Gerenciador de senhas: 5 opções para você nunca esquecer os seus códigos

Você já pensou em usar um gerenciador de senhas? Se não, suas contas podem estar vulneráveis a algum tipo de uso indevido.
A verdade é que sempre existe a chance de as plataformas serem hackeadas. Isso significa que se alguém quiser acessar suas informações, pode não ser muito difícil executar a tarefa.
Por isso, desde 1999 (ano do gerenciador de senhas mais antigo), existem softwares que oferecem um leque de funções capazes de otimizar a segurança das suas contas virtuais.
Se você nunca teve contato com esse tipo de serviço, pode parecer desnecessário. Mas vamos convencê-lo do contrário.

Por que usar gerenciadores de senhas?

gerenciador de senhas 12 minutos 02
Você deve ser um desses três tipos de pessoa: tem a mesma senha para todos os sites; tem um sistema próprio de variação de senhas; ou mantém tudo escrito em post-its.
A primeira opção é muito perigosa. Se alguém descobre a senha de uma plataforma menos segura, a primeira coisa a fazer é tentar a mesma senha em outros lugares. E aí você tem um grande problema.
Já a segunda opção pode até ser uma boa, mas dá um pouco de trabalho. Você pode acabar se enrolando em algum momento. Outro problema.
E, por último, manter tudo escrito é um tanto arcaico e impede que você acesse suas informações quando estiver fora de casa, por exemplo, viajando.

Como guardar senhas de forma segura

O gerenciador de senhas nasceu para resolver essa questão. A principal função é oferecer uma senha mestra, que se aplica a todas as suas contas.
Logo de cara, você deve se perguntar: os funcionários da empresa terão acesso à minha senha? Onde ela ficará armazenada?
A primeira coisa que você precisa saber é que a senha ou chave mestra é protegida por encriptação em todos os apps da lista. Por isso, nem mesmo quem trabalha nas empresas pode acessá-la.
A segunda coisa a saber é que as informações, dependendo do software, podem ficar armazenadas de formas diferentes: em uma nuvem, em um só HD (como do seu computador), off-line (no próprio programa) ou em um pendrive (que você pode conectar a qualquer computador). Alguns oferecem mais de uma opção.

O que os gerenciadores de senhas podem fazer por você

gerenciador de senhas 12 minutos 04
Os gerenciadores, além de manter seus dados encriptados, oferecem funções que ajudam a melhorar ainda mais a segurança nas plataformas nas quais você se inscreve.
Os softwares oferecem opções de:

  • Alterar as senhas de todos os seus logins com um clique.
  • Logar nos sites para você.
  • Sincronizar o programa em todos os seus aparelhos (ou manter em apenas um, se for de sua preferência).
  • Analisar suas senhas para saber se já são fortes e como podem ser melhoradas.
  • Gerar senhas fortes.
  • Completar formulários automaticamente.
  • Compartilhar suas senhas com contatos de emergência, quando você precisar.
  • Acessar as senhas offline.
  • Carteira virtual (guardando suas informações de cartão de crédito para facilitar compras online).
  • Autenticação em duas etapas (veja a explicação abaixo).
  • Usar uma chave física (como pendrive) para acessar os logins.

Nem todos os aplicativos da lista cumprem tudo isso com destreza, mas procure escolher aquele que oferece o que mais se adequa às suas necessidades.
Você vai precisar, também, considerar os preços: de opções gratuitas até 40 dólares por ano. Mesmo assim, quase todos disponibilizam versão free com a maioria das funcionalidades disponíveis.

Lastpass

O Lastpass foi um dos primeiros gerenciadores que tornou realmente fácil a tarefa de guardar e proteger as senhas. Com ele, você pode fazer uma análise do nível de segurança das suas senhas e, caso elas sejam consideradas fracas, você cria novas opções que afastem o perigo.
Uma funcionalidade interessante do gerenciador de senhas Lastpass é o aviso automático sobre plataformas que tenham sofrido algum tipo de ataque. Ele envia uma notificação e você pode mudar a sua senha na hora, para não se transformar em mais uma vítima.
Alguns gerenciadores de senhas, entre eles o Lastpass, utilizam formas adicionais de proteção da sua senha mestra (a chamada autenticação em duas etapas). Uma delas depende de outros programas, sendo o principal o Google Authenticator.
Além do gerenciador de senhas, você instala o Autheticator e escolhe entre duas opções: ou acessa os dois apps toda vez que for se conectar às suas contas ou faz uma vez e deixa gravado. A primeira é mais segura.
A autenticação em duas etapas por meio de um pendrive é outra alternativa oferecida pelo Lastpass. Nesse caso, toda vez que você for se conectar, precisa estar com o dispositivo USB, previamente configurado, conectado à máquina. No caso do Lastpass, essa integração é feita com o Sesame.
O Lastpass é suportado em iOS, Windows e Android, além de quase todos os browsers. Com armazenamento ilimitado, o Lastpass também tem a opção de salvar notas encriptadas – onde você pode guardar a senha da sua conexão WiFi, por exemplo.
Se precisar mandar suas senhas para alguém, ao invés de usar o Whatsapp, você pode enviar pelo aplicativo de forma segura.
As compras pela internet também ficam mais fáceis e protegidas com os gerenciadores de senhas. Isso porque o preenchimento das informações de pagamento e endereço é automático.
O download do gerenciador de senhas Lastpass é gratuito, mas algumas configurações e os aplicativos para smartphone só estão disponíveis na versão paga (12 dólares anuais).

