1

Satisfação Garantida

“Seus valores fundamentais pessoais definem quem você é, e os valores fundamentais de uma empresa definem o caráter e a marca da empresa. Para os indivíduos, o caráter é o destino. Para as empresas, a cultura é o destino”. No livro Satisfação Garantida, Tony Hsieh ensina como criar e manter uma cultura excelente em sua empresa e, ainda, fazê-la trabalhar pra você.

satisfação garantida pdf

O autor de Satisfação Garantida é o CEO da Zappos – uma varejista online de sapatos e roupas, criada em 1999. Com apenas 10 anos de idade, a empresa entrou para a cobiçada lista das 100 Melhores Empresas para se Trabalhar, da Fortune. Além disso, viu o seu faturamento bruto quebrar a barreira de US$ 1 bilhão.

Também, em 2009, a Zappos foi comprada pela Amazon por US$ 1,2 bilhão. Ou seja, os primeiros anos foram de muito trabalho e uma infinidade de conquistas. E a empresa ganhou destaque no mundo inteiro por implantar uma cultura organizacional focada em promover a coexistência entre um extraordinário atendimento ao cliente, a felicidade dos seus colaboradores e a lucratividade.

Você quer entender melhor como a cultura de uma empresa pode ser decisiva para o sucesso dela? Venha com a gente!

Você pode continuar lendo o resumo do livro Satisfação Garantida aqui mesmo ou acessar a versão em PDF, ao lado.

Resumo do Livro

Garantir a satisfação do seu cliente é a forma mais certeira de alcançar o sucesso da sua empresa.

Esse tipo de marco traz consigo a fidelização, assim como a criação de uma cultura corporativa funcional e interessada em conduzir o negócio ao rumo bem sucedido.

Neste livro, você encontrará lições valiosas sobre como garantir uma estrutura empresarial focada num extraordinário atendimento ao cliente e que traz mais felicidade aos clientes, colaboradores e, felizmente, ao caixa!

Ideal para empreendedores e para pessoas que se interessam por temas de empreendedorismo e gestão, esta leitura é um prato cheio de aprendizado e insights. Aproveite sem moderação!

Satisfação Garantida com o que você ama fazer

Tony Hsieh vai direto ao ponto: a paixão pelo que você faz é mais importante do que ganhar muito dinheiro, fazendo coisas que você odeia. Por isso, antes de dar o primeiro passo rumo ao sucesso, em qualquer empreendimento, você precisa tirar o foco principal dos lucros e correr atrás das coisas que você ama.

Acredite, muita gente não sabe ao certo qual é a sua paixão. Mas isso não inviabiliza o projeto. Nesses casos, o autor aconselha se aventurar em muitas coisas diferentes para ver o que dá certo. Se depois disso, você ainda não se convencer do que realmente ama fazer, pelo menos terá certeza do que você não quer para sua vida.

Satisfação Garantida afirma que quanto mais coisas você eliminar da sua lista – que pode ser longa -, mais você vai saber sobre si mesmo e mais fácil será encontrar sua verdadeira paixão. 

Networking versus amizades

satisfação garantida resumo

Sabe aquele conceito de Networking, que você busca e mantém relacionamentos apenas com objetivo de fazer negócios? Esqueça isso, aconselha Tony Hsieh. Para ele, apenas conhecer pessoas é muito pouco para quem quer chegar ao topo.

A receita do livro Satisfação Garantida é crescer e diversificar sua rede de amizades verdadeiras e relacionamentos profundos. Isso significa que o relacionamento em si deve ser o próprio ganho para ambas as partes.

O autor garante que quanto mais você diversificar sua rede de amizades, maiores serão as suas chances de se alcançar a felicidade e oportunidades de negócios prósperas no futuro. E esse é um desafio de longo prazo.

Vá com calma

Aqui, Tony Hsieh ressalta os riscos que um crescimento rápido da empresa podem trazer para a cultura organizacional, podendo até mesmo destruí-la completamente. Isso porque, de acordo com ele, com vendas estourando e investimentos fluindo, as empresas são levadas a contratação de novos funcionários rapidamente.

E é aí que mora o perigo. Ou seja, crescer muito pode levar à equívocos na contratação de pessoas. Assim, Satisfação Garantida orienta a usar o tempo que for necessário para escolher a pessoa certa.

E quem é a pessoa certa? Para o autor, é aquela que partilha do sonho da empresa e busca pela felicidade verdadeira, sintonizada com a missão e visão do negócio. Ou seja, se o candidato está procurando apenas por ganho pessoal e crescimento na carreira em curto prazo, evite-a.

Na verdade, o livro defende um crescimento mais lento da empresa. Dessa forma, o processo de contratação pode ser cuidadosamente monitorado, garantindo que todos deem a sua contribuição para a cultura que você deseja criar. 

Aprendizado constante deve ser uma prioridade

 Tony Hsieh

O crescimento contínuo deve ser um objetivo para o seu negócio e para as pessoas que são parte dele. Assim, invista em uma cultura que incentive o desenvolvimento pessoal e profissional. 

Satisfação garantida ensina como fazer isso. Por exemplo, manter biblioteca no escritório, oferecer cursos e/ou treinamento para suprir gaps ou desenvolver novas habilidades etc. Ou seja, as pessoas devem sentir que o trabalho delas parte de um propósito maior e que investir tempo em crescimento pessoal e aprendizado não é apenas permitido, mas também encorajado.

A ideia é que a empresa mantenha todos os funcionários motivados para novos desafios e oportunidades de crescimento. Tony Hsieh afirma que a mais valiosa expertise que uma pessoa pode ter é a habilidade de aprender, crescer e se adaptar.

O autor, inclusive, exemplifica com o caso de uma funcionária da Zappos, contratada como telefonista mas que, em pouco tempo, começou a participar de conferências, falando sobre a empresa. Isso somente foi possível porque ela foi encorajada a propor novas ideias e a lidar com projetos desafiadores.

Propósito maior do que meramente obter lucros

A Zappos é uma empresa de roupas e sapatos. Mas não é isso o que ela realmente vende. Ou seja, a Zappos tem um propósito maior, que é fazer as pessoas felizes.

Na prática, isso acontece por meio de um atendimento ao cliente, que vai além das expectativas dele, ou seja, surpreendendo-o e encantando-o. Por exemplo, reduzindo o prazo de entrega do produto ou oferecendo trocas grátis. 

O importante é sempre ter metas em longo prazo, na vida e nos negócios. E, segundo o livro Satisfação Garantida, isso significa se perguntar sempre: por que estou fazendo o que estou fazendo? 

Para Tony Hsieh, a felicidade é o grande objetivo ao se construir uma companhia baseada na satisfação do cliente e na criação de uma cultura na qual ele e seus funcionários acreditam. E o autor aqui se refere à sua felicidade, a dos seus funcionários e seus clientes. 

O esforço da Zappos em fazer clientes felizes resultou em uma fundação sólida para conduzir a empresa aos seu primeiro bilhão de dólares em faturamento, 2 anos antes do previsto. 

Decisões-chave que permitiram o sucesso da Zappos:

  • Investir mais do que todos os concorrentes no atendimento ao cliente e, assim, incentivar a recomendação boca a boca da empresa;
  • Investir em cultura, documentando os valores-chave da empresa;
  • Investir em treinamento de funcionários e criar progressões de carreira felizes para eles.

Acredite na cultura da sua empresa 

satisfação garantida no caminho do lucro e da paixão pdf

A cultura da sua companhia é a sua marca e seus funcionários são os embaixadores dela. Assim, você não pode basear suas decisões sobre recrutamento apenas em habilidades e experiência. Pelo contrário, você deve contratar apenas pessoas que se encaixem na cultura da empresa.

Para evitar erros, Satisfação Garantida aconselha só contratar pessoas que vivem e respiram seus valores fundamentais. Você pode começar, por exemplo, procurando por pessoas que compartilhem das suas metas. Quando você monta uma equipe com uma meta em comum, os valores fundamentais de sua empresa irão emergir naturalmente. 

Existem muitas ações que a empresa pode adotar para ajudar na criação de uma cultura forte. O autor cita o exemplo da Zappos, com o seu “Jogo das Faces”. Ou seja, enquanto a maioria das empresas usa nome de usuário e login para acessar os computadores, a Zappo inovou com uma etapa extra nesse processo.

Funciona assim: antes que o computador inicie, ele mostra a face de um colega de trabalho. A pessoa que está acessando tem opções de múltipla escolha para acertar o nome dele. Quando se acerta a resposta, aparece na tela o perfil e a biografia do dono da foto.

Fidelizando os clientes

livro Satisfação Garantida Tony Hsieh

O livro Satisfação Garantida revela que a Zappos investia pouco em marketing e colocava toda a sua energia em manter os clientes felizes, para que eles comprassem de novo e de novo…e ainda trouxessem novos clientes. Em outras palavras, entregue um ótimo atendimento aos clientes e deixe que eles façam marketing para você.

A Zappos investia o dinheiro que gastaria em publicidade tradicional em melhorar a experiência do seu cliente. Isso permitia algumas regalias, como frete grátis em todos os pedidos, uma política de troca de 365 dias, envio inesperado no dia seguinte e uma maravilhosa assistência por telefone.

Tony Hsieh garante que essa foi uma decisão acertada. Ou seja, a empresa decidiu que atendimento ao cliente era a coisa em que eles queriam ser grandes. A Zappos desejava que seu atendimento fosse extraordinário, entregando felicidade, por meio de um serviço nota 10.

Nesse caso, o autor dá um conselho importantíssimo: nunca terceirize a coisa na qual você quer que sua empresa seja a melhor do mundo. 

Além disso, o autor orienta a não investir em buzz, porque, segundo ele, isso é algo contraprodutivo e não gera resultados de longo prazo. Busque construir confiança e engajamento tratando bem as pessoas, afirma. 

Em vez de se estressar sobre como conseguir atenção da mídia, foque no que você faz melhor: entregar um excelente serviço e uma ótima experiência do cliente. Assim, o buzz vai se gerar naturalmente. 

Quando você está fazendo alguma coisa que naturalmente cria histórias interessantes, as pessoas vão falar sobre ela e a mídia vai acompanhá-la.

Os 10 valores da Zappos para a satisfação garantida

Satisfação Garantida download

A cultura da Zappos foi definida e documentada em 10 valores fundamentais. São eles:

  1. Entregar “UAU” em todas as experiências do cliente;
  2. Abraçar e incentivar a mudança;
  3. Divertir-se e ser um pouco estranho;
  4. Ser aventureiro, criativo e ter a mente aberta;
  5. Buscar por crescimento e aprendizado;
  6. Criar relacionamentos honestos e abertos;
  7. Criar um time positivo e espírito familiar;
  8. Fazer mais com menos;
  9. Ser apaixonado e determinado;
  10. Ser humilde.

Você gostou do resumo do livro Satisfação Garantida no Caminho do Lucro e da Paixão, PDF? O microbook dessa obra fantástica está no 12min. Se você preferir, pode acessar também a versão audio book. 

Frases inspiradoras do livro Satisfação Garantida

A leitura como sua aliada

Como sugere Tony Hsieh, todos nós devemos buscar pelo aprendizado constante. Isso é bom para sua carreira e é bom também para o seu crescimento pessoal. Além de cursos e treinamentos, lembre-se de que os livros são, sempre, seus fortes aliados.

A plataforma 12min disponibiliza os títulos mais fascinantes, de renomadas autores. Faça a sua assinatura e escolha os assuntos que lhe interessam. As obras estão separadas por categorias, como Empreendedorismo, Economia, Finanças, Liderança, Marketing, Motivação, entre outros, todas elas nos formatos microbook e audio book.

E se no meio de tanto livro bom, você não sabe por onde começar, vai aqui uma dica super legal da equipe 12min! Pegue aí!

Empresas Feitas para Vencer – Jim Collins

Livro Empresas Feitas Para Vencer

Por que algumas empresas alcançam a excelência e outras não? O best-seller de Jim Collins apresenta inúmeros exemplos reais de organizações que saíram do status de medíocres ou até mesmo ruins, para excelentes. Em sua pesquisa, o autor analisou dados financeiros, artigos e uma extensa base de informações corporativas de grandes empresas americanas. Segundo Collins, essas organizações de sucesso, além de alcançarem uma qualidade duradoura, elas conseguem se manter nesse patamar de superioridade. Trata-se de um livro imperdível para quem busca sair da zona de conforto e comemorar o sucesso.

Boa leitura e ótimos aprendizados!

E se essas informações foram valiosas para você, deixe aqui os seus comentários! E lembre-se de compartilhar esse post em sua rede social!




Outliers

Ninguém se faz sozinho. Pelo contrário, as oportunidades que uma pessoa tem podem ser influenciadas por fatores aparentemente irrelevantes, como por exemplo, o lugar, o ano e o mês em que ela nasce, sua cultura e tempo de escolaridade. É o que nos revela o livro Fora de Série – Outliers.

outliers  pdf

Para escrever essa obra, Malcolm Gladwell pesquisou a história de grandes personalidades bem-sucedidas, entre elas, Bill Gates, Beatles e Mozart. E uma outra conclusão é que, se você pretende ser um fora de série em sua área de atuação, você precisa de pelo menos 10 mil horas de prática.

Então, está preparado para conhecer um pouco mais sobre Outliers e descobrir tudo o que é realmente necessário para se alcançar o sucesso? Vamos lá!

Você pode baixar o PDF aqui ao lado ou continuar lendo esse artigo.

Resumo do Livro

Quer descobrir o que é necessário para o ter uma mentalidade vencedora e alcançar o sucesso? Como entrar para o clube dos grandes magnatas da história? Tornar-se uma pessoa realmente fora de série?

No livro Outliers, o autor Malcom Gladwell pesquisou a história de grandes personalidades bem sucedidas, como Bill Gates, os Beatles e Mozart, para provar a ideia de que ‘ninguém se faz sozinho’.

Aqui você verá que, mais importante do que entender como essas pessoas são, é saber qual o contexto em que elas foram inseridas. Qual sua cultura, onde nasceram, quando, quem são seus amigos e família… Pois tudo isso exerce um impacto no padrão de qualidade das realizações humanas.

De acordo com Outliers, para se alcançar a excelência em qualquer atividade são necessárias 10 mil horas de prática nesta atividade.

E aí, topa o desafio?

Senso de comunidade impacta em sua saúde

É comum a crença de que pessoas saudáveis comem bem, exercitam-se, além de possuir bons genes. No entanto, o livro Outliers, de Malcolm Gladwell, garante que não é bem assim.

Gladwell questiona: como é possível que uma grande parcela da população seja extremamente saudável, sem prestar atenção nestas premissas? Segundo ele, um estudo realizado na cidade de Roseto, EUA, provou que o senso de comunidade, por incrível que pareça, tem impacto significativo na boa saúde das pessoas e em seu bem-estar.

Um fator que pesava a favor da população daquela cidade era a cultura igualitária que prevalecia no local. Os moradores cuidavam uns dos outros, dividiam seus alimentos e conviviam em harmonia. O resultado era extremamente positivo para eles, mesmo que não cultivassem hábitos saudáveis.

O mês do seu aniversário e as suas chances de sucesso

outliers resumo

Você entendeu corretamente. O livro Outliers garante que o seu mês de aniversário influencia as suas oportunidades de se tornar um fora de série.

O autor cita vários exemplos, entre eles, a liga júnior de Hockey, no Canadá. A competição é dividida pelo ano de nascimento das crianças. Ou seja, elas somente jogam com adversários que nasceram no mesmo ano.

Isso pode parecer justo, mas Gladwell lembra que a diferença de desenvolvimento de uma criança que nasceu em Janeiro é muito diferente daquela que nasceu em dezembro, mesmo que seja do mesmo ano.

Ou seja, quase um ano de diferença tem um forte impacto no porte, maturidade e nas habilidades aprendidas pela criança. Isso faz com que as mais velhas sejam escolhidas para o time, enquanto as mais novas daquele ano fiquem no banco de reservas.

O lugar onde você nasceu

outliers livro

Você acredita que as pessoas que nascem nos quatro cantos do mundo, de todas as raças e classes sociais têm as mesmas oportunidades de sucesso? É claro que não. E nesse item, o livro Outliers não trás nenhuma novidade.

Um dos exemplos citados por Gladwell vem da Jamaica, no século 18. Naquela época, as pessoas com pele mais clara, filhos dos relacionamentos dos brancos abastados com a população negra local, eram considerados superiores.

Por causa disso, muitos jamaicanos mestiços puderam frequentar a escola e se libertaram da escravidão. Isso impactou todo o desenvolvimento de classes na Jamaica, resultando na concentração de renda nas mãos dos mestiços, em detrimento da população negra.

