6 livros para te ajudar a entender e superar a ansiedade

Você pensa demais antes de agir? Pensa que o pior sempre pode acontecer? É difícil aceitar um feedback negativo? Não aceita nada menos que um desempenho perfeito, pois caso contrário parecerá um fracasso?

Se você se identifica com esses sentimentos, provavelmente sofre de algum grau de ansiedade, e não está sozinho, muitas pessoas enfrentam o mesmo problema diariamente.

Isso não é totalmente um problema, pois em certo nível ela é útil em nossas vidas, nos estimula e protege. A questão é como lidamos ela, a ansiedade está no controle, ou nós que estamos?

A leitura, por si só, relaxa e diminui os níveis de estresse e ansiedade. Também é importante se informar, inspirar e fazer mudanças de hábito.

Fiz esta seleção com 6 títulos que irão auxiliar você a melhor compreender e controlar sua ansiedade. Adicione já na sua lista de leitura.

DARE: The New Way to End Anxiety and Stop Panic Attacks Fast Kindle Edition

Dare superar a ansiedade 12min

Com base científica e experiências pessoais, da autora Barry McDonagh, este livro irá ajudar aqueles que sofrem com altos níveis de ansiedade através da técnica DARE.

As ferramentas, exemplos e explicações detalhadas neste livro são extremamente motivacionais, as páginas não são apenas repletas de grandes fatos, mas te inspiram a fazer mudanças.

Barry criou um guia abrangente que extraiu de sua vasta experiência, baseado na ciência e em mais de 10 anos de experiência, ela compartilha suas técnicas mais poderosas para ajudar as pessoas.

Neste guia, você encontrará:

  • Formas de encarar situações específicas de ansiedade que você evita, como falar, dirigir, voar, entre outros;
  • Como controlar o pensamento acelerado;
  • Ferramentas para parar ataques de pânico
  • Dicas para ter uma boa noite de descanso, sem ansiedade;
  • Como diminuir sensações de ansiedade em geral;
  • Aumentar sua confiança e auto-estima;

A técnica DARE pode ser usada por todos, independentemente de idade ou nível de ansiedade. Recomendadíssimo.

Ansiedade: Como Enfrentar o Mal do Século

Ansiedade

Em seu livro Ansiedade: Como Enfrentar o Mal do Século, o psiquiatra, professor e escritor Augusto Cury aborda esse problema que ele chama de Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA).

Segundo o autor, a SPA afeta 80% da população mundial. Desde a infância até a velhice, todos são confrontados por pensamentos ansiosos, independentemente de origem, nível sócio-econômico ou formação acadêmica.

No livro ele identifica os sintomas e características da SPA e ajuda os leitores a navegar por suas próprias mentes, reconhecer suas fragilidades e assumir a responsabilidade por suas próprias histórias.

O livro explica as origens de maus hábitos de pensamento e oferece técnicas para recuperar a tranquilidade emocional e mental, detalhando os processos interrelacionados pelos quais construímos os pensamentos, que são: o gatilho da memória, as janelas de memória e o autofluxo.

Você pode ler gratuitamente o livro Ansiedade aqui.

The Anxiety Toolkit: Strategies for Fine-Tuning Your Mind and Moving Past Your Stuck Points

The Anxiety toolkit superar a ansiedade 12min

Se você tem um transtorno de ansiedade, ou é apenas ansioso por natureza, descobrirá como a ansiedade funciona, estratégias que irão ajudá-lo a lidar com ela e adquirir a confiança que você precisa para ter sucesso na vida pessoal e profissional.

Muitos livros de autoajuda focam muito em técnicas. Eles geralmente fornecem um bom material, fazem você pensar, mas eles não fornecem o acompanhamento e inspiram ação.

Acredito muito em agir e sempre aprecio livros que incentivam você a dar os passos que eles oferecem e realmente colocá-los em prática. Este livro faz isso! Ele chega ao coração das diferentes maneiras pelas quais a ansiedade afeta a vida de seus portadores. Dá grande detalhes sobre o que faz com que as pessoas sintam ansiedade, bem como passos claros para diminuí-la.

Este livro é divertido, interativo e oferece questionários para garantir que você realmente aprenda com ele e faça valer o seu tempo e sua experiência de aprendizado.

Badass Ways to End Anxiety & Stop Panic Attacks!: A counterintuitive approach to recover and regain control of your life

Para algumas pessoas, medicação, técnicas de respiração e mindfulness não ajudam no controle da ansiedade e ataques de pânico. É preciso uma estratégia diferente, contraintuitiva.

Este livro ajuda o leitor a descobrir técnicas baseadas na ciência e contraintuitivas, projetadas para diminuir a ansiedade e parar os ataques de pânico. Elas foram testadas tanto pelo autor Geert Verschaeve (que sofreu de ansiedade generalizada e ataques de pânico por quatorze anos) e por milhares de pessoas que sofriam de ansiedade e foram ajudadas por ele desde então.

O objetivo deste livro é simples: você terá objetivos e um passo a passo de como reagir e pensar nas situações de ansiedade que assustam você.

Você aprenderá a superar o “medo do medo” e a ansiedade antecipada. Irá entender as diferentes sensações que a ansiedade pode causar ao seu corpo e como lidar com elas. Além disso, receberá uma lista de ingredientes para evitar que a ansiedade aumente causando um ataque de pânico.

Gestão da Emoção

Gestão da Emoção superar a ansiedade 12min

Um livro muito indicado para os ansiosos que procuram meios de ter mais racionalidade e para os curiosos sobre a psicologia por trás das emoções humanas.

Gerenciar as emoções é algo possível, mas não sem um programa com etapas a serem seguidas para aprender a se proteger da avalanche de estímulos do mundo moderno.

Todos que focam no passado ou no futuro, sofrendo por algo que já passou ou antecedência, desperdiçam o único período que se pode ser feliz, o presente. Os seres humanos não são treinados para gerenciarem suas emoções, e é nisso que este livro irá te auxiliar.

Hack Your Anxiety: How to Make Anxiety Work for You in Life, Love, and All That You Do

Hack your anxiety superar a ansiedade 12min

E se a ansiedade não for um monstro, mas um recurso a ser aproveitado? Neste livro revolucionário, a Dra. Alicia Clark coloca a ansiedade como uma aliada no caminho para o sucesso e a felicidade.

Ela pode se tornar a força motivadora que levará você a uma versão melhor, pode ser útil para concentrá-lo nos assuntos que mais gosta e motivá-lo.

Unindo neurociência moderna, estudos de caso, entrevistas e casos pessoais, o livro demonstra como a ansiedade pode ser aplicada como uma poderosa fonte de energia, oferecendo crescimento, sucesso e paz.

É possível aprender como reformular os conceitos mais comuns sobre ansiedade, explorar seus efeitos positivos e entender como mudar o pensamento e assumir o controle é a chave para o sucesso.

Estes são alguns livros sobre ansiedade que valem muito a pena serem incluídos na sua lista de leitura. Espero que te ajudem!

Acha que faltou outro livro imperdível nesta lista? Você tem algum favorito? Não deixe de compartilhar comigo nos comentários.

___________________________________________

Esse artigo foi escrito por Mariângela Guerra.

Mariângela Guerra é psicóloga há mais de 35 anos, especializada pela USP no tratamento de ansiedade através de Terapia Cognitivo Comportamental. Seu objetivo é ajudar pessoas a lidarem melhor com alta pressão e ansiedade para aumentarem seu desempenho profissional e qualidade de vida.

Melhores livros de autoajuda: para superar qualquer desafio

Existe uma quantidade enorme de livros de autoajuda no mercado editorial. E você, certamente, fica perdido no meio de tantas opções. Então, a equipe 12min decidiu lhe dar uma mãozinha e selecionamos os melhores títulos e autores renomados.

Livros de Autoajuda

Você certamente tem muito a aprender com eles. É hora de você contornar os problemas, vencer os desafios pessoais e profissionais e ser feliz. Vá em frente!

15 dicas de excelentes livros de autoajuda para você

A Coragem de Ser Imperfeito – Brené Brown

Livros de Autoajuda

A cultura de não ser bom o bastante leva muita gente a jogar para escanteio assuntos como vulnerabilidade, medo, vergonha e imperfeições. Mas Brené Brown abraçou o desafio de debater esses temas, nessa obra que se destaca na lista dos melhores livros de autoajuda.

“Coragem de Ser Imperfeito” mostra que, longe de ser uma fraqueza, a vulnerabilidade é sinal de coragem. Ao mesmo tempo, afirma que, quando fugimos de emoções complicadas, como o medo e a decepção, também nos fechamos ao amor, aceitação e à criatividade.

Desta forma, Brown garante: se você quer ter uma vida plena, encare as incertezas, riscos e se exponha emocionalmente.

Aliás, “Coragem de ser Imperfeito” é uma das opções entre os livros de autoajuda para jovens também e aparece na lista dos livros de auto estima mais vendidos na Amazon.com. A relevância do tema, associada ao talento da autora colocaram essa obra no topo da lista do The New York Times.

Ansiedade – Augusto Cury

livros de autoajuda

Nos dias atuais, tudo é pra ontem. Vivemos num mundo sob intenso estresse, competitividade acirrada, com excesso de informações que chegam até nós 24h, sete dias por semana. E elas vêm por todos os lados. Uma verdadeira loucura. E haja energia para aguentar tudo isso…  

Mas o que ocorre, com crianças e adultos, no mundo inteiro, é que essa energia não tem sido suficiente. E, sem ela, o corpo não funciona direito, com impactos negativos para a saúde e qualidade de vida. Tudo isso tem deixado as pessoas doentes.

Nessa obra, que é um dos livros sobre ansiedade,  Augusto Cury mostra como enfrentar o problema, que ele classifica como “mal do século”. Um ensinamento que não se encontra nas escolas. Imperdível!

Desperte Seu Gigante Interior – Anthony Robbins

livros de autoajuda

Você já sentiu não estar no controle da sua vida? Isso acontece com muita gente. Mas o conselho de Tony Robbins para você é: acorde e assuma o leme! Não deixe o barco navegar à deriva.

Para isso, é fundamental que você tome uma decisão e se comprometa com ela. Ou seja, tenha foco. “Em Desperte seu Gigante Interior” Robbins dá as dicas e, também, as instruções para que você entenda como funciona a sua mente e, assim possa construir uma nova identidade e moldar-se para alcançar a potência máxima.

Segundo o autor, as técnicas baseadas na Programação Neurolinguística (PNL) apresentadas no livro são todas testadas e aprovadas por grandes nomes como Bill Clinton e Nelson Mandela, por exemplo.

Esse é um dos livros de autoconhecimento que selecionamos para você.

Em Busca De Sentido – Viktor Frankl

livros de autoajuda

Em um dos livros de autoajuda mais vendidos, Viktor Frankl conta a sua própria história em busca do sentido da vida. Isso ocorreu enquanto ele estava preso em um campo de concentração nazista, durante a Segunda Guerra Mundial.

Nesses locais, ocorreram as maiores atrocidades da história da humanidade. As pessoas que estavam lá tiveram suas vidas normais roubadas e concentravam-se apenas em sobreviver, dia após dia. O medo era um companheiro constante.

Frankl, um médico psiquiatra austríaco, e os prisioneiros que estavam com ele eram pessoas comuns, lidando com circunstâncias extraordinárias. Foi dessas pessoas que Frankl tirou seu conforto e a base para sua teoria de logoterapia – um novo tipo de psicoterapia que desafia as teorias de Freud e mostra como o ser humano pode ser resiliente, quando encontra o verdadeiro sentido da vida.

“Em Busca de Sentido” já vendeu mais de 10 milhões de cópias no mundo inteiro. Um destaque na lista dos livros de superação.

Ikigai – Sebastian Marshall

livros de autoajuda

São três os principais ensinamentos desse livro: os quesitos de comparação; o que realmente importa e o significado de felicidade.

Sebastian Marshall é um mentor oriental e desde jovem ele não se contentava com uma vida normal. Por isso, decidiu adquirir uma série de habilidades e conhecimentos em diversas áreas. Ikigai foi algo que ele conheceu, amou e se decidiu a compartilhar com você.

Trata-se de um termo da cultura japonesa que faz referência à razão de ser de cada indivíduo. Tem relação com equilíbrio e atribuição de propósito à vida. Algo que está escondido dentro de todos.

Então, você quer viver uma vida com um propósito, mais leve e feliz? “Ikigai” tem dicas práticas, ilustrações e tabelas para você alcançar seu objetivo. Um dos bons livros de auto ajuda para enriquecer a sua biblioteca.

Nunca Desista de Seus Sonhos – Augusto Cury

Livros de Autoajuda

Aqui está um dos melhores livros de auto ajuda que fala da nossa capacidade de sonhar. E, principalmente, o autor aborda a importância dos sonhos na concretização dos nossos projetos, sejam eles pessoais ou profissionais.

Mas Augusto Cury explica que existem dois tipos de sonhos. O primeiro é aquele que mergulhamos, quando vamos dormir e que, muitas vezes, nos trazem explosões criativas e releituras do passado.

No entanto, esse livro fala do segundo tipo de sonho. Ou seja, aquelas “viagens” diurnas, que nos inspiram a criar, nos animam a superar obstáculos e nos encorajam em nossas conquistas. Estes sonhos realmente transformam nossas vidas e o mundo.

Para Cury, abrir mão dos sonhos significa ficar cada vez mais longe da felicidade. Isso porque, quem não corre atrás dos objetivos, está condenado ao fracasso.

