no orçamento. 

Novos desafios financeiros

casais inteligentes enriquecem juntos download

Quem não se preocupa em ter um bom seguro de vida, seguro de educação, seguro residencial e plano de previdência oferecidos por bancos?

O autor de Casais Inteligentes Enriquecem Juntos afirma, porém, que não há razão para contratar um seguro de vida ou nenhum tipo de plano, apenas como investimento, sem uma avaliação prévia cuidadosa, sob pena de se ter prejuízo.

Por exemplo, os planos de saúde, são vistos como indispensáveis. Porém, Cerbasi questiona: se os filhos são saudáveis, sem antecedentes médicos graves, não seria mais vantajoso um plano para a família? Ou pode-se considerar até mesmo o pagamento individual de médicos e exames, uma vez que a probabilidade que todos fiquem doentes no mesmo ano é muito pequena.

À medida que os filhos crescem, os novos desafios financeiros podem ser vencidos com uma disciplina, estabelecendo regras de consumo para as crianças. De acordo com Cerbasi, ensinar os filhos a se relacionarem corretamente com o dinheiro não é apenas vantajoso para as finanças da família, mas também é bom para a vida futura deles.

Um método para isso é incentivar o interesse das crianças por educação financeira, partindo de práticas do dia-a-dia da família. E é plenamente possível conversar sobre os aspectos financeiros do núcleo familiar com o intermédio de jogos, como Banco Imobiliário, por exemplo.

Aposentadoria financeiramente estável

casais inteligentes enriquecem juntos pdf

Se você quer chegar lá na frente com uma estabilidade financeira e um padrão de vida bom e estável, comece a se preparar agora. 

É claro que no meio do caminho podem surgir imprevistos e, por isso, é aconselhável que a família tenha reservas financeiras. Mas, se não tiver, há algumas alternativas que podem ser pensadas com cuidado. Veja as dicas do livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos:

  • Fique longe dos agiotas; 
  • Evite também as financeiras, uma vez que empréstimos pessoais no banco, empréstimos vinculados à folha de pagamento e empréstimos familiares são melhores alternativas;
  • Pense na possibilidade de vender o carro e financiar outro mais barato, assim como vender a casa e alugar outra por menor valor.

Assim que possível, os investimentos devem ser retomados, uma vez que são eles que garantem a melhoria do futuro. É interessante diversificar os investimentos, caso se invista em ações. Caso opte pelo investimento em imóveis, será necessário juntar recursos previamente.

Os aliados são bem-vindos 

Os especialistas em finanças costumam aconselhar as pessoas a pouparem 10%, 15% ou 20% de suas rendas mensais. No entanto, o autor de Casais Inteligentes Enriquecem Juntos afirma que pode-se optar por personalizar a quantia a ser investida de acordo com as necessidades do casal e não com base em um modelo pré-estabelecido.

Da mesma forma, pode-se optar por recorrer a instituições financeiras para construir sua riqueza. Elas não devem ser vistas como vilãs exploradoras, mas sim como aliadas para a construção de um patrimônio financeiro melhor. Nunca, porém, é aconselhável investir recursos substanciais em apenas um lugar.

Com maior segurança nos ganhos, o casal ganha também tempo para os pequenos momentos importantes da vida e, finalmente, consegue adquirir um antigo sonho de consumo. 

No entanto, Cerbasi adverte que jamais se deve esquecer uma regra fundamental:  pague-se primeiro. Ao honrar seus compromissos, é possível garantir um futuro sem dificuldades.

Administrando o sucesso

livro casais inteligentes enriquecem juntos

Após vencer as difíceis tarefas de começar e prosseguir em seu planejamento financeiro, o casal vivencia o amadurecimento de seus investimentos. Por fim, ele atinge sua independência financeira. 

E agora? É possível parar de trabalhar, trabalhar por prazer, ou então abrir um negócio próprio? Qualquer alternativa garante um estável padrão de vida para a família, fruto de anos financeiramente planejados.

Afinal, aposentadoria em qualquer idade não é sinônimo de estagnação, e muito menos de acomodação. Com a independência financeira, é possível dedicar-se mais a atividades prazerosas e se divertir com diferentes hobbies.

Eventualmente, todos morrem. Os beneficiados pela independência financeira podem ainda ter amplos recursos nessa ocasião. Por exemplo, deixando de herança aos filhos beneficiados uma boa educação, sabendo que as reservas continuarão a crescer. 

Se o casal não teve filhos, ou não quer deixar a herança, pode-se fazer doações para diversas instituições e colaborar para uma causa maior, ou então aproveitar seus anos finais usufruindo com cuidado das reservas conquistadas ao longo de décadas.

10 frases do livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos 

Outras obras do autor no 12 min

Então, você gostou de Gustavo Cerbasi, em Casais Inteligentes Enriquecem Juntos? No 12min, existem outros microbooks do autor, também nos formatos audiobook e audiobook. Veja as opções:

Mas existem também outros autores fantásticos no 12min, em diversas categorias, focadas no seu desenvolvimento pessoal. Anote ai as nossas dicas de leitura que selecionamos hoje pra você.

O Poder do Hábito – Charles Duhigg

livro o poder do hábito

Se você está planejando mudar os rumos da sua vida, certamente, terá que pensar em mudanças de hábitos. Afinal, você pode até acreditar que tem o controle em suas mãos. Mas, na verdade, na maior parte do tempo, está apenas repetindo hábitos preestabelecidos.

Os seus hábitos ditam suas ações. Entendê-los é o primeiro e grande passo para tomar as rédeas do seu cotidiano, promovendo transformações significativas. No trabalho, os principais ganhos são na produtividade e, consequentemente, nos resultados.

Nesse best-seller, o escritor Charles Duhigg aborda exatamente o impacto dos seus hábitos em quem você é nas suas conquistas, pessoais ou profissionais.

Eu Quero Ser Rico! – Maurício Bastter Hissa

livro Eu Quero Ser Rico!

Você já tentou emagrecer? Na teoria, funciona da seguinte forma: se você come mais do que gasta, você engorda. Se você gasta mais do que come, você emagrece. Simples assim. No entanto, milhões são investidos com dietas milagrosas, clínicas de emagrecimento etc. Mas poucas pessoas emagreceram.

Com a riqueza, o processo é exatamente o contrário: você tem de produzir e, também, poupar mais do que gasta. Mas há duas vantagens em relação ao emagrecimento:

  1. é mais fácil enriquecer do que emagrecer;
  2. existem os juros compostos (que não aparecem no emagrecimento).

Assim, para enriquecer, você precisa gastar menos do que produz, com a vantagem de poder investir o que sobra. Em “Eu quero ser Rico!”, Mauricio Hissa debate sobre a inércia do dia a dia que nos mantém escravos de um sistema que só deseja lucrar em cima do nosso trabalho. Imperdível!

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu o resumo do livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos e as nossas dicas de leitura, deixe aqui os seus comentários! E lembre-se de compartilhar esse post em sua rede social!




A Coragem de Não Agradar

O livro A Coragem de Não Agradar aborda, de uma forma interessantíssima, como nos libertar de todos os bloqueios oriundos de baixa autoestima, complexos e raiva.

Estamos em um mundo onde é comum nos atermos demais a dúvidas e expectativas alheias. Elas nos paralisam e nos impedem de viver plenamente, sendo quem realmente somos.

Para encontrar essa coragem para mudar, os autores Ichiro Kishimi e Fumitake Koga compartilharam conosco uma história capaz de iluminar o nosso poder interior. Neste artigo, confira o resumo dessa maravilhosa obra, também disponível em PDF (aqui ao lado)!

a coragem de nao agradar pdf

Resumo do Livro

A necessidade de aprovação alheia pode ser uma maldição para diversas pessoas. No livro “A Coragem de Não Agradar” vemos diversos conselhos e dicas que ajudam os leitores a desconstruir essa necessidade, permitindo que sejamos quem realmente somos, mesmo que a baixa autoestima e os complexos de inferioridade tentem atacar.

É o uso da filosofia em prol da melhor qualidade de vida.

Se você tem interesse em desconstruir a ideia de que precisa agradar aos que lhe cercam, ou mesmo se quer passar a ter uma melhor qualidade de vida, continue esta leitura até o final, pois é mais do que recomendada para você.

Mude de Perspectiva

Imagine que você tem um vizinho recluso. Ele vive completamente isolado de tudo e de todos e não sai de casa para nada. O que você pensaria?

Provavelmente tomaria conclusões precipitadas, não é mesmo? Talvez, que ele lida com muitos traumas.