Quando o sucesso vem fácil para alguém, é muito provável que esta pessoa tenha tido um grande componente de sorte aleatória – esta foge do controle do indivíduo e o ajuda a ter melhor acesso à educação, empregos e, consequentemente, ao sucesso.

Escola + tempo de estudo = mais sucesso

outliers livro resumo pdf

Segundo Outliers, quanto mais tempo você gasta na escola, mais sucesso você terá. E quando o aluno passa muito tempo na escola e, ao chegar em casa, ainda tem que estudar ‘por fora’, a situação é ainda melhor. Além de aprender e condicionar a mente, isso cria disciplina e ajuda o aluno a avançar além da média.

Mas, se estudar faz bem, as férias também têm o seu valor. Gladwell afirma que alguns estudos comprovam o impacto das férias no sucesso acadêmico. Por exemplo, um estudante de uma família rica que é submetido a um teste logo após as férias tende a ter uma performance melhor do que seus colegas menos favorecidos. Isso ocorre porque, geralmente, ele viaja e vive experiência culturais diferentes, adquirindo novos conhecimentos.

Porém, o mais importante, ressalta o livro Outliers,  é notar que, quanto mais tempo dedicado aos estudos, maior a performance do aluno na faculdade, independentemente da sua classe social.

Sua cultura influencia sua atitude

As pessoas tendem a associar estereótipos ao lugar onde a pessoa nasceu, vive e foi criada. Já ouviu uma piada de português? É disso que o livro Outliers está falando.

Mas é importante analisar as estatísticas e pesquisas para entender de onde vêm estes estereótipos. Por exemplo, nos Estados Unidos, acredita-se que a população do Sul é mais agressiva e a população do Norte é mais pacífica. Você certamente conhece muitos outros exemplos, não é mesmo?

Gladwell cita o caso de Kentucky, EUA. Nesse Estado, no século 19, os homens usavam armas para proteger a honra das suas famílias e isso criou uma cultura onde a reputação e a autoafirmação eram essenciais.

Essa cultura foi passada de geração para geração e isso faz com que o temperamento sulista seja menos inclinado a aceitar pequenas brincadeiras e ofensas.

A lei das 10 mil horas

outliers

As pessoas fora de série não nascem gênios. Segundo Gladwell, apesar da genética afetar a inteligência as pessoas, a genialidade é resultado de dedicação extrema à prática. Ou seja, o sucesso exige uma prática de 10 mil horas. Isso significa dedicação total por aproximadamente 3h a cada dia, ao longo de 10 anos.

Mesmo que você seja talentoso e dedicado, vai precisar de muita prática, adverte o livro Outliers. E você também vai precisar de um ambiente que lhe permita dedicação consistente por horas a fio.

Assim, se você quer desenvolver sua maestria em algo, esteja preparado para sacrificar sua vida social, potenciais empregos e diversões…  enfim, tudo o que faz com que muitas pessoas nunca consigam chegar às 10 mil horas de prática.

Fazer o que gosta amplia as suas chances de sucesso

Você é muito mais propenso ao sucesso ao fazer uma atividade que realmente ama. Quanto mais realizadas no trabalho, mais as pessoas se sentem inspiradas a pensar de forma criativa e desenvolver suas habilidades.

Empregos que tenham um propósito para o profissional tendem a ser mais difíceis e desafiadores, mas também trazem um maior senso de satisfação e oportunidades para inovação. Por exemplo, a existência de um propósito teve um grande impacto na vida dos imigrantes judeus nos Estados Unidos.

Enquanto os imigrantes mexicanos e italianos se viravam como empregados domésticos, fazendeiros e nas linhas de produção por quase toda sua vida, os imigrantes judeus escolheram um caminho diferente, com foco no comércio. Eles criavam negócios próprios, comércios, fábricas e isso lhes dava autonomia para entender melhor o contexto americano e encontrar novas oportunidades, crescendo seu poder econômico nos Estados Unidos.

O jeito como você cria seu filho impacta o sucesso dele

outliers livro download

Em um famoso experimento focado em acompanhar, ao longo do tempo, a vida de crianças geniais, com QIs acima de 140 pontos, surgiu uma descoberta interessante. Muitas delas falharam e não tiveram sucesso, mesmo com todo seu potencial.

O que ocorreu foi que as crianças que “ficaram pra trás” não contaram com o benefício de ter um ambiente familiar que os ajudasse a desenvolver suas habilidades.

De acordo com o livro Outliers, outro estudo mostrou que pais mais presentes levam as crianças a se desenvolverem melhor socialmente. Por outro lado, os pais mais ausentes tendem a ajudar as crianças a se desenvolverem para um futuro de maior sucesso.

O impacto do seu QI

Sim, o QI das pessoas é um diferencial, mas o impacto dele é muito menor do que tendemos a acreditar. Gladwell observou as políticas de cotas raciais de algumas universidades americanas. Apesar de os estudantes negros terem menos qualificação que os brancos no momento da admissão na faculdade, eles tendem a ter o mesmo nível de sucesso dos seus colegas brancos após o diploma.

O fenômeno se repete na seleção de alunos para o grupo das melhores universidades dos Estados Unidos, a chamada Ivy League. Ou seja, ser um gênio não coloca ninguém, automaticamente, nas melhores universidades e não é uma garantia de sucesso.

Outro aspecto importante é que criatividade tem um papel fundamental na realização de feitos relevantes, na inovação e nas invenções. Ganhadores de prêmios Nobel, por exemplo, nem sempre têm QIs de nível genial. Sua criatividade permitiu que eles fossem capazes de criar algo novo.

Quer ter sucesso? Trabalhe duro

outliers free

Já ouviu alguém falar que japoneses e chineses são ninjas na matemática? Você acha que eles nascem com um dom para isso? A verdade é que eles vivem uma cultura em que o sucesso é derivado do trabalho duro e do esforço, que prevaleceu por gerações.

Dominar matemática tem muito mais relação com a atitude e a disciplina do que com a aptidão do aluno.Outro aspecto importante é que, no Oriente, o sistema numérico é muito mais intuitivo.

Comunicação eficiente evita erros

Na maioria dos acidentes de avião, um dos fatores de maior impacto é a falha humana. Isso ocorre mesmo quando os pilotos, que passaram por milhares de horas de treinamento, possuem experiência e certificações.

Os erros mais comuns cometidos pelos pilotos se relacionam à comunicação entre eles e os controladores de tráfego no solo. E, numa situação emergencial, a comunicação tem um papel fundamental para que o problema seja corrigido e a segurança dos passageiros fique preservada.

Citações do autor em Outliers

Outros livros de Malcolm Gladwell no 12min

Você curtiu o resumo do livro Outliers? Gladwell é autor de várias obras e nós selecionamos três, no 12min, que certamente você irá adorar. Eles estão no formato microbook ou audio book. Pegue aí!

O Ponto da Virada

Blink: A Decisão Num Piscar de Olhos

Davi e Golias

Boa leitura e ótimos aprendizados!

E se você gostou desse post, comente, curta e compartilhe!




Os 5 Desafios das Equipes

Você está convidado a dar uma pausa na correria do cotidiano para refletir sobre liderança e as cinco disfunções que desestabilizam um time. O autor do livro Os 5 Desafios das Equipes, Patrick Lencioni é um especialista no assunto e vem apoiando empresas nos quatro cantos do planeta no caminho do crescimento.

os 5 desafios das equipes pdf

Nesse livro, que integra a sua coleção de best-sellers, Lencioni destaca que a chave para o sucesso não está na tecnologia, nas finanças ou na estratégia. Pelo contrário, segundo ele, o maior tesouro de uma organização são as pessoas e a capacidade delas de trabalharem em equipe. 

Patrick Lencioni garante que um time composto por profissionais fortes e que se movem na mesma direção é capaz de promover mudanças significativas. Mas o que parece simples na teoria, nem sempre funciona redondinho na prática. Afinal, uma equipe é formada por pessoas imperfeitas. 

Então, você está interessado em saber como impulsionar a produtividade das suas equipes, evitando assim uma série de comportamentos que viciam as pessoas e prejudicam os resultados? Você pode continuar lendo Os Cinco Desafios das Equipes aqui ou baixar o pdf ao lado. Vamos lá!

Resumo do Livro

Todas as equipes possuem alguns desafios que são inerentes à própria natureza do trabalho em grupo. E para conseguir lidar bem com esses desafios, é importante saber como ser um bom líder.

A chave para o sucesso está neste ponto – em melhor lidar com o acaso e com as imperfeições de cada grupo com que se trabalha e se entra em contato.

Se você está buscando ser uma pessoa mais completa, uma liderança mais capaz, ou apenas entender como melhor extrair o potencial de um time, adivinha só: A leitura a seguir é toda sua.

Siga conosco até o final e aproveite!

Os 5 Desafios das Equipes

De acordo com Patrick Lencioni,  existem 5 armadilhas naturais (que ele chama de disfunções) que impedem as pessoas a trabalharem como uma equipe. São elas:

  1. Falta de confiança
  2. Medo de conflitos
  3. Falta de comprometimento
  4. Evitar responsabilizar os outros
  5. Falta de atenção aos resultados

O livro Os 5 Desafios das Equipes afirma que essas disfunções não podem ser avaliadas isoladamente. Afinal, uma está relacionada à outra e quando uma se manifesta há o comprometimento do trabalho em geral. 

Vamos, então, conhecer um pouco mais sobre cada uma dessas disfunções!

Disfunção 1: Falta de confiança

os 5 desafios das equipes resumo

“Confiar é saber que quando um membro da equipe o pressiona, ele faz isso porque se importa com a equipe”, afirma Patrick Lencioni. Por outro lado, garante, “equipes que não confiam desperdiçam quantidades excessivas de tempo e energia, gerenciando comportamentos e interações dentro do grupo”.

Assim, confiança é a base de um verdadeiro trabalho de equipe. Sem ela, não há entendimento e nem cumplicidade, logo, inviabilizando o trabalho. Nesse cenário, prevalece a falta de debates e troca de ideias e experiências. 

De acordo com Os 5 Desafios das Equipes, o alicerce da confiança é construído quando as pessoas expõem suas fraquezas, faltas de habilidades, problemas interpessoais e erros. Ou seja, a única maneira de superar a falta de confiança é passando por cima da necessidade de sermos invulneráveis. Deste modo, as pessoas põem a energia e a atenção no trabalho. 

O autor assegura que quanto maior a exposição frente aos outros, mais desenvolvida será a inteligência emocional, uma característica importante ao lidar com pessoas.

Características de equipes com falta de confiança

  • Escondem suas fraquezas e seus erros uns dos outros.
  • Hesitam em pedir ajuda ou dar feedbacks.
  • Hesitam em oferecer ajuda a pessoas que atuam fora de suas áreas de responsabilidade.
  • Tiram conclusões precipitadas sobre as intenções e aptidões dos outros.
  • Não reconhecem nem exploram as experiências e habilidades uns dos outros
  • Perdem tempo e energia controlando o próprio comportamento, para causar boa impressão.
  • Guardam mágoas.
  • Temem as reuniões e encontram motivos para não compartilhar algum tempo com os colegas.

Características de equipes onde existe confiança

  • Admitem suas fraquezas e seus erros.
  • Pedem ajuda.
  • Aceitam perguntas e informações sobre suas áreas de responsa­bilidade.
  • Dão uns aos outros o benefício da dúvida, antes de chegar a con­clu­sões negativas.
  • Assumem riscos, dando feedback e oferecendo ajuda.
  • Valorizam e exploram as experiências e as habilidades uns dos outros.
  • Investem tempo e energia em questões importantes, não em politicagens.
  • Oferecem e aceitam desculpas sem hesitar.
  • Anseiam pelas reuniões e por outras oportunidades de trabalho em equipe.

Ferramentas do líder para facilitar a confiança na equipe

  1. Exercícios de histórias pessoais: o objetivo é estimular a empatia, a compreensão e desestimular comportamentos imprecisos.
  2. Exercícios de eficiência da equipe: os integrantes identificam a contribuição mais importante em cada um de seus colegas, assim como as possibilidades de melhorias, com foco no bem do grupo.
  3. Perfis de preferência de personalidade e de comportamento: o objetivo é oferecer descrições comportamentais práticas e cientificamente válidas dos membros de uma equipe, segundo suas diversas maneiras de pensar, falar e agir, sem qualquer julgamento.
  4. Programas de feedback 360º: os membros da equipe fazem julgamentos específicos e críticas construtivas uns aos outros, identificando seus pontos fortes e fracos.
  5. Exercícios experimentais em equipe: benefícios derivados de rigorosas e criativas atividades ao ar livre, envolvendo apoio e cooperação coletiva.

Disfunção 2: Medo do conflito

os 5 desafios das equipes uma história sobre liderança

O autor de Os 5 Desafios das Equipes explica que relacionamentos duradouros dependem de conflitos produtivos para evoluir. Isso vale para amizades em geral, casamentos, paternidade e negócios. Mas um bom conflito não significa ganhar um debate, e sim ouvir atentamente as idéias da outra pessoa e considerar o ponto de vista dela.

Já o medo do conflito construtivo está intimamente ligado à falta de confiança, porque impede os debates acalorados e saudáveis para o crescimento de uma empresa. O que ocorre, de fato, é que a maioria das pessoas evita o conflito em nome da harmonia do grupo. Mas o que colhem com isso é tensão. E por não poderem falar abertamente, elas partem para as conversas paralelas e as famosas panelinhas.

Características de equipes que fogem dos conflitos

  • Têm reuniões chatas e cansativas.
  • Criam ambientes onde prevalece a política de ataques pessoais.
  • Ignoram assuntos controversos mas que são relevantes para o sucesso do time.
  • Não exploram todas as opiniões e perspectivas dos integrantes da equipe.

Características de equipes que se envolvem em conflitos construtivos

  • Tenha reuniões animadas e interessantes.
  • Extraia e explore as idéias de todos os membros da equipe.
  • Resolva problemas reais rapidamente.
  • Minimizar a política.
  • Coloque tópicos críticos na mesa para discussão.

2 dicas para sanar o medo do conflito construtivo

  • Traga à tona discórdias enterradas, tocando em questões delicadas, porém, necessárias.
  • Estimule uns aos outros a não se retirarem de um debate saudável, lembrando-os da importância desse comportamento.

Disfunção 3: falta de comprometimento e incapacidade de assimilar o que ficou decidido

os 5 desafios das equipes resumo pdf

O compromisso ampara-se nas duas disfunções anteriores. Ou seja, você precisa de confiança para produzir conflitos produtivos. E os conflitos produtivos abrem possibilidades para que as pessoas se comprometam com clareza e aceitação.

De acordo com o autor do livro Os 5 Desafios das Equipes, “quando as pessoas não expressam suas opiniões e não sentem que foram ouvidas, elas realmente não embarcam. Alguns ficam estagnados, dependendo da unanimidade e, sem expressar opiniões, raramente as decisões são satisfatórias”.

Características de equipes que não se comprometem

  • Criam ambiguidade entre seus integrantes.
  • Perdem oportunidades por causa de análises excessivas e demora desnecessária.
  • Estimulam a falta de confiança e o medo de errar.
  • Revisitam discussões e decisões inúmeras vezes.
  • Estimulam questionamentos entre seus integrantes.

Características de equipes que se comprometem

  • Mantém clareza em relação a direção e prioridades do time.
  • Alinham todo o grupo em torno de objetivos comuns.
  • Aprendem por meio dos erros.
  • Ficam de olho nas oportunidades.
  • Não hesitam em seguir adiante.
  • Mudam de direção sem culpa.

Ferramentas que podem ajudar a solucionar a falta de comprometimento

  • Mensagem ao final das reuniões, revendo as decisões tomadas e garantindo que todos entenderam e estão na mesma direção.
  • Estabelecimento de prazos para que as decisões sejam tomadas.
  • Realização de contingência e análise do pior cenário possível, a fim de reduzir os medos, criando a mentalidade de que decisões erradas podem ser contornadas.
  • Desenvolvimento da capacidade de tomar decisões em situações de baixo risco é uma boa dica para equipes que temem o comprometimento.

Disfunção 4: evitar responsabilizar os outros

os cinco desafios das equipes patrick lencioni download

Em seu livro Os 5 Desafios das Equipes, Lencioni afirma que “quando alcançamos clareza e aceitação, é então que devemos nos responsabilizar pelo que fazemos, por altos padrões de desempenho e comportamento. E, por mais simples que pareça, a maioria dos executivos odeia fazê-lo, principalmente, quando se trata do comportamento de um colega”.