O Milagre Da Manhã – Hal Elrod

livros de autoajuda

Levante a mão quem gostaria de realizar todos os seus sonhos! Na verdade, todo mundo quer isso, não é mesmo? Mas nem todos acreditam nessa possibilidade. Ou seja, as pessoas pensam que conquistar tudo o que desejam é uma exclusividade de meia dúzia de sortudos.

No entanto, o “Milagre da Manhã”, um dos livros de reflexão que selecionamos para você, mostra que alcançar sonhos não tem nada tem a ver com sorte. Assim, foi numa trajetória de altos e baixos, cheia de obstáculos e recomeços, que Hal Elrod iniciou o seu próprio “milagre da manhã”.

Nessa obra, o autor ensina o que e como fazer para você também comemorar as suas conquistas.

O Poder Do Agora – Eckhart Tolle

Livros de Autoajuda

“Respirar ajuda a acordar suas células”. Assim, traga a atenção para sua respiração, para o seu “eu” interior. Envolva-se em atividades criativas.

A criatividade precisa da participação do seu verdadeiro “eu” interior e do seu “eu” exterior. Quando você permanece envolvido nessas atividades, está acessando seu “eu” escondido. Essa é uma das formas práticas de manter o seu foco no momento presente.

Insistir em lutar contra o passado e o futuro traz muitos prejuízos para você e sua saúde. Inclusive, garante o autor, o seu processo de envelhecimento é acelerado. Desta forma, traga sua mente, conscientemente, para um estado de pausa, quando seus pensamentos ficarem muito caóticos.

Enfim, associando conceitos de cristianismo, budismo, hinduísmo, entre outros, Tolle nos ensina como é possível aproveitar cada momento da vida com paz e mais alegria.

É claro que “O Poder do Agora” enriquece a nossa lista de livros sobre auto ajuda.

O Poder do Subconsciente – Joseph Murphy

Livros de Autoajuda

Você é o comandante da sua vida. E como tal, tem que dar as ordens certas para seguir o rumo que deseja. E, segundo Joseph Murphy, esse comando deve ser enviado ao subconsciente, por meio de pensamentos e imagens. Isso porque, é o nosso subconsciente que controla e governa todas as experiências.

Assim, para conquistar os seus sonhos, basta acreditar fortemente neles e fazer um retrato em sua mente. Essa é uma técnica indicada pelo autor para as mais diferentes situações, como curar pequenos problemas de saúde, superar medos, corrigir hábitos, melhorar relacionamentos interpessoais e, enfim, ser mais feliz.

Por outro lado, jamais diga “não tenho recursos para comprar isso” ou “não posso fazer isso”. O certo é afirmar: “eu posso fazer qualquer coisa, graças ao poder de minha mente subconsciente”.

Enfim, garanta essa obra entre os seus livros de auto ajuda e use o tesouro que existe em você a seu favor!

O Segredo – Rhonda Byrne

Livros de autoajuda

Nós somos como ímãs e atraímos exatamente tudo o que pensamos e acreditamos, sem exceções. Esta é a lei da atração. E nela está o segredo para se alcançar os nossos sonhos.

As mudanças ocorrem quando passamos a acreditar que somos os donos do nosso próprio destino e que podemos conseguir tudo – dinheiro, saúde, amor – apenas com a ajuda da nossa mente.

Rhonda Byrne assegura que a lei da atração é muito clara: você atrai o que pensa – independentemente de seus pensamentos serem positivos ou negativos. Se você se queixa e reclama constantemente, a lei da atração lhe trará ainda mais motivos pelos quais se queixar e reclamar.

Assim, é preciso concentrar-se e inaugurar uma nova forma de pensar, onde o que você não quer é deixado para trás. Por outro lado, o que você almeja pra si é desejado e imaginado. Trata-se de um best-seller fantástico em nossa lista de livros de auto ajuda.

O Segredo para Vencer o Medo – Adriana de Araújo

Livros de autoajuda

A mente é capaz de pregar inúmeras peças, colocando-nos repetidamente em situações negativas. Isso gera, na grande maioria das vezes, um ciclo sem fim de auto-sabotagem.

Em “O Segredo para Vencer o Medo”, Adriana de Araújo nos convida a uma reflexão profunda sobre nossas maiores fobias e nos mostra, por meio de técnicas práticas de Programação Neurolinguística (PNL), quais os melhores caminhos para identificar as armadilhas da mente.

Com isso, acende-se uma luz no fim do túnel para quem quer descobrir seus talentos e desenvolver suas potências individuais. De acordo com a autora, ao descobrirmos o poder de uma mente consciente, retornamos ao estado original de plenitude. E o resultado disso é a tão sonhada felicidade. Mais uma preciosidade entre os livros de autoajuda.

Os Segredos da Mente Milionária – T. Harv Eker

Livros de Autoajuda

Provavelmente, você ouviu dos seus pais frase do tipo “dinheiro não nasce no fundo do quintal”. Se ouviu e concordou, provavelmente você se programou para ser pobre. Outros, portanto, não aceitaram e foram atrás de acumular fortuna.

Esse é um dos exemplos que o autor do livro “Os segredos da Mente Milionária” usa para explicar porque algumas pessoas juntam dinheiro com facilidade e outras estão sempre no vermelho.

T. Harv Eker garante que as causas estão lá trás, ainda na infância. Mas a boa notícia é que você pode se reprogramar para aumentar o seus ganhos significativamente. Para isso, você precisa ser capaz de combinar seu jogo mental e suas ferramentas para se tornar realmente rico.

Então, você está disposto a substituir uma mentalidade destrutiva para as abordagens positivas? Se a sua resposta é sim, esse é um dos livros de autoajuda perfeito pra você.

Por Que Fazemos o Que Fazemos? – Mario Sergio Cortella

Livros de Autoajuda

A preguiça falou mais alto e você não quer sair da cama para trabalhar? Você sempre quer dormir um pouco mais? O tempo está sempre curto? Sumiu o prazer com as atividades do cotidiano e você anda sem um objetivo?

Em “Por que fazemos o que fazemos?”, Mario Sergio Cortella aborda temas valiosos, como a importância de se ter um propósito de vida, motivação, valores e lealdade a si e ao trabalho. Por exemplo, segundo Cotella, quando uma pessoa trabalha apenas pelo dinheiro, os resultados tendem não ser tão bons assim. Porém, com propósito, tudo muda. Ou seja, esse é um dos livros de autoajuda que funciona como um guia para quem tem uma carreira e busca a realização pessoal associada à uma vida pessoal de qualidade.

Propósito – Sri Prem Baba

Livros de Autoajuda

Você já se perguntou sobre o que veio fazer nesse mundo? Sri Prem Baba, um mestre espiritual, apresenta reflexões sobre como escutar a nós mesmos e, assim, vivemos uma vida plena.

Segundo Baba, “saber qual é o nosso propósito significa entender o que viemos fazer aqui; e o que viemos fazer aqui está intimamente relacionado àquilo que essencialmente somos. Ou seja, o programa individual da alma está relacionado à consciência do ser. Assim, como a laranjeira só pode dar laranjas, o ser humano só pode dar um tipo de fruto: o amor, pois, o amor é a sua essência. Porém, o amor é um fruto que pode se manifestar de infinitas maneiras. Cada alma traz consigo dons e talentos que são a maneira única que o amor se expressa através de nós”.

Com essa obra, que é um dos destaques entre os livros de autoajuda, você vai conhecer o caminho da libertação, com lições valiosas, entre elas, que seu sucesso está na alma e não no ego, e que o “ser” e o “fazer” são inseparáveis. Ou seja, “Propósito” é uma viagem ao interior de si mesmo.

Você Pode Curar sua Vida – Louise Hay

Livros de autoajuda

Esse livro é um convite para a descoberta de uma nova forma de lidar com os problemas da vida. Assim, a autora leva os leitores a uma autoanálise profunda e um reconhecimento do seu poder interior.

Nós somos 100% responsáveis por tudo o que nos acontece e a cada instante criamos e mudamos a realidade à nossa volta, usando como ferramenta a força do pensamento. Isso acontece mesmo sem percebermos. Mas Hay defende que temos a capacidade de promover transformações positivas em nossas vidas e nos tornamos sempre pessoas melhores.

O problema é quando somos atropelados pelo caos do cotidiano, fazendo com que aceitar que o poder que temos e aplicá-lo se torna uma tarefa muito difícil.

“Você Pode Curar sua Vida” é um dos livros para auto ajuda e desenvolvimento pessoal muito bem aceito pelo público.

Conclusão

Como dissemos lá no início desse post, a lista dos livros de autoajuda é enorme. Existem muitas outras obras fantásticas. No entanto, as principais delas estão no 12min, nos formatos de microbook e audio-book.

Provavelmente, você conhece alguns outros livros de autoajuda superinteressantes. Que tal compartilhar conosco os seus conhecimentos! E aproveite para repassar a nossa lista para os seus contatos.

Boa leitura!

Seja um verdadeiro líder: os melhores livros de liderança

É claro que existem estilos diferentes de liderança. Mas, certamente todo mundo precisa estar alinhado com a cultura e os objetivos da organização. E mesmo que você já esteja exercendo a função, os livros de liderança serão sempre fortes aliados do seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Livros de liderança

Nesse post, selecionamos para você os melhores livros de liderança, que abordam os mais diferentes aspectos. Por exemplo, tem autor que fala de motivação, outro de gestão e tem os que focam nos relacionamentos interpessoais, organização e produtividade etc.

Todos os assuntos são relevantes e vale a pena você reservar um tempinho para se dedicar a ensinamentos tão valiosos. Vamos lá!

Livros de liderança para você ler, entender e praticar os ensinamentos

10x: A diferença entre o sucesso e o fracasso – Grant Cardone

Livros de liderança

Nossa sociedade nos condiciona a ser medíocres. No entanto, qualquer coisa mediana e que se baseia no padrão não leva ninguém a lugar algum, muito menos ao sucesso. Assim, para fugir dessa armadilha e obter máxima performance na vida pessoal ou profissional, Grant Cardone afirma que é preciso esforçar mais que a média das demais pessoas. Pra ser mais preciso, ele diz que esse esforço deve ser 10 vezes maior, condicionando a mente para as conquistas almejadas. Por isso esse é um dos livros de liderança fundamentais para quem busca se destacar e conduzir pessoas.

Administração de Alta Performance – Andy Grove

Livros de liderança

Esse é um dos livros para líderes em todos os níveis da hierarquia – de supervisores, diretores e até CEOs. Ou seja, qualquer profissional que tem uma equipe ou se relaciona com várias pessoas tem muito a ganhar com os ensinamentos do ex-CEO da Intel, Andy Grove. Segundo ele, a principal característica de um bom gestor é o foco em resultados. E, nessa obra, você vai aprender a fazer a coisa certa, entendendo como a empresa funciona. Afinal, resultado pessoal do líder é equivalente ao resultado de todas as equipes e departamentos sob a sua supervisão ou influência.

A Meta – Um Processo de Melhoria Contínua – Eliyahu M. Goldratt & Jeff Cox

Livros de liderança

“A Meta” se destaca entre os  melhores livros de gestão e liderança. Esse clássico consagrado no mundo dos negócios usa uma narrativa simples e didática para analisar o lado de dentro das organizações. Para isso, o autor criou uma empresa fictícia com todos os problemas de uma empresa real. Entre eles, atrasos na produção e quedas na receita, que são solucionados por meio do uso da teoria dos gargalos. Além disso, “A Meta” popularizou os conceitos fundamentais da Teoria das Restrições. Enfim, Goldratt defende que a lucratividade hoje e no futuro deve ser a meta de qualquer empreendimento.

A Quinta Disciplina – Peter Senge

Livros de liderança

A capacidade de fazer a sua equipe aprender mais rápido que a concorrência é o único diferencial em longo prazo de uma organização, garante Peter Senge. Ou seja, vencerão as empresas que aprendem. Isso significa focar em unir as habilidades de todos os funcionários para produzir resultados audaciosos. Com a alta velocidade em que as mudanças ocorrem no mundo contemporâneo, as empresas que conseguem se adaptar saem na frente, garante Senge. Esse é mais um entre os livros sobre liderança que você precisa ler.

Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas – Dale Carnegie

Livros de liderança

Aqui está um dos livros de liderança mais vendidos de todos os tempos. Com a primeira edição lançada 83 anos atrás, os ensinamentos de Dale Carnegie continuam atuais, ajudando um batalhão de pessoas no quesito relacionamento interpessoal. Esse best-seller, que já vendeu mais de 50 milhões de exemplares, leva os leitores a refletirem sobre suas atitudes e dá dicas de como agir corretamente. Carnegie ainda apresenta técnicas e métodos simples para que qualquer pessoa alcance seus objetivos pessoais e profissionais. Se você quer se destacar como um bom líder, precisa ler essa preciosidade.

Decisive – Chip Heath & Dan Heath

Livros de liderança

A maioria de nós vivenciamos situações que nos levam a tomar decisões nem sempre corretas. Ou seja, na hora de fazer uma escolha, partimos imediatamente para o “tudo ou nada”. Por exemplo, quando surge um problema com o chefe, consideramos logo se devemos ou não mudar de emprego. Nosso processo de pensamento não nos deixa refletir sobre alternativas. Em “Decisive”, os autores abordam exatamente como as nossas decisões são influenciadas por ideias preconcebidas e emoções. Os autores exploram essas questões e introduzem técnicas que ajudam o leitor em uma tomada de decisão mais equilibrada. Esse tema relevante coloca ”Decisive” em nossa lista dos melhores livros de liderança.