Tais suposições nascem da crença de que experiências passadas influenciam nosso comportamento futuro. É como se tudo estivesse enraizado nos traumas.

Imagine, agora, uma criança que sofreu bullying e leva esse comportamento para a vida adulta. Ou, então, uma criança muito mimada, que talvez seja um adulto terrível, incapaz de enfrentar as realidades do mundo.

Entretanto, segundo Ichiro Kishimi e Fumitake Koga, esse tipo de pensamento determinístico explica, somente, as vivências dos animais irracionais. Ou seja, os seres humanos são livres para decidir seu próprio futuro e fazer o que quiserem.

Alfred Adler, psicólogo austríaco, encara a psique humana de tal forma, que não somos forçados a nos definir pelos traumas do passado. Ele acredita pode haver uma explicação diferente para os comportamentos.

Os nossos problemas psicológicos não são corrigíveis, mas, suas razões podem mudar e sempre teremos a liberdade de fazer as coisas de maneira diferente.

A dificuldade de mudar o ponto de vista

a coragem de nao agradar resumo

Estamos cercados por diversas pessoas diferentes. A maneira mais simples de classificá-las, geralmente, é como “pessimistas” e “otimistas”.

À medida que nos familiarizamos com elas, tendemos a pensar que as personalidades dos indivíduos são fixas e invariáveis.

Não importa se estamos nos sentindo felizes, alegres ou mal-humorados. Na maioria das vezes, nos convencemos de que há um número limitado de categorias de humor nas quais todos se encaixam.

Em A Coragem de Não Agradar, os autores contam que a psicologia de Alfred Adler adota uma abordagem muito distinta. O austríaco utiliza o termo “estilo de vida” para descrever aquilo que a psicologia tradicional chama de “personalidade”. Seguindo essa linha, o humor não é algo fixo, mas um reflexo da forma pela qual vemos o mundo à nossa volta.

Ainda segundo as teorias da psicologia adleriana, começamos a escolher nossas visões de mundo e estilos de vida por volta dos dez anos de idade.

Reflita, por exemplo, sobre as pessoas que você conhece que dedicam muito tempo falando sobre a própria infelicidade e em como desejavam que as coisas fossem diferentes. Quando se trata de alterar nossos pontos de vista, somos ainda muito intransigentes.

De acordo com tal psicologia, se essas pessoas “infelizes” realmente quisessem que as coisas mudassem, elas já teriam feito alguma coisa. Isso acontece em função da nossa zona de conforto. Muitas vezes, falta somente a coragem para mudar!

Em outras palavras, para promover mudanças reais, é preciso estar disposto a enfrentar o desconhecido e aceitar os próprios erros. Afinal, é bem mais fácil resolver problemas com os quais se está familiarizado do que se expor às feridas causadas por circunstâncias inesperadas.

Egos inflados

livro a coragem de nao agradar pdf

Cada vez mais, sentimentos como isolamento e solidão tornam-se comuns. Muitas pessoas sentem que estão sendo excluídas, quando, na verdade, todos somos parte da comunidade.

Inclusive, para Adolf Adler, a comunidade não é formada somente pelas pessoas que conhecemos ou que nos cercam. Pelo contrário! Ela abrange tudo e a todos, desde os minerais, plantas e animais aos demais humanos no universo.

Logo, assim que percebemos qual é o nosso papel nessa gigantesca comunidade, começamos a nos comportar e a pensar de maneira diferente. Deixamos de perceber que as coisas não giram em torno de nós e damos menos importância a problemas pequenos.

Pensar assim nos torna mais positivos!

Atitudes contrárias ao que o livro A Coragem de Não Agradar propõe nos levará a uma vida de frustrações. Afinal, ninguém é tão importante assim e um ego altamente inflado é quase impossível de satisfazer.

Portanto, pensar em todas as coisas maravilhosas que estão ao nosso alcance irá melhorar significativamente as nossas vidas e a de todos aqueles que estão próximos a nós.

A sugestão final dos autores reforça a necessidade de praticar a sua arte ou ofício livremente, aproveitando ao máximo cada momento vivido.

O que achou dessa resenha do livro A Coragem de Não Agradar?

De fato, a vida se torna muito mais agradável quando nos permitimos desfrutar de cada momento, não é mesmo?

Lembre-se de que no app 12min você encontra resumos desse e de muitos outros livros de negócios e desenvolvimento pessoal.

Se você quiser conhecer mais obras sobre o assunto, seguem algumas outras sugestões:

a coragem de nao agradar pdf gratis

Como o próprio título diz, esse livro é um manual clássico da virtude, felicidade e sabedoria. Aprenda a encarar os desafios do dia a dia com sucesso e enfrentar as perdas inevitáveis da vida com graça.

a dieta da mente

Nessa obra, o autor, que também é médico de grande notoriedade nos EUA, apresenta descobertas que vêm sendo sistematicamente ocultadas pela tradicional literatura médica. Descubra como a sua vida se baseia no que você come.

o poder do agora livro

Passamos a maior parte de nossas vidas pensando no passado e imaginando como nosso futuro pode ser diferente. Em O Poder do Agora, o autor nos guia no aprendizado para viver o presente.

Boa leitura!




Resumo do Livro Desbloqueie o Poder da Sua Mente, de Michael Arruda, PDF

Tem muita gente que se sente como se estivesse em uma prisão, dotada de aptidões físicas para sair correndo, mas incapaz de fazê-lo. Se você faz parte desse grupo, então, o livro Desbloqueie o Poder da Sua Mente será um grande aliado seu para melhorar sua vida e suas experiências.

livro desbloqueie o poder da sua mente pdf

Você vai aprender que a felicidade está disponível, basta acessá-la. Mas como encontrar essa porta da mudança? O autor Michael Arruda revela o caminho, de uma forma bem simples.

Além de escritor, Michael Arruda é palestrante, proprietário de um canal no YouTube e empresário. Ele é também o criador do HypnoFlash, ou seja, uma técnica de hipnose emergencial, usada por hipnoterapeutas em situações específicas. 

Desbloqueie o Poder da Sua Mente

São comuns os debates sobre o funcionamento da nossa mente, como por exemplo, como ter mais atenção ao que se faz, maior dedicação e meditações etc. Mas, de acordo com Arruda, o subconsciente fica sempre em segundo plano.

No livro Desbloqueie o Poder da Sua Mente, pdf, o autor explica que muito do nosso poder de processamento cerebral se passa pelo nosso subconsciente. Ou seja, nossa mente está sempre presa a amarras abertas nesse incompreendido lado da nossa psique.

Apesar dos estereótipos desenharem o nosso subconsciente como algo mágico, na realidade, não é bem assim, explica Arruda. E, hoje, o estudo do subconsciente é um dos mais importantes do ramo da neurociência.

A hipnoterapia, por exemplo, é capaz de mostrar o caminho para controlarmos nossa mente e, portanto, guiar nosso caminho para as conquistas que tanto desejamos, garante.

Prisioneiros e infelizes

livro desbloqueie o poder da sua mente pdf

O autor de Desbloqueie o Poder da Sua Mente afirma que, na maior parte do tempo, nós acordamos sem a energia que gostaríamos. Além disso, não produzimos tudo o que desejamos e, para piorar, não ganhamos tanto como precisamos.

Arruda sustenta suas afirmações em pesquisas. Elas apontam que 76% dos brasileiros em idade laboral estão insatisfeitas com suas vidas profissionais.

Mas a nossa prisão não se origina apenas em estímulos externos. Pelo contrário, a depressão, a ansiedade e os transtornos psíquicos de pensamento acelerado têm aumentado exponencialmente em nossa sociedade. E,  infelizmente, essas dores emocionais podem levar a suicídios.

E junto com tudo isso vem um novo problema: o uso desenfreado de analgésico. Segundo Arrudas, no Brasil, ele é o quinto medicamento mais comercializado no país.

O autor chama esses analgésicos de pílulas da ilusão, porque mascaram e domam levemente os problemas. Muitos trabalhadores tornam-se dependentes do medicamento, criando assim uma ideia de que tudo tem solução em prateleiras, não em nosso interior.

Livrando-se das prisões mentais

Nossa mente é mais inteligente que nós mesmos, explica o livro Desbloqueie o Poder da Sua Mente. Ela cria estratégias para nos proteger e, por desconhecermos os seus mecanismos, fazemos uma leitura errada da situação, ou seja, achamos que ela está nos atrapalhando.