O autor ressalta que, uma vez decidido o objetivo coletivo, as pessoas devem responsabilizar uns aos outros para que não haja desvios. Ter medo de assumir essa postura mostra o quanto uma equipe está desestruturada. 

Características de equipes que evitam responsabilizar os outros

  • Criam ressentimento entre os integrantes que possuem diferentes padrões de desempenho.
  • Estimulam a mediocridade.
  • Não cumprem prazos.
  • Jogam para o líder o fardo de ser a única fonte de disciplina.

Características de equipes em que todos cobram responsabilidade uns dos outros

  • Fazem com que cada integrante que tenha um mau desempenho sinta-se pressionado a melhorar.
  • Identificam problemas em potencial com rapidez, por meio do questionamento das abordagens uns dos outros, sem hesitação.
  • Estabelecem o respeito entre todos os integrantes.
  • Evitam a burocracia excessiva em relação ao controle do desempenho e às ações corretivas.

Disfunção 5: falta de atenção aos resultados

patrick lencioni

Quando os integrantes de uma equipe evitam responsabilizar os outros, a tendência é priorizar o reconhecimento individual, reduzindo o foco no sucesso coletivo. Nesse caso, os prejuízos aparecem, é claro, nos resultados da equipe.

Questões como ego, sucesso na carreira ou reconhecimento podem motivar uma atitude individualista, quando somada às outras disfunções apontadas. Logo, todos devem adotar um conjunto de objetivos comuns e usá-los para tomar decisões coletivas todos os dias.

Assim, autor de Os 5 Desafios das Equipes garante: “torne os resultados que precisamos alcançar tão claros que ninguém consideraria fazer algo puramente para melhorar seu status ou ego individual. Porque isso diminuiria nossa capacidade de alcançar nossos objetivos coletivos. Todos nós perderíamos”.

O que ocorre nas equipes que não estão focada em resultados

  • Ficam estagnadas e não crescem.
  • Não conseguem acompanhar e/ou vencer os concorrentes.
  • Perdem os funcionários focados em realizações.
  • Incentivam os membros da equipe a se concentrarem em suas próprias carreiras e objetivos individuais.

Características de equipes focadas em resultados coletivos

  • Mantêm os funcionários orientados para resultado.
  • Tiram o foco do comportamento individualista.
  • Curtem o sucesso e sofrem com os fracassos.
  • Evitam distrações.

O autor enumera dois comportamentos que podem elevar a atenção aos resultados: analisar e proclamar publicamente os resultados esperados e associar recompensas com resultados coletivos.

Conclusão

Apesar de parecer algo simples, o sucesso da equipe depende de um alto grau de disciplina e persistência, o que poucos times são capazes de reunir. Assim, antes de partir para a ação em sua empresa, avalie bem as pessoas e identifique onde estão de fato os pontos fracos nos grupos.

Os 5 Desafios das Equipes relembra: um time funcional assume suas imperfeições, comemora seus sucessos e admite suas condições de um grupo formado por pessoas.

Continue aprendendo

Então, você gostou do resumo de Os 5 desafios das equipes, pdf? Você quer ir mais fundo no seu projeto de conduzir as suas equipes para o sucesso? Lembre-se que os livros serão sempre fortes aliados seus. 

No 12min, a sua plataforma de desenvolvimento pessoal, você encontra uma variedade enorme de obras, dos mais renomados autores. Tudo nos formatos microbook e audiobook. Existe, inclusive, uma categoria específica sobre Liderança.

Nós selecionamos para você uma sugestão de leitura que certamente irá contar ponto a seu favor. Anote aí!

Radical Candor –  Kim Scott

livro radical condor

Radical Candor (Sinceridade Radical) é uma abordagem de gestão empresarial que, entre outras coisas, trata de obter o equilíbrio ideal entre os excessos de líderes que, de um lado, são obstinadamente agressivos e, de outro, são prejudicialmente empáticos. Nenhum desses extremos parece funcionar bem, sendo necessária a proposição de uma nova metodologia para a gestão de equipes profissionais. Imperdível!

E, aqui no Blog 12min, temos vários posts interessantes. Por exemplo:

Os desafios de gerenciar equipes a distância

Pessoas envolvidas em um mesmo projeto, trabalhando em locais diferentes – algumas vezes, a milhares de quilômetros de distância. Essa tem sido uma realidade cada dia mais comum nas empresas

Resumo do Livro Mais Rápido e Melhor, de Charles Duhigg

Quem não quer ser mais produtivo, aproveitar bem cada segundo e aprender a superar os próprios limites? É justamente isso que o autor do livro Mais Rápido e Melhor nos ensina a fazer. 

Resumo do Livro Be Obsessed or Be Average, de Grant Cardone

Limite é palavra fora do vocabulário, quando o assunto é sucesso. Por outro lado, a obsessão é que vai tirar você da mediocridade e levá-lo ao topo

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você gostou do resumo do livro Os 5 Desafios das Equipes e das nossas dicas de leitura, deixe aqui a sua opinião. E se as informações foram valiosas para você, certamente serão importantes para os seus amigos também. Então, compartilhe esse post em sua rede social!




O Jeito Disney de Encantar os Clientes

O sucesso de Disney World não veio de um passe de mágica. Pelo contrário, tudo por lá é minuciosamente planejado e os funcionários recebem treinamentos para manter o espetáculo funcionando sem parar. Como isso acontece? O livro O Jeito Disney de Encantar os Clientes revela as estratégias dos seus criadores.  

o jeito disney de encantar os clientes pdf

Em 2018, 75 milhões de pessoas visitaram Orlando, sendo que mais de 90% delas eram turistas internos, ou seja, americanos. O restante veio de todas as partes do mundo. Esse dado mostra um aumento de 4,2% em relação ao ano anterior.

No Natal e final de ano, o parque chegou a registrar 100 mil pessoas em um único dia, sendo necessário fechar as portas para novos visitantes. Afinal, a capacidade foi esgotada. No lançamento da nova atração, “Avatar Flight of Passage”, o tempo de espera na fila chegou a 295 minutos.

Ou seja, apesar da superlotação, apesar das filas, Disney World continua fazendo sucesso, 48 anos após a sua inauguração. Mas como manter esse formigueiro humano satisfeito? Como motivar 38 mil funcionários a participarem do “show”? Isso é o que vamos ver a seguir. Você está pronto para se encantar também? 

Você pode continuar lendo o resumo do livro O Jeito Disney de Encantar os Clientes aqui ou baixar o PDF ao lado. 

Resumo do Livro

Se você alguma vez já esteve na Disney, sabe bem como os parques da franquia são simplesmente incríveis, únicos e totalmente inesquecíveis.

Estar lá não é apenas uma viagem, mas uma verdadeira experiência do porta de entrada até a saída.

Mas, hey, não pense que isso é coincidência ou obra do acaso, ok? 

Na leitura a seguir, você entenderá todos os princípios e conceitos que a Disney aplica para conseguir encantar milhares de clientes, adultos e crianças, todos os dias.

Você gosta de empreendedorismo e tem uma ‘quedinha’ por sucesso do cliente? Ora, ora… Você está no lugar certo. Prepare o seu caderninho de anotações e boa leitura!

O Jeito Disney de Encantar os Clientes

Esse livro foi produzido pelo Disney Institute que, por mais de duas décadas, vem apoiando empresas com soluções aos clientes. Tudo baseado em exemplos e no modo Disney de operar. 

O Livro O Jeito Disney de Encantar os Clientes é sem dúvida um sucesso prático e um sucesso editorial. Afinal, Walt Disney foi um um sonhador que conseguiu levar o entretenimento a um nível completamente novo.

Por trás de seus sonhos, suas animações e seu parque, ele se agarrou a uma ideia simples: tudo precisava ser apresentado como um espetáculo. E para que um espetáculo seja bom, ele precisa ser mágico. Aí reside a maior especialidade de Walt: criar a magia.

A magia prática

o jeito disney de encantar os clientes resumo

Em uma apresentação de mágica, a plateia observa atenta, enquanto o ilusionista executa seus movimentos previamente pensados, de modo que a ilusão seja criada. Ali, a magia aparece sob duas formas: para a plateia, ela é o encantamento, o resultado; para o ilusionista, ela é a execução do truque, a prática.

Se você quiser tratar o seu negócio como um grande espetáculo, precisa ser capaz de executar essa magia prática.

A importância das palavras 

Acredite, para criar a magia, a linguagem importa sim. Tanto que, em todas as áreas da Disney, palavras especiais são utilizadas para se referir a determinados elementos.

Por exemplo, os clientes são chamados de “convidados” e os funcionários de “membros do elenco”. Qualquer interação entre eles é um “espetáculo”. 

Um membro do elenco sabe que precisa encantar um convidado. E encantar significa primeiro satisfazer e, então, exceder as expectativas dele.

Segundo O Jeito Disney de Encantar o Cliente, se você passar um dia fazendo compras no Downtown Disney, perceberá que o caixa terá o trabalho adicional de descobrir quem é você e se está hospedado no resort. Assim, ele pode sugerir que você retorne com um barco gratuito e, ainda, oferecer um mapa para chegar nas docas.

Criar a magia prática é isso: exceder as expectativas e administrar os detalhes. Mas antes de excedê-las, você precisa conhecê-las.

Entenda o que os clientes querem

o jeito disney de encantar os clientes resumo pdf

Guestologia é um neologismo inventado por Walt Disney. Ele vem de guest, “convidado”, em inglês, e significa, portanto, o estudo dos clientes. 

Desde que iniciou-se no mundo dos negócios, Walt Disney aprendeu a validar suas ideias diretamente com o público. Inclusive, quando fundou a Disneylândia, ele pedia para os membros do elenco prestarem atenção no que os convidados diziam, para ficarem na fila com as pessoas e almoçarem com elas.

São os convidados que dizem o que está certo e o que está errado. Afinal, o parque é feito para eles, relembra O Jeito Disney de Encantar o Cliente.

Com o tempo, essa coleta de informações foi aperfeiçoada e formalizada, por meio de levantamentos nos portões do parque e em outros pontos de acesso. Por exemplo:

  • “Postos de escuta” espalhados, para esclarecimento de dúvidas e solução de problemas;
  • Distribuição de cartões de comentários aos visitantes;
  • Treinamento dos funcionários para observarem e transmitirem as opiniões dos convidados;
  • Clientes ocultos fazem compras para conferir o atendimento.

Mas atenção: o livro afirma que é crucial coletar informações em vários momentos, durante a experiência de um convidado.

Interpretação dos dados

o jeito disney de encantar os clientes free

Os dados coletados são uma preciosidade, mas somente se você soube interpretá-los corretamente. O livro O Jeito Disney de Encantar o Cliente divide as informações em dois grandes grupos:

  1. Demográficos

Quem são os clientes: de onde eles vêm, quantos anos têm, qual a renda média (e o quanto estão dispostos a gastar). Em suma, cultura, etnia, idade, sexo e classe social. Esses dados permitem que você altere o atendimento e as estratégias de marketing, para acertar o alvo.

  1. Psicográficos

São as informações referentes ao psicológico dos clientes: o que eles precisam, o que querem, o que pensam a respeito do seu negócio e quais emoções vivenciam durante a experiência oferecida. 

Na Disney, esses fatores são chamados de “Bússola da Guestologia, formada por quatro pontos: 

  1. Necessidade: é o que os clientes precisam. 
  2. Desejos: aquilo que está por trás da necessidade. O que seus clientes esperam ao ter suas necessidades atendidas?
  3. Estereótipos: são todos os pensamentos que os clientes possuem de seu negócio, antes de conhecê-lo.
  4. Emoções: aquilo que seus clientes vivenciam, enquanto estão em contato com o seu negócio.

Tema de atendimento

A Disney, é claro, tem um tema: “Criamos felicidade, proporcionando o melhor em entretenimento para pessoas de todas as idades, por toda parte.” O tema estabelece um objetivo, transmite uma mensagem interna e cria uma imagem para o negócio.

O tema precisa seguir uma missão, identificar a maneira como ela é atendida e saber exatamente quem é o seu alvo. 

Mas o livro O Jeito Disney de Encantar o Cliente ressalta que um tema sofre mudanças ao longo dos anos. No entanto, um bom tema muda devagar e jamais é completamente atingido. 

Padrões de atendimento

Os padrões de atendimento da Disney são os seus valores, ou seja, aquilo que os membros de elenco precisam garantir para que o tema seja satisfeito. Baseado neles é que o atendimento é definido como um “bom show” ou um “show ruim”.

O livro O Jeito Disney de Encantar o Cliente enumera os padrões do resort:

  • Segurança: as medidas de segurança no parque são superiores às exigidas pelas normas e os engenheiros nunca estão satisfeitos com uma chance de falha de um em um milhão.
  • Cortesia: tratar as pessoas como elas querem ser tratadas, com reconhecimento e respeito por suas emoções, habilidades e culturas. O treinamento dos membros de elenco os deixam preparados para lidar com situações diversas, sempre com cortesia.
  • Espetáculo: manter um entretenimento excepcional e ininterrupto. Isso significa manter o convidado imerso na fantasia criada, sem perturbações. 
  • Eficiência: maximizar o uso dos parques pelos convidados. Para isso, os monotrilhos ajudam a levar os convidados de uma área a outra do parque e os Omnimovers mantêm as filas em movimento o dia inteiro.

Mas definir esses valores não é o suficiente. É preciso ter em mente as regras que os definem e os fazem ser cumpridos.

Preparação do elenco

livro o jeito disney de encantar os clientes pdf

Os funcionários devem estar cientes de que seus papéis são fundamentais para sustentar a magia prática. Assim, é preciso saber escalá-los e treiná-los. Veja como isso funciona na Disney.

Primeiras Impressões

Antes que os funcionários possam criar e sustentar a magia, eles precisam primeiro experimentá-la e entender o que ela significa. Ou seja, as primeiras impressões são fortes e duradouras e devem transmitir ao futuro membro do elenco a mesma sensação que ele terá de criar nos convidados. Assim, todos os novos contratados da Disney passam por uma experiência em um prédio especial, preparado para lhes causar uma impressão mágica e surpreendê-los.

Treinamento

Os novos funcionários começam com uma entrevista, seguindo para o programa de orientação Traditions, no qual a cultura do parque é transmitida: linguagem, símbolos, valores, comportamentos e as normas de segurança. De acordo com O Jeito Disney de Encantar o Cliente, comunicar a cultura do seu negócio é mais importante do que as papeladas burocráticas.

Comportamentos em um atendimento

A Disney apresenta um apanhado de comportamentos que ajudam a transmitir cortesia. Por exemplo:

  1. Contato visual e sorriso sincero;
  2. Cumprimento e boas-vindas a todos os convidados;
  3. Solução de falhas tão logo elas surjam;
  4. Linguagem corporal apropriada o tempo todo;
  5. Preservação da experiência mágica para o convidado;
  6. Agradecimento a todo convidado.

Culturas locais

Nesses casos, é interessante fornecer liberdade para cada segmento ter sua própria versão de tema, padrões e sistemas, porém, sempre alinhados com a organização como um todo.

Dicas para implementar uma cultura de atendimento

  1. Mantenha a simplicidade e deixe espaço para a personalidade de cada um.
  2. Faça com que ela seja aderida por todos, principalmente, os cargos mais altos, para servirem de exemplo.
  3. Faça com que ela seja mensurável, crie parâmetros para avaliar a implementação.
  4. Proporcione treinamento apropriado.
  5. Solicite opiniões e ideias da equipe.
  6. Reconheça e recompense o desempenho.

Monte o cenário

livro o jeito disney de encantar os clientes

Seja qual for o seu negócio, você sempre estará contando uma história para o seu cliente. E para que ela seja congruente, o livro O Jeito Disney de Encantar o Cliente lembra que o plano de fundo precisa sustentar a magia.

Esse plano de fundo pode ser o ambiente de um parque, o design de um anúncio ou um site de vendas. Não importa. Há sempre um cenário por trás de um espetáculo.

Walt Disney dedicou esforço tanto aos cenários, quanto às atrações principais. Tanto que seus hotéis chegam a ser um entretenimento por si só.

Além disso, Disney fez questão de construir um muro ao redor dos parques. O objetivo não era apenas marcar as fronteiras, mas também impedir que a magia fosse perturbada. Os convidados não precisam que uma estrada ou um edifício de fora os lembrem de que estão no mesmo mundo em que vivem suas vidas normais.