Drive – Daniel H. Pink

Livros de liderança

Motivação é uma força poderosa que nos ajuda a atingir metas. E para Daniel Pink, o segredo da motivação e da alta performance baseia-se em três pilares: a necessidade humana de controlar o seu destino; a necessidade de nos tornarmos melhores nas coisas que nos interessam; e fazer algo que tenha um significado para nós e para o resto do mundo. Isso vale para tudo o que fazemos, seja em casa, na escola, no trabalho… Coloque “Drive” na sua lista de melhores livros de liderança e motivação.

Faça Acontecer – Sheryl Sandberg

Livros de liderança

Por que os homens ainda ocupam a maioria das posições de liderança, tanto nos setores públicos como privados? Sheryl Sandberg, a mulher mais poderosa do Facebook e uma das 50 mulheres mais poderosas do mundo (revista Forbes) explora os principais motivos dessa distorção. Segundo ela, a desigualdade de gêneros ainda é forte em diversas esferas da sociedade, em especial, quando se trata de carreira e trabalho. No entanto, é possível sim, para as mulheres, juntarem-se ao “pelotão de elite”. Nessa obra, que está entre os melhores livros sobre liderança, Sandberg oferece dicas práticas para você subir no salto e conquistar o mundo.

Foco – Daniel Goleman

Livros de liderança

Nos dias atuais, está cada vez mais fácil distrair-se, isolar-se e sentir-se perdido com tanta informação e coisas acontecendo ao nosso redor. Assim, prestar atenção em algo tornou-se um recurso escasso. No entanto, se você quer ser bem-sucedido, impulsionar sua produtividade e ter excelentes relacionamentos pessoais e profissionais, é preciso desenvolver o seu foco. Segundo Goleman, a atenção funciona como um músculo. Quando não é usada, atrofia. Por outro lado, se você trabalha este músculo, ele cresce e se desenvolve. “Foco” também é um dos livros de liderança imperdível.

Líderes se Servem por Último – Simon Sinek

Livros de liderança

O que não falta nesse mundo é gente insatisfeita com o trabalho. Pra muitos, sair da cama pela manhã e encarar o chefe, os colegas, as atividades… é um grande sofrimento.  Mas não deveria ser assim. De acordo com Simon Sinek, isso acontece porque os líderes atuais não entendem como as pessoas buscam por propósito em seus trabalhos. Nessa obra, que se destaca entre os melhores livros de liderança e motivação, ele explora temas como a origem da hierarquia, seu papel na nossa sociedade contemporânea e como se tornar um líder realmente admirado. Imperdível!

Monge e o Executivo – James Hunter

Livros de liderança

Se você é líder, provavelmente já conhece essa obra. E se já leu, vale a pena ler de novo. Afinal, o estilo de liderança defendido em o “Monge e o Executivo” é respeitado e muito procurado pelas empresas. Ou seja, a liderança pelo exemplo, o compromisso com a ética e a disponibilidade em apoiar e conduzir os outros para o sucesso são características valiosíssimas. Para abordar o assunto, James Hunter leva o leitor por um mundo repleto de escolhas. Questionamentos, autoanálise, conceitos de bondade, generosidade, humildade, tudo isso vai sendo tecido em meio aos troféus da liderança.

O Lado Difícil das Situações Difíceis – Ben Horowitz

Livros de liderança

Quem disse que empreender é tarefa fácil? Pelo contrário, os desafios de criar e manter um negócio inclui momentos difíceis. Estes exigem coragem e persistência para não se “chutar o balde” e jogar todos os sonhos por água abaixo. Nesse livro, Ben Horowitz revela a trajetória da Opsware, uma startup de tecnologia que enfrentou o estouro da bolha de internet em 2000. Para sobreviver, a empresa teve que reiniciar toda sua linha de produtos da estaca zero. Trata-se de um dos livros de liderança extremamente importante, em especial, para CEOs de primeira viagem e executivos de startups.

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Stephen R. Covey

Livros de liderança

Se você realmente quer mudar seu destino, você precisa mudar seus hábitos e seu caráter, trabalhando “de dentro para fora”. Superar hábitos estabelecidos como procrastinação, egocentrismo ou ansiedade exige que você reconheça o princípio fundamental que forma esse hábito. A partir do momento em que você muda drasticamente a si mesmo, você estará credenciado a começar a mudar o mundo ao seu redor. Não temos dúvida que esse é um tema relevante para os gestores e, por isso, integra a nossa lista de melhores livros de liderança para você ler e praticar.

The Checklist Manifesto – Atul Gawande

Livros de liderança

Organização é uma grande aliada da nossa produtividade. E para se organizar, nada como um checklist. Não precisa ser algo sofisticado, ou seja, para muita gente, uma lista simples ajuda a poupar dinheiro e tempo e, ainda, evitar erros. Nessa obra, Atul Gawande lembra que as pessoas estão ficando tão ocupadas em suas áreas de especialidade que alguns problemas básicos e evitáveis estão acontecendo. Por isso, ele propõe a utilização de checklists, para diminuir a probabilidade dessas falhas, de maneira simples e direta.

Virando a Própria Mesa – Ricardo Semler

Livros de liderança

Semco é uma empresa brasileira familiar que se transformou em um grande case de sucesso, usando princípios de gestão não ortodoxos. Coordenadas pelo empresário Ricardo Semler, as mudanças incluíram substituição de gestores, corte nas camadas hierárquicas e autorização para que seus funcionários trabalhassem em um ambiente democrático e livre. Semler desafiou o status quo da época e comemorou o sucesso em um cenário de muitas incertezas econômicas.

Frases inspiradoras sobre liderança

Livros de liderança

Além dos livros de liderança, selecionamos para você 10 citações muito especiais. E vamos começar com uma que tem tudo a ver com o foco desse post:

“Liderança e aprendizagem são indispensáveis um ao outro” – John F. Kennedy.

Veja outras frases para você refletir:

“Liderar é a arte de motivar alguém a fazer algo que você quer feito, porque essa pessoa que fazê-lo” – Dwight D. Eisenhower, ex-presidente americano.

“Nenhum homem será um grande líder se quiser fazer tudo sozinho ou se quiser levar todo o crédito por fazer isso” – Andrew Carnegie, empreendedor.

“Os líderes proeminentes saem de seu caminho para aumentar a autoestima de seu pessoal. Se as pessoas acreditam em si mesmas, é impressionante o que eles podem fazer” – Sam Walton, fundador do Walmart.

“Quando estamos falando em uma liderança ruim, podemos superar o jargão, já que quase qualquer um consegue descrever um chefe ruim com um termo muito eloquente: idiota”. Jeffrey A. Kottler, escritor.

“Ditadores montam em tigres dos quais eles não têm coragem de desmontar. E os tigres estão ficando com fome” – Winston Churchill, ex-primeiro-ministro do Reino Unido.

“Se tudo parece sob controle, você não está indo rápido o suficiente” – Mario Andretti, piloto automobilístico.

“O melhor líder é aquele que tem senso suficiente para pegar homens bons para fazer o que ele quer e o autocontrole para não se intrometer enquanto eles o fazem” – Theodore Roosevelt, ex-presidente americano.

“Contrate caráter, treine habilidades” – Peter Schutz, empreendedor.

“Cerque-se de gente grande; delegue autoridade; saia do caminho” – Ronald Reagan, ex-presidente americano.

E aí, você curtiu as frases e a nossa lista de livros de liderança? Compartilhe conosco outra citação ou um livro que você goste sobre o assunto. Aproveite, também, para compartilhar esse post com os seus amigos.

livros de liderança

Lembre-se: você pode escolher outros títulos sobre liderança e diferentes assuntos também. O 12min tem uma rica biblioteca de microoboks dos temas mais valiosos no mundo dos negócios.

Boa leitura!

Google Assistente: tudo o que você precisa saber

google assistente

A Inteligência artificial (IA) deixou as histórias de ficção no passado e hoje faz parte da vida de muita gente. Entre as opções disponíveis no mercado, o Google Assistente aparece entre os destaques devido às suas “1.001” utilidades.

O Google Assistente está no seu telefone, no carro, na sua casa, enfim, em todos os lugares. Por meio do seu comando de voz, ele é capaz de executar atividades e interagir com a pessoas. Segundo a Google, mais de um milhão de comandos diferentes podem ser entendidos pelo assistente de voz.

Em maio do ano passado, a Google anunciou que o seu assistente já funcionava em mais de cinco mil dispositivos, das mais diferentes marcas do mercado da Internet das Coisas. Ou seja, por meio de parcerias, você encontra o Google Assistente em refrigeradores, alto-falantes, carros etc.

Nesse post, você vai ver:

  • Como nasceu o Google Assistente
  • 27 coisas que o Google Assistente faz
  • Como ativar o Google Assistente
  • Alterar sua conta do Google Assistant
  • Reconhecimento da sua voz
  • Personalize o seu apelido
  • Personalize o “Meu Dia”
  • Personalize as fontes de notícias
  • Visualize o seu histórico de atividades
  • Google Assistente nos smartphones
  • Dispositivos domésticos
  • 12min integrado com o Google Assistant
  • Dicas de leitura

Vamos, então, conhecer um pouco mais sobre o assistente da Google!

Como nasceu o Google Assistente

O assistente do Google tomou conta do mundo do Android e nos trouxe comodidade, praticidade e, principalmente, agilidade.

Esse assistente começou a dar passos firmes com a Pesquisa por voz do Google, nos smartphones Android e no Chrome para desktops, em junho de 2011. O projeto do Google continuou evoluindo, nascendo então o Google Now, em julho de 2012. Com ele surgiu a tão conhecida expressão “Ok, Google”.

Não demorou muito para o Google Now começar a sair de cena, abrindo o caminho para o Google Assistant. Isso ocorreu em maio de 2016, para os sistemas operacionais Android, Chrome OS, iOS e KaiOS. Ou seja, nascia então o assistente inteligente da Google.

O assistente da Google concorre com o Alexa, Siri e Cortana. Mas a empresa prepara-se para uma nova geração do seu produto. Revolucionária, de novo. Alguém duvida disso?

27 coisas que o Google Assistente faz

As lista de tarefas que o Google Assistente executa é enorme e surpreendente. Algumas coisas são práticas, outras são apenas divertidas.

Vamos então a algumas coisas legais que Google Assistente faz para facilitar a sua vida:

1. Você decide como quer ser chamado

Tem gente que prefere ser chamado apenas pelo primeiro nome, outros optam pelo sobrenome e tem até aqueles que gostam mesmo dos apelidos. É você quem decidirá e o Google Assistente respeitará isso. Pode-se definir, inclusive, como você quer chamar alguns contatos da sua agenda.

2. Desbloqueio de tela

Para obter esse serviço, basta acessar as configurações e selecionar “OK Google Detection”, seguido de Trusted Voice.

3. Abertura de aplicativos

Se você precisa checar suas notificações, mas está cozinhando para um grupo de amigos, basta dizer “OK, Google, abrir o Gmail”. E pronto: suas mensagens recentes estarão abertas para você.  Use o mesmo comando para abrir outros aplicativos.

4. Procura de e-mails

google assistente

Você pode buscar por emails “perdidos”. Ou, também, rever informações, não apenas aquelas que estão no Gmail, como outras no Google Keep e Google Agenda, por exemplo.

5. Envio de e-mails pelo Gmail

Você ainda pode enviar mensagens pelo email sem precisar escrevê-la, apenas ditando o texto. Ou seja, você diz “Ok Google, envie um email para José da Silva + mensagem”.

6. Atendimento de chamadas telefônicas

Quem tem um dispositivo Pixel 3 ou Pixel 3 XL pode se livrar das chamadas indesejadas. Para isso, basta configurar o Google Assistente para atendê-las – se preferir, pode até marcar o número como spam. Adeus incômodo.

7. Também realiza chamadas

Isso não é nenhuma novidade, já que é uma função bem conhecida dos sistemas de comandos por voz. No entanto, é extremamente importantes. Afinal, você facilita suas ligações apenas dizendo “Ligar para Fulano (nome do contato). Simples assim.

8. Tradução de idiomas

google assistente

O Google Assistente faz traduções em 188 idiomas. Pergunte por exemplo “Como você diz comida em alemão?” Se não entender a resposta, diga “OK, Google, repita isso” e será obedecido.

9. Dicionário

Com o Google Assistente você tem tradução para vários idiomas, mas tira dúvidas de Português também. Se você não sabe o significado de alguma palavra, pergunte. Por exemplo: “O que significa Feminicídio?” A resposta vem na hora.

10. Pesquisa imagens no Google

Não importa qual a sua motivação. Se você quiser pesquisar imagens do Google, é só pedir ao Google Assistente.

11. Captura de tela rapidamente

O assistente do Google captura sua tela sem salvar a imagem na sua galeria. Isso gera uma screenshot sem elementos da interface. Por exemplo, detalhes como barra de status e de navegação não aparecem na tela capturada.

12. Leitura das notícias favoritas

google assistente

Isso mesmo, o Google Assistant lhe dá informações sobre o tempo na sua região e ainda ler as últimas notícias para você – nos veículos que você configurar. Os amantes do esporte também acessam informações sobre o tema em geral, em várias partes do mundo. Isso inclui tabelas de jogos, horários, placares etc.

13. Envio de mensagem de voz para Google Home

Certamente você já precisou falar com alguém em sua casa, quando estava fora. Agora, com o Google Assistente você envia uma mensagem de voz e quem estiver em casa pode até responder.

14. Envio de mensagem de texto também

Diga “OK, Google, enviar mensagem de texto para (nome do destinatário). Aí você dita a mensagem que deseja enviar. Ex.: “OK, Google, enviar SMS para Carlos Vou atrasar 10 minutos”. O Google Assistente vai confirmar com você, antes de enviá-la.