Mas a nossa mente subconsciente é poderosa e só quer nos proteger. Ainda que ela cause situações que preferíamos que não o fizesse, ela só procura gerar sentimentos que mantêm nossa sobrevivência, como por exemplo, sentimentos de afeição, carinho e apego.

O poder da hipnose

Arruda explica que a hipnose é um dos ofícios mais antigos do mundo. Surgiu no Egito Antigo e era utilizada nos Templos do Sono. As pessoas se dirigiam ao local, dormiam e acreditavam que, ao acordar, estavam curadas.

Mas o termo hipnose é derivado de Hipnos, Deus do sono. Freud, Dave Elman, Hansruedi Wipf e muitos outros grandes cientistas e terapeutas foram evoluindo esse método ao longo do tempo.

Hoje, o autor de Desbloqueie o Poder da Sua Mente afirma que a hipnose é vista como uma pedra bem lapidada, capaz de nos permitir responder questões para as quais supostamente não tinhamos solução. Por exemplo: Quem sou eu? Qual o meu propósito?

Antes de mergulhar, saiba onde está pulando

Nosso cérebro como conhecemos hoje vem passando por evoluções desde os tempos reptilianos. Assim, as estruturas de nosso cérebro passaram por uma infinidade de situações, já fugiram de uma série de predadores e já compreenderam uma vasta gama de formações sociais.

A mente hoje analisa tudo, o tempo todo, e passa pelos filtros existentes em seu “código” central. Ter controle de nossa mente é algo difícil, mas conquistável. 

Nosso subconsciente controla nossa vida

desbloqueie o poder da sua mente pdf download

O subconsciente foi responsável pela sobrevivência de todos os nossos ancestrais e foi capaz de nos fazer chegar até aqui. Ainda que hoje estejamos imersos em sociedade, nosso cérebro ainda procura nos proteger de doenças, inimigos, predadores e afins. 

Segundo o livro Desbloqueie o Poder da Sua Mente, isso explica medos aleatórios, ansiedade em falar com alguém que pode nos dar uma notícia ruim, entre outros receios relativamente injustificados. 

A mente, para funcionar, segue algumas regras:

  • Todo pensamento ou ideia pode causar reações físicas;
  • O que é esperado tende a ser realizado;
  • A imaginação é mais poderosa que o conhecimento, quando lidamos com a própria mente;
  • Uma vez que o conceito é aceito pelo subconsciente, ele permanecerá lá até ser substituído por outro;
  • Cada sugestão aceita cria menos oposição às próximas sugestões;
  • Ao lidar com o subconsciente e suas funções, quanto maior o esforço consciente, menor a resposta subconsciente.

Agindo dessa forma, vemos que o subconsciente é como uma espécie de água, que escorre por entre nossos dedos. 

A partir dessa metáfora, Arruda afirma que nossa mente é um navio, a parte consciente é a cabine de controle do navio, os mares são como a vida. E onde encontro o manual de controle desse navio? Na hipnose, assegura o livro Desbloqueie o Poder da Sua Mente.

Hipnose e sua aplicação

Hipnose e o livro Desbloqueie o Poder da Sua Mente

A hipnose é quando você permite a um profissional qualificado depositar uma sugestão que realmente entrará em seu subconsciente. Mas muita gente tem medo de não “voltar” ou mesmo que a técnica não funcione. Se esse é o seu caso, Arruda garante que a hipnose é completamente segura!

Aliás, explica o autor de Desbloqueie o Poder da Sua Mente, a hipnose é algo que você já vivencia no dia a dia. Afinal, muitas mensagens passam direto pelo seu fator crítico e se instalam no seu subconsciente. Isso explica porque, quando criança, recebemos informações e conceitos muito mais facilmente. 

Na infância, o nosso senso crítico não está bem formado e os pais conseguem moldar nossos subconscientes de uma forma muito mais fácil. Porém, quando crescemos, a hipnologia vem consertar os erros e nos alinhar à convivência social.

Desbloqueie o Poder da Sua Mente e a autossugestão

Quantas vezes você já pensou  “não vai dar certo”. De acordo com Arruda, esse é um tipo de autossugestão e a sua repetição é uma auto-hipnose. Quando repetindo, você força o fator crítico a sair do caminho. Assim, já que a sugestão já faz parte de sua forma de pensar, ela é bem recebida pelo subconsciente.

4 passos para mudar os padrões comportamentais

  1. Encontre sua motivação

Nenhuma máquina funciona sem combustível. Entretanto, cada uma funciona à base de uma fonte de energia, quer seja a elétrica, eólica, diesel ou outras. Encontre o que te motiva e foque nisso.

  1. Planeje a mudança

Passar por mudanças, ainda as desejáveis, pode não ser algo tão tranquilo e calmo como se espera. Assim, prepare-se para o que vem pela frente. Outro ponto a se pensar é: você está preparado para trocar sua forma de ver o mundo?

  1. Comece

Não perdendo o foco, acesse o aplicativo PlenaMente e direcione sua atenção para a meditação de forma online.

  1. Celebre

Ao alcançar seus objetivos, quer sejam centrais ou intermediários, celebre e curta seu sucesso!

Se você encontrar bloqueios em seu progresso, pode ser que os mecanismos que impedem seu sucesso estejam arraigados de uma forma muito forte em seu ser. Nesse caso, o livro Desbloqueie o Poder da Sua Mente alerta que talvez seja necessário buscar o evento causador do trauma e tentar remediar as consequências.

Lembre-se: não é possível fechar uma ferida na hipnotização sem deixar para trás o que nos machucou. Perdoar não é seguir amarrado ao passado.

A felicidade já está disponível, basta acessá-la

desbloqueie o poder da sua mente pdf gratis
felicidade

Arrancando os males pela raiz e limpando sua mente de tudo que pode lhe afligir, seu caminho está livre para o sucesso e para a felicidade. Então, o próximo passo é mudar o seu interior, buscar a transformação desejada e agir de acordo com o que se pretende alcançar.

Essa pode ser uma das partes mais chatas, porque infelizmente, por conta de nosso subconsciente, tendemos a afundar nossa mente em reclamações e sofrimentos. No entanto, não somos um produto, cada ser humano é único e você pode se esforçar ao máximo para sair desse padrão que nos faz mal.

Seja persistente

Sua trajetória pode ser difícil, mas ter comportamentos e atitudes positivas é o tipo de coisa que trará transformações certas em sua vida. Assim, o foco principal de seu treinamento deve ser a persistência

O autor de Desbloqueie o Poder da Sua Mente lembra que todo guerreiro tem medo de entrar em combate e já perdeu a fé no futuro. E quando a guerra é travada contra algo que pode ser reconhecido como uma parte de si, essa batalha tende a ser ainda mais difícil de se focar.

Entretanto, aplicando as dicas acima, o sucesso será garantido e você com certeza será capaz de causar grandes influências em sua programação de subconsciente.

Continue aprendendo

Como você já sabe, o 12min tem um vasto e rico acervo de microbooks. Então, vai aqui outra dica da nossa equipe para você continuar investindo no seu crescimento pessoal. Pegue aí!

Propósito –  Sri Prem Baba

Propósito

Você já se questionou sobre o que veio fazer no mundo? Com esse livro, você vai aprender a pensar sobre o assunto e sobre os fatos da sua vida que podem estar impedindo-o de seguir o seu caminho. 

Segundo o autor, a fundação da nossa personalidade acontece nos sete primeiros anos de vida. Assim, as crenças instaladas nesse período vão nos influenciar pelo resto dos nossos dias. Imperdível!

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Então, você curtiu o resumo do livro Desbloqueie o Poder da Sua Mente, pdf, grátis? Deixe aqui os seus comentários. E lembre-se de compartilhar esse post em sua rede social!




Resumo do Livro Filosofia Para Corajosos, Luiz Felipe Pondé, PDF

Passamos o dia a dia sem refletirmos sobre questões importantes, vivendo e sobrevivendo no piloto automático. Por isso o livro Filosofia Para Corajosos é importante para todos nós, por que o autor nos provoca a pensar, com a nossa própria cabeça, em uma série de comportamentos corriqueiros. 

livro filosofia para corajosos pdf

O escritor Luiz Felipe de Cerqueira e Silva Pondé é também palestrante. Ele é doutor em Filosofia Moderna, pela Universidade de São Paulo, e pós-doutorado em Epistemologia, pela University of Tel Aviv. Ou seja, deu para perceber que o autor tem pedigree para falar sobre o assunto, não é mesmo!

Você ficou interessado em seguir adiante? Então, venha com a gente!

