70% OFF

Oferta exclusiva da Black Friday

    

12min
logo 12min

Acelere sua evolução!

Obtenha os melhores resumos para impulsionar sua carreira e sua vida.

Acelere sua evolução!

Obtenha os melhores resumos para impulsionar
sua carreira e sua vida.

logo 12min

Como criar uma cultura de empowerment na sua empresa

4 min de leitura ⌚ 

Muitas empresas estão adotando a cultura do empowerment como estratégia de gestão de pessoas. O foco aqui é manter uma equipe motivada, criativa e com iniciativa; reduzir turnover de talentos e atrair outros profissionais brilhantes.

E o que as empresas ganham com isso? Satisfação do funcionário, melhoria do clima organizacional e aumento da produtividade, da qualidade dos produtos/serviços e da competitividade. Tudo isso deságua na planilha de resultados, é claro.

O que é empowerment

Empowerment significa “descentralização de poderes”. Nas empresas, é usado para nomear um estilo de gestão baseado na descentralização do poder, proporcionando uma participação maior dos funcionários, com mais autonomia de decisão.

É muito mais que uma simples delegação de tarefas, porque envolve engajamento, comprometimento e responsabilidades. Os profissionais sentem-se parte do negócio e são também responsáveis pelo sucesso dos projetos.

O empowerment não se limita aos gestores, pelo contrário, é importante que atinja pessoas de várias áreas e em todos os níveis hierárquicos da organização. Ou seja, quanto mais pessoas adotarem e/ou se beneficiarem dessa estratégia, melhor.

Os pilares do Empowerment?

empowerment

Por meio do empowerment, os funcionários assumem responsabilidade pelos resultados da organização e se tornam mais comprometidos com suas tarefas. Todos caminham juntos, na mesma direção.

Essa estratégia do empowerment está amparada nos seguintes pilares:

  1. Poder – delegação de tarefas e responsabilidades em todos os níveis da organização.
  2. Motivação – reconhecimento da performance dos funcionários.
  3. Desenvolvimento – capacitação contínua da equipe.
  4. Lideranças – descentralização das decisões.

As vantagens

A importância do empowerment nas empresas é significativa. Entre as vantagens desse modelo de gestão, destacam-se:

  • Planejamento, estratégias e propósitos claros e conhecidos por todos.
  • Aumento da motivação, autoconfiança e autoestima dos funcionários.
  • Melhoria no clima organizacional.
  • Proatividade e agilidade na tomada de decisões.
  • Simplificação dos processos.
  • Ampliação do senso de cooperação e responsabilidade entre os funcionários.
  • Foco no cliente.
  • Facilidade maior na identificação, valorização e retenção de talentos.
  • Redução de custos.
  • Produtividade elevada.

Como aplicar o empowerment em sua empresa

empowerment

O objetivo desse modelo de gestão é aproveitar ao máximo o potencial dos profissionais, dando a eles autonomia para pensar, agir e ajudar o empreendimento crescer.

Descentralizar tarefas e poder não é algo simples para uma parte significativa de gestores. Mas, se o remédio é bom e necessário, o jeito é aprender a fazer a coisa certa. Veja algumas dicas:

  • Tenha um propósito e não foque apenas em maximizar o valor para os acionistas.
  • Certifique-se de que todos os funcionários conheçam esses propósitos e entendam porque é importante que a organização exista.
  • Desenvolva estratégias para aplicar o novo estilo de gestão, transformando os funcionários em profissionais empreendedores, com iniciativa e criatividade aflorada.
  • Faça com que todos assimilem a importância da autonomia e autoridade nos processos da organização e assumam responsabilidades.
  • Invista na comunicação. O modelo de cima pra baixo, do tipo “eu mando, você obedece”, não funciona no estilo de gestão voltado para o empowerment. A regra de ouro aqui é saber ouvir, abrindo canais para que os funcionários possam se manifestar com ideias, sugestões e até críticas construtivas.
  • Compartilhe as informações da empresa de maneira estruturada e consistente.
  • Defina metas e prazos para os projetos, para que esses profissionais possam ser autogerenciáveis.
  • Delegue atividades e responsabilidades para profissionais que possuam as habilidades e competência para a função em questão.
  • Reconheça o bom desempenho, para que os funcionários se sintam valorizados.
  • Seja sincero. Mostre para sua equipe que você respeita a inteligência dela.
  • Invista no desenvolvimento dos funcionários com cursos, treinamentos, eventos, palestras etc, com foco no empowerment e no crescimento do negócio.
  • Incentive os funcionários a pedirem ajuda quando precisarem.
  • Monitore e avalie os resultados das equipes com frequência. Se necessário, faça ajustes ou estabeleça novas metas.

Uma mudança desse tamanho não se faz da noite para o dia. O processo é gradativo e o gestor deve se atentar as isso na hora de cobrar resultados.

Empowerment e Cultura Organizacional

A cultura de uma empresa é o retrato do seu pensamento e isso tem um peso significativo quando o assunto é reter funcionários e mantê-los felizes no trabalho. Assim,  Empowerment e cultura organizacional andam sempre de mãos dadas.

Ao oferecer um ambiente em que as pessoas gostam e têm prazer em passar uma parte considerável do dia, a empresa consegue melhorar o desempenho das equipes dia após dia.

Veja algumas dicas de como construir uma cultura forte para sua empresa.

    1. Alinhamento da cultura da empresa – O segredo é capacitar e incentivar os funcionários em torno da cultura organizacional, despertando neles o orgulho de pertencer.
    2. Respeito à diversidade – Toda pessoa deve tratar o outro como gostaria de ser tratada, colocando o respeito sempre em primeiro lugar.
    3. Cuidado com o outro – Leve o grupo a entender que estão todos no mesmo barco. O bem-estar geral de um funcionário deve interessar a todos. Isso cria confiança e fortalece o espírito do trabalho em equipe.
    4. Inclusão – Não importa gênero, raça, religião ou orientação sexual. A inclusão é base sólida para uma cultura forte.
    5. Faça, não fale – As lideranças devem conduzir os seus times para as transformações por meio do exemplo, incorporando e praticando os valores e crenças da empresa.
    6. Comunicação clara –  Seja altamente eficaz na divulgação de notícias, mudanças, metas, critérios de promoção, resultados da empresa etc.
    7. Felicidade – Várias pesquisas comprovam que funcionários felizes produzem mais. O resultado disso aparecem nos números da empresa.
    8. História – Tenha uma história do seu produto/serviço, por exemplo. Pessoas gostam de histórias e elas (as histórias) contribuem na construção de uma cultura autêntica e forte.

Se você gosta de aprender cada dia mais, os livros são um caminho que o levará direto ao seu objetivo. A plataforma 12Min tem o resumo das melhores obras do mundo dos negócios.

Quer uma sugestão de leitura especial pra hoje? Anote aí:

Criatividade S/A – Edwin Catmull

empowerment

Como superar as forças invisíveis que ficam no caminho da verdadeira inspiração. Esse é o ensinamento principal desse livro, que ensina como construir e desenvolver uma cultura de criatividade e apresenta uma coleção de ideias sobre como despertar e manter a criatividade da sua equipe e vencer os problemas advindos da falta dela.

Boa leitura!