15. Lembretes

google assistente

Com o Google Assistente ficou mais fácil lembrar dos compromissos. Basta definir os seus lembretes – os mais variados – e você não mais perderá nenhuma data ou evento importante. E você pode, também, acompanhar pequenas coisas do dia-a-dia. Por exemplo, peça ao assistente do Google para ajudá-lo a encontrar o seu carro no estacionamento. Funciona assim: diga “OK, Google, lembre-me de que meu carro está na vaga X”. O assistente lembrará quando você perguntar de novo. Ou você pode pedir ao assistente para lembrá-lo de fazer uma chamada telefônica em um dia e horário específicos, descongelar uma lasanha às 11h etc.

16. Lista de compras

O Google Assistente lhe dá uma mãozinha também na hora de preparar a sua lista de compras. Além de salvar tudo, permite acrescentar ou retirar algum item. Ex.: “O que eu coloquei na minha lista de compras?” ou “Inclua ovos e bolachas na minha lista de compras”.

17. Sugestões de férias

google assistente

Pergunte sobre opções de férias e veja a lista que o Google Assistente lhe mostrará. Você pode, inclusive, ser mais específico em sua procura, indicando regiões, mês etc.

18. Dicas de hotéis e confirmação de voos

Você pode pesquisar por hotéis e passagens aéreas, comparar preços, conferir o status do seu voo etc. Ex.: “O voo 755 da AA está no horário?, “Qual o preço de passagem para o Japão?”, “Hotéis na praia de Copacabana”…

19. Dicas de restaurantes, espaços de lazer ou lojas

Diga ao Google Assistente para “mostrar restaurantes nas proximidades”. Você vai visualizar uma lista de opções e classificação de cada estabelecimento. Ao tocar na lista, aparecerão endereço, links e outras informações sobre cada local.

20. Entretenimento

Nesse caso você pode reservar ingressos em cinema, acompanhar o que está passando na TV ou optar por ouvir músicas. Você pode ainda jogar paciência, jogo da velha ou outros games e, também, pedir ao assistente do Google para lhe contar uma piada etc. A criançada pode ligar para o Papai Noel e bater um papo com o bom velhinho.

21. Contas e conversões

Google assistente

Matemática não será mais um problema. Você diz, por exemplo, “OK ​​Google, diga-me quanto é X x Y” e terá a sua resposta imediatamente. Os aplicativos de calculadoras ficaram ultrapassados. Além disso, você pode usar o Google Assistente para fazer as mais variadas conversões e tê-lo como sua enciclopédia pessoal.

22. Apoio na hora de pedir um empréstimo

Leslie, especialista em empréstimo, pode tirar suas dúvidas específicas ou gerais. Depois disso, ela redireciona você para uma lista de opções de empréstimos adequados ao seu caso, indicando, inclusive, o valor das prestações. Nesse esquema, o assistente funciona com parceiros.

23. Mapas e planejamento de rotas

google assistente

Pergunte ao assistente do Google qual a rota mais rápida de um ponto a outro e ele lhe apresentará a resposta. O mesmo vale se você precisa chegar a algum lugar e não conhece o caminho ou se quer encontrar um hotel ou pizzaria nas imediações. O assistente informa o tempo de percurso. Ex.: “Onde fica o hotel mais próximo?” ou “Quanto tempo para chegar no posto de gasolina mais perto?”

24. Alarmes

Você pode planejar o horário de acordar e usar o assistente como um despertador, definir o tempo de uma tarefa ou acionar o cronômetro para as mais diversas atividades.

25. Identificação do seu entorno com a câmara

Você aponta a câmera do celular para um objeto para ter um reconhecimento instantâneo. Se tirar uma foto de uma marca conhecida, o assistente lhe dirá o nome e links para obter mais informações.

26. Pesquisa no Google

google assistente

Pergunte ao Google o que quiser, de curiosidades a informações técnicas. O assistente vai lhe responder. Ex.: “Quem fez o primeiro gol numa Copa do Mundo?”, “Qual o elenco do seriado Friends?” “Qual a menor cidade do mundo?”

27. Use o Google Assistente mesmo offline

O assistente funciona normalmente, mesmo sem estar conectado na Internet.

Como ativar o Google Assistente

Para ativar Google Assistant, você precisa ter um smartphone ou tablet com os seguintes requisitos

  • Android 5.0 ou versão posterior
  • Google app 6.13 ou versão posterior
  • Google Play Services
  • 1,0 GB de memória
  • O idioma do smartphone definido como um dos idiomas compatíveis (português, chinês (tradicional), inglês, francês, alemão, espanhol, sueco entre outros).

Uma vez tendo as especificações necessárias, para ativar o Google Assistente nos dispositivos Android (exceto o Pixel), siga os seguintes passos:

  1. Abra o Google app.
  2. Na tela inicial, vá em Menu > Configurações.
  3. Em “Google Assistente”, clique em Configurações > Ativar.

No smartphone Pixel, basta pressionar o botão Home por alguns segundos e dizer “OK Google”. Em seguida, clique em Ativar.

A etapa seguinte é iniciar uma conversa. Para isso, pressione por alguns segundos o botão Home e diga “Ok Google” e faça uma pergunta ou clique no ícone do teclado, se optar por digitar.

No Pixel 3 é possível acessar o Google Assistente mesmo quando o smartphone estiver bloqueado.

Alterar sua conta do Google Assistant

Veja o que fazer caso você tenha realizado alguma coisa errada na hora de configurar a sua conta de Gmail ou simplesmente quer migrar para uma conta diferente:

  1. Inicie o Assistente do Google, pressionando o botão Início.
  2. Clique no menu, no canto superior direito.
  3. Clique em Contas
  4. Clique na conta que você deseja usar.

Reconhecimento da sua voz

google assistente

Se mesmo depois de ativar o assistente do Google no seu smartphone ou tablet, não houver resposta ao comando “Ok Google”, você deve:

  1. Pressionar por alguns segundos o botão home.
  2. No canto superior direito, vá em Configurações > Assistente.
  3. Selecione seu smartphone ou tablet.
  4. Cheque se o Google Assistente está ativado.
  5. Clique em Modelo de Voz > Redefinir Modelo de Voz.
  6. Siga as orientações para gravar sua voz.

Personalize o seu apelido

Como você já sabe, é possível definir como você quer ser chamado pelo assistente da Google. Veja como configurar esse item:

  1. Inicie o Assistente do Google.
  2. Clique no menu, no canto superior direito.
  3. Clique em Configurações.
  4. Deslize para cima, até se deslocar para baixo.
  5. Clique em Informações Pessoais > Clique em Apelido.
  6. Clique no ícone de edição, ao lado do seu nome.
  7. Digite o apelido ou o nome que você quer ser chamado.
  8. Clique em OK.

Personalize o “Meu Dia”

O seu Google Assistente pode ser programado para lhe dar uma geral sobre o que você precisará durante as próximas 24 horas. Você decide o que é importante saber antes de começar a “batalha diária”. Por exemplo, previsão do tempo, cotação do dólar, lembrete de reuniões e demais atividades etc.

Para personalizar o “Meu Dia”, veja o que você precisa fazer

  1. Pressione o botão para Iniciar o Google Assistente.
  2. Clique no ícone de menu no canto superior direito.
  3. Clique em Configurações.
  4. Clique em Meu dia.
  5. Clique nas caixas de seleção e personalize o que está incluído no seu resumo.
  6. É possível, ainda, encerrar o resumo com relatórios de notícias narrados.
  7. Diga ao assistente do Google “me fale sobre o meu dia” e você será atendido.

Personalize as fontes de notícias

O Google Assistente pode narrar para você as principais notícias do país e do mundo. Você pode ter as informações de várias fontes, inclusive, rádios. Para isso, diga “Ok Google, ouvir notícias”. Mas é claro que você vai querer personalizar o que ouvir. Então, siga o passo-a-passo:

  1. Inicie o Assistente do Google.
  2. Clique no menu, no canto superior direito.
  3. Clique em Configurações.
  4. Clique em Notícias > Personalizar.
  5. Percorra a lista de fontes de notícias.
  6. Clique nas fontes de notícias que deseja adicionar.
  7. Clique na seta para trás.
  8. Clique e arraste as fontes de notícias na ordem em que deseja escutá-las.

Pronto, suas notícias serão lidas na ordem que você planejou.

Visualize o seu histórico de atividades

O histórico inclui todas as suas pesquisas, inclusive, informa onde você estava quando solicitou alguma coisa. Para acessar essas informações, faça o seguinte:

  1. Inicie o Assistente do Google.
  2. Clique no menu, no canto superior direito.
  3. Clique em Configurações.
  4. Deslize para cima até se deslocar para baixo.
  5. Clique em Minha Atividade – Isso abrirá no Google Chrome e você será conduzido para o registro de todas as suas atividades feitas com o assistente do Google.
  6. Clique em Detalhes para visualizar mais informações sobre cada pesquisa.

Google Assistente nos smartphones

google assistente

A inteligência artificial da Google não é mais restrito aos modelos Pixel. Pelo contrário, ela está na grande maioria dos smartphones Android e, certamente, em todos os lançamentos recentes. Isso ocorre mesmo que o dispositivo ofereça outro sistema semelhante, como é o caso dos aparelhos da Samsung. No caso dos iPhones, o uso tem algumas restrições.

Dispositivos domésticos

google assistente

Concorrente direto do Amazon Echo, o Google Home é um tipo de caixinha de som, que obedece comando de voz. Você literalmente conversa com ela e pode obter respostas sobre o clima, filmes na TV ou nos cinemas, horários de restaurantes ou shows, horários dos seus compromissos agendados, cotação de moedas estrangeiras etc etc etc. Enfim, ele está em todas as funcionalidades citadas nesse post – despertador, alarme, rota, rádio, recebimento e envio de mensagens etc.

E o Google Home está conectado com mais de uma centena de eletrodomésticos, como por exemplo, as TVs. Isso significa que você pode controlar a sua televisão conversando com ela.

Com o Google Assistente em sua casa, você pode ainda ligar e desligar luzes, ar condicionado ou aquecedor, controlar alarmes, ativar câmeras de segurança e trancas inteligentes, receber alertas dos mais variados, obter as receitas preferidas etc.

O Google investe pesado, agora, na intuitividade. Ou seja, a empresa quer viabilizar a configuração de uma casa inteligente conectada e unificada em um único app, sem que seja preciso indicar a marca ou fabricante de um dispositivo no comando de voz.

Além disso, o Google Assistente funciona nos fones de ouvido sem fio (basta acessar o Assistente, sem necessidade de abrir o telefone). Você pode usar ainda o Google Smart Displays e o Android Auto.

12min integrado com o Google Assistant

google assistente

O 12min no Google Assistente já está disponível para os dispositivos Android (6 ou posterior), iOS (10 ou posterior), Google Home, Android TV, Chromebooks e Smart Displays compatíveis.

O que você ganha com isso? Economia de tempo e praticidade, porque agora, quem tem o Google Assistente ativado em seus dispositivos pode apenas dizer “Ok Google, ler o microbook O Príncipe” e pronto. A aplicativo 12min abre imediatamente para você, na página desejada.

O 12min tem uma quantidade enorme de opções sobre carreira, negócios, marketing e venda, motivação e inspiração, produtividade, economia e dinheiro, psicologia, empreendedorismo, liderança, saúde, entre outras categorias.

Afinal, o 12min é um aplicativo de desenvolvimento pessoal, por isso é grande a quantidade de microobooks disponíveis para você. Os temas mais procurados pelos leitores e os autores mais fantásticos estão lá.

Dicas de leitura

google assistente

E já que estamos falando de um produto do Google, a equipe 12min convida você a conhecer um pouco mais sobre a história dessa potência mundial que é a Google. Você pode aproveitar as nossas dicas para testar a integração do 12min com o Google Assistente. Vamos lá!

Como o Google Funciona – Alan Eagle & Eric Schmidt & Jonathan Rosenberg

Google Assistente

Quais são as atitudes que diferenciam o Google de todas as outras no mercado? Em seu livro, Eric Schmidt, ex-CEO do Google, explica como essa empresa aceitou as mudanças causadas pela tecnologia e focou o seu negócio no capital humano.

Google a Biografia

Google a Biografia – Steven Levitt

Google Assistente

Essa é a história por trás do gigante Google e de seus criadores. Poucas empresas no mundo alcançaram o patamar de sucesso do Google, e isso aconteceu principalmente graças a seus dois criadores visionários, que revolucionaram as ferramentas de busca pela internet: Sergey Brin e Larry Page.

Boa leitura!

E se você curtiu esse post, compartilhe as informações com os seus amigos!

Descubra os melhores livros de empreendedorismo

livros de empreendedorismo

Preparar uma lista de livros sobre empreendedorismo não é tarefa fácil. Isso porque são incontáveis as opções de títulos imperdíveis e autores fascinantes.

Além disso, o tema empreendedorismo aborda um amplo leque de assuntos. Por exemplo, foco, persuasão, finanças, criatividade, inovação, hábitos, administração, marketing etc.

Nós selecionamos aqui 20 obras obrigatórias para quem planeja empreender e para aqueles que já têm o próprio negócio, mas pensam em chegar mais longe. Os livros são valiosos, também, para os profissionais que buscam se destacar na carreira.

Você está pronto? Então, venha com a gente!