Filosofia Para Corajosos

A filosofia é a mãe de todas as ciências. Ela ensina a pensar por nós mesmos, enxergar o mundo que nos cerca como um verdadeiro parque, onde podemos brincar com conceitos e descobrir mais sobre quem nos cerca. E o objetivo deste livro é usar essas bases da filosofia para ensinar você como pensar por si mesmo.

Muitas vezes, em filosofia, assumir a própria língua é se reconhecer numa determinada concepção de mundo e assumir seu lugar particular nela. Não se trata de reinventar a roda, mas dizer livremente o que se quer dizer para seus semelhantes acerca do mundo, sempre a partir da tradição de pensamento à qual um pensador se filia. E para fazer isso é essencial que se tenha algum repertório filosófico e coragem para falar em primeira pessoa.

O mal-estar com a modernidade

Você já se sentiu um mero número numa cadeia produtiva ou apenas uma peça genérica nessa mesma cadeia? Em Filosofia para Corajosos, Luiz Felipe Ponde explica que o mundo moderno burguês em que vivemos é um lugar pautado pela lógica da eficácia em que todo mundo é medido pelo seu valor “de uso”. Em outras palavras, você vale pelo que faz funcionar. Por exemplo, idosos hoje não valem nada.

Antes, quando eles eram raros, valiam mais. Porém, nos dias atuais, como os idosos são muitos, seu valor está inflacionado, além do fato de que, com o avanço das tecnologias de informação, que eles desconhecem em grande parte, os idosos deixaram de narrar a vida. 

Narrar a vida, esclarece o autor, significa ajudar os mais jovens a compreender a vida deles a partir da experiência acumulada das gerações. Mas hoje os idosos, na melhor das hipóteses, acabaram virando um “mercado de serviços para idosos” e, assim, estão à margem da sociedade produtiva. Sorte de quem ganha com isso.

Coro particular de demônios

filosofia para corajosos resenha

Esse coro de demônios é uma metáfora para falar de certas coisas que nos atormentam há milênios e a cada dia de nosso cotidiano. Religiões e mitos existem, entre outras coisas, para explicá-los. Segundo o autor de Filosofia Para Corajosos, eles ecoam as principais perguntas a seguir:

1. O que estamos fazendo aqui no mundo? Ninguém tem a mínima ideia. 

2. Existe vida após a morte? Não há como ter certeza. 

3. Se Deus não existir, tudo é permitido? A imortalidade da alma associada à existência de Deus nos levaria à sustentação de um julgamento moral eterno.

4. Existe evolução moral na humanidade? Não dá para ter certeza. Afinal, não há como colocar a humanidade num laboratório de análise de comportamento.

5. Dinheiro compra amor verdadeiro? Todo mundo tem um preço, mesmo os que não valem nada.

6. A democracia é uma boa mesmo? Democracia é um grande dogma contemporâneo. Criticá-la parece dizer que você é do mal. Bobagem. Mesmo assim, democracia, entre os piores regimes, é o menos pior. 

7. Mulher gosta de homem fraco e pobre? Não. Nesse caso, homens fracos e pobres significam mais que um papo sobre dinheiro e força física.

8. Vale a pena ser honesto? Sem dúvida, precisamos acreditar em algumas virtudes, do contrário a vida pode se tornar um inferno maior do que já é.

9. O que é melhor: um filho ou um cachorro? A pergunta parece absurda, mas é muito contemporânea. O número de crianças cai no mundo rico e o número de cachorros sobe. 

10. Ter conhecimento faz de você uma pessoa melhor? Não. Quem diz o contrário é mentiroso ou ignorante. 

O Ceticismo contra os picaretas do espírito

A palavra “ceticismo” tem origem no verbo grego skopein e significa observar, ver com atenção. Um cético pode ser muitas vezes um pentelho, sobretudo se acreditar no ceticismo como última resposta para tudo. 

Tirando esses chatos, o ceticismo é, sim, uma prática muito importante na filosofia e na vida cotidiana. Afinal, o ceticismo pode ajudar você a escapar de muitos picaretas – espirituais, políticos, afetivos e comerciais. 

O sobrenatural

De acordo com o livro Filosofia Para Corajosos, a palavra tem um significado na filosofia e outro significado nas religiões, da seguinte maneira: 

  • Na filosofia, está mais associada à ação de Deus no comportamento humano, por meio da graça divina;
  • Nas religiões, mais ligada a crenças espíritas que associam o sobrenatural a manifestações de espíritos desencarnados no mundo dos homens.

Deus existe?

filosofia para os corajosos

A fé não é fruto de uma causa racional. Não chegamos à fé pelo uso da razão e seus argumentos. Assim, de nada adianta o uso da razão em assuntos da fé. O livro Filosofia Para Corajosos defende que você pode ver pessoas brilhantes que têm fé e estúpidos que se acham o máximo porque não creem em Deus.

O homem é um ser racional?

Pondé não acredita nisso. Para ele, a fé em que o homem seja um ser racional é uma bobagem recente. 

No livro Filosofia Para Corajosos, o autor fala que a ideia de que o homem é um ser racional vai bem com a ideia, necessária no mundo burguês, de que ele é autônomo. Mas tanto a racionalidade, quanto a autonomia são uma pequena parte da vida humana, ainda que não devamos buscar mais racionalidade e mais autonomia da vida. 

Kant estava certo em defender a noção de “maioridade” como sendo a capacidade humana de assumir suas decisões, a partir de um esforço de autonomia e racionalidade. Nem sempre isso é possível.

Filosofia Para Corajosos e o materialismo

Em filosofia, materialismo tem dois significados diferentes:

  1. O primeira e mais importante, significa que tudo o que existe é feito de átomo, e quando morremos tudo acabará. 
  2. O mais recente vem da tradição sociológica, quer dizer que o mundo do pensamento, dos afetos e das instituições pode ser explicado pelas relações materiais que se têm em sociedade, como modos de produção, comércio, guerras, instituições etc.

O autor de Filosofia Para Corajosos mostra um exemplo: se você anda de ônibus, você ama de um jeito; se você anda de helicóptero, você ama de outro jeito. Entendeu? Amor, aqui, seria função do modo como você se desloca no mundo, que por sua vez seria função de quanta grana você tem, que por sua vez seria função do seu lugar na cadeia produtiva de bens, ou seja, você é agente ativo ou vítima passivo?

O que são valores morais? 

Todo mundo fala, mas ninguém sabe ao certo o que são valores morais, afirma o livro Filosofia Para Corajosos. Mas uma dica do autor é: quando você ouvir alguém falando muito de valores isso, valores aquilo, cuidado! Ele vai bater sua carteira. 

Valores só existem quando há condutas bem marcadas por expectativas sociais que herdamos para além de nossa vontade. Essa moçada pensa que valores são coisas que você escolhe como um desodorante ou uma banda de música, ressalta o autor.

Não há nada mais sem rumo do que a educação contemporânea

Uma função que as escolas têm, mas de que ninguém precisa falar muito, é ocupar as crianças. Isso se tornou essencial no mundo contemporâneo, já que nem a mulher quer ficar em casa tomando conta do filho, afirma o autor. 

Ou seja, escolas são, também, “depósitos de crianças para que os pais vivam”. Feio isso? É, feio sim, mas Pondé ressalta não ter escrito este livro para fazer marketing de comportamento.

A ciência triste da economia

filosofia para corajosos luiz felipe ponde

Experimente falar de dinheiro com sua mulher para ver como ela vai ficar triste. O oposto também é verdade. Ou seja, essa não é uma questão de gênero, garante o livro Filosofia Para Corajosos. 

A economia é uma ciência triste porque é a ciência da escassez. Os recursos a nossa mão são sempre menores do que aquilo que queremos. Toda dona de casa sabe disso: o supermercado é a prova de que os recursos são caros e raros. As donas de casa deveriam decidir nossa economia.

A economia solidária, a economia alegre

Existe “solidariedade” em troca de apartamentos via sites especializados, por exemplo. O perfil é de gente com baixo investimento em dependentes. Difícil é ter economia solidária com seguro-saúde do filho ou compra de casa para morar. 

Então, por que a economia solidária faz tanto barulho? Segundo o livro Filosofia Para Corajosos, é porque ela alimenta no marketing de comportamento, essa necessidade monstruosa que nós, contemporâneos, temos de achar que somos legais e melhores que as gerações passadas, e que, por nós, nunca haveria guerra no mundo e todos dividiriam suas posses.

Contemporâneo: o que é isso?