As áreas de transição entre os cenários 

Também merecem atenção as áreas que preparam o convidado a receber as mensagens do próximo ambiente. Alguns exemplos:

  • Sobre o entroncamento central, que dá acesso para todas as áreas do parque, está o Castelo da Cinderela, servindo como um imã visual e ponto de referência.
  • Carrinhos de sorvete são azuis e de pipocas são vermelhos.
  • Lixeiras, maçanetas, textura do chão e outros detalhes são todos diferentes para cada área do parque.
  • A transição entre as áreas é ininterrupta e gradual. Folhagens, cores, música e arquitetura se misturam, cedendo lugar aos poucos para o novo cenário.

O cenário deve envolver todos os sentidos

o jeito disney de encantar os clientes
  • Visão: o que você vê é tão importante quanto o que você não vê.
  • Audição: as músicas ambientes ajudam a evocar emoções e a manter a experiência na cabeça do convidado.
  • Olfato: mesmo que não se venda muita pipoca às 8h30 da manhã, os pipoqueiros já estão estourando o milho na entrada do parque. 
  • Tato: cada área possui uma calçada diferente, de modo que seja capaz de sentir pelos pés a transição do ambiente.
  • Paladar: há restaurantes com comidas típicas de quase todos os lugares do mundo.

O cenário precisa ser preservado. Ou seja, O Jeito Disney de Encantar o Cliente garante que um cenário com uma má manutenção é tão ruim quanto um cenário mal projetado. Por isso, ele precisa ser constantemente limpo, protegido de danos e de deteriorações pelo uso.

Assim, o resort tem 5.000 funcionários para manutenção e engenharia, incluindo 750 horticultores e 600 pintores.

Processos e resultados

Para a Disney, o processo é como um motor a vapor: os pistões são movidos por uma combustão que ocorre externamente, nas caldeiras. E essa combustão só pode vir dos convidados.

Mas, nas etapas que dependem da reação dos convidados, aparecem problemas, como por exemplo:

  • Tempo de espera: nesse caso, otimize a velocidade dos seus processos e ofereça uma estimativa da duração. Assim, os convidados podem decidir sozinhos se querem ou não esperar.
  • Comunicação entre elenco e convidado: forneça informações apropriadas a todos os membros do elenco; qualquer um deve ser capaz de tirar as dúvidas frequentes de um convidado.
  • Atenção especial: seus convidados não são todos iguais e alguns requerem atendimento especial. Portanto, identifique quem eles são e crie processos diferentes para atendê-los. 

Você deve estar sempre de olho em seus processos e apto a depurá-los tão logo um problema apareça. 

Integração de qualidade

A integração precisa entregar os padrões de atendimento, priorizados, por meio do elenco, cenário e processos. Então, um bom ponto de partida é pensar qual desses canais satisfaz melhor os seus padrões.

A cortesia é entregue, principalmente, pelo elenco; o espetáculo, pelo cenário; e a eficiência, pelos processos. Os outros canais contribuem com um peso menor. 

A regra geral é: satisfaça as expectativas do canal principal e as exceda com os demais.

10 frases inspiradoras de Walt Disney

Continue aprendendo

Então, você curtiu o jeito Disney de encantar o cliente? Você já vivenciou essa magia? Compartilhe conosco as suas experiências e a sua opinião!

E se você quer continuar investindo na leitura como fonte de informações e conhecimento, que tal “viajar” pela plataforma 12min? Lá você encontra muitas outras obras fantásticas, de autores renomados, nas mais variadas categorias. Tudo nos formatos microbook e audiobook. 

Você ainda pode acessar o 12min pelo celular, utilizando os aplicativos para Android ou iOS.

E como sempre fazemos nos finais dos nossos posts, segue aqui uma dica de leitura pra você. Anote aí.

Satisfação Garantida – Tony Hsieh, em PDF

livro Satisfação garantida

“Seus valores fundamentais pessoais definem quem você é, e os valores fundamentais de uma empresa definem o caráter e a marca da empresa. Para os indivíduos, o caráter é o destino. Para as empresas, a cultura é o destino”. No livro Satisfação Garantida, Tony Hsieh ensina como criar e manter uma cultura excelente em sua empresa e, ainda, fazê-la trabalhar pra você. Imperdível!

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se as informações acima foram relevantes para você, compartilhe esse post em sua rede social!




33 Estratégias de Guerra

Agilidade, equilíbrio e calma são palavras de ordem nos momentos difíceis. Seja na vida pessoal ou profissional. Muitas vezes, é duro contornar um problema. Nesses casos, o livro “33 Estratégias de Guerra” recomenda adotar uma estratégia revolucionária, como solução para quem almeja a vitória.

33 estratégias de guerra pdf

O autor Robert Greene define estratégia como a arte de olhar para além da batalha e prevê o que vem pela frente. Segundo ele, é preciso concentrar-se no objetivo final e armar as tramas para se chegar lá com sucesso.

O livro estratégias de guerra de Greene apresenta inúmeras situações históricas, políticas, filosóficas e religiosas para exemplificar cada item. São subterfúgios ofensivos e defensivos que funcionaram e continuam valendo como armas eficazes em qualquer situação.

Resumo do Livro

Estratégias de Guerra são muito mais do que estratégias para a luta, mas também para o enfrentamento de resistência ou problemas que podemos encontrar pela nossa frente.

Nesta leitura, falaremos sobre 33 estratégias, sejam elas ofensivas ou defensivas, que ajudaram diversos políticos e países como um todo a sobreviver em situações de guerra.

Com a correta adaptação, você pode trazer todo esse conhecimento para sua vida e aplicar essas estratégias de forma a beneficiar o seu dia a dia.

O assunto Estratégia lhe interessa? Então este é um prato cheio!

Alcance o sucesso diante das adversidades, melhore sua qualidade de vida e vá além com as 33 Estratégias de Guerra.

Conheça as 33 estratégias de guerra

1: A estratégia da polaridade

33 estratégias de guerra resumo

Declare guerra contra seus inimigos. E a primeira coisa a fazer é avaliar e conhecer o cenário e os seus oponentes: os internos e os externos.

Primeiro, é preciso vencer as próprias dificuldades, como fez Xenophon, na luta contra os persas, em 401 a.C.

O exemplo de inimigo externo vem com Margaret Thatcher, que sempre agiu de maneira implacável frente às oposições.

2: A estratégia da guerra na mente

Não lute a última guerra. Até mesmo as estratégias mais bem estruturadas têm data de validade. Então, mantenha suas táticas modernas.

O  livro “33 Estratégias de Guerra” cita um exemplo bem-sucedido de 1605, com o samurai Miyamoto Musashi. Ele desenvolveu um padrão de luta para cada duelo, mas sempre mudava suas táticas para confundir seus oponentes.

3: A estratégia do contrapeso

Em meio à confusão, não perca sua presença de mente. Mantenha o foco, objetivos e confiança. Você precisará disso para vencer suas batalhas de maneira implacável.

Um exemplo histórico de tática agressiva ocorreu em 1801. Lord Nelson lançou mão da confiança e liderança e, desobedecendo seu superior Sir Hyde Parker, derrotou a marinha dinamarquesa.

4: A estratégia “death-ground”

Crie um senso de urgência e desespero. Quando a escolha está entre a vida e a morte, as pessoas lutam com mais garra. Afinal, elas não têm nada a perder.

A quase execução de Fiódor Dostoiévski o ajudou a fazer cada trabalho como se fosse o último. O livro “33 Estratégias de Guerra” lembra que a experiência intimista com sua mortalidade o permitiu vencer as dificuldades da vida.

5: A estratégia do comando e controle

33 estratégias de guerra livro

Evite a ideia do pensamento em grupo. Você deve estar no comando, mas busque o equilíbrio: não seja muito autoritário, nem muito fraco.

Durante sua carreira, o general George Marshall definiu um conjunto de protegidos, ensinando-lhes sua filosofia de comando, o que lhe permitiu confiar nas ações dos seus subordinados. Marshall sabia que eles agiriam de acordo com seu estilo e crenças.

6: A estratégia do caos controlado

Segmente suas forças. Unidades menores são mais ágeis, móveis e têm mais habilidade – garante o autor de “33 Estratégias de Guerra”.

Napoleão usou essa estratégia em 1805, quando estava sendo atacado pelas tropas austríacas comandadas por Karl Mack.

Napoleão dividiu suas tropas e forneceu a elas instruções específicas. Assim, cercou as tropas austríacas, que se renderam na Batalha de Ulm, com pouca luta.

7: As estratégias morais

Transforme sua guerra em uma cruzada. As 33 estratégias de guerra sugerem respeitar suas tropa e ser um líder que:

  1. lute por uma causa;
  2. lidere pelo exemplo;
  3. foque na estratégia do time e evite a ociosidade;
  4. alimente as emoções para alimentar a causa;
  5. recompense e puna com moderação, mas deixe que o time saiba das possibilidades;
  6. construa uma história para o time e crie conexões; remova o desafeto.

8: A estratégia da economia perfeita

33 estratégias de guerra Robert Greene

Lute de maneira econômica, conservando todos os seus ativos. Conheça suas forças e as utilize para enfraquecer o outro lado – militarmente, financeiramente e moralmente.

A Rainha Elizabeth I deu um ótimo exemplo de como explorar os pontos fortes e fracos. Ela subiu ao trono da Inglaterra em 1558, na época em que o país era uma potência militar secundária.

Contrariando seus conselheiros, ela esperou e não se casou com Philip II, da Espanha. Ao invés disso, procurou por maneiras mais sutis de prejudicá-lo. Ela se alistou na marinha real, executando ataques piratas nos navios dele.

Além disso, usou outras técnicas menos convencionais para destruir a Armada Espanhola. A rainha Elizabeth I escolheu cuidadosamente suas batalhas para conservar seus recursos e mostrar sua força superior.

9: A estratégia do contra-ataque

Tenha paciência e espere. Faça com que seu inimigo se mexa primeiro. Assim, você poderá analisar a estratégia dele e contra-atacar, com base nas fraquezas reveladas.

Um exemplo brilhante ocorreu na campanha presidencial americana de 1944. Na tentativa de eleger Thomas Dewey, o Partido Republicano fez inúmeras declarações falsas sobre Franklin Roosevelt.

Ele esperou e não respondeu, até que o dia que que os oponentes comentaram sobre seu cachorro. Roosevelt, então, fez um discurso satírico, defendendo o cachorro e, claro, humilhando Dewey.

10: As estratégias de dissuasão

33 estratégias de guerra resumo pdf

Crie uma presença ameaçadora. Faça as pessoas pensarem que irão perder e blefe se necessário. As pessoas gostam de uma vitória fácil e não vão atacar se acharem que perderão.

Segundo o livro 33 Estratégias de Guerra, você deve usar a estratégia da intimidação:

  1. faça manobras ousadas e blefe;
  2. seja uma ameaça, faça movimentos repentinos, indique agressão;
  3. mova de maneira irracional, seja imprevisível, aja com loucura;
  4. alimente a paranoia do seu oponente, indicando capacidades assustadoras;
  5. mantenha uma reputação ruim, não negocie e seja mau.

11: A estratégia da falta de engajamento

Bater em retirada, quando o seu oponente sabe que você pode lutar, vai provocá-lo e aumentar as chances de alguma atitude irracional por parte dele.

O partido nacionalista de Chiang Kai-shek forçou a retirada do partido comunista de Mao Tsetung, nas fases iniciais da Guerra Civil Chinesa. Essa atitude fortaleceu o apoio aos comunistas, unindo os camponeses. Em 1949, os comunistas derrotaram os nacionalistas.

12: A grande estratégia

Perca as batalhas, mas vença a guerra. Para isso, tenha um plano maior. Olhe além do horizonte do oponente.

Em 1968, durante a Guerra do Vietnam, Von Nguyen Giap executou uma ofensiva em todo o país, durante um feriado. Embora tenha batido em retirada, a ofensiva confundiu os exércitos americano e vietnamita do Sul e enganou a mídia americana.

13: A estratégia da inteligência

33 estratégias de guerra gratis

Conheça seu inimigo. Entenda como ele pensa, conheça as jogadas dele, mas não permita que as suas estratégias sejam conhecidas.

A invasão britânica no Afeganistão, liderada por Lord Auckland, em 1838, tinha como objetivo destituir o líder Dost Mohammad Khan. O maior erro de Auckland, segundo o livro “33 Estratégias de Guerra”, foi não conhecer os afegãos e nem a cultura deles. Pagou com a própria morte e o retorno de Dost Mohammad ao poder.

14: A estratégia Blitzkrieg

Resistência com velocidade. Faça um começo lento e metódico. Depois siga com um ataque bem planejado e movimentos rápidos e certeiros.

Nessa estratégia, Genghis Khan é um exemplo histórico, quando ele atacou e derrotou o poderoso Muhammad II de Khwarezm, em 1218. Khan começou com uma série pequenas ofensivas, que mais pareciam derrotas. Na sequência, começou ataques mais sérios e rápidos para derrotar Muhammad II.

15: Estratégias de força

Controle a dinâmica e a mente do seu oponente. Seja assertivo. Faça com que se movam em seu território.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Rommel usou unidades menores nos desertos do Norte da África para vencer os britânicos.

Rommel mantinha suas unidades em movimento, como navios no mar, reduzindo a capacidade de atacá-los. Muitas vezes, ele cavalgava com a linha de frente para diminuir a cadeia de informação.

16: A estratégia do centro de gravidade

33 estratégias de guerra baixar pdf

Ataque o ponto central, onde realmente “dói”. Seja ele o centro de comando, linhas de suprimento, sistema de crença… Capture e destrua seu oponente.

Em 209 a.C., Publius Scipio atacou e capturou New Carthage, o principal ponto de abastecimento de Hannibal na capital da Espanha. Isso prejudicou as rotas de abastecimento de Hannibal. Scipio chegou, então, a Carthage em 204 a.C., retirando Hannibal da Itália.

17: A estratégia de divisão e conquista

Derrote o oponente com os detalhes. Observe as partes e determine como controlá-las, criando conflitos e se aproveitando deles.

Em 490 a.C., os persas planejaram um ataque à Atenas e chegaram a 24 milhas ao norte da região. Os gregos viajaram para o norte, bloqueando a passagem entre as áreas. Os persas dividiram suas tropas de noite e atacaram Atenas pelo mar. Os gregos atacaram as tropas na Batalha de Maratona e correram para Atenas para evitar que os persas desembarcassem.

18: A estratégia de conversão

33 estratégias de guerra livro pdf

Atraia seu oponente para um ataque frontal, faça com que ele fique vulnerável e, numa distração, ataque os pontos fracos dele.

O exemplo histórico narra a tentativa de Baron Joseph Alvinczyde retirar os franceses de Verona, em 1795. A ação foi impedida por Napoleão, na Batalha de Arcola, que expôs as fraquezas do inimigo, derrotando-o.

19: A estratégia de aniquilação

Use charme e lisonjas para envolver e atrair o inimigo. Mantenha uma pressão constante para forçá-lo a baixar a guarda.

Em 1778, os britânicos queriam absorver os territórios Zulus. Na batalha de Isandlwana, os Zulus usaram seus conhecimentos sobre o território, surpreenderam e derrotaram os britânicos.

20: A estratégia da foice

Direcione o seu oponente para suas fraquezas. Faça jogadas calculadas. Isso vai permitir o controle da situação, confundindo e cansando o adversário.

Em 1800, quase todos os planos de Napoleão para vencer o exército austríaco na Itália falharam. O livro “33 Estratégias de Guerra” relembra que Napoleão investiu em planos alternativos e, então, derrotou os adversários, em Morengo.

21: A estratégia da guerra diplomática

Negocie enquanto avança e não ceda a pressões. Siga em frente, orienta o livro As 33 Estratégias de Guerra.

O exemplo histórico cita Philip II, da Macedônia. Quando assumiu o poder em 359 a.C, a cidade de Atenas não o apoiava, mas ele continuou a fazer promessas de paz, aumentando cada vez mais o seu império.

22: A estratégia de saída

Saiba quando for derrotado e, então, acabe com a guerra. Isso diminuirá as suas perdas. Saiba como ganhar com honra e traga um final positivo para a batalha, reduzindo seus oponentes no futuro.

Lyndon Johnson enfrentou uma batalha acirrada para o 10º assento do congresso do Texas, em 1937. Passada a eleição, ele agradeceu seus oponentes, conseguindo aliança bem-sucedida com eles.

23: A estratégia de engano

33 estratégias de guerra resumo pdf gratis

Misture fato e ficção. O engano é uma arte antiga e inestimável, quando você precisa evitar que seja vigiado. A desinformação pode consumir o seu oponente.

A invasão da Normandia, na Segunda Guerra Mundial, foi precedida por um engenhoso plano dos aliados para enganar os adversários e comprometer a capacidade de decisão de Hitler, quando a invasão real começou.