Livros de empreendedorismo que você não pode deixar de ler

A Arte de Fazer Acontecer – David Allen

livros de empreendedorismo

Vamos começar a nossa lista dos melhores livros de empreendedorismo com essa obra valiosa. Nela, o autor ajudará você a se manter organizado. E como todo mundo sabe, organização tem tudo a ver com produtividade, que está diretamente ligada aos resultados. Para isso, o autor ensina um método criado por ele e batizado de GTD (Getting Things Done) que o leva a focar na sua tarefa atual sempre, sem distrações. Além disso, o GTD trabalha com uma fórmula para estabelecer prioridades e entregar soluções no prazo.

Administração de Alta Performance – Andrew S. Grove

livros de empreendedorismo

Essa é uma obra fantástica sobre empreendedorismo e administração, escrita pelo ex-CEO da Intel e voltada para gerentes, diretores e CEOs. No entanto, suas recomendações valem para todo profissional que precisa levar o seu time a produzir algo de valor. Desta forma, o autor revela quais as técnicas e indicadores que tornam um recrutamento corporativo preciso e mensurável; como transformar seus liderados em uma equipe altamente produtiva e como motivar esse grupo a atingir o melhor desempenho. Ou seja, Grove ressalta que a principal característica de um bom gestor é o foco em resultados. E para se chegar lá é fundamental entender como a corporação deve funcionar.

A Estratégia do Oceano Azul – W. Chan Kim e Renée Mauborgne

livros de empreendedorismo

A estratégia do oceano azul explica como guiar seu negócio por mares com menos competição e maior lucratividade. Ou seja, para evitar oceanos vermelhos, não nade com os tubarões. Para se chegar às suas conclusões, os autores pesquisaram empresas como a Tesla Motors e Starbucks, criando um modelo de inovação que permite repensar a maneira como a sua empresa compete no mercado. O livro propõe regras e princípios a serem seguidos por empreendedores, gerentes, CEOs e diretores.

A Startup Enxuta – Eric Ries

livros de empreendedorismo

Como empreendedores usam a inovação contínua para criar negócios bem-sucedidos? Eric Ries, que é dos destaques entre os autores de empreendedorismo, tem a resposta. Segundo ele, uma startup é uma organização criada em situações de extrema incerteza, buscando um modelo de negócios escalável e repetível. E nesse livro, Ries propõe a metodologia da Startup Enxuta, também conhecida como metodologia lean, como ferramenta para tornar as empresas mais ágeis e eficientes. Tudo isso, gastando menos e aproveitando ao máximo do seu maior ativo, que são as suas pessoas.

As Armas da Persuasão – Robert B. Cialdini

livros de empreendedorismo

Essa é uma aula sobre como influenciar e não se deixar influenciar pelas pessoas. Por isso é considerado um dos livros para empreendedores que você deve acrescentar em sua biblioteca. Robert Cialdini é um PhD em psicologia e, segundo ele, existem 6 princípios fundamentais que geram mudança. Assim, você precisa aprender a dominá-los e se defender deles, caso queira entender como a persuasão funciona. Desta forma, você não cairá nas peças que nossa mente nos prega quando alguém tenta nos convencer a fazer algo.

Behind the Cloud – Marc Benioff e Carlye Adler

livros de empreendedorismo

A nossa próxima dica de livros de empreendedorismo vem de Marc Benioff, considerado o pai das indústrias de software como serviço e computação na nuvem. Sua empresa, a Salesforce.com, é simplesmente o maior caso de sucesso de criação de uma empresa que atingiu 1 bilhão de dólares em receitas em apenas 10 anos. “Behind the Cloud” revela como Benioff tirou do papel uma ideia nova e se diferenciou dos seus competidores com um novo movimento onde os usuários não precisam mais instalar softwares em seus computadores para trabalhar. E o segredo de Benioff para colocar o plano da Salesforce em ação é simples. Segundo ele, basta focar e executar a ideia na qual você acredita, mesmo que isso signifique ir contra a multidão.

Contágio – Jonah Berger

livros de empreendedorismo

Por que as coisas pegam? Em “Contágio”, um dos melhores livros sobre empreendedorismo, Berger ensina as técnicas para gerar buzz focado em negócios. Mas com um detalhe: usando poucos recursos financeiros e gerando resultados rápidos e extraordinários. Para o autor, a receita do sucesso está em dominar os seis princípios do Contágio (Moeda Social, Gatilhos, Emoção, Público, Valor Prático e Histórias). Se você seguir as dicas, Berger garante que estará credenciado a alavancar negócios de diversificados portes e também empreendimentos individuais. Tentador, não é?

De Zero a Um – Peter Thiel & Blake Masters

livros de empreendedorismo

Todos nós temos muito o que aprender com o Vale do Silício. É por isso que essa obra integra a nossa lista de melhores livros para empreendedores. Um dos seus autores, Peter Thiel, foi o fundador do PayPal e um dos primeiros a investir no Facebook. Isso fez dele um dos bilionários mais influentes do Vale. Agora, você pode se aprofundar em sua filosofia e conselhos, que foram documentados por um grupo de seus alunos, na faculdade de Stanford. Você vai entender porque, em uma startup, ir de “0 a 1” é mais importante que ir “de 1 a n”.

Dobre seus Lucros – Bob Fifer

livros de empreendedorismo

É evidente que em uma lista de livros de empreendedorismo deve constar um tema tão importante. E não se trata de um sonho. Pelo contrário, o autor tem um plano claro para levar você até essa meta. Como consultor financeiro, ele analisou várias empresas americanas antes de elaborar esse guia de como aumentar sua lucratividade. E, segundo ele, em primeiro lugar, você tem que colocar o lucro como foco principal. Depois, é preciso trabalhar em três grandes pilares: sua cultura, seus custos e suas vendas. Você vai ganhar em redução de custos, aumento das vendas e melhora dos resultados.

Empresas Feitas Para Vencer – Jim Collins

livros de empreendedorismo

Por que algumas empresas alcançam a excelência e outras não? O best-seller de Jim Collins apresenta inúmeros exemplos reais de organizações que saíram do status de medíocres ou até mesmo ruins, para excelentes. Em sua pesquisa, o autor analisou dados financeiros, artigos e uma extensa base de informações corporativas de grandes empresas americanas. Segundo Collins, essas organizações de sucesso, além de alcançarem uma qualidade duradoura, elas conseguem se manter nesse patamar de superioridade. Trata-se de um dos livros de empreendedorismo imperdível para quem busca sair da zona de conforto e comemorar o sucesso.

Inspired – Marty Cagan

livros de empreendedorismo

Essa obra é destaque entre os livros de empreendedorismo e livros sobre inovação. Afinal, a cada dez produtos lançados, nove fracassam por não conseguirem atingir seus objetivos. Em muitos casos, isso acontece por falta de um bom processo de gestão de produtos e escassez de bons profissionais nessa área. Assim, em “Inspired”, Cagan nos ensina como criar produtos que os clientes adoram. E ele sabe do que está falando. Isso porque Cagan participou ativamente do desenvolvimento de produtos em empresas como Ebay e AOL e centenas de outros lançamentos do Silicon Valley Product Group.

Marketing 4.0 – Philip Kotler

livros de empreendedorismo

Empreendedorismo e marketing andam juntos, por isso essa é uma obra que obrigatoriamente deve constar em sua biblioteca. Escrito por um dos maiores especialistas de marketing de todos os tempos, o livro aborda como a internet e a ascensão do mundo digital mudaram a relação das empresas com seus consumidores. Kotler vai ajudar você a entender a nova dinâmica do mercado e como você pode melhorar sua produtividade nos dias atuais. Afinal, mudaram-se as regras e mudou também toda a sociedade. Uma preciosidade entre os livros de empreendedorismo mais vendidos.

Rework – Jason Fried e David Heinemeier Hansson

livros de empreendedorismo

Você precisa de muito menos do que imagina para realizar seu sonho de empreender. E o principal conselho do autor é: pare de falar e ponha as mãos na massa. Segundo ele, o segredo é começar pequeno e ser rápido. Para isso, você terá que burlar a sabedoria tradicional que segue a seguinte linha: monte um plano de negócios, analise o mercado, estude competidores e busque investimentos. Uma excelente sugestão em nossa lista de livros de empreendedorismo.

O Investidor Inteligente – Benjamin Graham

livros de empreendedorismo

Você quer evitar erros e aprender a executar estratégias de longo prazo bem-sucedidas? Aprenda com Benjamin Graham como ganhar dinheiro na Bolsa. De acordo com o autor, o primeiro passo para se tornar um investidor inteligente é entender a diferença entre especulação e investimento. O investimento garante que seu dinheiro inicial esteja salvo e que gere retornos adequados. Qualquer coisa diferente disso é especulação. “O Investidor Inteligente” foi apontado por Warren Buffet como “o melhor livro já escrito sobre investimentos”. Nada mal, se levarmos em consideração que Buffet integra a lista da Forbes das pessoas com maior capital no mundo. Então, inclua mais essa dica entre os seus livros de empreendedorismo.

O Poder do Hábito – Charles Duhhigg

livros de empreendedorismo

Essa é uma dica de ouro sobre livros para empreendedores iniciantes e os mais experientes também. Isso porque Charles Duhigg ressalta o impacto dos seus hábitos em quem você é e no que você é capaz de alcançar. Segundo ele, os hábitos fazem parte da fundação das nossas vidas e nossas empresas. Eles são responsáveis por uma grande parte dos resultados que obtemos. Duhigg explica ainda que o nosso cérebro encontra a todo instante maneiras para se esforçar menos e automatizar rotinas, apenas para economizar energia. Saiba como isso funciona em “O Poder do Hábito”.

Quem Pensa Enriquece – Napoleon Hill

livros de empreendedorismo

Enriquecer começa com o desejo de ser rico. No entanto, apenas querer e ficar esperando não gera riqueza. Para Napoleon Hill, o que pesa mesmo é uma intensa obsessão, que deve ser sustentada por um plano. No entanto, para desenvolver essa força, o autor sugere seis passos, que são comuns entre 500 milionários americanos pesquisados por Hill. Não é por acaso que “Quem Pensa Enriquece” está entre os livros de empreendedorismo mais vendidos.

Running Lean – Ash Maurya

livros de empreendedorismo

Que os empreendedores precisam adotar um processo enxuto para aumentar a competitividade, ninguém questiona. O problemas é que, muitas vezes, eles não entendem o que isso significa, não sabem por onde começar e nem quais resultados esperar. Nessa obra da nossa lista de livros de empreendedorismo, Ash Maurya aposta na metodologia lean como ferramenta para você dar o pontapé inicial ou expandir um negócio existente. Essa é uma leitura obrigatória.

Vai Lá e Faz – Tiago Mattos

livros de empreendedorismo

Começar uma empresa de sucesso, partindo do zero é possível sim. É isso que mostra o autor Tiago Mattos. Para ele, tudo vai depender do seu interesse e da sua capacidade de compreender o ritmo e as necessidades das múltiplas demandas do mercado atual. Aliás, Mattos afirma que nunca foi tão fácil fazer uma casa, uma passeata, uma viagem… e até mesmo uma empresa. No entanto, ninguém vai arregaçar as mangas por você. Só você mesmo.

Vender é Humano – Daniel H. Pink

livros de empreendedorismo

Vender é uma habilidade crucial no mundo dos negócios. Na verdade, é um grande desafio, tanto para o empreendedor em início de carreira, como para aquele que já se estabeleceu. E essa é uma das razões que colocam essa obra entre os livros de empreendedorismo mais importantes. Aqui, o autor dá uma aula sobre a arte de influenciar e convencer os outros a adquirirem o seu produto/serviço sem ser chato ou invasivo.

Venture Deals – Brad Feld & Jason Mendelson

livros de empreendedorismo

Entre os melhores livros de empreendedorismo, esse é direcionado para o empreendedor que busca por um investimento para alavancar o seu negócio. O autor ensina o leitor a lidar com investidores e advogados numa negociação. Ele ainda revela estratégias para se chegar a um acordo justo para todas as partes envolvidas. E mostra, ao mesmo tempo, um pouco mais sobre ecossistema dos fundos de venture capital, explicando, de maneira prática e didática, como as coisas funcionam. Assim, você vai aprender sobre como levantar dinheiro para o seu empreendimento.

Inspire-re!

livros de empreendedorismo

Existem ainda muitas outras histórias de empreendedorismo altamente inspiradoras. Conhecê-las pode ajudar você a encontrar o seu próprio caminho. Veja as nossas sugestões:

Abílio – Cristiane Correa

Elon Musk – Ashlee Vance

Nada Easy – Tallis Gomes

Sonho Grande – Cristiane Correa

Steve Jobs – Walter Isaacson

Mãos à obra!

livros de empreendedorismo

Apresentamos para você uma extensa lista de excelentes livros de empreendedorismo para ler, se inspirar, aprender e praticar tudo aquilo que se adapta ao seu negócio. Se você fizer o dever de casa corretamente, certamente, estará comemorando o sucesso bem rapidinho.

O 12min, o seu aplicativo de desenvolvimento pessoal, tem uma enorme quantidade de outros microbooks sobre empreendedorismo e outras categorias relevantes para o seu negócio. E se você preferir, pode optar pelos audiobooks. Bons aprendizados!

Agora é a sua vez. Você, gostaria de enriquecer a nossa lista de livros de empreendedorismo? Ou tem algum case inspirador para nos contar? Compartilhe conosco!

Joint Venture: o que é e como funciona essa estratégia?