A palavra contemporâneo refere-se a um modo de ser, de viver, ou seja, aplica-se a um conjunto de características que marcaria a nossa época, e tem mais a ver com um tipo de comportamento do que com um período de tempo específico. 

Por isso, pode-se dizer que em um país como o Brasil tem lugares que são mais contemporâneos que outros. Uma forma fácil de entender o uso dessa expressão é ver como a utilizamos como adjetivo em alguns casos. 

O adjetivo contemporâneo é usado muitas vezes para um estilo de restaurante. Um restaurante contemporâneo é um lugar descolado, chique sem ser presunçoso. Não só pela comida, mas pela decoração ou cenário e, acima de tudo, pelo tipo de pessoa que o frequenta e trabalha nele.

Filosofia Para Corajosos e o narcisismo

filosofia para corajosos livro

Ninguém tem uma autoestima plena. O narcísico tem menos ainda e é um miserável afetivo. O narcísico é aquele que, quando leva um fora, desmonta mais que o normal. É o chato de quem ninguém gosta porque reclama o tempo todo que ninguém gosta dele.

Uma cultura de direitos e não de deveres

Muitos jovens têm sido educados sob o manto de que a vida dá certo e a felicidade é um direito. O fracasso e o ressentimento seguem seu curso quando a idade chega. Assim, a realidade mostra seu enorme grau de indiferença para com todos nós. Temos mais deveres do que direitos em nossa passagem por este planeta.

O blá-blá-blá da desigualdade social

Outra mania do mundo contemporâneo é a história da justiça social, o que hoje é chamado de “o problema da desigualdade”, garante o livro Filosofia Para Corajosos. Só haverá igualdade social quando todos voltarem a ser pobres, como sempre fomos.

Veja bem: o mundo é uma merda e sempre foi. Mas o capitalismo o deixou um pouco menos pior em termos materiais, apesar de que continua em grande parte uma merda.

Os traumas da longevidade

livro filosofia para corajosos pdf free

Nunca estivemos tão longe do valor dos idosos; ao contrário, os jovens, com sua inexperiência, arrogância e seu conhecimento de iPhone são a referência dos mais velhos. 

O mais ridículo é que, ao lado da longevidade técnica alcançada, foi o apodrecimento, e não o amadurecimento, que se instalou como marca do envelhecimento no mundo. Não se amadurece, perde-se o prazo de validade, mesmo com saúde. 

Longevos correm o risco de um dia parecerem um bando de zumbis, sem lugar num mundo. 

O evolucionismo

Nossa evolução se deu num ambiente de deveres e não de direitos. O próprio sucesso do capitalismo aconteceu graças à moral dos deveres e não dos direitos. 

A felicidade do indivíduo nunca foi critério para a sobrevivência da espécie. O bando original, cuja última representação é a família, também em processo de dissolução, deixou de ser a referência. A nova referência é o sujeito e seus gostos.

Continue aprendendo

Você gostou da resenha de Filosofia para Corajosos? Deixe aqui os seus comentários. Você pode também acessar o resumo dessa obra no 12min, para mais informações sobre o assunto.

E a equipe 12min tem outra sugestão de leitura, que você certamente irá adorar. Pegue aí:

Em Busca de Nós Mesmos – Pedro Calabrez & Clóvis de Barros Filho

livro Em Busca de Nós Mesmos - Pedro Calabrez & Clóvis de Barros Filho

Existem imensos questionamentos presentes no íntimo de nossas cabeças. Quem nunca perguntou qual é a origem do nosso universo? Qual o sentido da nossa vida? Por que estamos aqui nesse universo? Nesse tempo? Todas essas perguntas já foram feitas por diversos filósofos, e ecoam no tempo até hoje.

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu do resumo do livro Filosofia Para Corajosos e a nossa dica de leitura, compartilhe esse post em sua rede social!




Resumo do Livro Mentes Geniais, em PDF

Alberto Dell’Isola é campeão brasileiro e recordista latino-americano de memorização. No livro Mentes Geniais, ele revela os segredos e uma série de técnicas e exercícios para treinar o seu cérebro a gravar o maior número de informações.

livro Mentes Geniais

E acredite, não é nada complicado, que depende de pensamento lógico. Pelo contrário, são métodos bastante simples, mas que exigirão de você algumas mudanças de hábitos. O autor é bastante didático e isso torna a leitura mais agradável e de fácil entendimento.

Está preparado? Então, vamos lá!

Os sete pecados da memória

mentes geniais pdf

O tempo passa e a nossa memória vai piorando cada vez mais. Isso é fato, para a maioria das pessoas. Mas, de acordo com o livro Mentes Geniais, grande parte dos problemas de memória entre adultos e idosos não tem nada a ver com a idade. Ou seja, a causa está nos maus hábitos.

O professor de Psicologia na Universidade de Harvard, Daniel Schacter, enumera os tipos de lapsos de memória mais comuns, que ele chama de “pecados” da memória. Esses pecados afetam todos nós, indiscriminadamente. Vamos conhecer cada um deles.

# 1. Pecado da transitoriedade

É a tendência que nossa memória tem de enfraquecer ao longo do tempo. Em Mentes Geniais, Alberto Dell’isola explica que o momento em que estamos mais propensos ao esquecimento é logo após a aquisição da informação. Assim, se não criarmos códigos de memória importantes, toda essa informação será descartada.

# 2. Pecado da distração

mentes geniais pdf completo

Alguma vez você esqueceu onde deixou a chave do carro, de pagar uma conta ou até mesmo do motivo pelo qual abriu a geladeira? Temos certeza que sim… Mas saiba que essa distração não é uma falha da memória, pois, refere-se a eventos que não podem ser evocados, pelo simples motivo de nunca terem sido registrados.

Segundo o autor de Mentes Geniais, a distração está diretamente ligada à atenção e, em geral, acontece em dois momentos:

# 3. Pecado do bloqueio de memória

Sabe quando alguém lhe faz uma pergunta e você tem a impressão de que a resposta está na ponta da língua, mas não consegue lembrar-se dela com precisão? Isso é o bloqueio de memória.

# 4. Pecado da atribuição equivocada

mentes geniais pdf

Trata-se de um erro na fonte de uma lembrança específica, explica o livro Mentes Geniais. Por exemplo, o seu amigo lhe pede um livro emprestado e você diz: “ele está na estante do meu quarto”. No entanto, quando você vai pegá-lo, ele não está lá. Você lamenta: “tenho certeza que o vi aqui”. Mas, no dia seguinte, ao entrar no escritório, lá está o livro. Ou seja, você confundiu o local onde o viu antes.

# 5. Pecado do viés pessoal

mentes geniais alberto dellisola

Todas as nossas lembranças sempre serão afetadas pelo nosso viés pessoal, mas isso não é algo negativo, garante o autor de Mentes Geniais. Ou seja, essa distorção é uma ferramenta adaptativa para a nossa vida, visto que torna nossas lembranças mais parecidas com aquilo que realmente desejaríamos que tivesse acontecido.

Veja um exemplo dessa distorção: uma pessoa que considera a sua mãe, hoje falecida, uma excelente pessoa, quando na verdade essa mãe era muito violenta e cruel. Talvez essa distorção seja resultado da dificuldade de conviver com a ideia de não ter uma mãe tão boa quanto ela gostaria que fosse.

# 6. Pecado da sugestionabilidade

Esse pecado refere-se à possibilidade de nossa memória ser influenciada por informações aprendidas após a codificação da lembrança. Em outras palavras, explica o livro Mentes Geniais, a influência de outras pessoas ou eventos pode alterar nossas memórias, criando até mesmo lembranças de eventos que jamais ocorreram.

# 7. Pecado da persistência

É a tendência de revisitar, involuntariamente, lembranças que nos incomodam. Nesses casos, quanto mais nos esforçamos para parar de pensar na lembrança intrusiva, mais forte ela aparece em nossa mente.

Como se lembrar de nomes e fisionomias

mentes geniais alberto dellisola

O autor de Mentes Geniais ensina algumas abordagens para memorizar nomes e rostos. São dois tipos de técnicas: “Conheço alguém com esse nome” e “Não conheço ninguém com esse nome”. Veja como elas funcionam.

Conheço alguém com esse nome

A dica aqui é associar o nome da pessoa que você acabou de ser apresentado, com o nome de alguém que você já conhece. Ou seja, ative o gatilho da memória criando uma forte associação visual entre as duas pessoas, que vá muito além de apenas pensar “Ah, ele é parceiro com o João”. 