24: A estratégia do comum-extraordinário

Utilize o caminho da expectativa baixa e surpreenda. Se você é sempre calmo, seja radical.

Em 1962, Cassius Clay desafiou o campeão de peso-pesado do box, Sonny Liston. O comportamento pouco ortodoxo de Clay foi uma grande vantagem dele na luta, porque seu oponente não tinha ideia do que esperar.

25: A estratégia de justiça

33 estratégias de guerra Robert Greene livro

Ocupe o ponto alto da moral. Justifique sua causa de maneira correta e mostre o lado egoísta do seu oponente. Apresente-se como o oprimido.

Para concluir a obra da Basílica de São Pedro, o papa Leo X começou a vender indulgências. O teólogo alemão Martin Luther condenou as práticas, alegando que somente Deus podia perdoar os pecados humanos. Esse esforço de Martin Luther foi o início das tradições protestantes e luteranas.

26: A estratégia do vazio

Remova qualquer alvo que você tenha para seu oponente. Sem alvo, ele se frustrará, aumentando a chance de cometer erros.

Quando invadiu a Rússia, em 1812, Napoleão se deparou com um exército adversário recuado e que não impôs resistência. A retirada das tropas deixou para trás cidades destruídas e nenhuma comida.

27: A estratégia da aliança

33 estratégias de guerra free

Pareça trabalhar pelo interesse dos outros, enquanto busca os seus interesses próprios. Faça o que for necessário para esconder a natureza temporária do seu negócio.

Em 33 Estratégias de Guerra, o autor cita o exemplo de um aliado perfeito. Em 1467, Charles I expandiu seu império formando uma aliança com Edward IV, da Inglaterra, para atacar a França de Louis XI. Mas o rei francês descobriu a trama e se uniu a Edward IV.

28: A estratégia da superioridade

Dê a seus rivais “corda suficiente para se enforcarem”. Prejudique a reputação deles, mas não deixe que ninguém saiba do seu envolvimento. Mantenha as “mão limpas”.

Na luta pela nomeação republicana, em 1988, a equipe de H.W. Bush espalhou rumores sobre a esposa do seu oponente Bob Dole. A raiva de Dole chegou à mídia, prejudicando-o fortemente.

29: A estratégia do fato consumado

Avance de pouco em pouco, sem ser percebido por seus rivais. Quando notarem seu crescimento, será tarde demais.

30: A estratégia de comunicação

Invada a mente do seu oponente com palavras. Faça com que ele pense e que tente interpretar o que você quer dizer.

Ao filmar “The 39 steps” em 1935, Alfred Hitchcock trabalhou a mente dos atores Madeleine Carroll e Robert Donat, quando os algemou por horas e fingiu ter perdido a chave. A ideia era fazer com que eles entendessem bem o roteiro.

31: A estratégia da fronteira interna

33 estratégias de guerra resumo

Comece destruindo por dentro. Infiltre no campo do seu oponente e, uma vez lá, ataque ou mostre suas intenções. Assuma o controle devagar.

Um dos exemplos históricos é de dominação amigável. Em 1929, o criador do Manifesto Surrealista, André Breton, queria realçar o movimento. Ele acreditava que Salvador Dalí podia ajudá-lo, no entanto, a afinidade de Dali com Hitler e Lenin prejudicou os seus planos. Dalí viajou para Nova York, onde teve uma carreira bem-sucedida e se tornou um sinônimo do surrealismo

32: A estratégia passivo-agressiva

Domine enquanto parece se submeter. Evite a agressividade. Os atos agressivos do inimigo irão beneficiar você.

Para protestar contra o imposto de sal definido pelo Raj britânico, Mahatma Gandhi propôs a marcha de 200 milhas. O governador-geral da Índia, Lord Edward Irwin, ficou aliviado com a aparente ação insignificante e não agiu para impedir a marcha. Mas o protesto atraiu milhares de pessoas. Gandhi escolheu o seus passos sabiamente – benigno para os britânicos e pungente para os índios.

33: A estratégia da reação em cadeia

33 estratégias de guerra pdf

Promova o caos e a quebra de confiança, espalhando incerteza e pânico. O que já foi seguro, agora é incerto.

A anatomia do pânico. Em 1092, a morte de Nizam al-Mulk foi vista primeiro como uma represália pela tentativa de suprimir o crescimento da seita Nizari Ismaili. Os Nizari, um grupo secreto, havia desenvolvido um novo método de revolta, em que os assassinos surgiam de uma multidão calma e matavam seus alvos com uma adaga.

Se você curtiu as 33 estratégias de guerra, que tal conhecer outra obra de sucesso do autor:  As 48 Leis do Poder. Você precisa entender essas técnicas de Greene para se proteger daquele colega que busca o poder a qualquer custo.

livro pdf resumo

O resumo desse livro está disponível na plataforma 12MIN.

Boa leitura!




Radical Candor

Na sua opinião, o que é melhor para uma equipe: um líder obstinadamente agressivo ou um extremamente empático? O livro Radical Candor garante que nenhum dos dois extremos funciona bem sozinho e o ideal mesmo é o equilíbrio entre ambos, criando um mix de elogios e críticas.

radical candor livro pdf

Radical Candor (Sinceridade Radical) é uma abordagem de gestão empresarial, criada pela ex-executiva do Google, Kim Scott. Ela teve atuação marcante, também, em outra poderosa empresa, a Apple, antes de lançar o seu método, que você vai conhecer melhor, aqui, nesse post.

Resumo do Livro

A liderança é a chave para o sucesso de um gestor e da empresa que está sob seu comando. Um passo errado e consequências catastróficas podem advir para a empresa.

Com a concorrência alta que é enfrentada nos dias de hoje, vemos que ser um bom gestor tem se tornado cada vez mais difícil, mas ainda assim, longe de ser impossível.

Se você está a procura de uma melhor forma de gerir sua equipe, ou se deseja estudar gestão, precisamos te informar que esta leitura é indispensável para você.

Caso você só esteja buscando inspiração, recomendamos também. Você vai encontrar muita por aqui.

Criticar ou calar-se

“Se você não tem nada de bom para dizer a alguém, não diga nada”. Provavelmente, você já ouviu esse conselho. Segundo o livro Radical Candor, embora essa máxima possa funcionar entre familiares, amigos e comunidade, ela pode ser desastrosa no ambiente empresarial.

É isso mesmo, ou seja, você não entendeu errado. O método desenvolvido por Kim Scott defende que o líder deve oferecer feedbacks, construir um ambiente profissional e incentivar todo o time a ser radicalmente sincero, sem medo e sem culpa.

Está interessado em conhecer mais sobre o Radical Candor? Então, você pode continuar lendo o resumo aqui ou baixar o PDF ao lado! Vamos adiante!

Ilustrando o Radical Candor?

radical candor resumo

Scott usa um fato pessoal mesmo para ilustrar o seu método, o Radical Candor. Ela havia acabado de se juntar ao time do Google e fez uma apresentação para fundadores e CEO sobre os números do Google AdSense.

Ela estava nervosa, sim, mas tinha resultados positivos para mostrar. Na verdade, ela tinha em mãos um grande sucesso. No entanto, após a apresentação, sua superior imediata, Sheryl Sandberg a convidou para um feedback.

Sandberg começou elogiando o excelente desempenho da equipe e a apresentação. Mas… Isso mesmo, tinha um “mas” e, então, Scott sentiu que nem tudo estava 100% perfeito. E foi exatamente o que ocorreu, ou seja, ela foi criticada pela mania de dizer “hmmm” com muita frequência.

A chefe perguntou se isso era sinal de nervosismo e sugeriu que o Google contratasse um treinador para ajudá-la a se expressar melhor. Scott não achou o comentário relevante e desconsiderou a proposta. Assim, a chefe foi obrigada a ser extremamente sincera e explicar que aquele som a fazia parecer idiota.

Se a chefe de Scott não tivesse tido tão franca e direta, talvez ela nunca identificaria e corrigiria o problema.

A matriz Radical Candor

Ser sincero com a equipe nem sempre é tarefa fácil. E ser radicalmente sincero é ainda mais difícil para as lideranças. No entanto, Scott desenvolveu o seu próprio jeito, ou seja, ela criou um gráfico simples, dividido em quatro quadrantes.

Em sua matriz, o eixo vertical aponta para “cuidar das pessoas” e o eixo horizontal para “desafiar diretamente”. Assim, o ideal é que os feedbacks estejam no quadrante superior direito. Ou seja, exatamente onde se encontra o Radical Candor, ou a Sinceridade Radical.

Cuidar das pessoas

Sandberg somente pode ser franca com Scott porque ela se importava com o fato da funcionária parecer idiota perante os demais. 

E a autora garante que sua chefe deu outras demonstrações, visando promover o seu bem-estar e não focando apenas nos resultados. Por exemplo, quando a encorajou a tirar alguns dias de folga para cuidar de um parente doente.

Segundo o livro Radical Candor,  o ato de “cuidar das pessoas”, torna muito mais fácil dar o próximo passo como um bom líder.

Desafiar diretamente

Dizer ao outro qualquer coisa que não soe como imediatamente positiva é algo reprovado em nossa cultura ocidental, garante Scott. Mas segundo ela, cabe ao líder empresarial ser sincero e bem claro sobre o que não está funcionando. Ou seja, apontar as falhas da equipe é uma obrigação moral.

Entendendo cada quadrante

radical candor quadrante

Empatia Danosa

Para não causar tensões ou desconforto entre os membros da equipe, muitos líderes apelam por evitar a verdade em troca do bem-estar geral. Isso é o que Scott chama de “Empatia Danosa”.

Líder que não é sincero com sua equipe, tem uma equipe que não é sincera com ele. Assim, ninguém sabe o que se passa na cabeça do colega ao lado. Sem sinergia, sem conexão, a máquina não funciona direito.

A “Empatia Danosa” aparece como uma das maiores causas do baixo desempenho dos funcionários.

Falsidade Manipuladora

radical candor livro Download free

Aqui, a palavra-chave é a falsidade. Nesse quadrante, o líder manipula pessoas e situações, sempre em busca de algum ganho pessoal. Ele engana a equipe, fazendo-se de “bonzinho”. 

Preocupado com a opinião dos outros, esse líder nunca é sincero. Afinal, a sinceridade pode irritar e desagradar as pessoas. E, então, em vez de perguntá-las sobre o que pensam e expressar sua opinião quando discorda delas, ele passa a agir sorrateiramente.

Agressão Obstinada

Ao desafiar um colaborador diretamente, sem se preocupar sinceramente com o seu desenvolvimento, você cairá no quadrante da “Agressão Obstinada”. Isso é ruim, mas ainda é melhor do que não fazer nada. Pelo menos, o líder deixa bem claro para a equipe o que pensa sobre a performance de cada um.

Muitos líderes descem para os quadrantes “Empatia Danosa” e “Agressão Ofensiva” simplesmente porque não querem ser vistos como agressivos.

Radical Candor – Sinceridade Radical

silicon valley radical candor

A Sinceridade Radical resulta da combinação entre cuidar das pessoas e as desafiar diretamente. Ela exige que os líderes entendam que criticar honestamente os colaboradores não é sinônimo de maldade.

Entretanto, como colocar isso em prática? Scott criou um acrônimo para ajudar seus leitores a se lembrarem desses princípios: HUIDP.

  • H = Humilde
  • U = Útil
  • I = Imediata
  • D = Direta (em particular, quando for criticar; publicamente, para elogiar).
  • P = não levar para o lado Pessoal (Sandberg não lhe disse “você é uma idiota”, mas “você parece idiota quando faz esse som”: há uma grande diferença nisso).

Vamos focar então no eixo Radical Candor. 

Estimulando a cultura da Sinceridade Radical

kim scott kim scott radical candor ted talk

Em seu livro Radical Candor, Scott sugere colocar o quadrante em um post e explicar detalhadamente para a equipe o seu significado.

Depois, uma dica é usar adesivos coloridos, por exemplo, uma cor para elogios e outra para as críticas. Peça a cada funcionário para colar, no gráfico, as anotações no espaço correspondente às suas últimas interações. 

A autora alerta para evitar agir como ingênuos bem-intencionados, o que é altamente prejudicial. Segundo ela, o seu próprio aprendizado veio da forma mais difícil, quando tentou atuar, durante muito tempo, como mediadora entre profissionais que, claramente, jamais deveriam trabalhar juntos.

Assim, ao tentar agir diplomaticamente, ela criou um ambiente tóxico, exatamente o que se tentava evitar. A postura ideal do líder, nesses casos, consiste em insistir no diálogo franco entre os colegas – antes de envolver-se diretamente.

Se depois de todo esse esforço, o problema continuar, o líder deve se envolver – mas, sempre na presença de ambas as partes.

Encoraje as pessoas a reclamarem 

silicon valley radical candor

As pessoas devem saber que elas podem sim criticar seus superiores. E que não serão penalizadas por isso. Uma dica do livro Radical Candor é a reunião periódica. Nesse encontro, os funcionários podem criticar, elogiar, recomendar, sugerir e orientar os chefes.

Mas informe os gestores primeiro de que haverá a reunião e dê tempo a eles para se acostumarem com a ideia. Mostre que essa é uma iniciativa boa para todos.

Em seguida, esclareça novamente para as equipes que o objetivo da reunião é ajudar os seus chefes a serem melhores profissionais. Esse não pode ser um momento de promover vinganças pessoais ou “caça às bruxas”.

No livro Radical Candor, Scott sugere repassar todas as críticas ao chefe sem, necessariamente, identificar os respectivos autores.

Controle o clima

A coisa pode ficar tensa no início e exigir uma interferência. Veja algumas sugestões do livro Radical Candor que podem funcionar para evitar/apagar incêndios:

  • Tome notas você mesmo (não delegue essa tarefa a ninguém) e envie as informações registradas ao chefe em questão. Informe a todos os envolvidos que você compartilhará os registros.
  • Lembre a equipe que mudar um comportamento não é tarefa de um dia para outro. Assim, ninguém deve esperar uma transformação de 180º imediatamente.
  • Elabore uma lista de desejos, com duas ou três coisas principais que o chefe pode fazer diferente e apresente-a a ele.
  • Monitore de perto se o chefe vem trabalhando nessas questões.
  • E para evitar que a reunião se transforme em uma terapia de grupo, force a equipe a hierarquizar os desafios a serem enfrentados.

Cuide de si mesmo primeiro

radical candor silicon valley

Você não será capaz de se importar e cuidar dos outros, se antes não cuidar de si mesmo. Isso é como num avião, quando as máscaras de oxigênio caem. Nesses casos, se você que ajudar alguém ao seu lado, precisa se certificar de colocar a sua máscara primeiro.

Scott ressalta que cada líder tem a sua “máscara de salvação”. No caso dela especificamente, em um momento muito estressante de sua carreira, percebeu que a coisa mais importante que poderia fazer pela sua equipe não era contratar profissionais altamente gabaritados. Na verdade, era correr todas as manhãs!

E quando você assume esse compromisso consigo mesmo, é preciso respeitá-lo e cumpri-lo, mesmo que caia uma “chuva de granizo”.

Atenção aos detalhes

“Pequenas” ações podem impactar fortemente na definição dos valores e na criação da cultura organizacional. Assim, a autora sugere atenção especial ao ambiente de trabalho. Scott cita o exemplo do Vale do Silício, famoso por seus escritórios extravagantes e refeições preparadas por chefs de cozinha premiados.

Você deve estar pensando que isso é muito pra você. Não tem problema. Faça algo que esteja de acordo com a sua realidade. Que tal servir um cafezinho da marca que seus funcionários gostam? Você pode também acrescentar uns saquinhos de chá.

Ou seja, de acordo com o livro Radical Candor, a rotina de trabalho é o que, verdadeiramente, define o sucesso ou o fracasso de uma cultura organizacional.

Se você quer ir mais longe no tema cultura organizacional, temos aqui no blog 12min um artigo especial que relaciona livros sobre cultura organizacional sensacionais. Vale a pena conhecê-los!

Continue aprendendo

kim scott radical candor ted talk

Você gostou de conhecer a metodologia Radical Candor? Se quer saber mais sobre o assunto, acesse o microbook dessa obra no 12min – a sua plataforma de desenvolvimento pessoal. Lá você encontrará exemplos bastante enriquecedores.

O 12min disponibiliza uma série de outras obras fantásticas, dos mais renomados autores. Vale a pena conhecer a nossa biblioteca! Tudo nos formatos microbook e audio book. 

Você ainda pode acessar pelo celular, utilizando os aplicativos para Android ou iOS.