Joint Venture pode ser uma ótima opção para o empreendedor que precisa vencer algumas barreiras em seu negócio, expandir o mercado de atuação ou até mesmo jogar suas receitas pra cima de maneira rápida. E isso não vale apenas para as grandes empresas. Pelo contrário, as pequenas também podem se beneficiar dessa estratégia.

Joint Venture

Ou seja, os negócios de qualquer tamanho e dos mais diferentes segmentos podem obter vantagens de uma Joint Venture. Mas, se existe o lado bom, existem também os riscos e os pontos de atenção que você deve conhecer, antes de se aventurar na união com outro empreendimento.

Nesse post, você vai saber o que é uma Joint Venture, como funciona e várias informações relevantes sobre o tema.

O que é Joint Venture

Joint Venture

Joint Venture é uma associação estratégica, geralmente entre duas ou mais empresas. As partes envolvidas compartilham gestão, informações, ativos, propriedade intelectual, mercado, lucros e perdas (se ocorrerem).

Na maioria das vezes as empresas criam uma Joint Venture para trabalhar juntas apenas em um determinado projeto – produção, venda, distribuição, pesquisa etc – mantendo o restante dos negócios separados.

Quando as empresas se unem em uma Joint Venture, elas criam um novo empreendimento. Essa união pode ser informal, apenas “de boca”. Ou ela pode ser formal, mediante assinatura de contrato, que deve conter todas as decisões acordadas entre as partes.

No entanto, os especialistas alertam que, quando se trata de negócio, a melhor coisa a se fazer é recorrer aos contratos detalhados. Para isso, busque apoio de uma assessoria jurídica. Sempre.

Por que recorrer à Joint Venture?

Se você não pode vencer o inimigo, junte-se a ele… Ou você já ouviu a frase de que duas cabeças pensam melhor do que uma… Na verdade, são vários os motivos que levam as empresas a se unirem em uma Joint Venture, entre eles destacam-se:

  • somar forças, recursos e talentos para expandir a influência nos negócios, aumentar  presença em mercados mais fortes e/ou acessar novos mercados e canais de distribuição. Tudo com menos recursos e mais rapidez;
  • obter rapidamente propriedade intelectual ou qualquer outro recurso de difícil acesso;
  • contornar barreiras legais ou regulamentos em mercados novos, unindo-se a uma empresa local;
  • fortalecer o poder de compra e financiamentos;
  • economizar dinheiro (marketing, publicidade, pessoal, infra-estrutura etc) e aumentar os lucros.

Qual o momento certo de investir em uma Joint Venture?

Essa é uma questão específica de cada empresa, porque envolve várias questões relacionadas ao negócio, produto, mercado etc. No entanto, os especialistas dão algumas dicas para ajudar você a enxergar melhor o contexto do seu empreendimento.

Ou seja, a ideia é que você tente responder algumas questões-chave. Mas, a primeira coisa a se pensar é se você está disposto a repartir o bolo. Avalie, ainda, se a sua equipe conseguirá trabalhar em conjunto com outro time.

Se a sua resposta for sim, então, mãos-à-obra para responder 9 perguntas-chave.

9 perguntas valiosas

Joint Venture
  1. Quais são os seus produtos/serviços e qual a penetração de cada um no mercado?
  2. Você tem um público-alvo bem-definido e quais as estratégias que vêm sendo usadas para se chegar até ele?
  3. Quais são os pontos fortes e fracos do seu negócio? Quais são as ameaças e oportunidades no seu mercado?
  4. Quais são os seus maiores e/ou mais agressivos concorrentes? O que eles fazem melhor do que você: produto/serviço, marketing, distribuição, pontos de vendas?
  5. Em qual área a sua empresa precisa de parceria, no momento: desenvolvimento de produto, levantamento de dados, marketing, distribuição, penetração de mercado, ganho de imagem e/ou credibilidade?
  6. Existe algum mercado relevante para o seu negócio mas que você só conseguirá entrar com parcerias locais – por causa de legislação, regulamentação, burocracia para novos entrantes ou até mesmo custos muito altos etc?
  7. Você precisa implantar ou desenvolver algum know-how ou ferramenta que já existe e vem funcionando bem no mercado?
  8. Sua empresa tem os talentos necessários nas áreas estratégicas? Existe alguma outra empresa com recurso humano valioso para o seu negócio?
  9. Existe uma pessoa ou uma empresa que possa lucrar em algum projeto com a sua empresa? Em algum momento, esse assunto já foi discutido entre vocês e, se sim, qual foi a reação da outra parte?

Anote todas as respostas para estudá-las com cuidado.

Dicas para obter resultados com uma Joint Venture

Joint Venture

Você chegou à conclusão de que a criação de uma Joint Venture é uma boa estratégia para o seu empreendimento? Ótimo. Então, siga algumas dicas dos especialistas para garantir o sucesso dessa iniciativa:

  • discuta claramente com os seus parceiros as metas e expectativas da Joint Venture; garanta que tudo seja definido em comum acordo. Além disso, é fundamental que os itens acordados fiquem claros para todas as partes envolvidas;
  • procure contrabalancear os investimentos a serem realizados pelas partes e o grau de especialização dos times;
  • as empresas podem ter culturas diferentes, mas o sucesso da parceria dependerá de uma integração harmoniosa dos times envolvidos;
  • toda as suas equipes devem conhecer, entender e se comprometer com as metas macro da Joint Venture;
  • participe ativamente da criação da Joint Venture. Paralelamente, defina um time para também acompanhar de perto todas as atividades.

Os riscos de uma Joint Venture

Joint Venture

Como já foi mencionado, uma Joint Venture tem vantagens e riscos. Por isso, a sua decisão deve ser feita com cuidado e seguindo todas as regras e requisitos legais. Afinal, manter uma parceria de negócio não é tarefa fácil.

Os principais riscos são:

  • quando uma das partes ou todas elas não são realistas na especificação das metas e expectativas em relação à “parceria”;
  • quando o que está escrito não funciona exatamente como o esperado no cotidiano. Ou ainda o que está no contrato não reflete a realidade dos fatos;
  • quando as culturas organizacionais, os valores, práticas gerenciais, a visão de curto e longo prazos etc não estão adequadamente alinhados;
  • quando não existe sintonia entre as lideranças das empresas envolvidas, comprometendo o diálogo franco e permanente;
  • quando uma das partes ou todas elas não estão dispostas a fornecer informações relevantes, mantendo-as sob sigilo.

Exemplos de Joint Ventures

  • Boeing e Embraer: anunciaram recentemente a intenção de criarem uma nova empresa na área de aviação comercial da companhia brasileira.
  • Pfeizer e Zhejiang Hisun: da união dessas duas empresas nasceu a Zhejiang Hisun, em 2012. A proposta era recuperar as vendas da Pfeizer e abrir oportunidades no mercado chinês.
  • Ford e a Toyota: em 2011 decidiram se unir para desenvolver caminhões híbridos.
  • Nokia e Siemens: em 2007 lançaram a Joint Venture Nokia Siemens Networks para fabricação de equipamentos de telecomunicações.
  • Sony e Ericsson: criaram a Sony Ericsson, em 2001. A meta era juntar os pontos fortes de cada uma delas na fabricação de telefones celulares.
  • A Nintendo, Gradiente e a Estrela no Brasil: entre os anos 90 e 2000, criaram a Playtronic. Elas lançaram consoles, como os videogames Super NES, Nintendo 64 e Nintendo GameCube.
  • Volkswagen e Ford: criaram a Autolatina, que funcionou de 1987 a 1996. As empresas compartilharam custos e otimizaram os pontos fortes de cada uma. Envolveu os mercados brasileiro e argentino.

Você conhece outros exemplos interessantes de Joint Venture? Compartilhe conosco!

E, agora, nós da 12Min selecionamos uma opção de leitura fantástica para você:

Joint Venture

Organizações Exponenciais – Salim Ismail & Michael S. Malone &  Yuri Van Geest

Por que essas organizações são dez vezes melhores, mais rápidas e mais baratas do que a sua? E o que fazer a respeito? Segundo os autores, no mundo dos negócios, performance é o fator crucial. Assim, quanto maior a sua, mais você cresce. Nesta obra, você vai aprender a crescer e escalar por meio da tecnologia.

O microbook de Organizações Exponenciais já está na plataforma 12 Min. Boa leitura!

Organizações Exponenciais

Entenda o que é risco legal e como escapar dele

Não existe empreendimento sem riscos e o risco legal aparece entre os mais difíceis de serem mensurados e gerenciados pelas empresas. É por isso que o assunto merece atenção, uma vez que falta ou má gestão destes riscos pode comprometer o sucesso do negócio.

risco legal

Além do risco legal, existem vários outros que tiram o sono dos executivos. Entre eles, destacam-se os riscos da concorrência, financeiro, mercado, inovação tecnológica, recursos humanos etc.

Nesse post, vamos focar no risco legal. Você vai entender melhor o que é, quais os tipos e o que as empresas têm feito para manter o controle sobre eles e evitar os mais diversos tipos de prejuízos.

O que é um risco legal?

Risco significa a probabilidade de ocorrer algum evento que resulte em danos para a empresa, sejam eles humanos, financeiros, de credibilidade etc.

Já o risco legal é a possibilidade da empresa vir a ter algum tipo de prejuízo em função de problemas ligados à legislação ou com a Justiça.

Os riscos legais impactam fortemente na reputação da organização, com prejuízos imensuráveis para o negócio, inclusive, podendo levar o empreendimento para fracasso. Daí a importância de se desenvolver uma estratégia eficaz de gerenciamento de riscos.

Principais tipos de risco legal

risco legal

1. Risco Regulatório

É a possibilidade de perdas ou danos que resultam de mudanças na legislação ou regulamentos em geral relacionadas à economia do país, mercado ou o negócio em si.

Mudanças repentinas da lei, por exemplo, podem afetar todo um planejamento de médio e longo prazos de uma empresa. E se houve qualquer tipo de descumprimento da lei, a organização fica sujeita a penalidades por parte das autoridades.

Um exemplo são as empresas que atuam com base nas limitações das agências reguladoras. Ao definir, unilateralmente, como o setor deve operar, as agências podem impactar seriamente o planejamento das empresas.

Nesses segmentos, o risco regulatório é extremamente elevado.

2. Risco de Conformidade

O risco aqui está relacionado com a probabilidade de uma empresa ser multada ou sofrer qualquer outro tipo de penalidade pelo descumprimento de leis, regulamentos, estatutos etc. Em muitos casos, o problema está nas falhas de gerenciamento.

Alguns riscos de conformidade comuns são:

Risco Ambiental: quando a atividade da empresa afeta organismos vivos ou o meio ambiente.

Saúde e Segurança no Trabalho: são todos os riscos relacionados à saúde e segurança das pessoas na empresa, como acidentes, contaminações, lesões por esforços repetitivos ou pela falta de atenção com questões ergométricas etc.

risco legal

Qualidade: refere-se à falta de controle, vendendo produto/serviço com qualidade abaixo do padrão esperado ou que não cumpre as leis e regulamentos.

Risco do Processo: riscos resultantes de falhas nos processos, levando ao descumprimento das leis e das responsabilidades assumidas com os clientes, fornecedores e demais parceiros. Essa falhas podem, ainda, levar a erros contábeis.

Práticas Corruptas: esse item inclui os subornos e fraudes (vamos falar mais sobre esse assunto adiante). É importante ressaltar que as organizações são responsáveis pelos atos de seus funcionários.

Responsabilidade Social: quando a atividade da empresa prejudica os funcionários ou a comunidade na qual está inserida.

3. Risco do Contrato

Esse é um dos mais lesivos entre os riscos legais e está no potencial de um cliente, fornecedor ou um parceiro não cumprir os termos de um determinado contrato, gerando perdas para a empresa.

O risco de contrato pode levar a penalidades e/ou disputas legais. Por isso, é muito importante investir pesado no gerenciamento de risco de contrato, com a elaboração de documentos detalhados e efetivos.

4. Obrigações Não Contratuais

Trata-se do risco de danos causados por violação dos direitos de terceiros. Isso pode ocorrer, por exemplo, em relação a marcas registradas e patentes. Existem ainda os danos por ações ilícitas resultantes de negligência, falsas declarações, entre outros, durante uma transação comercial.

5. Risco de disputa

risco legal

Trata da possibilidade de surgir um desacordo com cliente, funcionário, parceiro ou qualquer outra pessoa, gerando danos para o negócio. O termo desacordo geralmente é usado quando ainda não se chegou ao ponto de um litígio. Quando resultam em litígio, o problema cresce e a solução encarece.

6. Risco de Reputação

Perder a reputação por causa de práticas ilícitas ou qualquer evento criminal (por parte de funcionários, fornecedores etc) é um risco legal com consequências sérias. Ou seja, a empresa pode perder clientes para sempre e, ainda, ver os seus talentos e investidores virando as costas para sua marca.

Fugindo do litígio

risco legal

Insatisfação do cliente com a qualidade do produto/serviço, lesões físicas, interrupção de serviços, violação de patentes, roubo de propriedade intelectual, descumprimento ou rompimento unilateral de contratos… enfim, existe uma lista sem fim de motivos que podem levar a um litígio.

Ou seja, qualquer atividade que lesa a outra parte pode levar uma empresa a ser processada por pessoas físicas ou jurídicas. Assim, o litígio é um risco legal que preocupa muito as organizações e elas investem pesado em ações que evitem chegar a esse ponto.

Práticas corruptas

risco legal

O risco de fraude é também um risco legal. O dicionário online Dicio descreve fraude como:

“Logro – falsificação de produtos, documentos, marcas etc.; qualquer ação ilícita, desonesta, ardilosa que busca enganar ou ludibriar alguém. Contrabando – inserção de mercadorias estrangeiras sem o pagamento de impostos: fraude tributária. Não cumprimento de um dever, de uma obrigação: a promessa era fraude”.