Outra dica para a elaboração dessa associação visual é utilizar um ambiente como gatilho para o próprio nome. 

Não conheço ninguém com esse nome

Nesses casos, o livro Mentes Geniais ensina que podemos dividir os nomes em dois tipos:

  • Nomes com significado embutido: muitas vezes, somos apresentados a pessoas com nomes desconhecidos, mas que têm um significado muito bem definido. Nesse caso, basta visualizar uma imagem que envolva o nome e a pessoa que você acaba de conhecer;
  • Nomes sem significado embutido: nesse caso, devemos atribuir um significado ao nome, substituindo-o por uma palavra que seja foneticamente semelhante e fácil de ser visualizada. Por exemplo, Leonardo por ser substituído por “leopardo”.

Técnica do vínculo

Suponha que você precise realizar três atividades importantes durante o dia:

  • ir ao banco;
  • buscar os filhos na escola;
  • ir a uma reunião.

A dica de memorização, nesse caso, é criar uma imagem substitutiva para cada um deles, como:

  • ir ao banco – banco de jardim;
  • buscar os filhos na escola – seus filhos;
  • ir a uma reunião – algum colega de trabalho que estará na reunião.

Agora, basta criar uma pequena história, envolvendo tudo isso. Por exemplo, imagine que um banco de jardim está espancando seus filhos e, quando o desespero toma conta de sua mente, surge um colega de trabalho e destrói o banco com um golpe de caratê.

Você achou estranha essa historinha? Pois é assim mesmo, ela precisa ser inusitada para ser lembrada.

Técnica das jornadas

Essa técnica sugere usar informações de jornadas que você conhece bem, como por exemplo, o caminho do trabalho, o percurso de suas caminhadas diárias etc. Você pode, inclusive, criar jornadas imaginárias.

Assim, para se lembrar de uma lista de itens, seja números de telefone, datas históricas, pessoas, objetos ou cartas de baralho, tudo o que você precisa fazer é associar os itens da lista aos pontos de referência de sua jornada. E, mais uma vez, relembra o livro Mentes Geniais, é importante que suas imagens sejam inusitadas para serem memoráveis.

Memorizando números pela rima

mentes geniais pdf completo

Quem consegue memorizar esse mundo de números com os quais lidamos a todo instante? São as contas do banco, telefones de amigos, CPF etc… E as senhas, então… Na verdade, quando se trata de números, se juntarmos tudo, eles ainda serão apenas números e, em alguns casos, dores de cabeça!

Mas o livro Mentes Geniais sugere apelar para a técnica da rima, utilizando imagens que foneticamente se assemelham aos números. De novo, será necessário criar associações coloridas, exageradas e ridículas, como por exemplo:

  • 0 – Prego;
  • 1 – Rum;
  • 2 – Bois;
  • 3 – Chinês;
  • 4 – Prato;
  • 5 – Brinco;
  • 6 – Cesta;
  • 7 – Gilete;
  • 8 – Biscoito;
  • 9 – Revólver;
  • 10 – Jazz.

Memorização do calendário

De acordo com o autor de Mentes Geniais, para achar o dia da semana de determinadas datas em séculos passados, você só precisa fazer o ajuste adequado, ou seja, somar a chave do século correspondente ao resultado obtido.

Chaves dos séculos para o calendário gregoriano:

  • XVI – 0
  • XVII – 6
  • XVIII – 4
  • XIX – 2
  • XX – 0
  • XXI – 6
  • XXII – 4
  • XXIII – 2

Como fazer isso na prática

Por exemplo, você quer saber em que dia da semana caiu 12 de setembro de 1877. A fórmula do livro Mentes Geniais a ser aplicada é a seguinte:

12 (dia) + 6 (chave do mês) + 5 (chave de 1877) + 2 (chave do século XIX) = 25. O maior múltiplo de 7 que podemos subtrair de 25 é 21; portanto, 25 – 21 = 4. Resultado: 12 de setembro de 1877 foi uma quarta-feira.

A sequência de séculos em que não é necessário nenhum ajuste é a dos anos múltiplos de 4, assim sendo, a mesma dos anos bissextos em um mesmo século fornece também os séculos que não necessitam de ajuste, ou seja, os séculos XX, XXIV, XXVIII etc.

Desse modo, o cálculo para o século LXVIII, por exemplo, é idêntico ao feito para o século XX, e para os séculos subsequentes deveremos fazer o ajuste na ordem exposta anteriormente, até o LXXII, quando, novamente, cairemos no caso do século XX.

Aumentando a concentração

Nem sempre podemos controlar o ambiente externo. Mas você pode treinar sua concentração e chegar a níveis nunca antes alcançados. Veja as técnicas apresentadas no livro Mentes Geniais.

Concentrando-se visualmente

mentes geniais livro

Escolha algum objeto para se concentrar: pode ser a chama de uma vela, uma rosa, uma caneta, um relógio etc. As únicas condições são:

  • o objeto deve estar no mesmo nível dos olhos;
  • o objeto deve ter um tamanho adequado, não sendo pequeno como uma formiga, nem grande como uma parede ou porta.

Após cada distração, você deve reiniciar o exercício.

Concentrando-se na audição

mentes geniais livro free

Escolha uma música rica em instrumentos musicais para realizar esse exercício. Em seguida, opte por um dos diversos instrumentos e procure concentrar-se apenas nele, durante a execução da música, por apenas 5 minutos. Nunca deixe qualquer relógio nas proximidades, pois, as horas poderão tirar sua concentração.

Concentrando-se no tato

mentes geniais livro

Escolha um objeto que possua muitos detalhes em relevo e, em seguida, com os olhos fechados, concentre-se apenas em seu tato e nos detalhes em relevo desse objeto. A cada pensamento que tire sua concentração, abra os olhos e reinicie o exercício.

Concentrando-se no olfato

mentes geniais livro

A dica do livro Mentes Geniais é usar produtos que exalam um odor forte e não tóxico, como por exemplo, cebola, café, alho ou casca de mexerica. Coloque-os lado a lado. Quando os cheiros começarem a se misturar, procure identificar cada um deles.

Eficiência versus eficácia

Parecem a mesma coisa, mas não são. Inclusive, muita gente confunde isso. Veja a diferença:

Eficácia 

É aquilo que produz o efeito desejado, ou seja, atingir seus objetivos. Por exemplo, se você estuda e passa num concurso público, podemos dizer que o seu estudo foi eficaz, não importando que você tenha passado dez anos estudando ou que tenha estudado durante apenas três meses.

Eficiência 

É a maneira como o efeito é obtido. Ser eficiente equivale a fazer determinada tarefa da maneira mais rápida e econômica possível, explica o autor de Mentes Geniais. No caso do concurso, significa estudar o mínimo de horas possível e ser aprovado.

Mapa mental

mentes geniais pdf download

O mapa mental é útil para gestão de informações, de conhecimento e de capital intelectual; compreensão e solução de problemas; memorização e aprendizado; e criação de manuais, livros e palestras.

Além disso, é uma excelente ferramenta de brainstorming e auxilia na gestão estratégica de empresas ou negócios, sendo a expressão do pensamento radiante, ou seja, é um modelo pelo qual a mente humana trabalha.

O mapa mental estimula o hemisfério cerebral direito ao enfatizar a linguagem espacial e visual. Ele é organizado em estrutura de teia, desenvolvendo-se em torno a uma questão principal, representada por um símbolo no centro do diagrama. Desse modo, explica o livro Mentes Geniais, os desenhos feitos em um mapa mental partem de um único centro, a partir do qual são irradiadas as informações relacionadas.

Criando seu primeiro mapa

Uma coisa é certa: os seus primeiros mapas mentais não serão dos melhores. Mas só a prática leva à perfeição, assim, a dica do autor de Mentes Geniais para iniciar é simplesmente relaxar e permitir que sua mente faça associações de maneira livre.

Não censure nenhum tópico que surgir, ou seja, anote tudo. Isso porque, muitas palavras podem parecer irrelevantes num primeiro momento. No entanto, funcionam como gatilhos de memória para evocar as informações mais importantes a serem anotadas. 

Imagine que você deseja fazer um mapa mental sobre a legalização do jogo no Brasil. Você certamente vai pensar em geração de empregos, turismo, governo, impostos, sorte, assaltos, criminalidade etc. Depois, escreva todos esses pensamentos. 

Quadro sinótico

Segundo o livro Mentes Geniais, em alguns casos, o quadro sinótico pode ser o melhor método de memorização. Por exemplo, em conteúdos em que é possível fazer comparação entre categorias.