E já que a autora de Radical Candor iniciou seu sucesso profissional no Google, que tal conhecer um pouco mais sobre o lado de dentro dessa poderosa empresa. Então, pegue aí a nossa sugestão de leitura para hoje.

Como o Google Funciona – Alan Eagle & Eric Schmidt & Jonathan Rosenberg

Livro Como Funciona o Google

Nesse livro, os autores explicam como essa gigante focou o seu negócio no capital humano, fazendo dele o seu grande diferencial. Com essa estratégia, a Google tornou-se uma das empresas mais inovadoras do mundo e também desenvolveu uma cultura única, que fez com que seus funcionários se orgulhassem de trabalhar lá. Imperdível!

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu os ensinamentos de Kim Scott, em Radical Candor, e também as nossas dicas de leitura, deixe aqui os seus comentários! E lembre-se de compartilhar esse post em sua rede social!




Em Busca de Sentido

Viver em um campo de concentração nazista foi uma experiência brutal para centenas de milhares de prisioneiros, durante a Segunda Guerra Mundial. Viktor Frankl, autor do Em Busca de Sentido, é um sobrevivente dessa atrocidade, uma das maiores na história da humanidade. Isso só foi possível porque ele tinha um propósito, sua vida tinha um sentido e, assim, recusou-se a desistir.

Você também encontra o PDF do Em Busca de Sentido em resumo, aqui ao lado.

em busca de sentido pdf

A vida no campo de concentração era muito difícil. Os homens e mulheres foram tirados de suas rotinas e se concentravam apenas em sobreviver. E naquele cenário, Viktor Frankl, sua família e os demais prisioneiros eram pessoas comuns. Ou seja, não tinham superpoderes, não eram famosos ou mártires lutando por uma causa.

Além disso, os prisioneiros não tinham feito nada de errado. Eles eram apenas pessoas comuns lidando com circunstâncias extraordinárias. E, segundo Viktor Frankl foi delas que ele tirou seu conforto e a base para sua teoria de logoterapia – um novo tipo de psicoterapia, que mostra como o ser humano pode ser resiliente, quando encontra o verdadeiro sentido da vida.

Da experiência no campo de concentração, Viktor Frankl aprendeu que “não podemos evitar o sofrimento, mas podemos escolher como lidar com ele e encontrar um sentido nele”. E foi no campo de concentração que o autor do best-seller Em Busca de Sentido, PDF,  mudou sua perspectiva sobre o mundo e sobre as pessoas.

Você pode baixar o PDF aqui ao lado ou continuar lendo esse artigo.

Resumo do Livro

“Em Busca de Sentido” é um best-seller que já vendeu mais de 10 milhões de cópias no mundo todo. O autor Viktor Frankl, fundador da Logoterapia, mostra como sua experiência em busca do sentido de vida em um campo de concentração nazista mudou sua perspectiva sobre o mundo e sobre as pessoas.

Frankl afirma que não podemos evitar o sofrimento, mas podemos escolher como lidar com ele e encontrar um sentido nele.

A teoria de Frankl contesta as idéias de Freud, que acreditava que o sentido da vida era perseguir o prazer.

Se você anda buscando inspiração ou força para superar qualquer desafio, falamos sem medo de errar: Esta leitura é para você!

Em Busca de Sentido

O livro Em Busca de Sentido, mostra que as lições de vida são aprendidas com as circunstâncias. As duas Guerras Mundiais contribuíram fortemente para o estudo da psicologia da saúde mental dos soldados e dos sobreviventes dos campos de concentração.

Viktor Frankl foi um prisioneiro judeu e, também, psiquiatra. Assim, do lado de dentro, sentindo na pele o que ocorria nos campos de concentração, ele pode se aprofundar nos estudos. Ele focou não apenas em suas próprias reações e comportamentos nessa situação, mas também nos seus companheiros de prisão. O que ele descobriu, mudou a psicanálise para sempre.

O PDF do livro Em Busca de Sentido relembra que todos os prisioneiros perderam suas vidas, posses, famílias e amigos… tudo. Muitos deles desistiram, mas outros encontraram uma razão para viver, apesar do sofrimento. Alguns agarraram-se na possibilidade de reencontrar as pessoas amadas e imaginaram como se sentiriam se as vissem de novo.

Outros prisioneiros se apegaram à determinação de sobreviver para que pudessem voltar às suas vidas. E, ainda, existiam aqueles que focaram em objetivos que sonhavam alcançar no futuro, quando fossem libertados dos campos.

Porque essas pessoas tinham um propósito, suas vidas tinham um sentido. Assim, recusaram-se a desistir, a menos que seus corpos desistissem por elas, garante Viktor Frankl. O que ele descobriu nos campos de concentração o surpreendeu. Ou seja, contrariando a teoria de Freud, o autor do livro Em Busca de Sentido viu e experimentou que o homem não é guiado simplesmente pelo desejo.

Quando um homem tem um motivo verdadeiro para viver, ele vai lutar por isso. Essa experiência acabou se tornando a base para a psicoterapia de Frankl: a Logoterapia.

A logoterapia de Viktor Frankl

em busca de sentido resumo

Enquanto Freud acredita que o sentido da vida é perseguir o prazer, a teoria de Frankl defende que o propósito da vida não só separa o ser humano dos animais, mas também faz com que vivamos realizados, mesmo em tempos difíceis. Veja outras diferenças apresentadas no livro Em Busca do Sentido:

Psicoterapia Regular:

  • Trabalha mais em termos das retrospecção e introspecção;
  • Escuta o paciente discutir experiências dolorosas do seu passado e os impactos que essas experiências tiveram no presente;
  • Focando no passado, pode gerar neuroses internas.

A Logoterapia:

  • Foco no que acontecerá no futuro;
  • Confronta o paciente e reorienta-o quanto ao seu sentido de vida;
  • Ajudar o cliente a vencer suas neuroses.

Enfim, a Logoterapia é uma tentativa de ajudar alguém a encontrar sentido e usá-lo para fazer mudanças necessárias e passar por circunstâncias difíceis em sua vida.

Buscando uma razão para viver

viktor frankl em busca de sentido

A busca pelo sentido da vida, geralmente, gera tensões e turbulências internas. Enquanto tenta determinar seu propósito, uma pessoa pode se sentir inquieta e desconfortável. Mas, de onde vem esse desconforto?

Segundo o livro Em Busca de Sentido, o desconforto vem de uma crise existencial. Ou seja, de não saber porque você vive ou o que você deve fazer com sua vida. Sentir-se sem rumo e sem direção pode causar muita turbulência interna.

Passar por essa situação chega ao ponto de atrapalhar as pessoas a descobrirem seu verdadeiro propósito. No entanto, existem aqueles que preferem não sentir nada, ao invés de se sentirem desconfortáveis.

Viktor Frankl explica que nós associamos o sentimento de desconforto a alguma coisa que não queremos, mas que devemos fazer. Por exemplo, tomar uma injeção. Ninguém gosta, mas sabe que é necessária. Crescimento interior é de certa forma similar a isso. Sair da zona de conforto e descobrir o propósito de vida não será agradável a princípio. No entanto, embora exista um certo grau de tensão, esses sentimentos são essencialmente benéficos.

O que a humanidade é capaz de fazer

Esse desconforto que uma pessoa sente ao se esforçar por um objetivo é parte essencial da vida. É por meio dessa luta que descobrimos nosso verdadeiro sentido – nosso propósito de vida. Encontrá-lo pode ajudar a nos mantermos saudáveis e vivos.

Se a Segunda Guerra Mundial nos ensinou alguma coisa é que muitas pessoas não têm limites quando se trata de destruir outro ser humano. Aos olhos do Dr. Frankl, no livro Em Busca de Sentido, pessoas decentes são a minoria, e esse continuará a ser o caso a menos que o ser humano esteja disposto a se tornar a melhor versão dele mesmo.

É indiscutível, então, que trabalhemos duro para encontrar nossos propósitos, para que possamos sobreviver aos maus-tratos das pessoas imorais e para que nos esforcemos para tornar o mundo cada dia melhor.

O vácuo existencial dentro de nós

As atitudes dos nazistas eram bárbaras e injustificáveis. Mas como muitas pessoas participaram dessas atrocidades? A resposta está em um vazio interior conhecido como vazio existencial. Esse vazio produz o desejo de fazer aquilo que os outros querem (uma forma de totalitarismo) ou fazer o que os outros estão fazendo (também conhecido como conformismo).

De acordo com os psiquiatras, o senso de vazio é um dos principais fatores que leva ao suicídio, agressão, depressão e para os vícios de drogas, álcool e sexo – e todos essas coisas aumentaram consideravelmente no último século.

em busca de sentido resumo pdf

Ao invés de procurar pelo verdadeiro sentido da vida, o Em Busca de Sentido afirma que muitos procuram pelo sentido em outras pessoas. Ou seja, eles acreditam que isso os livrará do vazio que sentem. Na verdade, a única coisa que pode preencher esse vazio é o seu propósito.

Viktor Frankl defende que o seu verdadeiro sentido pode recompensá-lo com um senso de felicidade e de realização, sem interferir na vida ou no direito de outras pessoas.

Assumindo responsabilidades

em busca de sentido pdf baixar

“Viva como se fosse sua segunda chance e como se tivesse agido de maneira errada antes”.

Esse conselho dos logoterapeutas tem a habilidade de estimular o senso de responsabilidade de uma pessoa, encorajando-a a imaginar que o presente já aconteceu, ganhando. Fazendo isso, ela pode promover mudanças positivas de diversas maneiras.

Logoterapeutas reconhecem que cada pessoa deve decidir como viver sua vida e deve responder por sua própria consciência.

Assim, Em Busca de Sentido PDF aconselha que, ao procurar por seu sentido da vida, observe cada situação e como você se sente: ansioso ou realizado? Você se sente tentado seguir a multidão ou está determinado a trilhar seu próprio caminho?

Pense em seu futuro e o que você quer conquistar na vida. Como você deve alcançar essas coisas? Olhar para seu futuro vai ajudá-lo a criar seu próprio caminho e a se sentir realizado no presente momento.

Encontrando sentido no amor

o sentido da vida viktor frankl

Amor sincero e profundo pode manter uma pessoa em pé nos piores momentos. Apesar da emoção do amor ser sentida dentro de nós, é por causa do exterior que o experimentamos. Portanto, o conceito de que o amor de alguém pode ser seu sentido da vida funciona bem com a teoria da Logoterapia, que afirma que o homem não encontra seu propósito dentro de si, mas sim fora.

Considere a experiência pessoal de Viktor Frankl . O amor dele pela esposa Tilly lhe deu um sentido e o sustentou até ser libertado do campo de concentração. Assim, enfatiza o autor, um homem que já não tem mais nada a perder – nenhuma identidade, posses ou dinheiro – pode ainda ter uma razão para viver e experimentar a felicidade, se pensar em alguém que ama.

7 frases de Viktor Frankl para você refletir

Uma reação anormal a uma situação anormal é um comportamento normal.

Quando não somos mais capazes de mudar uma situação, somos desafiados a mudar a nós mesmos.

O amor é a única maneira de compreender outro ser humano no núcleo mais íntimo de sua personalidade. Ninguém pode tornar-se plenamente consciente da própria essência de outro ser humano, a menos que ele o ame.

Não aponte para o sucesso. Quanto mais você mirar e torná-lo um alvo, mais você vai sentir falta dele. Para o sucesso, como a felicidade, não pode ser perseguido, deve acontecer …

Aqueles que têm um “porquê” para viver podem suportar quase qualquer “como'”.

Mas não havia necessidade de se envergonhar de lágrimas, pois, as lágrimas testemunhavam que um homem tinha a maior coragem, a coragem de sofrer.

A única coisa que você não pode tirar de mim é a maneira que escolho responder ao que você faz comigo. A última das liberdades é escolher a atitude de uma pessoa em qualquer circunstância.

Aprendizado contínuo

Você curtiu o resumo do livro Em Busca de Sentido? O best-seller já vendeu mais de 10 milhões de cópias no mundo todo. Um sucesso desse tamanho não é fruto do acaso, não é mesmo? A verdade é que o livro é de fato fantástico.

Se você quer conhecer outras obras também fascinantes, o 12min tem uma categoria específica de Psicologia. Vale a pena conhecer. Todas as obras são disponibilizadas nos formatos microbook e audio book.

Nós selecionamos para você uma outra sugestão de leitura imperdível. Anote aí!

Mortais – Atul Gawande

livros de viktor frankl

Nós, a Medicina e o que realmente importa no final. Atul Gawande é médico e jornalista americano. Nesse livro, ele aborda a forma como lidamos com o envelhecimento e com a morte e nos leva a refletir sobre a maneira como enxergamos essa fase da vida. O microbook apresenta experiências modernas sobre a mortalidade humana e suas fraquezas, explorando os limites do ser humano. Confira o resumo dessa obra feito pelo 12min aqui mesmo:


Mortais

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você gostou desse post, deixe o seu comentário. E lembre-se de compartilhá-lo com os seus amigos. Afinal, se as informações foram úteis para você, certamente, serão valiosas para eles também.




Propósito

Você já se questionou sobre o que veio fazer no mundo? Com o livro Propósito, a Coragem de Ser Quem Somos, você vai aprender a pensar sobre esse assunto e sobre os fatos da sua vida que podem estar impedindo-o de seguir o seu caminho. 

proposito pdf

Propósito foi escrito pelo mestre espiritual brasileiro, Sri Prem Baba. Segundo ele, toda criança nasce sabendo qual é o seu propósito e continua com ele até a juventude. Aos poucos, porém, passamos a acreditar nas vozes externas que insistem em colocar dúvidas em nossos sonhos.

Em um certo momento, nos damos por vencidos, até nos esquecermos de vez do que alimenta o nosso coração e passamos a viver os sonhos dos outros.

O livro Propósito afirma que a fundação da nossa personalidade acontece nos sete primeiros anos de vida. Assim, as crenças instaladas nesse período vão nos influenciar pelo resto dos nossos dias.

Continue lendo o resumo do livro Propósito aqui mesmo ou, se você preferir, acesse a  versão em PDF, ao lado.

Resumo do Livro

Você conhece o seu propósito?

Com que frequência pensa nele? Sabe para onde está indo? Tem certeza do que anda fazendo?

Essas são perguntas que nem sempre fazemos, mas que deveríamos. Afinal de contas, todos ocupamos um espaço nesse mundo e devemos ao menos saber o que estamos fazendo aqui.

O Mestre Sri Prem Baba traz neste livro reflexões importantes e profundas a respeito do tema.

Se você gostaria de entender ou rever alguns aspectos da sua vida e/ou se questionar se está vivendo uma vida que vale a pena ser vivida, fique a vontade e seja bem vindo. Essa leitura é para você!

A maldade

O autor do livro Propósito afirma que a criança aprende bem cedo que é uma vítima das circunstâncias externas. E junto com isso ela aprende também que precisa se defender, criando vários mecanismos de defesa e adquirindo condicionamentos e crenças limitantes.

Tais mecanismos são limitantes, explica Sri Prem Baba, porque, ao mesmo tempo em que servem para proteção, geram separação e esquecimento. Ele define esses mecanismos de proteção como “natureza inferior”, “eu inferior” ou “maldade”.

Além disso, o livro Propósito orienta: abra mão das expectativas em relação aos seus filhos.  Isso porque, se você não tem consciência das próprias carências, inevitavelmente, vai querer moldar os filhos de acordo com suas expectativas.

Por exemplo, caso tenha sido humilhado, é bem provável que, estando numa posição de autoridade diante da criança, você acabará abusando desse falso poder. Assim, você acaba reeditando a sua história por meio da criança e transmitindo para ela as suas maldades.

Ou seja, muitas vezes você pensa que está amando o seu filho, mas está apenas tentando resolver o seu próprio problema e dramas.

Seus vícios podem esconder repressões

O mestre espiritual Sri Prem Baba, alerta: se você possui algum tipo de vício, examine-os com cuidado. Eles podem estar mascarando sombras do seu eu que precisam ser resolvidas. 

Os principais “amortecedores” que impedem o despertar da consciência são o sexo, o dinheiro e a comida. A compulsão, por exemplo, é uma das manifestações da impulsividade. Não importa se é compulsão por comer, comprar, falar ou transar. 

Na base disso tudo está uma carência, um vazio existencial que não se preenche pelo excesso das coisas. Quando a compulsão não é atendida, cria-se uma ansiedade que precisa ser tratada para se interromper o ciclo vicioso já instalado.

A preguiça também mascara algo

proposito resumo

A preguiça se manifesta de forma passiva ou ativa. Na forma passiva, a pessoa não consegue fazer o que tem para fazer. Às vezes, nem consegue sair da cama, desdobrando-se em depressão.