A fraude é uma das formas mais comuns de atividades ilegais nas empresas e que resultam em risco legal.

Os tipos de fraudes mais comuns relacionados aos riscos legais

Contábeis

Incluem a manipulação intencional de demonstrativos financeiros, colocando a empresa numa situação diferente da realidade. Isso pode levar acionistas e investidores a cometer falhas. O mercado mundial está cheio de exemplos de escândalos contábeis.

Apropriação indevida de ativos

Ocorre quando os próprios funcionários usam os ativos da empresa em benefício próprio. Inclui falsificação de cheque, roubo de inventário ou de serviços, entre outros. Os prejuízos principais são financeiros e de reputação.

Roubo de dados

Está relacionada principalmente com o roubo de dados pessoais que podem ser usados ​​contra a própria empresa. Essa situação coloca a empresa em maus lençóis junto às autoridades e órgãos reguladores.

Suborno e corrupção

Numa pesquisa publicada esse ano pela Ernst & Young, o Brasil é líder em suborno e corrupção nas empresas. Nessa pesquisa, foram ouvidos 2.550 executivos de 55 países e para 96% dos entrevistados brasileiros, as práticas de suborno ou corrupção andam soltas nos negócios. Fraudes de suborno e corrupção causam sérios danos aos cofres e à reputação das organizações.

Tolerância zero para o risco legal

Muitas empresas implementam a política de tolerância zero em relação aos riscos legais. No entanto, os especialista afirma não existe ação capaz eliminar em 100% os riscos de uma empresa.

Como foi mencionado, é difícil medir com precisão os riscos legais. Porém, com base na definição de risco da ISO 31000, as empresas identificam quais são os pontos vulneráveis e mensuram os seus possíveis danos. A partir daí, investem na gestão de riscos.

Um Programa de Gerenciamento de Riscos Legais eficaz faz um raio X nos “gaps” e atua nos eventos previsíveis, de forma preventiva. O objetivo é checar se a empresa vem cumprindo as leis e regulamentos relacionados à sua atividade.

Desta forma, é essencial a participação ativa de um advogado no time que conduz esse programa. Além disso, é fundamental o apoio de profissionais de diferentes áreas, como contadores, pesquisadores etc, sempre que necessário.

Considerações finais

risco legal

Falhas, práticas abusivas, descumprimento de leis e contratos, enfim, são várias as ações que podem levar tudo a perder em um empreendimento. Perde-se dinheiro, talentos, reputação… Pode-se perder até mesmo o próprio negócio.

Assim, ficar atento aos riscos empresariais, inclusive, o risco legal, e investir numa política arrojada de gerenciamento de riscos podem evitar muito prejuízo e dores de cabeça para a empresa e demais parceiros.

Ou seja, quando o assunto é risco legal, atuar fortemente na prevenção continua sendo o melhor remédio.

Essas informações foram úteis para você? Se você conhece algum caso envolvendo riscos legais, compartilhe-o conosco.

E, agora, nós da 12min indicamos a leitura de um microbook imperdível:

Briga de Cachorro Grande – Fred Vogelstein

risco legal

Segundo Vogelstein, a criação dos smartphones e tablets foi marcada por gritos, punhaladas pelas costas, tristeza, pânico e medo sobre o que seria necessário para que esses projetos virassem realidade e chegassem às mãos dos consumidores. Vale a pena conhecer e aprender com essa história.

Briga de Cachorro Grande.

Esse microbook está disponível no 12min, o seu app de desenvolvimento pessoal.

Você sabe quais são os tipos de sociedade empresarial?

Está pensando em se aventurar no mundo dos negócios? Se a resposta é sim, temos informações valiosas nesse post para você. Afinal, conhecer os tipos de sociedade empresarial é requisito indispensável antes de se fazer os primeiros investimentos.

tipos de sociedade

O cenário econômico brasileiro tem levado muita gente a apostar do negócio próprio. Segundo levantamento do Sebrae, o Brasil tem hoje 6,4 milhões de estabelecimentos. Desse total, 99% são micro e pequenas empresas (MPE).

Paralelamente ao nascimento dos novos empreendimentos, existe outra estatística nada positiva. Ou seja, 1 em cada 4 empresas fecha antes de completar 2 anos de vida, também, de acordo com o Sebrae.

As causas dessa morte prematura de empresas brasileiras tem várias razões, entre elas, a crise político-econômica, excesso de burocracia e falta de informações em geral.

Desta forma, definir em qual tipo de sociedade empresarial seu negócio se enquadra lhe permitirá programar a ações adiante. Com isso, aumentam as suas chances de acerto.

Mas o que é uma sociedade empresarial

tipos de sociedade

As sociedades empresariais estão definidas nos artigos 1309 a 1312 do Código Civil. Elas nada mais são do que um grupo de pessoas que se juntam para exercer uma atividade econômica. Isso pode ocorrer por meio da produção de algo ou comercialização de produtos ou serviços.

5 tipos de sociedade empresarial comuns no Brasil

tipos de sociedade

Sociedade Simples

Trata-se do modelo mais básico de sociedade empresarial. Ela é muito usada pelos profissionais liberais e prestadores de serviços, como médicos, dentistas, escritores, advogados etc.

A sua principal característica é o fato de que atividades a serem exercidas devem estar relacionadas à prestação de serviços de natureza intelectual e/ou cooperativa. Desta forma, os profissionais – que podem ser dois ou mais parceiros – atuam exatamente em suas profissões.

A sociedade simples não está sujeita a processos de recuperação judicial. Sua constituição é realizada no cartório de Registro Civil das Pessoas Jurídicas e não passa pela Junta Comercial.

Sociedade Anônima (S/A)

Esse é um tipo de sociedade empresarial mais complexo, com regulamentações específicas. É adotado, geralmente, pelas grandes empresas. São aquelas que vêm com o S/A na frente do nome da companhia.

Para formar uma sociedade anônima, são necessários, no mínimo, dois diretores, acionistas ou não, mas que moram no Brasil. Todos os integrantes têm os seus anonimatos assegurados. Ou seja, os nomes deles não constam no contrato social da empresa.

Outra características é que “a sociedade anônima terá o capital dividido em ações, e a responsabilidade dos sócios (acionistas) será limitada ao preço de emissão das ações subscritas ou adquiridas”.

O capital da empresa pode ser aberto ou fechado.

Sociedade Limitada (LTDA)

Esse é um tipos de sociedade empresarial mais usado no Brasil, indicado para empresas de pequeno porte. Um dos motivos está, principalmente, na simplicidade de registro e administração.

Outra característica da Sociedade Limitada é que a responsabilidades dos sócios são definidas com base no seu capital social. Assim, o patrimônio pessoal deles fica protegido em caso de dívidas, falência ou dissolução do negócio.

O administrador de uma LTDA não precisa ser necessariamente um dos sócios. Ou a empresa pode ser administrada por um grupo de sócios. No entanto, tudo deve constar no Contrato Social.

Os sócios de uma Sociedade LTDA podem ser pessoa física ou jurídica, brasileira ou estrangeira.

Sociedade em Nome Coletivo

Nessa modalidade, apenas pessoas físicas podem participar e a responsabilidade é dividida de maneira igual entre os sócios. Todos eles têm responsabilidades ilimitadas. Outra característica é que a administração da empresa não pode ser terceirizada.

Entre os diversos tipos de sociedades, essa é aquela em que no nome social constam os nomes do sócios, seguido da nomenclatura “& Cia” ou “Companhia”.

Sociedade em Conta de Participação

Nesse caso, a sociedade somente pode ser realizada para fins comerciais. Para isso, um dos sócios deve ser, obrigatoriamente, um comerciante.

Esse é um dos tipos de sociedade com uma característica peculiar na distribuição das responsabilidades. Ou seja, um dos sócios é que responderá juridicamente pela empresa e por sua administração. O demais são considerados sócios participativos – antigamente chamados de sócios ocultos.

Outros tipos de sociedade empresarial

tipos de sociedade

Sociedade Cooperativa

Trata-se de um tipo de sociedade que exige uma quantidade mínima de 20 sócios. As responsabilidades de cada um podem ser limitadas (respondem apenas pelas suas ações) ou ilimitadas (têm obrigações sociais do negócio como um todo).

A sociedade Cooperativa é voltada para a prestação de serviços, sem fins lucrativos. Ela possui natureza civil e não está sujeita a falência.

Outra característica marcante está no estilo de gestão, que é totalmente democrático.

Sociedade em Comandita Simples

Entre os diversos tipos de sociedade, a modalidade em Comandita Simples é pouco usada no Brasil. Os seus sócios são divididos em duas categorias: Comanditários e Comanditados.

O Comanditário é responsável pelo valor da respectiva cota. Ele participa apenas com o capital e não está autorizados a exercer cargos administrativos e nem se envolver na função social da empresa.

Já o Comanditado é responsável solidário e pessoa física. Ele participa com o capital e com a administração.

A entrada de um novo sócio deve ser validada por todos os demais sócios já existentes.

Sociedade Comandita por Ações

Essa é uma sociedade em que o capital social é dividido por cotas, como ocorre com a Sociedade Anônima. A diferença entre esses dois tipos de sociedade está na forma de operar. Ou seja, não ocorre de maneira conjunta com seus acionistas, mas por meio de firma ou de denominação.

Os sócios podem nomear mais de um diretor. Nesse caso, porém, o processo e escolha são definidos no ato de constituição da sociedade. Os sócios administradores assumem responsabilidade ilimitada sobre as funções sociais.

Os bens pessoais dos diretores apenas são impactados, no caso de falência, após ser esgotado o capital social da empresa.

Sociedade de Advogados

Trata-se de uma sociedade voltada para o segmento de advocacia. Ela é orientada pelo Estatuto da Advocacia e pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Ao contrário das demais modalidades, que devem manter os registros na Junta Comercial ou no Cartório de Registro das Pessoas Jurídicas, a Sociedade de Advogados faz os registros e arquivos da empresa na unidade da OAB da sua área de atuação.

Agora que você já conhece o quais os tipos de sociedade mais comuns no Brasil e as suas principais particularidades, que tal ir um pouco mais longe! O Blog 12 MIN tem um post muito interessante sobre as diferenças entre sócio e investidor e como escolher entre eles. Vale a pena checar!

E a dica de leitura da equipe 12MIN para hoje é um guia para ajudar a sua empresa a conseguir clientes. Anote aí:

Tração – Gabriel Weinberg & Justin Mares

Tração

Segundo os autores, para uma empresa crescer, mais importante que o produto em si é saber como chegar até os clientes. Distribuição é tudo e esse é o assunto abordado no livro. Traction passa por diversos canais de aquisição de clientes e ajuda você a escolher os melhores para o seu negócio.

Você encontra o resumo gratuito deste livro na plataforma 12min, para leitura online nos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle. Se você preferir, utilize a versão audiobook, para ouvir onde e quando quiser.

Boa leitura!

Aprenda como ser um bom vendedor e ultrapasse suas metas

Tem gente que nasce com o dom para vendas marcado no DNA. Mas são poucos. A maioria das pessoas precisa aprender e desenvolver as habilidades de como ser um bom vendedor. E se você é uma delas, fique com a gente, porque vamos falar de dicas valiosíssimas que o ajudarão a comemorar o sucesso.

como ser um bom vendedor

Para se chegar ao topo, a primeira coisa a se fazer é estabelecer as suas metas para um determinado período de tempo. Depois, sim, você vai trabalhar para atingir os alvos e ir cada vez mais longe.

10 dicas de como ser um bom vendedor

1. Ouça as dúvidas e necessidades do seu cliente

como ser um bom vendedor

Se você quer saber como ser um excelente vendedor? Então, vai aqui uma regra básica: aprenda a ouvir mais do que falar. Identifique os gargalos do seu cliente, estude a situação e veja como o seu produto/serviço o ajudará a vencer as dificuldades. Apresente soluções.

2. Vá atrás de novas oportunidades

Não fique dependendo apenas dos clientes que você já tem para alcançar as suas metas. Ou seja, faça tudo para conservá-los, sim, mas invista seu tempo também na prospecção. Trabalhe nisso regularmente, porque essa é uma dica valiosa de como ser um bom vendedor.

3. Prometeu, cumpra!

Não tente fechar uma venda com promessas que não podem ser entregues. Nesse caso, é melhor prometer menos e depois surpreender positivamente o seu cliente, com um pouco mais.

4. Tenha autoconfiança

como ser um bom vendedor

Você somente terá sucesso se acreditar no seu potencial e transmitir para os outros sua confiança. Esse é um item fundamental no manual de dicas para ser um bom vendedor, porque trata-se de uma tarefa que só você pode fazer. Mas não basta investir na autoconfiança. Você precisa, também, conhecer a fundo o seu produto/serviço e ter convicção de que ele realmente é uma boa opção para o cliente.

5. Não aceite o primeiro não

Como ser um bom vendedor se você não tem persistência? Quem já trabalha com vendas sabe que é comum ouvir um “não” logo de cara. Não pegue isso como pessoal e jamais desista tão rápido. Pelo contrário, assuma esse “não” como um obstáculo que pode ser superado. Se você usar todo o seu talento de vendedor, poderá convencer o cliente do valor do seu produto/serviço para ele.