Mudança de hábitos

As estratégias apresentadas pelo autor de Mentes Geniais requerem uma verdadeira mudança de hábitos. Afinal, existe um grande abismo entre “saber o que deve ser feito” e “fazer o que deve ser feito”. Então, não deixe que o abismo existente entre “planejamento” e “ação” atrapalhe seus sonhos. 

Continue aprendendo

Mentes Geniais

Você gostou dos ensinamentos do livro Mentes Geniais? Todos nós temos muito o que aprender com os livros e seus autores fantásticos, não é mesmo!

E se você é um amante dos livros, o 12min pode ser um grande aliado seu. Isso porque, além da variedade de opções, todas as obras que estão no app podem ser lidas em até 12 minutos cada. Assim, você consegue absorver toneladas de conhecimentos, das mais diferentes categorias, na velocidade que o mundo atual exige.

Se você preferir, pode optar pela versão audiobook, para ouvir os resumos dos livros no carro, na academia, enquanto faz a sua caminhada, isso é, onde e quando quiser.

Os microbooks do 12min estão disponíveis para leitura nos seus aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

Dica de hoje pra você

Com você já sabe, ao final dos nossos posts, a equipe 12min sempre destaca algumas sugestões de leitura que podem lhe ser muito valiosas. Anote aí o que separamos para você hoje:

Rápido e Devagar – Daniel Kahneman

livro Rápido e Devagar - Daniel Kahneman

Por que não devemos confiar em nossa intuição, na maioria das vezes, e como nos beneficiar dos pensamentos, aprendendo a tomar decisões mais conscientes? Esses são os principais ensinamentos do livro Rápido e Devagar, as Duas Formas de Pensar.

O autor fala sobre os dois sistemas que comandam os nossos pensamentos. Ou seja, o Sistema 1 – que é rápido, intuitivo e emocional. E o Sistema 2 – que é lento e mais lógico. Como eles funcionam e a importância de cada um no nosso dia a dia é o que você vai aprender agora.

As Armas da Persuasão –  Robert Cialdini

livro as armas da persuasão

Esse é um best-seller que já vendeu mais três milhões de cópias. Coincidência? Claro que não. O sucesso desse livro está baseado em dois itens principais: tema relevante para um grande número de pessoas e talento do autor.

E por que persuasão é um assunto que interessa muita gente? Simples. Porque todos nós estamos sempre defendendo um projeto ou uma ideia, seja no trabalho ou até mesmo em nossas vidas pessoais. E para termos sucesso precisamos prender a atenção das pessoas e influenciá-las em suas decisões.

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Stephen Covey

livro Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes

Com mais de 15 milhões de exemplares vendidos no mundo inteiro, esse é, sem dúvida, um fenômeno editorial. O autor afirma que para se obter mudanças realmente significativas, você precisa investir em novos hábitos e mudar crenças fundamentais que formam a sua visão do mundo. Ou seja, a transformação verdadeira vem “de dentro para fora.” E, para isso, não existem atalhos.

É isso mesmo. Os seus hábitos indicam quem você é o seu nível de eficácia – e ineficácia também. No entanto, um hábito não é algo que está “impregnado” em você pra sempre. Ou seja, você pode mudar, eliminar ou aprimorar um hábito e, até mesmo, adquirir novos.

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu o resumo do livro Mentes Geniais, pdf, e as nossas dicas de leitura, deixe aqui os seus comentários! 

E, é claro, lembre-se de compartilhar esse post em sua rede social!




Resumo do Livro Superfoco, de Mário Fonseca, em PDF

Apresentar uma solução completa para tornar as organizações mais efetivas. Essa é a proposta central do livro Superfoco. Segundo o autor, Mário Porto Fonseca, a efetividade vai além da capacidade de fazer a coisa certa (eficácia) da melhor maneira possível (eficiência).

livro superfoco pdf gratis

Você vai aprender como usar o método Superfoco para qualificar a tomada de decisões, utilizar racionalmente recursos e insumos, criar soluções e mensurar a performance dos diferentes setores que compõem uma empresa. 

Mas o autor extrapola a área do desenvolvimento de negócios lucrativos e inovadores. Nesse livro, ele lança as bases de uma nova cultura organizacional, fundamentada em valores e propósitos puros.

“Na medida que as organizações se tornam mais efetivas, maior contribuição estarão dando para a sociedade, e dessa forma o Superfoco estará alcançando o seu propósito maior”, garante.

Sobre o autor

Mário Porto Fonseca é engenheiro e mestre em Sistemas Elétricos de Potência pela UFMG. Tem especialização em Sistemas Elétricos de Potência pela OHIO State University – USA; em Finanças pela Columbia Business School-USA; em Gestão Avançada pela Fundação Dom Cabral FDC/INSEAD-França. 

Foi membro do Conselho de Administração de várias empresas, entre elas, a Aços Villares, presidiu da Acesita e foi CEO da Usiminas. Atualmente, é membro da Seguros Unimed e fellow senior do Advanced Leadership Initiative, da Harvard University USA.

O método Superfoco nasceu em Harvard, de um programa de liderança avançada. Esse programa leva em consideração a saúde, a educação e as mudanças climáticas para desenvolver um projeto capaz de contribuir tanto para a otimização dos lucros, quanto para a construção de um mundo melhor para todos. 

Ficou interessado em saber mais sobre o assunto? Então, acerte o seu foco e siga com a gente!

Ninguém tem recursos infinitos: onde alocar o seu?

superfoco resumo

Quando o autor de Superfoco fala de “recursos”, ele está se referindo a todos os elementos necessários para o funcionamento de uma organização e para manter a continuidade de seus processos e negócios. Ou seja, os recursos financeiros, naturais, humanos etc.

A alocação de recursos deve envolver o planejamento de todos esses elementos, de modo que você empregue apenas aqueles que são necessários. 

Afinal, as empresas, de modo geral, possuem orçamentos limitados. Portanto, não há margem para nenhum tipo de desperdício ou mau uso de materiais, insumos ou potencialidades.

Os 4 pilares do Superfoco

Foco

É um processo central na metodologia do Superfoco, já que ele é imprescindível para manter a atenção nos pontos que levam ao cumprimento dos objetivos estratégicos da empresa.

Além de ser o local de aplicação da energia extraída das pessoas, o foco é responsável, por exemplo, por identificar o que, de fato, é essencial.

Nesse sentido, dois processos são adotados: “Foco Estratégico” e “Foco Operacional”. 

Motivação

superfoco resumo

Trata-se de despertar a energia interior dos colaboradores e demais envolvidos nos projetos, de modo a causar o maior impacto possível. 

Para tanto, são utilizados dois gatilhos: “Fatores Motivacionais” e “Alinhamento de Expectativas”. Ao concentrarmos nossa energia nas tarefas e nos fatores críticos de sucesso, ambos produzem excelentes resultados.

Ou seja, basta focalizar toda essa energia nos poucos pontos que são, de fato, importantes.

Presença

Esse pilar depende, em grande medida, da habilidade do líder em se fazer notar, fortalecendo os relacionamentos profissionais e assegurando o alinhamento dos colaboradores com a identidade e os valores da empresa.

Cada gestor devem se esforçar para estar presentes na hora e no local certo. Dessa forma, eles poderão articular os três elementos centrais da presença: individual, intencional e inspiracional.

Para desenvolver esse processo, é preciso definir um mapa, ou um roteiro, capaz de guiar a presença, por meio de perguntas (quando, quem, onde) que levem os gestores a uma melhor percepção da realidade.

Rituais

superfoco resumo

Esses sempre acontecem quando reunimos diferentes pessoas em um determinado local e momento. As reuniões são, talvez, o melhor exemplo de rituais corporativos: quando elas são eficazes, liberam um potencial fantástico, valorizando e motivando todos os envolvidos em prol da colaboração e da realização das tarefas críticas.

A metodologia do Superfoco incentiva a adoção de rituais operacionais e estratégicos. Mas a periodicidade deles deve ser variável, de acordo com as características gerais de cada organização e as especificidades de seus processos.

Verifique que os 4 pilares do Superfoco citados acima são articulados entre si. 

A energia limitada das organizações

O sucesso de qualquer empreendimento depende muito de saber utilizar a energia da organização e, também, poupá-la. 

De acordo com o livro Superfoco, aquisição de novos conhecimentos não está entre os elementos que mais drenam a energia das organizações. 