Na forma ativa, a pessoa faz muitas coisas, menos aquilo que realmente precisa ser feito. Acaba se tornando um workaholic por procrastinação.

Outros comportamento, segundo o autor, que podem esconder dramas são:

  • Distração: é quando você não consegue colocar a alma naquilo que está realizando;
  • Orgulho: é um condicionamento de falsa superioridade para gerar proteção; 
  • Vaidade, soberba, timidez, complexo de inferioridade ou superioridade, vitimismo e falsa humildade.

Em suma, qualquer tipo de vício ou maldade nasce de uma carência.

Sofrer para ser feliz é autossabotagem

proposito a coragem de ser quem somos

O livro Propósito contesta a crença popular de que, para ser feliz, você precisa sofrer. Segundo o autor, essa crença se desdobra de diversas maneiras, entre elas:

  • Com a ideia de que você precisa trabalhar e se esforçar muito para tirar um dia de folga.
  • Que você precisa se sacrificar bastante, para um dia poder relaxar, porque desfrutar da vida é coisa de vagabundo.
  • Que para ser uma pessoa espiritual, você precisa fazer votos de pobreza.
  • Que o propósito da alma só pode ser realizado por meio de um trabalho social, de caridade ou de alguma profissão que lide com assistência ou bem-estar humano.

Mas o mestre rebate tudo isso, afirmando, por exemplo, que você não precisa conquistar o mundo para ser feliz. E mais, você pode ser feliz agora e não precisa necessariamente fazer caridade ou ser professor de yoga para viver a felicidade etc.

Confiança é a base da prosperidade

a coragem de ser quem somos

Geralmente, a pessoa que mais tem medo de não receber é aquela que menos consegue dar, afirma o autor do livro Propósito. O medo faz com que ela não confie que irá receber de volta o que tem para dar.

Esse é um dos sintomas do medo da escassez, que é um desdobramento da falta de confiança.

Quem não confia, não ama, pois, a confiança é como uma ponte para o amor. Se o relacionamento estiver contaminado pela desconfiança, mesmo que seja por uma pequena porção dela, o crescimento do amor ficará comprometido.

A origem da falta de confiança

A mãe é, sem dúvida, o maior símbolo da confiança, afirma Sri Prem Baba. Hoje em dia, a Ciência prova que a criança recebe todos os impactos do ambiente ainda na barriga da mãe. 

Aliás, garante o livro Propósito, isso ocorre não somente no entorno, mas também do mundo psicoemocional da mãe, com todas as suas dúvidas, medos, alegrias e tristezas. Às vezes, o leite chega com sabor de rejeição, impaciência e raiva; e às vezes o leite não chega.

proposito livro

Nesse contexto, as crenças começam a ser formadas e o medo da escassez dão os primeiros sinais em nosso sistema. Isso quer dizer que o medo da escassez não se relaciona somente com o dinheiro, mas também ao medo da falta de carinho, acolhimento e amor.

Pelo fato do contato com a mãe ser tão determinante para a formação da base da autoconfiança, o autor sempre enfatiza a necessidade de reconciliação com o feminino, não somente na forma da mãe, mas também na forma da natureza, do corpo humano e das mulheres em geral.

Confiar de novo…

No livro Propósito, Sri Prem Baba chama a atenção para a necessidade de você reaprender a ter confiança. Isso mesmo, reaprender. Afinal, todos nós nascemos confiando e assim seguimos até o momento em que nos ensinam a sentir medo.

O medo é como um supervírus. Não existe um remédio específico e o tratamento é difícil. Mas, muitas vezes, você dá um passo em direção à confiança e diz: “Ok, eu vou confiar!”

Então, depois disso, você resolve seguir os comandos do seu coração. No entanto, pode ocorrer um retrocesso, se alguma coisa não sair do jeito que você planejou. Mas, a verdade é que faz parte do aprendizado da confiança correr riscos.

O perdão

livro propósito

Sri Prem Baba garante: enquanto você não perdoar a sua mãe, não perdoará o feminino, e, se não perdoar o feminino, seguirá destruindo o planeta e a sua própria vida.

Quando você se reconcilia com o feminino, por meio do perdão, o medo deixa de ter poder sobre você e o ódio também se torna impotente.

Além disso, se a sua consciência está identificada com a sombra dos seus pais, inevitavelmente você sente a dor da carência e ela traz outros sintomas: ciúme, inveja, competição, impotência, avareza e todo tipo de miséria.

Então, se você quer seguir pelo caminho do autoconhecimento e da autorrealização, o autor sugere fazer a si mesmo algumas perguntas importantes: 

  1. Quando perdi a confiança? Quando passei a duvidar e a ter medo?
  2. Como posso voltar a confiar?

As suas respostas podem ajudá-lo a traçar o mapa das crenças que dão sustentação a seus medos.

Seu sucesso está na alma e não no ego

O verdadeiro sucesso diz respeito à realização do propósito da alma, mas a maioria das pessoas acredita que o propósito está na realização do ego. Segundo o livro Propósito, essa noção equivocada também nasce da carência afetiva.

Para o autor, o ego é importante, mas nós não somos o nosso ego. Ele é, na verdade, um personagem. A ele damos o papel de protagonista da história da nossa vivência terrestre. E esse personagem é importante para que vivamos as situações e absorvemos os aprendizados.

Entretanto, nós não somos esse personagem, mas sim o ator que interpreta esse papel, ou seja, o espírito.

Se no desenrolar do enredo da vida, os desejos do personagem começam a virar um fim em si mesmo, o sucesso do ator, que é realizar o propósito da alma, geralmente é comprometido.

O livro Propósito e o caminho para libertação

livro proposito prem baba resumo pdf

O caminho da liberdade que nos leva à autorrealização acontece pela ação desinteressada. Ou seja, ela possibilita que deixemos de produzir reações e, consequentemente, que nos livremos dos condicionamentos

Isso só é possível quando nossa ações – o karma – e o nosso propósito – o dharma – estão alinhados. Isso quer dizer que nossas ações devem corresponder ao que de fato viemos fazer aqui.

Quanto mais alinhadas estiverem com o propósito maior, mais efeitos positivos nossas ações causarão e mais consciência elas trarão ao planeta. Afinal, o propósito da alma individual está diretamente ligado ao dharma e ao karma coletivos.

Em última instância, portanto, a espiritualidade é sinônimo de desapego.

Então, você curtiu o resumo do livro Propósito, do mestre Sri Prem Baba? Acesse o microbook, no 12min, para você se aprofundar um pouco mais no assunto. Essa é, sem dúvida, uma obra imperdível!

7 frases inspiradoras do mestre Sri Prem Baba

 

Continue aprendendo

Nós temos certeza que você aprendeu muito com o mestre Sri Prem Baba, mas é preciso se manter no caminho do crescimento e do autoconhecimento. E, nesse caso, os livros serão sempre seus fortes aliados.

No 12min, a sua plataforma de desenvolvimento pessoal, você encontra microbooks das mais fascinantes obras e renomados autores. Elas estão em diversas categorias, como Estilo de Vida, Motivação, Comportamento, Empreendedorismo, Finanças, Liderança, Marketing,  entre outras.

E como sempre fazemos, nós do 12min encerramos o post com uma sugestão de leitura superinteressante. Pegue aí a nossa dica de hoje!

Em Busca de Sentido – Viktor Frankl

Livro Em Busca de Sentido

Viver em um campo de concentração nazista foi uma experiência brutal para centenas de milhares de prisioneiros, durante a Segunda Guerra Mundial. Viktor Frankl, autor do livro Em Busca de Sentido, é um sobrevivente dessa atrocidade, uma das maiores na história da humanidade. Mas isso só foi possível porque ele tinha um propósito, sua vida tinha um sentido e, assim, recusou-se a desistir.

Dessa experiência, Viktor Frankl aprendeu que “não podemos evitar o sofrimento, mas podemos escolher como lidar com ele e encontrar um sentido nele”. E foi no campo de concentração que o autor do best-seller Em Busca de Sentido mudou sua perspectiva sobre o mundo e sobre as pessoas. 

Boa leitura e ótimos aprendizados!

As informações acima foram relevantes para você? Deixe aqui os seus comentários e lembre-se de compartilhar esse post em sua rede social!




Empresas Feitas para Vencer

Por que alguns empreendimentos alcançam a excelência e outros não? A resposta está no livro Empresas Feitas para Vencer, inclusive, com inúmeros exemplos de negócios que saíram do status de medíocres ou até mesmo ruins, para excelentes.

empresas feitas para vencer pdf

Para escrever esse best-seller, Jim Collins realizou uma ampla pesquisa, com o objetivo de  responder à seguinte pergunta: empresas conseguem desafiar a lógica e se manterem excelentes por um longo período de tempo? Se sim, quais são as características comuns que as levam ao sucesso?

O autor analisou dados financeiros, artigos e uma extensa base de informações corporativas de grandes empresas americanas. Além disso, ele entrevistou os executivos das mesmas organizações. O que ele encontrou, está em seu livro.

Vamos descobrir os segredos das empresas feitas para vencer?

Sobre Jim Collins

Antes de entrarmos de vez no resumo do best-seller Empresas Feitas para Vencer ( (Good to Great, na versão original), que tal conhecer um pouco mais sobre o autor? Jim Collins é referência mundial, quando o assunto é liderança, gestão ou estratégia. Ele escreveu seis livros e já vendeu mais de 10 milhões de cópias, em 32 idiomas.

Para muitos estudiosos, Collins é o sucessor de Peter Drucker, considerado o “maestro” da administração moderna. Todas as suas obras são resultado de detalhadas pesquisas em inúmeras empresas.

Em 1995, Collins fundou um laboratório de gestão, em Boulder, Colorado. Nesse local,  ele conduz pesquisas e ensina executivos de setores corporativo e social.

Agora, então, vamos ao resumo do best-seller de Jim Collins.

Resumo do Livro

O livro Feitas Para Vencer, de Jim Collins, é um best seller global que vai mostrar várias empresas que saíram de um lugar ruim, no que diz respeito a performance, e se tornaram gigantes do mercado.

Como? É possível?

Sem dúvida!

Aqui, veremos como todo e qualquer empreendimento pode crescer se tiver a gestão certa. E que a gestão certa é bem possível.

Recomendado para empreendedores, gestores em geral, ou apenas pessoas que gostam de buscar inspiração no interessante mundo do empreendedorismo, esta é uma leitura ideal, leve, didática e, com certeza, transformadora.

Fique até o final e colecione insights!

Confronte a verdade

empresas feitas para vencer resumo

Mas o que significa confrontar a verdade? O livro Empresas Feitas para Vencer traduz isso como o ato de promover discussões honestas e abertas sobre a realidade da organização, mercado etc.

Segundo Collins, enfrentar os fatos pode ser um processo muito difícil e desanimador. No entanto, se sua empresa criar o ambiente correto para discutir os problemas e as soluções, conseguirá motivar os funcionários a alcançar o sucesso.

Nesse contexto, as lideranças têm o papel de promover o diálogo aberto, sem monopolizar e sem recusar as contribuições. E, principalmente, elas não podem apontar o dedo e culpar os outros pelos problemas.

O livro Empresas Feitas para Vencer revela que em sua pesquisa, as organizações bem-sucedidas foram as que avaliaram e aceitaram suas circunstâncias. O autor exemplifica com os cases da  Kroger e a A&P – duas cadeias de supermercados.

De acordo com Collins, ambas investiram em lojas menores e mais tradicionais, que contrariavam os desejos dos seus consumidores naquele momento. No entanto, a  Kroger aceitou essa realidade e trabalhou para remediar o problema. Por outro lado, a A&P se recusou a admitir os fatos e a reagir. Sua teimosia o tirou da posição de destaque no segmento.

Enfim, Empresas Feitas para Vencer alerta: quando um problema aparece, faça dele uma prioridade.

Siga o conceito Ouriço

Ouriço, segundo Collins, é um plano claro para alcançar os objetivos do seu negócio. Mas de onde vem esse conceito? Empresas Feitas para Vencer explica que ele se baseia na história de um duelo entre uma raposa e um ouriço.

A raposa é um animal inteligente, ágil e que é capaz de atacar de diversas maneiras. Por outro lado, a única estratégia do Ouriço é se tornar uma bola de espinhos e rolar o mais rápido possível. E ele faz isso muito bem. Assim, sempre vence a raposa e consegue escapar.

As empresas ouriço sabem fazer uma coisa profundamente e focam nisso. As demais empresas agem como a raposa. Ou seja, fazem muitas coisas, mas falta consistência.

As 3 ideias fundamentais do conceito Ouriço

  • Identificar sua paixão. Sem paixão, as empresas não conseguem chegar muito longe.
  • Identificar o que você consegue fazer melhor que qualquer um no mundo e colocar isso como o foco do seu negócio.
  • Identificar como se pode lucrar da maneira mais eficaz possível e como capturar mais valor do seu mercado.

Para colocar essas ideias em prática, é preciso promover mudanças. O livro Empresas Feitas para Vencer PDF cita o exemplo da cadeia de drogarias Walgreens, que também era dona de restaurantes. O CEO Charles R. Cork Walgreen III alcançou o sucesso, quando decidiu focar no melhor investimento e deixar o serviço alimentício de lado.

Invista em disciplina

Aplicar disciplina não significa colocar as lideranças para atuarem como ditadores. Não é nada disso. O que o autor do livro Empresas Feitas para Vencer defende é o treinamento dos funcionários de todos os níveis hierárquicos, para que desenvolvam a autodisciplina. Com isso, todo mundo na empresa sabe o que precisa ser feito e como fazê-lo.

Pessoas disciplinadas seguem o plano e cumprem todas as suas responsabilidades, não importando as circunstâncias. Isso acontece tanto relação aos seus pensamentos, quanto em relação às suas atitudes.

Contrate as pessoas certas. Demita as ineficientes

baixar o livro empresas feitas para vencer pdf

Muitas empresas que falharam em alcançar a excelência mantinham funcionários ineficientes em posições-chave. Além disso, elas não se preocuparam em atrair para os seus times os mais brilhantes talentos e, também, os mais disciplinadas.

A dica do livro Empresas Feitas para Vencer é: primeiro encontre as melhores pessoas; o que você faz com elas vem depois.

Segundo Collins, as empresas menos bem-sucedidas, muitas vezes, decidem primeiro o que fazer e depois encontram as pessoas. No entanto, garante, esse é um sistema frágil, que logo vai desabar.

Então, lembre-se sempre que a sua empresa precisa das pessoas certas, antes de começar seu planejamento. Mas não contrate ninguém que não possuirá um lugar na empresa no futuro.

Use a tecnologia com um propósito

O livro Empresas Feitas para Vencer é claro nesse ponto. Ou seja, para o autor, novas tecnologias sem um propósito são perda de tempo, de esforço e de dinheiro. O Walgreens entendeu isso, quando as farmácias online começaram a surgir. Então, em vez de se apressar, o grupo considerou cuidadosamente um plano de ação.

Collins explica que, se a tecnologia não se encaixa nos três princípios básicos do conceito Ouriço, ela não deve ser utilizada. E não importa quão popular ela seja na indústria. Somente uma empresa medíocre corre para implantar novas tecnologias sem nenhum propósito, com medo de se tornar ultrapassada.

Tenha líderes excepcionais

empresas feitas para vencer resumo pdf

Collins descobriu em sua pesquisa que os melhores líderes eram humildes e trabalhavam duro. E que cada grande empresa possuía, durante os períodos de transição para a excelência, um líder excepcional.

De acordo com O livro Empresas Feitas para Vencer, algumas características do líder excepcional são:

  • Eles parecem calmos, em razão de sua natureza mais reservada, mas também possuem ambições profissionais.
  • Suas ambições são direcionadas para a empresa e não para eles mesmos.
  • Eles fazem tudo pelo sucesso da empresa, não importa o quão difícil seja.
  • Para eles, o objetivo é formar outros líderes para alcançar ainda mais sucesso, mesmo que isso os deixe ofuscados por seus sucessores.
  • Eles veem potencial em todos os lugares.
  • Eles olham para os outros, quando as coisas dão certo e dão o reconhecimento a seus times.
  • São grandes colaboradores e não exibicionistas.

Siga os princípios do Ouriço o tempo todo

Apenas um número seleto de empresas alcança o sucesso e um número ainda menor permanece em um estado de excelência. E o livro Empresas Feitas para Vencer garante que o truque é manter a fórmula para a excelência, enquanto as condições do negócio mudam com os anos. É o que Collins chama de a “física” que permanece ao longo dos anos para gerar a mudança de “bom” para “excelente”.