6. Invista em uma proposta de valor

como ser um bom vendedor

Uma política de redução de preços e descontos nem sempre é uma boa estratégia para se conquistar um cliente. Segundo o livro “A Venda Desafiadora”, o segredo está em focar no valor que o produto/serviço oferece para a pessoa. Com isso, é possível manter os preços no patamar real, aumentando os lucros e deixando claro que o preço é inegociável. Pesquisas apontam que 81% dos vendedores consideram que a capacidade de vender valor acima do preço é a principal característica dos profissionais de sucesso.

7. Conheça o seu cliente

Você precisa se colocar em posição de destaque em relação aos demais concorrentes. Mas como impactar o cliente? O primeiro passo é deixar claro que você conhece o negócio dele e pode lhe oferecer ideias, informações e apoio valiosos. Passe a imagem de que você entende do assunto tanto ou mais do que ele. Pra isso, estude o seu cliente, o negócio em questão e o mercado, antes da reunião.

8. Invista pesado nas apresentações

O manual de como ser um bom vendedor coloca a apresentação com um diferencial para o profissional que busca alcançar ou até mesmo superar as metas. E para isso, esqueça o discurso padrão. Ao contrário, prepare abordagens personalizadas, focadas nas necessidades de cada cliente em especial. E treine antes de se encontrar com cada um deles. Enriqueça sua apresentação com ingredientes como empatia e visão

9. Ofereça informações na dose certa

como ser um bom vendedor

Ao se encontrar com o cliente, não coloque um monte de informações sobre a mesa de uma só vez, logo no início. Os autores de “A Venda Desafiadora” ensinam que você deve, primeiramente, prender a atenção das pessoas à sua frente para, somente depois, mostrar seu conhecimento com informações específicas sobre a empresa e os obstáculos que ela enfrenta.

10. Mantenha-se na mente do cliente

Use a criatividade, mas encontre um jeito de não deixar que o cliente e o cliente em potencial se esqueçam de você. Apele também para as ferramentas tradicionais, como e-mail, email marketing, correio tradicional, rede etc. Ofereça valor em seus produtos/serviços e lembre-se que um ou dois contatos não são suficientes para se obter sucesso.

Dicas para o empreendedor

como ser um bom vendedor

O empreendedor não pode deixar o desafio de impulsionar as vendas nas mão das suas equipes. A empresa também deve estar sempre atenta a novas formas de superar metas. Vejam algumas dicas:

    1. Amplie o seu alcance. Para isso, debata com sua equipe quais os possíveis novos mercados que podem ser segmentados.
    2. Invista na ativação de vendas como fórmula para melhorar a produtividade de vendas. Pesquisas mostram que 59% das empresas de alto desempenho têm uma função de ativação de vendas definida. O mesmo ocorre com 72% de todas as instituições que registram receitas acima de 25% do que foi planejado.
    3. Utilize conteúdos relevantes como ferramenta de apoio para sua equipe de vendas. Mantenha todo esse material com acesso fácil, sempre que o profissional precisar dele. Pesquisas apontam que 67% dos times de alto desempenho criam conteúdos importantes para os clientes.
    4. Mantenha os times de vendas e marketing alinhados, trabalhando juntos, como parceiros e não como concorrentes ou inimigos. Eles devem compartilhar metas e resultados.

Continue aprendendo, sempre

Você curtiu as nossas dicas de como ser um bom vendedor? Mas nós não terminamos aqui. Agora, vamos falar de aprendizagem continuada.

Tenha em mente que o mundo dos negócios muda constantemente, em ritmo acelerado. Então, para se tornar um campeão de vendas, adapte-se a isso ou será jogado para escanteio.

Não importa se você é o dono do negócio ou um colaborador. Todo mundo precisa se atualizar sempre. E ninguém precisa voltar para a escola ou gastar rios de dinheiro para se manter em dia, porque existem incontáveis recursos, muito deles gratuitos.

Por exemplo, na internet você encontra os TEDs, webinars ou podcasts. Existe ainda uma infinidade de treinamentos e cursos de aperfeiçoamento. As próprias empresas disponibilizam oportunidades valiosas para você se manter atualizado com o que há de mais novo no momento.

E você, ainda, pode recorrer aos livros. O mercado editorial está recheado de boas opções. Se você não tem muito tempo para ler, o 12min pode ser sua aliada. A plataforma oferece o resumo das mais valiosas obras, para serem lidos em apenas 12 minutos cada.

Veja uma sugestão de leitura que a equipe do 12min separou para você:

Vender é Humano – Daniel H. Pink

como ser um bom vendedor

Surpreenda-se com o seu poder de convencer os outros.

Vender é HumanoBoa leitura e lembre-se de praticar tudo o que aprender!

Você sabe quem foi Napoleon Hill?

Há quem diga que o maior segredo de quase todas as pessoas de sucesso é Napoleon Hill. Será que é verdade? Vamos descobrir isso!

O que é o sucesso para você? Há quem responderá essa pergunta dizendo que sucesso é a realização pessoal aliada a realização profissional. Há também quem afirme que o sucesso está ligado ao montante de dinheiro que acumulamos durante a vida, fruto de nosso trabalho e esforço. Há ainda um outro grupo, que afirma que sucesso é ser bem-sucedido no que mais ama, mesmo que isso não gere um retorno financeiro muito grande.

Napoleon Hill

A discussão é ampla e sucesso parece ser algo difícil de encontrar.

Menos para Napoleon Hill!

Este estudioso e escritor norte-americano foi considerado uns dos mais bem-sucedidos de sua época – século XX – tendo sua memória firmada até hoje. Quando o assunto é desenvolvimento social, o nome de Napoleon Hill sempre surge.

O post de hoje será não apenas para apresentar essa personalidade para quem ainda não a conhece. Queremos também conversar um pouco sobre a sua grande obra, a Lei do Triunfo, e sofre a filosofia do sucesso, que rendeu todo esse reconhecimento.

Quem foi Napoleon Hill

Napoleon Hill

A história de sucesso de Napoleon Hill começou basicamente no início do século XX. Andrew Carnegie queria descobrir o que todas as pessoas de sucesso da sua época tinham em comum. A estratégia era conhecer, estudar e usar esse denominador para seu próprio desenvolvimento.

Foi quando ele contratou Napoleon Hill, que era dono de uma curiosidade e um poder de análise fora do comum.

A pesquisa de Napoleon o levou a conhecer a história de mais de 6 mil pessoas ricas e de muito poder ao redor do mundo. Algumas dessas pessoas, inclusive, foram entrevistadas por ele. Por exemplo, Graham Bell, Theodore Rosevelt, Thomas Edson, John Rockfeller, entre outros.

O estudo ganhou nome: Master Mind. Após 20 anos de pesquisa, Napoelon Hill conseguiu chegar ao ponto que queria e descobriu o que ele chamou de Lei do Triunfo, ou o segredo para o sucesso absoluto.

Por que conhecer a obra de Napoleon Hill pode ajudar no sucesso pessoal e profissional?

Mindfulness

Nós contaremos quais são essas leis do triunfo, mas também queremos explicar que, o grande segredo delas está na tranquilidade com que elas são analisadas, entendidas e praticadas. Quando se conhece e se compreende a obra de Napoleon Hill, dá para ver de uma maneira mais clara o que está impactando de positivo no seu negócio, nas suas finanças ou até mesmo no seu desenvolvimento como pessoa.

Nós temos uma mente que pode nos influenciar para o bem na mesma proporção que nos influencia para o mal. A forma como administramos esses sentimentos e pensamentos é que faz com que alguns tenham mais destaque que outros. O Budismo e a técnica Mindfulness afirmam isso o tempo inteiro! Entender como dominar isso faz toda diferença.

Não estamos dizendo que você terá que controlar o que vai sentir, mas a dominação evita que alguns sentimentos subtraiam outros mais importantes naquele momento em particular. É quando você chegou em um nível mais avançado de desenvolvimento pessoal.

Isso é somente para estudiosos, filósofos e grandes personalidades? Não! A melhor parte da Lei do Triunfo e de toda a filosofia do sucesso é que ela não discrimina ninguém. Qualquer pessoa pode aplicá-la dentro dos seus propósitos pessoais. Ela é para você, para nós!

A Lei do Triunfo: conheça os 16 passos para o sucesso

Napoleon Hill conseguiu definir a filosofia do sucesso em 16 passos que ele também chamou de Lei do Triunfo. Veja quais são e comece a praticá-los ainda hoje.

1 – Associação com outras pessoas com o mesmo perfil de pensamento, o Master Mind de Napoleon Hill

Esse foi o primeiro grande segredo descoberto na pesquisa de Napoleon Hill. Ele notou que, todas as pessoas bem-sucedidas estavam associadas com outras em igual escala. A soma de duas ou mais mentes brilhantes ele chamou de Master Mind, que significa a Mente Mestra do sucesso de uma organização ou grupo.

2 – Objetivo principal definido

Napoleon Hill

Todas as pessoas precisam ter propósitos de vida bem definidos e traçados. Sim, faz diferença você desejar ser o presidente da Coca Cola, por exemplo, em vez de pensar em se chegar à presidência de uma multinacional sem especificar qual.

Napoleon afirma que escrever o seu objetivo e deixá-lo em um lugar onde possa ser visto e reafirmado todos os dias, ajuda bastante na sua realização. Vale lembrar que esse objetivo pode ser profissional ou pessoal.

3 – Confiança em si próprio

Sim, você precisa acreditar que é capaz. Acreditar verdadeiramente em suas capacidades, esforços e vontades. Isso gera força e motivação para conquistar seus objetivos.

4 – Economia

Napoleon Hill

Todas as pessoas entrevistadas por Napoleon tinham um controle firme com suas economias. A educação financeira é um diferencial para todo tipo de sucesso.

5 – Iniciativa e Liderança

A quinta Lei do Triunfo mostra que ser um líder e não um seguidor é que traz o sucesso para a sua vida. É preciso tomar iniciativa, ter o controle e empreender. Essas três ações farão diferença na realização do seu objetivo.

6 – Imaginação

Napoleon Hill

Sabe aquela frase que diz “Pense sempre fora da caixinha”? É exatamente o que propõe a sexta lei de Napoleon Hill. É preciso usar a imaginação e ousar para conseguir chegar onde se deseja. Se há o problema, há a solução e você pode encontrá-la.

7 – Entusiasmo

E o que seria da confiança sem o entusiasmo? Grande parte das pessoas que se tornaram idealizadores em destaque são grandes entusiastas. Mesmo quando todas as condições mostram algo contrário, não desanime.

8 – Autocontrole

Napoleon Hill

Do outro lado da corda temos o autocontrole. Mesmo precisando ter entusiasmo sempre, é importante manter a coerência para avaliar cada situação vivida. Reforçamos o que citamos mais acima no texto: a nossa mente tem o poder de nos levar para o bem e para o mal. Nós precisamos saber controlar isso.

9 – Hábito de fazer mais do que a obrigação

Para Napoleon, há dois tipos de pessoas que não alcançarão o sucesso se permanecerem com o mesmo comportamento:

    • As pessoas que não fazem o que lhes é pedido;
    • As pessoas que só fazem o que lhes é pedido.

Faça além da sua obrigação, como pessoa, como família, como profissional. Isso não apenas alimenta seu corpo, como também proporciona muito mais conhecimento e vantagens no caminho para o sucesso.

10 – Personalidade Atraente

Pessoas simpáticas, que mantém uma aparência mais suave e de tranquilidade têm muito mais chance de se destacar no mercado ou em relacionamentos interpessoais. A simpatia é uma arma muito convincente e poderosa para qualquer tipo de relação. Cultive-a.

11 – Pensar com exatidão

Napoleon Hill

Lembra quando falamos em ser claro com nossos objetivos lá no começo? É basicamente isso. É preciso focar para ter sucesso. Evite pensamentos e atividades conturbadas e que possam tirar você do caminho.

12 – Concentração

E para que o foco apareça é preciso concentração. Hoje, manter a concentração em atividades é bem mais complexo do que quando Napoleon Hill desenvolveu essas 16 leis. Atualmente, a sociedade sofre pequenos ou grandes distúrbios que comprometem a concentração nas atividades e na vida em geral. A boa notícia é que eles podem ser controlados e cuidados.

13 – Cooperação

Napoleon Hill

A décima terceira Lei do Triunfo reafirma o que foi dito no início do texto. É preciso a cooperação de pessoas que tenham o mesmo objetivo que você. A cooperação em todos os níveis facilita e gera força de vontade.

14 – Fracasso

Ninguém é 100% realizado. Precisamos abrir mão de muitas coisas e isso pode nos levar ao fracasso em algum aspecto. Pode parecer estranho esse tipo de ideologia em uma lista de leis para o sucesso, mas acredite que o fracasso também tem muito o que nos ensinar e fortalecer.

15 – Tolerância

Napoleon Hill

Não somente para lidar com as diferenças de outras pessoas, mas principalmente para saber lidar com as próprias diferenças. A tolerância nos ensina e muito sobre desenvolvimento pessoal. Pessoas tolerantes são mais cooperativas, responsáveis, calmas, controladas, entre outras características. É tudo o que você precisa para ser bem-sucedido.

16 – Fazer aos outros aquilo que quer que seja feito a você mesmo

O universo conspira a nosso favor, mas é preciso não conspirar contra ele. A Regra do Ouro, da Lei do Triunfo, fala de uma regra básica da vida: não fazer com o outro o que você não quer que seja feito com você!

Você sabia quem foi Napoleon Hill? Já conhecia a Lei do Triunfo e a Filosofia do Sucesso? O que achou? Comente!

O Manuscrito Original

E lembre-se: a plataforma 12min tem os resumos das principais obras desse fantástico escritor. Vale a pena passar por lá!