Dashlane

Lançado em 2012, o Dashlane tem uma das interfaces mais fáceis de se usar, entre todos os gerenciadores de senhas disponíveis.
Ocorre que alguns usuários encontram dificuldades em fazer a gestão de suas senhas nas plataformas. No entanto, no Dashlane, esse problema é minimizado e, assim, fica mais fácil não ter preguiça.
Dentro da própria interface, é possível alterar suas senhas de vários sites com um clique, para que você não permaneça muito tempo com a mesma senha. Suas informações também podem ser compartilhadas com os contatos de emergência que você selecionar (no máximo 5, para o plano free).
O Dashlane também notifica quando algum site no qual você está inscrito sofre ataques. Suas senhas não ficam armazenadas em um servidor e, segundo o site da plataforma, hackers são contratados todos os meses para testar a segurança.
Se você esquecer a sua senha mestra, terá que refazer todos os acessos. Isso é bom, porque é um reforço a mais na segurança. A autenticação em duas etapas é feita pelo Google Authenticator.
As funções de carteira virtual e autopreenchimento também estão disponíveis no Dashlane. O fato de ser bem completo faz dele um dos principais concorrentes do Lastpass.
O Dashlane é um gerenciador de senhas com versões para Mac, Android e iOS, Safari, Chrome, Firefox e Internet Explorer. Entretanto, a sincronização em todos os dispositivos está disponível apenas para o Premium, que é um dos mais caros: 40 dólares anuais.

Keepass

O Keepass é o gerenciador de senhas gratuito e open source da lista. A interface é um pouco difícil de usar, mas o banco de dados é encriptado e mantido sob o seu total controle.
Ele é construído de forma portátil – você pode instalá-lo no pendrive e levar para qualquer lugar. Também é o software que funciona em mais plataformas: todos os browsers e sistemas.
O Keepass tem gerador de senhas, possibilidade de sincronização com outros apps (já que é open source, consegue boa abrangência nesse sentido). Também é permitido o acesso offline e sua encriptação é uma das mais seguras.
A desvantagem do gerenciador de senhas Keepass é que sua interface não é tão fácil e talvez seja preciso um conhecimento um pouco mais aprofundado de informática para compreender a utilização das funcionalidades.

1password

O 1password também é admirado pela interface agradável. Possui funções parecidas com os demais gerenciadores de senhas: carteira virtual, armazenamento de notas, preenchimento automático, gerador de senhas.
Essa última tem um diferencial: não só gera nova senha, mas ajuda a customizar de forma que não seja uma mistura de caracteres que você jamais lembraria.
O 1password funciona em quase todos os browsers e a interface é boa em qualquer um deles. Também tem a opção de ser usado em um só local ou sincronizar pelas nuvens (Dropbox, iCloud e até na sua rede WiFi).
Sua função de monitoramento da web é uma das melhores e reporta qualquer informação de ataque aos serviços da internet em que você estiver inscrito.
O software é pago e custa 3 dólares por mês. Existem condições especiais para os planos familiares e empresariais.

Roboform

O Roboform é o gerenciador de senhas mais antigo – desde 1999. Há alguns anos, passou por atualizações que permitiram que ele permanecesse na corrida com os novos concorrentes e, por isso, tem fãs que não o deixam.
O programa tem a opção de portabilidade (levar no pendrive a qualquer lugar), sincronização nos dispositivos, gerenciamento offline e boa interface.
É possível utilizá-lo em muitos browsers e uma função interessante é a possibilidade de identificar, como favoritas, as plataformas que você mais usa, para acesso rápido. Também, tem preenchimento automático e um bom gerador de senhas.
Por ter muita experiência na área, esse gerador de senha oferece segurança em um nível mais elevado. Não é tão famoso quanto os outros, mas, ainda assim, mantém-se como uma boa opção.
O Roboform é gratuito só para os primeiros 10 logins. A partir daí, ele cobra 20 dólares por ano.

As desvantagens dos gerenciadores de senhas

Como nem tudo é perfeito, até mesmo os gerenciadores de senhas oferecem algumas fraquezas. Por exemplo, eles podem ser feitos com um código fraco, deixando a sua senha um pouco vulnerável.
Você acaba correndo o risco de ter suas senhas descobertas, caso alguém consiga decifrar sua chave mestra. Se quiser evitar que isso aconteça, prefira os aplicativos com autenticação em duas etapas.
Antes de começar a usar, pesquise sobre sites que bloqueiam o uso de gerenciadores de senhas. Alguns desenvolvedores alegam que esse uso facilita ataques automáticos, que enfraquece a proteção contra phishing e até negam a compatibilidade com os serviços.
Ainda assim, Maria Varmazis, especialista em segurança e privacidade do site Naked Security, resolveu testar os gerenciadores de senhas depois de ler vários artigos.
Antes, Varmazis mantinha senhas simples para sites que não eram tão importantes, algumas mais difíceis para aqueles que não deveriam ser invadidos e as mais complicadas para serviços financeiros.
Entre os motivos para se usar um gerenciador de senhas, Varmazis destaca que é quase impossível você se lembrar de todas as senhas. No caso dela, ficou sem acesso à conta de e-mail durante uma viagem, o que pode ser muito irritante. Além disso, existem as facilidades já citadas acima, como a criação de senhas fortes.
Sempre há um jeito de melhorar alguma coisa na sua vida. Uma das formas de você descobrir como avançar, é por meio da leitura. Encontre novos life hacks nos livros do 12Min.
E, falando em gerenciadores, que tal aprender a gerenciar melhor as suas tarefas?

Comentários