O processo se resume a sempre ter as melhores pessoas possíveis nos lugares corretos e manter uma conversação constante sobre o estado das coisas, incluindo as áreas que precisam de melhora. Admitindo honestamente onde estão as falhas, uma empresa começa a melhorar e prevenir desastres.

Dedicação e disciplina

A pesquisa de Collins identificou que o processo pelo qual as empresas passaram para alcançar o sucesso exigiu anos de trabalho dedicado e disciplinado. Além disso, cada funcionário se manteve focado nos objetivos definidos.

Ou seja, o sucesso veio, mas a estrada para chegar lá foi  longa. Empresas Feitas para Vencer mostra que as organizações vitoriosas passam por um desenvolvimento gradual até atingir a excelência e não há como definir em que momento esse processo acabou.

Um dia, a empresa vai perceber que alcançou seus objetivos e que agora mudou seu foco. Por outro lado, as empresas medíocres muitas vezes tentam acelerar o caminho para o sucesso, com resultados pobres.

Collins adverte: você não pode apressar a perfeição. Pular passos importantes leva ao fracasso. Só o tempo e o esforço levam à excelência.

10 citações inspiradoras de Jim Collins

Continue aprendendo

Empresas Feitas para Vencer livro

O microbook de Empresas Feitas para Vencer, PDF, integra a biblioteca do 12min, juntamente com outras obras valiosas e autores extremamente competentes. E eles estão em diversas categorias, como Produtividade, Psicologia, Marketing e Vendas, Motivação, Empreendedorismo, entre outras. Vale a pena conferir!

Todos os microbooks foram elaborados para serem lidos em apenas 12 minutos. E, se você preferir, acesse-os na versão audio book.

Para lhe dar uma mãozinha na escolha dos melhores livros, nós selecionamos pra você uma sugestão imperdível para quem busca alcançar o sucesso. Pegue aí!

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Stephen R. Covey

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes - Stephen R. Covey

Com mais de 15 milhões de exemplares vendidos no mundo inteiro, Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes é sem dúvida um fenômeno editorial. Traduzido para 38 idiomas, esse best-seller de desenvolvimento pessoal e organizacional vem ajudando as pessoas a encontrarem o equilíbrio, para solução de questões do cotidiano.

O autor Stephen Covey afirma que para se obter mudanças realmente significativas, você precisa investir em novos hábitos e mudar crenças fundamentais que formam a sua visão do mundo. Ou seja, a transformação verdadeira vem “de dentro para fora.” E, para isso, não existem atalhos.

Assim, se você estiver pensando no seu crescimento pessoal e profissional, aprenda a olhar para dentro e faça uma autoavaliação. Supere alguns hábitos negativos estabelecidos, como a procrastinação, egocentrismo ou ansiedade, por exemplo.

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu resumo do livro Empresas Feitas para Vencer, deixe o seu comentário! E lembre-se de compartilhar esse post em sua rede social!




Você Pode Curar sua Vida

Você está convidado a descobrir uma nova forma de lidar com os problemas do cotidiano. O livro Você Pode Curar sua Vida propõe uma autoanálise profunda e um reconhecimento do seu poder interior como ferramentas de transformação.

você pode curar sua vida pdf

A autora Louise Hay garante que a força de cada pessoa vem de dentro. Assim, para ir mais longe, crescer e fortalecer, é preciso se descobrir e conhecer a si mesmo. E ela chama a atenção para as vantagens do pensamento positivo.

Com essa obra, você aprenderá outras lições valiosas, como enxergar o presente como oportunidade única para se agir. A autora fala também de amor próprio, perdão, mudanças, cura holística e muito mais…

Ficou interessado? Ótimo! Continue lendo aqui o resumo do livro Você Pode Curar sua Vida. Ou, se preferir, acesse, o PDF ao lado. Vamos lá!

Resumo do Livro

Você tem o poder da cura em suas mãos. Sabia?

Sim, é verdade!

Nesta leitura, você aprenderá como é possível superar doenças e viver plenamente, tão somente investindo em ideias positivas e vibrações que reconhecem e emanam todo o nosso poder interior.

Este é o método de cura holística e muito sobre ele lhe será apresentado nas linhas abaixo.

Se você se interessa por assuntos energéticos, pelo poder quântico de nossas mentes, holismo, ou se apenas se vê como uma pessoa resistente a mudanças, te dizemos sem medo de errar: Essa leitura é para você!

Fique conosco até o final e se surpreenda!

A força do pensamento

você pode curar sua vida resumo

O Universo reflete cada pensamento que temos em forma de acontecimentos. Tudo aquilo que experimentamos no plano físico está diretamente ligado à forma como vemos a vida. 

Assim, o livro Você Pode Curar sua Vida explica que, se você acredita que todo mundo quer prejudicá-lo, o Universo se encarregará de colocar essas pessoas ao seu redor, para que, de fato, elas lhe façam mal.  

Por outro lado, se você pensa que as pessoas querem o seu bem, elas chegarão em sua vida para torná-la melhor.

A autora lembra, então, que o ponto do poder está sempre no momento presente. Aquilo que você pensa e sente agora criará as experiências do amanhã. Mas lembre-se, pensamentos podem ser modificados.

Você pode usar o pensamento a seu favor e criar uma realidade agradável. Ou pode sucumbir ao seu poder e continuar impotente frente aos acontecimentos da vida.

A falta de amor próprio

Uma vida plena e feliz está diretamente relacionada à nossa capacidade de nos amarmos. 

Assim, de acordo com o livro Você Pode Curar sua Vida, se você não amar a si próprio, experimentará um vazio interior, que tentará preencher com o amor e a valorização dos outros. 

E o que você ganha com isso? Segundo a autora, nada de bom, porque você estará sacrificando a sua felicidade e abrindo mão de sonhos e objetivos em troca da aprovação de terceiros. 

A verdade é que nenhuma outra pessoa é capaz de suprir o amor e o reconhecimento que você não dá a si mesmo, da mesma maneira que você não é capaz de amar alguém sem amar a si mesmo antes.

Ou seja, somente quando você aprender a se amar e se aceitar é que a sua vida fluirá de maneira positiva e harmoniosa.

Não perdoar nos torna doentes

voce pode curar sua vida livro

As doenças que enfrentamos têm origem num estado de não perdão.

O livro Você Pode Curar sua Vida chama a atenção para a necessidade de você olhar para dentro de si mesmo e identificar quem precisa ser perdoado. Essa pessoa certamente é aquela que mais lhe incomoda e da qual você quer se livrar e manter distância.

Mas a autora alerta: perdoar não significa desculpar um comportamento inadequado, ou “passar a mão na cabeça” de alguém que faz algo errado. Mas simplesmente soltar aquele sentimento ruim, deixando-o ir embora.

É sempre muito simples compreendermos a nossa dor, mas nunca é fácil olhar para a dor do outro. Assim, quem quer que tenha lhe feito mal, também possui seus problemas e precisa do seu perdão.

Amar a si próprio é milagroso

Não existe outra solução realmente efetiva que não seja essa, garante a autora do livro Você Pode Curar sua Vida. E isso significa respeitar e ser grato pelo milagre da vida.

Para Louise Hay, quando você ama a si mesmo e aprova o seu jeito de ser, cria-se um espaço de segurança, confiança, merecimento e aceitação, onde tudo flui da melhor forma possível. 

Amar a si mesmo é uma arma poderosa. Pessoas que carregam essa força são mais saudáveis, felizes, possuem bons relacionamentos, atraem mais dinheiro, sentem-se plenamente realizadas com o que fazem e com o mundo ao seu redor.

Aprendendo com os bebês

livro como curar sua vida louise hay

Os bebês não possuem filtros ou bloqueios. Pelo contrário, eles expressam livremente as suas emoções. Amam a si mesmos e aos outros de forma genuína.

No entanto, com o passar dos anos, aprendemos a viver sem amor. Absorvemos o medo e os outros sentimentos negativos dos adultos ao nosso redor e vamos deixando de nos amar.

Para amar-se completamente, assim como fazia quando era um bebê, você só precisa estar disposto a isso.

É errado culpar os nossos pais

Se você parar e refletir, perceberá que se trata hoje da mesma forma que seus pais o tratavam quando criança. Você se elogia da mesma forma que eles o elogiavam e se critica da mesma forma que eles o criticavam. 

O livro Você Pode Curar sua Vida explica que recriamos em nossa vida adulta o mesmo ambiente familiar que experimentamos na infância. Recriamos também os mesmos relacionamentos que tivemos com nossos pais. 

Porém, a autora adverte: é errado culpar nossos pais por isso. Aliás, sugere, se você tiver oportunidade, pergunte aos seus pais sobre a infância deles. Escute-os com paciência e poderá se surpreender com histórias tristes como as suas.

Ou seja, todos fazemos o melhor que podemos com o conhecimento e compreensão que dispomos no momento. Assim, como poderiam os nossos pais transmitir-nos amor e valores positivos, se eles não absorveram nada disso quando eram crianças?

Em síntese, ninguém pode dar o que não tem.

As palavras têm poder

você pode curar sua vida pdf

As palavras que dizemos, exercem uma influência direta sobre nossos pensamentos. E as afirmações positivas são uma forma maravilhosa de conseguirmos atingir nossos objetivos.

Assim, pense naquilo que mais quer: uma casa, um novo emprego, um relacionamento, saúde, o que for. Agora afirme: Eu tenho. “Eu tenho uma linda casa.”; “Tenho um ótimo emprego novo etc.

Use essas afirmações para elevar o amor por si próprio. Diga “Eu me amo”, “Eu me aprovo”. Mas atenção: faça isso sempre no tempo presente. Ao contrário, se você disser “Eu queria ter uma linda casa”, estará expressando uma hipótese e reforçando a ausência daquilo que deseja. 

Faxina mental: difícil, mas necessária

livro você pode curar sua vida download

Quando você limpa um cômodo da sua casa, não sai jogando tudo fora de imediato. E nem é bom também manter tudo o que tem lá. O melhor é dar uma boa olhada e avaliar. 

Algumas coisas ainda estão boas, outras precisam de um pouco de polimentos, e ainda têm aquelas lhe trazem boas lembranças… Mas certamente você guardou muita tralha que não serve pra nada. Neste caso, não hesite em colocar tudo isso na lata de lixo.

O livro Você Pode Curar sua Vida afirma que, com a sua faxina mental, você deve agir da mesma maneira. Ou seja, depois de uma análise, não hesite em jogar fora crenças que não lhe fazem bem. E pra isso, não pense duas vezes. Nada de se sentir mal ou culpado. Simplesmente, livre-se de tudo o que atrapalha a sua felicidade.

Você Pode Curar sua Vida e a resistência a mudanças

voce pode curar sua vida livro free

Qualquer reação que temos a um problema já é um avanço inicial para resolvê-lo, por mais distante que ainda esteja a solução. Assim, o diagnóstico é o primeiro passo para a cura e esse processo se inicia no momento em que decidimos mudar.

Segundo a autora de Você Pode Curar sua Vida, a impaciência é uma forma de resistência. A busca por resultados imediatos muitas vezes nos leva a pular passos necessários para solucionar problemas e atingir o objetivo. E ao fazermos isso, perdemos a oportunidade de aprender mais.

Geralmente, afirma a autora, o que evitamos fazer é sempre o que deveríamos ter feito. Trata-se da nossa maior lição na vida. Quando abrimos mão da resistência e nos entregamos ao processo, a mudança se torna mais fácil.

A resistência à mudança pode se manifestar de diversas formas e vir por vários motivos. Por exemplo, mudamos de assunto, chegamos atrasados, ficamos doentes, damos desculpas etc. Vamos adiando falar sobre o problema sempre que podemos e até mesmo o negamos, ou ainda rebatemos, apontando os problemas dos outros.

No entanto, para cada hábito, experiência ou situação que vivenciamos, existe uma necessidade interior. Existe algo dentro de nós que precisa da gordura extra, dos maus relacionamentos, da falta de dinheiro… 

Você certamente já disse “Eu não mais farei isso”. Mas, sem perceber, saiu da dieta, voltou a fumar… Aí, a gente se convence de que é fraco, que não temos força de vontade suficiente, aumentando assim a carga de culpa que já carregamos.

Mas o que não sabemos é que os maus hábitos nada mais são do que sintomas de um problema interno. Tentar eliminar este sintoma, sem trabalhar a causa, é inútil. Por outro lado, quando eliminarmos o padrão que criou esses hábitos, eles desaparecerão sozinhos, como mágica.

Como mudar

Trabalhar na dissolução de um padrão pode gerar a sensação de que tudo ficou pior de uma hora pra outra. O livro Você Pode Curar sua Vida garante que isso é normal. Por exemplo, acontece de alguém investir para aumentar a prosperidade e é demitido.

A dica é não se assustar e nem desistir. Louise Hay assegura que isso é apenas um sinal de que as transformações estão ocorrendo.

Quando se busca por mudanças, uma dica é refletir sobre a maior dificuldade que enfrenta na vida. Após identificá-la, vá pra frente do espelho e diga: “Agora percebo que criei esta condição e estou disposto a soltar o padrão em minha consciência que é responsável por ela”. Repita isso várias vezes. 

O medo de se entregar é também algo natural no processo de mudança. A autora afirma que esses sentimentos são mais uma resistência e, portanto, devem ser ignorados. Ponha de vez na sua cabeça que querer é poder.

No entanto, o seu sucesso dependerá de persistência. Trabalhe todos os dias na dissolução de seus padrões negativos. 

A cura do corpo, mente e espírito

você pode curar sua vida free

Você pode escolher trabalhar qualquer um destes três aspectos primeiro, ou seja, corpo, mente ou espírito, desde que inclua os outros depois.

Na verdade, existem várias formas de abordar a cura holística e o que é bom para uma pessoa, necessariamente não dará o mesmo resultado pra você. Então, procure o que funciona no seu caso específico.

Ou seja, nas áreas espirituais e mentais, não existe uma receita pronta, com o passo-a-passo pra todo mundo copiar e comemorar a conquista. O livro Você Pode Curar sua Vida aconselha experimentar de tudo e não ficar preso ao que não lhe faz bem. 

Existe um mar de opções a serem exploradas no campo da holística. Entre elas, a autora destaca a Ioga, Tai-Chi, meditação, visualização criativa, Reiki, técnica Gestalt, hipnose, Análise Transacional etc.

Você certamente encontrará o seu “remédio” para “curar” a sua vida!

Continue aprendendo

Então, o que você achou dos ensinamentos de Louise Hay? Se você quer saber mais sobre esse best-seller, acesse o microbook de Você Pode Curar sua Vida, no 12min. Lá você encontra, inclusive, exemplos interessantes. 

O 12min – a sua plataforma de desenvolvimento pessoal – disponibiliza uma série de outras obras fantásticas, dos mais renomados autores. Vale a pena conhecer a nossa biblioteca! Tudo nos formatos microbook e audio book. 

E, se você é um amante dos livros, mas não sabe por onde começar a sua leitura no 12min, vão aqui duas dicas superinteressantes. Pegue aí!

Atenção Plena – Mindfulness – Mark Williams

livro Atenção Plena – Mindfulness

Esse é um grande sucesso editorial. O livro ajuda o leitor não só a treinar a concentração, mas a lidar com esse mundo frenético em que vivemos, reduzindo o estresse e até mesmo ajudando quem sofre de depressão. 

Segundo o autor, o primeiro passo para a atenção plena é aprender a direcionar seu foco para onde você escolher. Ele garante que essa pode ser uma tarefa muito difícil, porque a mente tem a tendência de pensar sobre qualquer coisa, independentemente, de suas preferências. Mas, o livro traz alguns exercícios para ajudá-lo a desenvolver a atenção plena. Imperdível!

O Poder do Agora – Eckhart Tolle

livro O Poder do Agora

Ficar lamentando o passado e questionando o que virá pela frente não é a melhor fórmula de se buscar a felicidade. O segredo está em viver o presente e comemorar as conquistas de hoje. Esse é o principal ensinamento do best-seller O Poder do Agora.

Escrito por Eckhart Tolle, um dos autores espirituais mais popular no mundo, o livro O Poder do Agora foi traduzido em 33 idiomas. Ele combina os conceitos do budismo, cristianismo e outras religiões para conduzir o leitor a viver plenamente o presente, com felicidade e harmonia.

Boa leitura e ótimos aprendizados!

Se você curtiu o resumo do livro Você Pode Curar sua Vida e as nossas dicas de leitura, deixe aqui os seus comentários! E lembre-se de compartilhar esse post em sua rede social!