Por outro lado, eliminar procedimentos antigos e adotar novas práticas são coisas que gastam muita energia. Afinal, existe uma força de inércia que prendem as empresas aos hábitos do passado, levando-as a conservarem, inclusive, a repetição de ações danosas ao seu próprio desenvolvimento.

O pensamento sistêmico

livro superfoco download

Aqui, o autor refere-se à capacidade de enxergar a sua organização como um todo, compreendendo como funcionam e, sobretudo, interagindo seus diferentes processos.

O pensamento sistêmico deve canalizar energia criadora para a solução de problemas, e não se limitar a partes específicas. Até mesmo porque, negligenciar o contexto pode levar os gestores a tomarem decisões injustas e precipitadas. Para a performance de uma equipe, por exemplo, isso pode gerar a perda de lucros e de valiosas oportunidades.

A alternativa apresentada pelo autor de Superfoco leva ao entendimento minucioso de toda a sua organização, permitindo o desenvolvimento de melhores condições para atingir os seus objetivos e, assim, implementar medidas consistentes.

O sistema organizacional

O crescimento sustentável de uma empresa está diretamente relacionado a um sistema capaz de interligar os elementos centrais da organização, estendendo-os ao mercado. Dessa forma, a capacidade de adaptação aos ambientes externos pode se elevar sensivelmente.

Ao analisar o contexto de realidades específicas nos mais diversos ambientes corporativos, o livro Superfoco prioriza uma perspectiva tríplice, operacionalizando os conceitos de processo, comportamento e informação. O objetivo é simplificar e qualificar as rotinas internas de cada organização.

O comportamento organizacional

O comportamento organizacional é extremamente importante, uma vez que articula as tarefas, indivíduos e grupos. Entenda cada um:

Tarefas

Refere-se ao trabalho que deve ser realizado para que a organização alcance suas metas. As tarefas organizacionais são geradas pela estratégia adotada em determinado momento, sendo preciso que todos os colaboradores atuem para a realização de seus objetivos.

Indivíduos

livro superfoco mario fonseca

São os colaboradores que executam as tarefas. Há três características fundamentais nas organizações que variam de uma pessoa para outra: habilidades, características psicológicas e atitudes.

Grupos

Em uma organização, há tarefas que requerem a ação coordenada de um conjunto de profissionais: por isso a relevância dos grupos. A profundidade e qualidade da interação entre essas pessoas confere variados tipos de combinações, de acordo com as capacidades e necessidades de cada uma.

A perspectiva dos processos

O desenvolvimento de uma organização se inicia a partir da atividade daqueles que a impulsionam. Esses impulsionadores carregam consigo uma determinada bagagem social, ética, tecnológica, legal, ambiental, política etc. 

O objetivo do foco em processos consiste na análise das formas pelas quais a empresa responde a seus impulsionadores.Isso acontece de duas maneiras: planejamento e operações. 

A informação

livro superfoco mario fonseca

A informação é o elemento responsável por guiar e suportar todos os processos. Ela age como insumos para fundamentar as decisões diárias. Isso inclui materiais para treinamentos e capacitação de colaboradores, dados sobre as preferências dos clientes e competidores etc.

As informações são recursos críticos, afinal, elas permeiam todos os processos e os elementos que os compõem. Ao serem processadas e transformadas em soluções acionáveis, elas resultam em melhor desempenho e aprofundamento do conhecimento organizacional.

Além disso, o livro Superfoco afirma que os líderes empresariais podem cultivar o conhecimento organizacional como o seu núcleo de capital intelectual.  

Continue aprendendo

Você gostou do resumo do livro Superfoco, de Mário Fonseca? Se você quer se aprofundar no assunto para aplicar a metodologia e alavancar o sucesso do seu empreendimento, um dica é visitar o site oficial Superfoco. Além disso, existem muitos livros interessantes e artigos na internet. Por exemplo, você deve gostar de ler, também, aqui no blog 12min:

Aposte sempre nos livros

aposte nos livros

Não importa se o seu interesse é o crescimento pessoal/profissional ou se o foco está no desenvolvimento do seu empreendimento. Em qualquer situação, os livros são sempre fortes aliados. Afinal, o que não falta é livro bom, com autores extremamente renomados. E a maioria deles está no 12min.

Todos os livros do 12min estão no formato microbook, permitindo assim que você absorva toneladas de conhecimentos, das mais diferentes categorias, na velocidade que o mundo atual exige.

Se você preferir, pode optar pela versão audiobook, para ouvir os resumos dos livros no carro, na academia, enquanto faz a sua caminhada, isso é, onde e quando quiser.

Os microbooks do 12min estão disponíveis para leitura nos seus aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle. Ou seja, tudo isso para facilitar a sua vida.

Nossas dicas de leitura para você

Você já sabe: ao final dos nossos post, a equipe 12min sempre apresenta algumas sugestões de leitura, selecionadas a dedo pra você. Anote aí as nossas dicas de hoje:

Feitas Para Durar – James Collins

livro Feitas Para Durar

O que torna uma empresa realmente excepcional e diferente das demais? Jim Collins e Jerry I. Porras buscaram a resposta para essa questão, e o livro Feitas Para Durar é o resultado de muita pesquisa desta dupla.

Os autores observaram 18 empresas visionárias, analisando dezenas de critérios. Com uma ênfase em princípios de gestão, que são eternos, eles passaram seis anos tentando entender como as grandes empresas se tornam grandes e continuam no topo. 

Os resultados foram transformados em livro. E o livro jogou por terra vários mitos que surpreenderam muita gente. Alguns desses mitos são:

  • Você precisa de uma boa ideia para montar uma grande empresa;
  • É fundamental ter um líder carismático;
  • Maximizar os lucros é o objetivo principal das empresas visionárias;
  • Para ser uma das empresas feitas para durar, é preciso destruir a concorrência;
  • Trazer CEOs de outras empresas ajuda a evoluir a organização.

Leitura imperdível!

Mais Rápido e Melhor – Charles Duhigg

livro Mais Rápido e Melhor

Quem não quer ser mais produtivo, aproveitar bem cada segundo e aprender a superar os próprios limites? É justamente isso que o autor do livro Mais Rápido e Melhor nos ensina a fazer. 

Charles Duhigg apresenta alguns princípios para ajudar você a jogar sua produtividade nas alturas. Por exemplo, tomada de decisões; sentimento de controle e motivação; criatividade, escolhas; foco; metas para pequenas e grandes ambições; trabalho em equipe, inovação. 

O autor utiliza exemplos reais para facilitar o entendimento e a prática desses princípios em sua empresa. Ele cita experiências de CEOs, educadores, generais, agentes do FBI, pilotos de aviões e compositores.

O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios – Ekaterina Walter

livro O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios

Como o CEO mais improvável do mundo construiu o Facebook? Isso é o que você vai saber com o livro O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios. A autora Ekaterina Walter fala sobre os segredos desse sucesso estrondoso que, segundo ela, estão nos cinco valores que o  fundador do Facebook soube personificar e explorar. E o primeiro e mais importante deles é a Paixão. Os demais são: Propósito, Pessoa, Produto e Parcerias.

Esgrimista no colégio e capitão de time na faculdade, Zuckerberg parece pensar o mundo como uma competição constante. E ele analisa as melhores estratégias para ganhar, sempre com muita confiança em si.

Tem gente que enxerga essa confiança como arrogância, até mesmo porque ele não costuma prestar atenção nas conversas que não o interessam. Mas a autora de O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios garante que, na verdade, isso é pura confiança em suas habilidades.

Histórias inspiradoras

Existem muitas histórias de empreendedores que nos enchem de orgulho e que são extremamente inspiradoras. No 12min, existem várias delas, por exemplo:

Sonho Grande – Cristiane Correa

Uma história fantástica. Assim podemos resumir a vida profissional do trio Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira. Juntos, eles transformaram um sonho grande em um império bilionário.

O trio adotou um modelo vencedor de gestão baseado na meritocracia, simplicidade, educação e redução de custos. Uma fórmula que revolucionou o capitalismo brasileiro e deu projeção internacional ao negócio.

O livro Sonho Grande conta essa trajetória de sucesso. Uma história de dedicação, disciplina e muita vontade de crescer.

Sonho Grande é resultado de entrevistas com mais de 100 pessoas, incluindo o investidor americano Warren Buffett e uma extensa pesquisa.

Você ainda deve gostar de ler, aqui no blog, os seguintes posts:

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu o resumo do livro Superfoco e as nossas dicas de leitura, deixe aqui os seus comentários! E, é claro, lembre-se de compartilhar esse post em sua rede social!